Sunteți pe pagina 1din 1

Sacríficio – Mariano Tavares / Romildo Soares

Em nome do vício

Ofereço-me em sacrifício

Não quero ir pro hospício

Não é hora de dizer adeus

Tenho mais um tento

Além

do regulamentar

Talvez algum dia

Mais adiante

Eu posso me salvar

Ainda resta poesia que alivia a paranoia

Onde eu monto meu cavalo de troia

Onde eu monto meu cavalo de troia

Onde eu monto meu cavalo de troia

E saio por aí