Sunteți pe pagina 1din 27

Como montar

uma fábrica de
mesas de bilhar

EMPREENDEDORISMO

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br


Expediente

Presidente do Conselho Deliberativo

Robson Braga de Andrade – Presidente do CDN

Diretor-Presidente

Guilherme Afif Domingos

Diretora Técnica

Heloísa Regina Guimarães de Menezes

Diretor de Administração e Finanças

Vinícius Lages

Unidade de Capacitação Empresarial e Cultura Empreendedora

Mirela Malvestiti

Coordenação

Luciana Rodrigues Macedo

Autor

Maria Angela Soares Lopes

Projeto Gráfico

Staff Art Marketing e Comunicação Ltda.


www.staffart.com.br
TOKEN_HIDDEN_PAGE

Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /


Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Sumário

1. Apresentação ........................................................................................................................................ 1

2. Mercado ................................................................................................................................................ 2

3. Localização ........................................................................................................................................... 2

4. Exigências Legais e Específicas ........................................................................................................... 3

5. Estrutura ............................................................................................................................................... 4

6. Pessoal ................................................................................................................................................. 5

7. Equipamentos ....................................................................................................................................... 5

8. Matéria Prima/Mercadoria ..................................................................................................................... 7

9. Organização do Processo Produtivo .................................................................................................... 8

10. Automação .......................................................................................................................................... 9

11. Canais de Distribuição ........................................................................................................................ 10

12. Investimento ........................................................................................................................................ 10

13. Capital de Giro .................................................................................................................................... 11

14. Custos ................................................................................................................................................. 12

15. Diversificação/Agregação de Valor ..................................................................................................... 13

16. Divulgação .......................................................................................................................................... 14

17. Informações Fiscais e Tributárias ....................................................................................................... 14

18. Eventos ............................................................................................................................................... 16

19. Entidades em Geral ............................................................................................................................ 16

20. Normas Técnicas ................................................................................................................................ 17

21. Glossário ............................................................................................................................................. 20

22. Dicas de Negócio ................................................................................................................................ 20

23. Características .................................................................................................................................... 21

24. Bibliografia .......................................................................................................................................... 21

25. Fonte ................................................................................................................................................... 22

26. Planejamento Financeiro .................................................................................................................... 22


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Sumário

27. Soluções Sebrae ................................................................................................................................. 22

28. Sites Úteis ........................................................................................................................................... 22

29. URL ..................................................................................................................................................... 22


Apresentação / Apresentação
1. Apresentação
A modalidade de bilhar mais conhecida no Brasil é a sinuca, popularmente jogada no
país desde o início do século XX.

Aviso: Antes de conhecer este negócio, vale ressaltar que os tópicos a seguir não
fazem parte de um Plano de Negócio e sim do perfil do ambiente no qual o
empreendedor irá vislumbrar uma oportunidade de negócio como a descrita a seguir. O
objetivo de todos os tópicos a seguir é desmistificar e dar uma visão geral de como um
negócio se posiciona no mercado. Quais as variáveis que mais afetam este tipo de
negócio? Como se comportam essas variáveis de mercado? Como levantar as
informações necessárias para se tomar a iniciativa de empreender?

Bilhar é um nome utilizado para denominar vários jogos de mesa que utilizam tacos e
bolas. A origem do bilhar segundo alguns historiadores está na transferência do jogo
francês "Croquet", disputado nos gramados dos palácios franceses do século 15, para
os salões. Com uma espécie de martelo, os jogadores impulsionavam bolas umas
contra outras, em determinada sequência, através de uma série de arcos no solo tendo
que vencer obstáculos como, por exemplo, buracos no solo.

O bilhar, em sua versão inicial, era jogado com apenas 3 bolas (uma vermelha e duas
brancas), pinos, arcos, "buracos" e outros obstáculos. Usava-se ainda, "massas" para
a impulsão das bolas, que cumpriam o papel da borracha nas mesas atuais.

O jogo evoluiu e apareceram variações do original, foram criadas as caçapas e


adicionadas mais bolas. Em 1875, foi criada mais uma variação do bilhar, talvez a mais
popular, a sinuca ou snooker.

A sinuca, modalidade de bilhar mais conhecida no Brasil, apareceu no país no início do


século XX. Os jogos ficaram famosos por serem disputados por “malandros” que
apostavam cervejas como prêmios. Para vencer o jogo mais rápido os “malandros”
retiravam bolas da mesa para vencer um maior número de adversários numa noite.
Assim nasceu a sinuca brasileira, com regras próprias diferenciando-se do snooker.

Hoje a sinuca ou bilhar já não é mais associada à malandragem, apesar de ainda estar
presente em grande número de bares de quase todas as cidades brasileiras. É
considerado um tipo de lazer ou recreação, presente em hotéis, clubes, condomínios e
residências. Conquistou adeptos em todas as classes sociais e faixas etárias, incluindo
até mesmo o público feminino.

Este documento não substitui o Plano de Negócios, que é imprescindível para iniciar
um empreendimento com alta probabilidade de sucesso. Para a elaboração do Plano
de Negócio deve ser consultado o Sebrae mais próximo.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 1


Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização
2. Mercado
Não existem dados específicos acerca do mercado de Fábrica de Mesas de Bilhar.
Este segmento é ligado à indústria moveleira, e por representar um nicho bastante
específico dentro de uma indústria tão ampla, não existem pesquisas de mercado e
dados estatísticos. Ainda que não baseados em dados, podemos admitir que é uma
atividade atrativa para o pequeno empreendedor, tendo em vista a exposição
abundante desses produtos em praticamente todo o país.

O conhecimento real das possibilidades de sucesso somente será possível através da


elaboração de um Plano de Negócios, avaliando o mercado específico que o
empresário deseja atender, seja do ponto de vista regional ou por tipo de cliente.

Uma pesquisa de mercado não precisa ser sofisticada, dispendiosa - em termos


financeiros - ou complexa. Ela pode ser elaborada de forma simplificada e aplicada
pelo próprio empresário, para estudar a concorrência já instalada, os preços praticados
e características gerais do público que pretende atingir.

Consultando a internet pode se ter uma ideia do potencial desse mercado, pela
quantidade de lojas ou fabricantes de produtos similares, e pela quantidade de
possíveis clientes, tais como clubes, bares, industrias ou empresas, condomínios e
salões especializados na cidade ou região em foco.

Além disso, vários produtos correlatos, tais como mesas para pebolim, carteado,
damas, xadrez, etc., apresentam os mesmos clientes e processos de fabricação
semelhante, podem ampliar significativamente o mercado alvo.

Para esclarecer dúvidas e para a elaboração de um Plano de Negócios, consulte o


Sebrae mais próximo.

3. Localização
A localização de uma fábrica é sempre um fator importante para o sucesso do negócio.
Alguns aspectos a serem considerados:

a) Infraestrutura:
- Disponibilidade de energia elétrica, água e esgotos, telefonia e internet;
- Vias pavimentadas e de fácil acesso para pessoas e veículos de transporte.
- Não estar sujeito a inundações.

b) Disponibilidade de mão-de-obra
- Existência de mão de obra qualificada na região.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 2


Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas
c) Disponibilidade de matérias primas
- Disponibilidade fornecedores e de matéria prima na região.

d) Incentivos Fiscais para implantação da indústria.

e) Mercado consumidor
- Existência de demanda para o produto na região.

f) Leis de Zoneamento
- Verificar se é possível a instalação de indústrias na região desejada

4. Exigências Legais e Específicas


Para dar início ao processo de abertura da empresa é necessário que se cumpra os
seguintes procedimentos:
1) Consulta Comercial
Antes de realizar qualquer procedimento para abertura de uma empresa, o primeiro
passo é realizar uma consulta prévia na prefeitura ou administração local. A consulta
tem por objetivo verificar se no local escolhido para a abertura da empresa é permitido
o funcionamento da atividade que se deseja empreender. Outro aspecto que precisa
ser pesquisado é o endereço. Em algumas cidades, o endereço registrado na
prefeitura é diferente do endereço que todos conhecem. Neste caso, é necessário o
endereço correto, de acordo com o da prefeitura, para registrar o contrato social, sob
pena de ter de refazê-lo.
Órgão responsável:
- Prefeitura Municipal;
- Secretaria Municipal de Urbanismo.

2) Busca de nome e marca.


Verificar se existe alguma empresa registrada com o nome pretendido e a marca que
será utilizada.
Órgão responsável:
- Junta Comercial ou Cartório (no caso de Sociedade Simples) e Instituto Nacional de
Propriedade Intelectual (INPI).

3) Arquivamento do contrato social/Declaração de Empresa Individual


Este passo consiste no registro do contrato social. Verifica-se também, os
antecedentes dos sócios ou empresário junto a Receita Federal, através de pesquisas
do CPF.
Órgão responsável:
- Junta Comercial ou Cartório (no caso de Sociedade Simples).

4) Solicitação do CNPJ
Órgão responsável:
- Receita Federal.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 3


Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura
5) Solicitação da Inscrição Estadual
Órgão responsável:
- Receita Estadual

6) Alvará de licença e Registro na Secretaria Municipal de Fazenda


O Alvará de licença é o documento que fornece o consentimento para empresa
desenvolver as atividades no local pretendido.
Órgão responsável:
- Prefeitura Municipal;
- Secretaria Municipal da Fazenda.

7) Matrícula no INSS
Órgão responsável:
- Instituto Nacional de Seguridade Social; Divisão de Matrículas – INSS.

Se o empreendedor desejar comprar madeira diretamente de distribuidoras precisará


obter uma autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos
Naturais Renováveis - IBAMA.

5. Estrutura
A dimensão do empreendimento é uma decisão do empresário, entretanto, sugere-se
uma área mínima de 1000m² para estruturar uma Fábrica de Mesa de Bilhar. O espaço
deve ser bem planejado para não atrapalhar o fluxo de atividades e a movimentação
de materiais e pessoas, e ainda proporcionar boa iluminação e ventilação.

A estrutura deverá contemplar, além da área industrial, um escritório, banheiro coletivo,


cozinha, copa, área para descanso dos colaboradores e um show room para
apresentação de alguns produtos.

O escritório deve contar com a um mobiliário leve e funcional, além dos computadores,
equipamentos para internet e impressoras.

A copa e cozinha deve estar planejada para atender ao quadro de funcionários


existente, e se as refeições serão preparadas no local. Isso determina se a cozinha
será do tipo industrial ou apenas de apoio.

A fábrica contará com os equipamentos e ferramentas básicas de marcenaria, pois em


geral a produção de mesas de bilhar é artesanal. Os equipamentos são:
esquadrilhadeiras, serras, furadeiras, tornos, lixadeiras, compressores, etc.

Atenção especial deve ser dada aos equipamentos de proteção individual (EPI), tais
como luvas, botas, máscaras, capacetes, óculos de proteção, além é claro, de
treinamento e capacitação aos funcionários fabris no uso dos mesmos.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 4


Pessoal / Equipamentos
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Equipamentos de segurança contra incêndio também são necessários em toda a
fábrica, devido ao uso e armazenamento de material inflamável.

6. Pessoal
Uma Fábrica de Mesa de Bilhar precisa de profissionais que exerçam as funções de
marceneiro, ajudante de marceneiro, técnico em lustração, técnico em montagem de
mesa de bilhar, ajudante para carregamento de carga, vigia, administrador e
representante comercial. Caso as refeições sejam preparadas na fábrica, é necessário
a contratação de um cozinheiro e ajudante de cozinha.

É possível terceirizar o serviço de segurança e motorista, e o empreendedor deve


avaliar o custo / benefício da terceirização. Para minimizar os custos iniciais com folha
de pagamento, convém optar pela contratação de uma equipe enxuta, polivalente, e
que esteja bem treinada e motivada.

A Lei Federal nº 4.886/65 disciplina a atividade de representação comercial e


estabelece a não existência de relação empregatícia entre representante e empresário.
A relação com o representante comercial é estabelecida por meio de contrato, onde
pode se estabelecer compromisso de exclusividade ou não.

Os funcionários responsáveis pela fabricação e transporte de mesas de bilhar deverão


ser orientados quanto ao uso de Equipamentos de Proteção Individual – EPI’s. O
controle sobre o uso desses equipamentos deve ser rígido, de forma a prevenir
acidentes.

Os níveis salariais básicos são definidos pelos sindicatos de cada região e categoria, a
partir daí o empresário deverá manter políticas que remunerem adequadamente os
empregados, considerando-se os níveis de competências pessoais.

Recomenda-se a adoção de uma política de desenvolvimento profissional, oferecendo


incentivos e benefícios de natureza financeiros ou outros. Com isso a empresa poderá
diminuir os níveis de rotatividade e obter vantagens como a criação de vínculo entre
funcionários e clientes e ainda a diminuição de custos com recrutamento e seleção,
treinamento de novos funcionários e custos com demissões.

7. Equipamentos
Para a estrutura da empresa serão necessários os seguintes equipamentos:

Escritório

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 5


Pessoal / Equipamentos
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
- 1 mesa;
- 3 cadeiras;
- 1 telefone/fax;
- 1 computador;
- 1 impressora Multifuncional;
- 1 armário para guardar material de escritório.

Cozinha / Copa

- 1 fogão;
- 1 geladeira;
- Louças variadas;
- Talheres variados;
- 12 Copos;
- 2 armários;
- 1 mesa;
- 2 Bancos ou 6 cadeiras;

Fábrica

- 2 armários para marceneiros;


- 2 caixas de ferramentas;
- Equipamentos de Proteção Individual (Luvas, Capacetes, Botas, Máscaras);
- Equipamentos de combate a incêncios (extintores químicos)

Equipamentos de marcenaria

- 1 Esquadrilhadeira;
- 1 Serra;
- 1 Desengrosso;
- 2 Furadeiras.
- 1 Tupia

Equipamentos de lustração

- 1 Compressor e acessórios;
- 1 Lixadeira.

Equipamentos para corte de pedra

- 1 Serra maquita;
- 1 Furadeira industrial para corte redondo em pedra.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 6


Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
É preciso manter-se atualizado, as máquinas e as matérias primas são diretamente
responsáveis pela qualidade do produto final, podendo ser responsáveis pelo
diferencial competitivo do negócio.

O mercado de usados pode ser interessante para o empreendedor que está


começando. Porém alguns cuidados devem der tomados ao comprar máquinas e
equipamentos usados:

- Dar preferência a equipamentos que estejam em uso;

- Pedir a um especialista para avaliar as condições do equipamento antes de comprá-


lo;

- Solicitar toda a documentação técnica da máquina, como os manuais de operação,


instalação e manutenção;

- Contratar um profissional especializado em montagem e desmontagem caso seja


necessário realizar tal procedimento.

O empresário deve avaliar se existe necessidade de instalação de sistema de alarmes,


instalação de câmeras, bem como a contratação de seguro para os equipamentos,
considerando os riscos pertinentes à região ou local em que a empresa estará
instalada.

8. Matéria Prima/Mercadoria
A gestão de estoques no varejo é a procura do constante equilíbrio entre a oferta e a
demanda. Este equilíbrio deve ser sistematicamente aferido através de, entre outros,
os seguintes três importantes indicadores de desempenho:

Giro dos estoques: o giro dos estoques é um indicador do número de vezes em que o
capital investido em estoques é recuperado através das vendas. Usualmente é medido
em base anual e tem a característica de representar o que aconteceu no passado.

Obs.: Quanto maior for a frequência de entregas dos fornecedores, logicamente em


menores lotes, maior será o índice de giro dos estoques, também chamado de índice
de rotação de estoques.

Cobertura dos estoques: o índice de cobertura dos estoques é a indicação do período


de tempo que o estoque, em determinado momento, consegue cobrir as vendas
futuras, sem que haja suprimento.

Nível de serviço ao cliente: o indicador de nível de serviço ao cliente para o ambiente


do varejo de pronta entrega, isto é, aquele segmento de negócio em que o cliente quer

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 7


Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
receber a mercadoria, ou serviço, imediatamente após a escolha; demonstra o número
de oportunidades de venda que podem ter sido perdidas, pelo fato de não existir a
mercadoria em estoque ou não se poder executar o serviço com prontidão.

Portanto, o estoque dos produtos deve ser mínimo, visando gerar o menor impacto na
alocação de capital de giro. O estoque mínimo deve ser calculado levando-se em conta
o número de dias entre o pedido de compra e a entrega dos produtos na sede da
empresa.

As matérias primas básicas de uma Fábrica de Mesas de Bilhar são: madeira,


compensado, pedra, borracha, tecido, telas e redes, além dos materiais acessórios e
de consumo, tais como: lixas, cola, verniz, tinta, pregos, rebites e parafusos.

Os fornecedores de matéria prima deste segmento costumam praticar prazos de até


vinte dias para entrega, e no caso da madeira até sessenta dias. Os prazos de
pagamento também são diferenciados, sendo que os fornecedores de madeira e
ferragens costumam exigir pagamento à vista, e os de outros materiais são mais
flexíveis, parcelando o pagamento oferecendo prazos de 20, 40 e 60 dias.

9. Organização do Processo Produtivo


As etapas do processo produtivo são:

- Recepção e armazenamento da matéria prima


- Construção do esqueleto
- Construção da tabela
- Preparação da pedra
- Lustração
- Montagem da mesa
- Estoque ou Entrega do produto final.

1-Recepção e armazenamento da matéria prima.

Ao receber a matéria prima, conferir os dados da nota fiscal e do pedido realizado.


Inspecionar a qualidade e quantidade. Armazenar no local adequado e com a
identificação do produto ou cliente.

2-Construção do esqueleto

Esta fase consiste na construção da estrutura (esqueleto) da mesa em compensado de


madeira. Após a construção, a estrutura deverá ser revestida com madeira (laminado
ou compensado de madeira).

3-Construção da tabela

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 8


Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
A tabela de uma mesa de bilhar é a armação retangular que fica em sua parte superior.
Para construir a tabela deve-se cortar a prancha de madeira nas dimensões exatas
das laterais da tabela. Leva-se as laterais na máquina Tupia para fazer cortes internos
em forma de “L”. Encaixa-se as laterais para formar a tabela. Instala-se uma borracha
nos encaixes em forma de “L” na parte interna da tabela. Apara-se a sobra de
borracha. Envia-se a mesa para lustração.

4-Preparação da pedra

A pedra deve ser recortada e furada para ser instalada no tampo da mesa. A pedra
mais utilizada é a ardósia.

5-Lustração

Primeiro lixa-se a mesa toda com lixa grossa, depois com lixa fina. Depois passa- se o
selador e novamente a lixa fina. Por fim aplica-se o verniz.

6-Montagem da mesa.

Encaixa-se a pedra no tampo superior da mesa. Trava-se a pedra na mesa. Reveste-


se a pedra com tecido. Reveste-se a tabela com tecido. Por último instala-se a rede e a
guarnição. Esta etapa pode ser realizada já no local estabelecido pelo cliente, caso
não seja possível o transporte e instalação da mesa montada.

7-Estoque ou entrega do produto final

Prepara-se a mesa para o transporte ou no estoque de produtos acabados,


aguardando entrega ao cliente

10. Automação
O processo produtivo de fabricação de mesas de bilhar é artesanal. Já na gestão do
negócio, é importante ter algum sistema de informação capaz de integrar as várias
atividades e manter o controle da parte administrativa.

Existem vários softwares no mercado que possibilitam a automação da gestão


administrativa. Dentre as funções que um software de gestão deve oferecer
destacamos:

- PPCP - Planejamento, Programação e Controle da Produção;


- Gestão de estoques;
- Ordem de fabricação personalização, com desenho técnico do produto;
- Apuração e projeção de custos integrada;
- Controle de documentos, registros e normas;
- Controle no processo de produção e geração de laudos;

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 9


Canais de Distribuição / Investimento
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
- Projeção de faturamento e custos;
- Formação do preço de venda;
- Rentabilidade por pedido;
- Rentabilidade mensal;
- Gerenciamento de estoques;
- Estatística de vendas;
- Contas a receber;
- Contas a pagar;
- Ponto eletrônico;
- Folha de pagamento;
- Cargos e salários.

11. Canais de Distribuição


O principal canal de distribuição de uma Fábrica de Mesa de Bilhar é a venda direta,
ou seja, o cliente compra diretamente da fábrica, através de um vendedor ou
representante comercial.

É cada vez mais frequente a compra via internet, onde os produtos padrão são
apresentados e o cliente pode comprar diretamente do site.

Como neste caso muitos produtos são feitos sob medida e sob encomenda, o cliente
obtém as informações mais relevantes no site e liga para a fábrica ou representante
para concluir a compra.

12. Investimento
O valor total a ser investido depende de um conjunto de decisões que precedem a
instalação do negócio, como por exemplo:

-Decidir se o imóvel será próprio ou alugado;

-Avaliar todas as modificações necessárias que deverão ser realizadas no local para o
funcionamento do negócio;

- Avaliar o custo benefício de comprar móveis e equipamentos usados.

Os resultados das decisões referentes a estes itens surgirão com a elaboração de um


Plano de Negócios.

Considerando uma Fábrica de Mesa de Bilhar instalada numa área de 1000m², é


necessário um investimento inicial estimado em R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 10


Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
reais) a ser alocado majoritariamente nos seguintes itens:

Reforma do local: R$ 20.000,00

Móveis e utensílios: R$ 5.000,00

Equipamentos e Máquinas: R$ 40.000,00;

Caminhão: R$ 60.000,00

Capital de giro: R$ 25.000,00

13. Capital de Giro


Capital de giro é o montante de recursos financeiros que a empresa precisa manter
para garantir fluidez dos ciclos de caixa. O capital de giro funciona com uma quantia
imobilizada no caixa (inclusive banco) da empresa para suportar as oscilações de
caixa.

O capital de giro é regulado pelos prazos praticados pela empresa, são eles: prazos
médios recebidos de fornecedores (PMF); prazos médios de estocagem (PME) e
prazos médios concedidos a clientes (PMCC).

Quanto maior o prazo concedido aos clientes e quanto maior o prazo de estocagem,
maior será sua necessidade de capital de giro. Portanto, manter estoques mínimos
regulados e saber o limite de prazo a conceder ao cliente pode melhorar muito a
necessidade de imobilização de dinheiro em caixa.

Se o prazo médio recebido dos fornecedores de matéria-prima, mão- de-obra, aluguel,


impostos e outros forem maiores que os prazos médios de estocagem somada ao
prazo médio concedido ao cliente para pagamento dos produtos, a necessidade de
capital de giro será positiva, ou seja, é necessária a manutenção de dinheiro disponível
para suportar as oscilações de caixa. Neste caso um aumento de vendas implica
também em um aumento de encaixe em capital de giro. Para tanto, o lucro apurado da
empresa deve ser ao menos parcialmente reservado para complementar esta
necessidade do caixa.

Se ocorrer o contrário, ou seja, os prazos recebidos dos fornecedores forem maiores


que os prazos médios de estocagem e os prazos concedidos aos clientes para
pagamento, a necessidade de capital de giro é negativa. Neste caso, deve-se atentar
para quanto do dinheiro disponível em caixa é necessário para honrar compromissos
de pagamentos futuros (fornecedores, impostos). Portanto, retiradas e imobilizações
excessivas poderão fazer com que a empresa venha a ter problemas com seus
pagamentos futuros.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 11


Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Um fluxo de caixa, com previsão de saldos futuros de caixa deve ser implantado na
empresa para a gestão competente da necessidade de capital de giro. Só assim as
variações nas vendas e nos prazos praticados no mercado poderão ser geridas com
precisão.

Uma Fábrica de Mesa de Bilhar requer um montante de capital de giro que pode ser
considerado pequeno, entre 15 e 20% do investimento inicial. A estratégia a ser
utilizada para atrair clientes será fundamental para o alcance do ponto de equilíbrio
entre receita e despesa.

14. Custos
Os custos indicam as despesas (gastos) de um negócio. Podem ser fixos, que
independem do faturamento, ou seja, aluguel, salários, gastos com contador, água,
telefone, internet. Ou podem ser variáveis, que estão relacionados à quantidade de
produção no mês, como por exemplo: impostos, consumo de matéria prima e luz.

A escolha dos fornecedores é importante, por isso é fundamental que se faça uma boa
pesquisa para selecionar os melhores preços e a melhor qualidade.

Podem ser tomadas algumas providências que ajudem a diminuir o valor dos custos
fixos, como por exemplo:

- Optar por locais em que o aluguel tenha um preço menor, desde que não prejudique
a logística do negócio e não aumente muito os custos de transporte de funcionários e
entrega;

- Escolher planos de telefonia com custos mais baixos;

- Evitar gastos e despesas desnecessários, como por exemplo, evitar o desperdício de


matéria prima, organizar a produção para evitar pagamento de hora extra para
funcionário desnecessariamente;

- Manter uma equipe de pessoal enxuta;

Os custos de uma Fábrica de Mesa de Bilhar podem ser estimados considerando os


itens a seguir:

- Salários, e encargos: R$ 15.000,00

- Tributos, impostos, contribuições e taxas: R$ 2.000,00

- Aluguel e segurança: R$ 10.000,00

- Luz, telefone e acesso a internet: R$ 1.000,00

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 12


Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
- Produtos para higiene e limpeza: R$ 500,00

- Recursos para manutenções e correções: R$ 500,00

- Combustível: R$ 500,00

- Assessoria contábil: R$ 1.000,00

- Propaganda e publicidade da empresa: R$ 1.000,00

É essencial que se faça uma análise criteriosa de todas as despesas, buscando formas
de minimizá-las sem prejudicar a qualidade do trabalho e consequentemente dos
produtos oferecidos pela Fábrica de Mesas de Bilhar.

15. Diversificação/Agregação de Valor


Para manter-se competitivo um negócio precisa oferecer diferenciais que o torne mais
atrativo que seus concorrentes. Agregar valor é oferecer o inesperado ao cliente, ir
além da obrigação, oferecer mais, melhor e o que ninguém ainda ofereceu. Nesse
ramo, existem algumas possibilidades de agregar valor e diversificar, dependendo
apenas da iniciativa e criatividade do empreendedor como, por exemplo:

- Investir em mesas personalizadas;

- Oferecer projetos diferenciados e inovadores

- Oferecer outros produtos para jogos de salão, como por exemplo, mesa de pebolim
ou totó, mesas para xadrez, mesa de ping-pong e etc.;

- Ampliar os canais de distribuição: montar um ponto comercial para vendas diretas ao


consumidor;

- Vender pela internet, tanto para clientes pessoa física quanto para outras empresas.

- Oferecer serviços de manutenção e reforma.

A qualidade no atendimento ao cliente é um aspecto importante que deve ser


observado. Produtos com excelente qualidade, entregas no prazo, influenciam muito
na satisfação dos clientes. Ao oferecer um atendimento de qualidade, a empresa cria
um diferencial, constrói um relacionamento de confiança e torna inconveniente a
migração do cliente para um concorrente.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 13


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
16. Divulgação
“A propaganda é a alma do negócio”. Por meio da divulgação adequada, o
empreendedor dará destaque ao seus produtos e serviços, ampliando sua rede de
relacionamentos e clientes.

É possível a utilização de formas simples e baratas de divulgação. Com criatividade


pode-se encontrar alternativas que levem aos clientes as mensagens relativas aos
novos produtos e lançamentos, promoções, novidades, noticias relevantes ou mesmo
procurando estabelecer uma “comunidade” que tenha interesse em bilhar. Entre as
alternativas que demandam menos investimento pode-se citar:
- Utilização de mala direta com mensagens que lembram e divulgam a Fábrica de
Mesa de Bilhar;
- Site na Internet com portfólio de serviços;
- Participação em feiras e eventos esportivos;
- Cartões de visita.

Outra possibilidade de divulgação simples, mas não tão barata é patrocinar os


campeonatos de bilhar.

O bom atendimento aliado a qualidade dos produtos é uma receita de sucesso para
qualquer Fábrica de Mesa de Bilhar.

17. Informações Fiscais e Tributárias


O segmento de FÁBRICA DE MESAS DE BILHAR, assim entendido pela CNAE/IBGE
(Classificação Nacional de Atividades Econômicas) 3240-0/02 como a atividade de
fabricação de mesas de bilhar, de sinuca e acessórios não associada à locação,
poderá optar pelo SIMPLES Nacional - Regime Especial Unificado de Arrecadação de
Tributos e Contribuições devidos pelas ME (Microempresas) e EPP (Empresas de
Pequeno Porte), instituído pela Lei Complementar nº 123/2006, desde que a receita
bruta anual de sua atividade não ultrapasse a R$ 360.000,00 (trezentos e sessenta mil
reais) para micro empresa, R$ 3.600.000,00 (três milhões e seiscentos mil reais) para
empresa de pequeno porte e respeitando os demais requisitos previstos na Lei.

Nesse regime, o empreendedor poderá recolher os seguintes tributos e contribuições,


por meio de apenas um documento fiscal – o DAS (Documento de Arrecadação do
Simples Nacional), que é gerado no Portal do SIMPLES Nacional (http://www8.receita.f
azenda.gov.br/SimplesNacional/):

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 14


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
• IRPJ (imposto de renda da pessoa jurídica);
• CSLL (contribuição social sobre o lucro);
• PIS (programa de integração social);
• COFINS (contribuição para o financiamento da seguridade social);
• ICMS (imposto sobre circulação de mercadorias e serviços);
• INSS (contribuição para a Seguridade Social relativa a parte patronal).

Conforme a Lei Complementar nº 123/2006, as alíquotas do SIMPLES Nacional, para


esse ramo de atividade, variam de 4,5% a 12,11%, dependendo da receita bruta
auferida pelo negócio. No caso de início de atividade no próprio ano-calendário da
opção pelo SIMPLES Nacional, para efeito de determinação da alíquota no primeiro
mês de atividade, os valores de receita bruta acumulada devem ser proporcionais ao
número de meses de atividade no período.

Se o Estado em que o empreendedor estiver exercendo a atividade conceder


benefícios tributários para o ICMS (desde que a atividade seja tributada por esse
imposto), a alíquota poderá ser reduzida conforme o caso. Na esfera Federal poderá
ocorrer redução quando se tratar de PIS e/ou COFINS.

MEI (Microempreendedor Individual): para se enquadrar no MEI o CNAE de sua


atividade deve constar e ser tributado conforme a tabela da Resolução CGSN nº
94/2011 - Anexo XIII
(http://www.receita.fazenda.gov.br/legislacao/resolucao/2011/CGSN/Resol94.htm ),
Neste caso, este segmento não pode se enquadrar no MEI, conforme Res. 94/2001.

Para este segmento, tanto ME ou EPP, a opção pelo SIMPLES Nacional sempre será
muito vantajosa sob o aspecto tributário, bem como nas facilidades de abertura do
estabelecimento e para cumprimento das obrigações acessórias.

Fundamentos Legais: Leis Complementares 123/2006 (com as alterações das Leis


Complementares nºs 127/2007, 128/2008 e 139/2011) e Resolução CGSN - Comitê
Gestor do Simples Nacional nº 94/2011.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 15


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
18. Eventos
Feiras e eventos de negócios são oportunidades para o empreendedor realizar e
fechar parcerias, fazer contatos e manter-se atualizado sobre as novidades.

A seguir uma relação de alguns eventos do setor:

MOVINTER - Feira de Móveis do Estado de São Paulo


Site: http://www.movinter.com.br/

Feira Internacional da Qualidade em Máquinas, Matérias-Primas e Acessórios para a


Indústria Moveleira
Site: http://www.fiq.com.br

Feira de Móveis e Decoração


Site: http://www.feistock.com.br/

Feira do Empreendedor
Realização: SEBRAE
Site: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/feiras

19. Entidades em Geral


As Fábricas de Mesas de Bilhar relacionam-se com um conjunto de entidades, que
desempenham diversos papéis auxiliares ao negócio.

A seguir destacam-se algumas entidades com as quais o empresário deste ramo


poderá desenvolver algum tipo de relacionamento:

SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas


Unidade do SEBRAE mais próxima acesse:
http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae
Tel.:0800 570 0800

Confederação Brasileira de Bilhar e Sinuca - CBBS


Site: http://www.snookercbbs.com/

SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

SBN - Quadra 01 - Bloco C - Ed. Roberto Simonsen - 5º andar


Brasília - DF
Tel.:(61) 3317-9000 / 9001
Site: http://www.portaldaindustria.com.br/senai/

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 16


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
Associação Brasileira da Indústria do Mobiliário
Site: http://www.abimovel.com/

20. Normas Técnicas


Norma técnica é um documento, estabelecido por consenso e aprovado por um
organismo reconhecido que fornece para um uso comum e repetitivo regras, diretrizes
ou características para atividades ou seus resultados, visando a obtenção de um grau
ótimo de ordenação em um dado contexto. (ABNT NBR ISO/IEC Guia 2).

Participam da elaboração de uma norma técnica a sociedade, em geral, representada


por: fabricantes, consumidores e organismos neutros (governo, instituto de pesquisa,
universidade e pessoa física).

Toda norma técnica é publicada exclusivamente pela ABNT – Associação Brasileira de


Normas Técnicas, por ser o foro único de normalização do País.

1. Normas específicas para uma Fábrica de mesas para bilhar

Não existem normas específicas para este negócio.

Nota do Técnico: Para obter características técnicas das mesas para bilhar é
interessante consultar a Confederação Brasileira de Bilhar e Sinuca -
http://www.snookercbbs.com/

2. Normas aplicáveis na execução de uma Fábrica de mesas para bilhar

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 17


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
ABNT NBR 15842:2010 - Qualidade de serviço para pequeno comércio – Requisitos
gerais.

Esta Norma estabelece os requisitos de qualidade para as atividades de venda e


serviços adicionais nos estabelecimentos de pequeno comércio, que permitam
satisfazer as expectativas do cliente.

ABNT NBR 12693:2010 – Sistemas de proteção por extintores de incêndio.

Esta Norma estabelece os requisitos exigíveis para projeto, seleção e instalação de


extintores de incêndio portáteis e sobre rodas, em edificações e áreas de risco, para
combate a princípio de incêndio.

ABNT NBR 5410:2004 Versão Corrigida:2008 - Instalações elétricas de baixa tensão.

Esta Norma estabelece as condições a que devem satisfazer as instalações elétricas


de baixa tensão, a fim de garantir a segurança de pessoas e animais, o funcionamento
adequado da instalação e a conservação dos bens.

ABNT NBR 14039:2005 - Instalações elétricas de média tensão de 1,0 kV a 36,2 kV.

Esta Norma estabelece um sistema para o projeto e execução de instalações elétricas


de média tensão, com tensão nominal de 1,0 kV a 36,2 kV, à frequência industrial, de
modo a garantir segurança e continuidade de serviço.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 18


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
ABNT NBR 5419:2005 - Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas.

Esta Norma fixa as condições de projeto, instalação e manutenção de sistemas de


proteção contra descargas atmosféricas (SPDA), para proteger as edificações e
estruturas definidas em 1.2 contra a incidência direta dos raios. A proteção se aplica
também contra a incidência direta dos raios sobre os equipamentos e pessoas que se
encontrem no interior destas edificações e estruturas ou no interior da proteção
impostas pelo SPDA instalado.

ABNT NBR ISO/CIE 8995-1:2013 - Iluminação de ambientes de trabalho - Parte 1:


Interior.

Esta Norma especifica os requisitos de iluminação para locais de trabalho internos e os


requisitos para que as pessoas desempenhem tarefas visuais de maneira eficiente,
com conforto e segurança durante todo o período de trabalho.

ABNT NBR IEC 60839-1-1:2010 - Sistemas de alarme - Parte 1: Requisitos gerais -


Seção 1: Geral.

Esta Norma especifica os requisitos gerais para o projeto, instalação, comissionamento


(controle após instalação), operação, ensaio de manutenção e registros de sistemas de
alarme manual e automático empregados para a proteção de pessoas, de propriedade
e do ambiente.

Nota do Técnico: No caso de uso de madeira como matéria prima, a ABNT conta com
o Comitê específico - ABNT/CB-031 Madeira.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 19


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
21. Glossário
Caçapa – buraco das mesas de bilhar.
Desengrosso – Máquina para marcenaria que serve para ajustar a espessura das
lâminas de madeira.
Esquadrilhadeira – serra circular.
Guarnição – borda de borracha instalada em semi círculo acima da caçapa.
Tupia – É indicada para fresar furos, ranhuras, arestas e chanfros e desenhar enfeites,
padrões ou letras na madeira.

22. Dicas de Negócio


Em primeiro lugar, é importante definir o público alvo e os tipos produtos que serão o
foco do negócio.

Avaliar corretamente os custos e investimentos necessários para atender ao público


definido. Verificar se esse investimento é compatível com as possibilidades atuais, e se
os produtos a serem oferecidos são os que realmente o mercado está demandando.

Investir em qualidade, tanto nos produtos como na qualificação da equipe de


colaboradores.

Cativar a clientela com ações de pós-venda, como remessa de cartões de aniversário,


comunicação de novos serviços e novos produtos ofertados, contato telefônico
lembrando eventos e promoções.

A presença do proprietário em tempo integral é fundamental para o sucesso do


empreendimento.

O empreendedor deve estar sintonizado com a evolução do setor, pois o negócio


requer inovação e adaptação em face das novas tendências em arquitetura e projeto
arquitetônico.

Manter um site na Internet, que seja atraente, informativo e útil ao cliente.

Cumprir prazos e compromissos, e somente prometer quando estiver certo da


capacidade de atendimento.

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 20


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
23. Características
Todo empreendedor necessita desenvolver competências que o mantenha na
vanguarda do seu setor.

É importante que o empreendedor faça uma auto-avaliação para saber se ele tem as
características básicas para essa atividade, a saber:

Capacidade de assumir riscos (calculados) – Isto quer dizer, não ter medo de desafios,
arriscar conscientemente. Calcular com detalhes (Plano de Negócios) as chances de o
empreendimento ser um sucesso.

Senso de oportunidade – Enxergar a oportunidade onde as outras pessoas só veem


ameaças. Aprender com os erros dos outros empresários, evitando assim perdas de
tempo e dinheiro.

Conhecimento do ramo – conhecer muito bem o ramo que escolheu.


Preferencialmente que trabalhe no mesmo ou tenha trabalhado. Caso não seja
possível, faça muitas pesquisas, realize várias visitas aos negócios já existentes e
potenciais clientes.

Organização – Ser organizado, compreender que os resultados positivos virão em


consequência da aplicação dos recursos disponíveis, conforme o planejamento do
empreendimento. Não permitir desvios exagerados em relação ao planejado. Caso
identifique falhas no percurso, buscar a correção com muita rapidez.

Iniciativa e disposição – Ser proativo, buscar novidades para seu negócio, dar sempre
o primeiro passo, não esperar pelos outros. Pesquisar novos caminhos, estar sempre
atento às novidades do mercado.

Liderança – Mostre aos seus colaboradores o caminho a ser percorrido, orientando,


assumindo responsabilidades, mostrando comprometimento com o sucesso do
negócio e o sucesso da equipe.

24. Bibliografia
DOLABELLA, Fernando. Oficina do empreendedor. São Paulo. Cultura Editores
Associados, 1999.

Referências Eletrônicas

A história do jogo. Disponível em:


http://www.pontodasinuca.com/index.php?option=com_content

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 21


Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /
BRASIL. Lei Nº 4.886, de 9 de dezembro de 1965. Regula as atividades dos
representantes comerciais autônomos. Disponível em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l4886.htm . Acesso em: Outubro / 2014

FARAH, Flávio. O conceito de competência. Disponível em:


http://www.gestaodecarreira.com.br/coaching/carreira/o-conceito-de-co mpetencia.html.
Acesso em : Outubro / 2014

Portal da Confederação Brasileira de Bilhar e Sinuca. Disponível em:


http://www.sinuca.com.br ou http://www.snookercbbs.com/ Acesso em Outubro /2014

25. Fonte
Não há informações disponíveis para este campo.

26. Planejamento Financeiro


Não há informações disponíveis para este campo.

27. Soluções Sebrae


Não há informações disponíveis para este campo.

28. Sites Úteis


Não há informações disponíveis para este campo.

29. URL
http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/Como-montar-servi%C3%A7o-de-
facilidades-empresariais-escrit%C3%B3rio-virtual

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 22


Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura /

23
Pessoal / Equipamentos / Matéria Prima/Mercadoria / Organização do Processo Produtivo / Automação /
Canais de Distribuição / Investimento / Capital de Giro / Custos / Diversificação/Agregação de Valor /
Divulgação / Informações Fiscais e Tributárias / Eventos / Entidades em Geral / Normas Técnicas /

Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br