Sunteți pe pagina 1din 2

FAZER PEÇAS E QUESTÕES DE PROVAS ANTERIORES

 LEIA A PEÇA COM ATENÇÃO!

A sua aprovação depende deste primeiro momento: uma leitura com atenção irá permitir com
que você vislumbre as teses a serem abordadas na peça. Com calma, procure verificar a
presença das palavras chaves e identificar a peça.

 FAÇA O ESQUELETO

Você foi treinado, já sabe o que fazer. Utilize o check-list e preencha seu esqueleto. Não há
necessidade de fazer um rascunho da peça inteira, pois o esqueleto irá cumprir esta finalidade
e lhe poupará tempo. Não esqueça de nada, adicione ao seu esqueleto todas as teses que você
vislumbrar na peça.

 LEIA AS QUESTÕES

Feito o esqueleto da peça prático-profissional, se acalme, respire fundo e siga para as


questões. Esse tempo em que você irá ler as questões, também irá lhe ajudar a perceber novas
teses, que poderão ser aproveitadas quando você retornar para a peça.
Não se esqueça de que apesar da peça prático-profissional ser o pilar central da sua
aprovação, sem as questões esse caminho pode ficar difícil. Utilize o mesmo método, faça um
esqueleto para cada questão, tentando sempre vislumbrar a tese que a banca quer que você
aborde.

 HORA DE ESCREVER!

Pronto! Esqueletos montados, releia a peça e inicie a sua elaboração. Lembre-se sempre de
recorrer ao código, utilizar o check-list e, o mais essencial, manter a calma.

Finalizada a peça, inicie as questões e administre o seu tempo. (Este tema será abordado no
próximo tópico).

A 2ª Fase do Exame de Ordem deve ser encarada de forma estratégica, saiba sempre que você
está preparado e que o caminho da sua aprovação perpassa por um pensamento confiante,
calmo e necessita de um estudo organizado.

Naturalmente, a maior parcela de tempo será dedicada a elaboração da peça prático-


profissional. Sendo assim, sugirimos dedicar entre 2h30min a 3h para elaborar a peça,
restando de 2h a 2h30min para elaborar as questões. Este tempo pode (e deve) variar,
conforme a complexidade avaliada por você no momento da prova
LISTA DE FALHAS QUE NÃO PODEM, DE FORMA ALGUMA, SEREM COMETIDAS DURANTE A
PROVA DE 2ª FASE.

a) além do Vade Mecum contendo todas as marcações feitas durante o curso leve
também um Código 3 em 1, sem marcação alguma. Ele será seu Plano B, pois além de
não conter marcação alguma, tem um índice remissivo diferente do seu Vade Mecum.
b) documento com foto, canetas, horário, local e sala da prova
c) ADMINISTRAR O TEMPO: Nossa sugestão é que você não escreva toda peça no
rascunho para depois transcrever para a folha de resposta. O ideal é fazer apenas um
esqueleto da peça no rascunho, com as teses e fundamentos. Não há necessidade de
fazer um rascunho da peça inteira, o esqueleto irá cumprir esta finalidade e poupará
tempo
d) ORDEM DE TRANSCRIÇÃO: Aquele que não observar tal ordem de transcrição das
respostas, assim como o número máximo de páginas destinadas à redação da peça
profissional e das questões discursivas, receberá nota 0 (zero), sendo vedado qualquer
tipo de rasura e/ou adulteração na identificação das páginas, sob pena de eliminação
sumária do examinando do Exame.
e) De forma alguma assine sua prova!
f) NÃO RASURAR E/OU IDENTIFICAR:
No dia da sua prova você receberá 2 cadernos de prova, sendo um definitivo e um de
rascunho. Utilize o caderno de rascunho para eventuais anotações e não faça rabiscos
em sua prova. Não utilize de forma alguma seu caderno de respostas para anotações
ou rabiscos, quaisquer marcações deste tipo podem levar a atribuição de nota zero
pelo examinador alegando identificação de prova.

“3.5.7.1. “…sendo vedado qualquer tipo de rasura e/ou adulteração na identificação


das páginas, sob pena de eliminação sumária do examinando do Exame.”

Sua prova possui uma demarcação clara de linhas, portanto, utilize esta marcação.
Qualquer escrita que ultrapasse a demarcação será desconsiderada pelo examinador e
ainda poderá caracterizar identificação de prova. Em caso de equívoco na hora da
prova, algo extremamente normal, para corrigir eventuais rasuras ou erros você deve
utilizar um traço simples sob a palavra que deseja que seja desconsiderada. Nada de
corretivos, rabiscos ou algo diferente. Apenas um risco simples e pronto! Novamente,
qualquer algo a mais pode ser considerado identificação de prova.

Interese conexe