Sunteți pe pagina 1din 4

Avaliar 70,00 de um máximo de 100,00

Questão 1
Correto
Atingiu 20,00 de 20,00

Marcar questão

Texto da questão

Marque a correta no que se refere à relação temporal entre a apuração de um prejuízo à


Administração nos meios administrativos e na responsabilidade civil indenizatória:
Escolha uma:
a. Não há relação temporal, de forma que tanto uma, como a outra podem ocorrer
primeiro, ou mesmo as duas simultaneamente.
b. A apuração administrativa deve ocorrer antes da apuração da responsabilidade civil.
c. A apuração civil deve ocorrer antes e embasar a apuração administrativa.
d. As duas apurações, administrativa e civil, devem ocorrer simultaneamente.
Feedback

Resposta: Letra "a"


Feedback:
(Módulo 5, Unidade 2 - Responsabilização Civil).
“Obviamente que a apuração da responsabilidade civil (de repercussão patrimonial), no rito
judicial, é independente da apuração da responsabilidade administrativa (de repercussão
punitiva, no rol do art. 127 da Lei nº 8.112, de 11/12/90), podendo ocorrer antes,
simultaneamente ou depois desta última. ”
A resposta correta é: Não há relação temporal, de forma que tanto uma, como a outra
podem ocorrer primeiro, ou mesmo as duas simultaneamente..

Questão 2
Correto
Atingiu 20,00 de 20,00

Marcar questão

Texto da questão

Julgue as frases a seguir como verdadeiras (V) ou falsas (F), conforme a Lei nº 8.112:

Resposta 1
A responsabilidade civil de servidor tem natureza subjetiva.

No caso da ocorrência de dano material por ação do servidor, Resposta 2


fica configurada a responsabilidade civil.
A responsabilidade civil possui caráter patrimonial, Resposta 3
indenizatório e punitivo.
Recomenda-se que o servidor responsável por um bem que tenha Resposta 4
sido roubado faça boletim de ocorrência policial.
Feedback

Respostas Verdadeiras: "a" e "d"


Feedback B:
(Módulo 5, Unidade 2 - Responsabilização Civil).
“Para o foco pessoal do agente público, de imediato, antecipe-se que, no atual
ordenamento jurídico, a responsabilidade civil de servidor tem natureza subjetiva. Em
outras palavras, a obrigação pessoal do agente público em reparar dano em decorrência
do exercício do seu cargo requer a comprovação de que a sua conduta causadora do
prejuízo foi dolosa ou culposa, em ato comissivo ou omissivo. Sem esse pré-requisito
essencial, ainda que a atuação pública do servidor tenha acarretado dano, não se cogita
de responsabilizá-lo civilmente a reparar. ”
Feedback C:
(Módulo 5, Unidade 2 - Responsabilização Civil).
“A responsabilidade civil não tem índole punitiva, mas sim patrimonial e indenizatória. ”
A resposta correta é: A responsabilidade civil de servidor tem natureza subjetiva. → V, No
caso da ocorrência de dano material por ação do servidor, fica configurada a
responsabilidade civil. → F, A responsabilidade civil possui caráter patrimonial,
indenizatório e punitivo. → F, Recomenda-se que o servidor responsável por um bem que
tenha sido roubado faça boletim de ocorrência policial. → V.

Questão 3
Incorreto
Atingiu 0,00 de 20,00

Marcar questão

Texto da questão

Quanto à responsabilidade penal do servidor público, segundo a Lei nº


8.112, de 11/12/90, marque se a questão é verdadeira ou falsa:
A responsabilidade penal abrange os crimes e contravenções
imputadas ao servidor.
Escolha uma opção:
Verdadeiro
Falso
Feedback

Feedback: Art. 123. A responsabilidade penal abrange os crimes e contravenções


imputadas ao servidor, nessa qualidade. (Módulo V Unidade I)
A resposta correta é 'Falso'.

Questão 4
Correto
Atingiu 20,00 de 20,00

Marcar questão

Texto da questão

Qual dos itens abaixo não pode ser definido pelo Poder Judiciário como sanção cabível a
servidores na esfera penal:
Escolha uma:
a. Multa.
b. Prisão.
c. Restrição de direitos.
d. Suspensão.
Feedback

Resposta: Letra "d"


Feedback D:
(Módulo 5, Unidade 4 - Responsabilização Penal).
A responsabilidade do servidor na esfera penal deve ser definida pelo Poder Judiciário,
com a aplicação das respectivas sanções cabíveis, que poderão ser, conforme o caso,
privação de liberdade, restrição de direitos ou multa (art. 32, incisos I, II e III, do Código
Penal).
A resposta correta é: Suspensão..

Questão 5
Parcialmente correto
Atingiu 10,00 de 20,00

Marcar questão

Texto da questão

Julgue as frases a seguir como verdadeiras (V) ou falsas (F), conforme a Lei nº 8.112:

Em função da independência das instâncias, a esfera judicial não Resposta 1


poderá usar prévia apuração da responsabilidade administrativa
como peça de instrução da ação civil judicial.
Tanto na esfera administrativa, quanto na esfera civil a Resposta 2
responsabilização do servidor por dano patrimonial é subjetiva.
A ação civil por responsabilidade do servidor em razão de danos Resposta 3
causados ao erário é imprescritível.
A cobrança administrativa direta do débito no caso de prejuízo ao Resposta 4
erário é a regra na esfera administrativa, raramente chegando a
inscrever o débito em dívida ativa.
Feedback

Respostas Verdadeiras: Letras "b" e "c"


Feedback A:
(Módulo 5, Unidade 2 - Responsabilização Civil).
“Não obstante, sem negar a independência das instâncias, o que se recomenda, no caso
de já haver a prévia apuração da responsabilidade administrativa, é que a administração a
aproveite como peça de instrução da ação civil judicial, auxiliando na individualização da
responsabilidade civil de indenizar, uma vez que ambas as instâncias guardam índole
subjetiva. ”
Feedback D:
(Módulo 5, Unidade 2 - Responsabilização Civil)
“Na verdade, a cobrança administrativa direta do débito é exceção, possível apenas com
aquiescência do servidor ou em razão de impossibilidade de execução judicial. ”
A resposta correta é: Em função da independência das instâncias, a esfera judicial não
poderá usar prévia apuração da responsabilidade administrativa como peça de instrução
da ação civil judicial. → F, Tanto na esfera administrativa, quanto na esfera civil a
responsabilização do servidor por dano patrimonial é subjetiva. → V, A ação civil por
responsabilidade do servidor em razão de danos causados ao erário é imprescritível. → V,
A cobrança administrativa direta do débito no caso de prejuízo ao erário é a regra na
esfera administrativa, raramente chegando a inscrever o débito em dívida ativa. → F.