Sunteți pe pagina 1din 3

1

RESENHA

Por Jessica Benitez


jessicabenitez.lima@yahoo.com.br

ORCID: Caso não possua, registre-se em: https://orcid.org/


Faculdade ou Universidade ou Instituição (por extenso), Unidade ou Departamento,
Cidade, Estado, País

CONSULTORIA ORGANIZACIONAL: QUAL A RELAÇÃO EXISTENTE


ENTRE A ATUAÇÃO DO CONSULTOR E O SUCESSO DA APRENDIZAGEM
DOS INTEGRANTES DA ORGANIZAÇÃO CLIENTE?

Antonio de Souza Silva Júnior, Marcos Gilson Gomes Feitosa, Marcleide Maria
Macêdo Pederneiras, Jackeline Amantino de Andrade, Raphaela Maria de Castro e Silva
Vidal, Tatiana Maria Gomes da Silva

A presente obra analisa como a dinâmica do mercado as organizações necessitam


refletir constantemente sobre as suas práticas a fim de adaptarem-se ao ambiente. Esta
necessidade de atualização gera uma demanda e uma maior ênfase na aprendizagem de
seus membros. Em virtude da competição global, da dinâmica do mercado e dos
constantes avanços tecnológicos, uma necessidade real tem se imposto diante das
organizações: a de refletirem sobre si mesmas a fim de manterem um alto grau de
competitividade no mercado. Uma vez que as organizações não funcionam isoladas,
devem modificar constantemente seus pressupostos e suas ações. Essa necessidade de
atualização gera uma demanda e uma maior ênfase na aprendizagem dos integrantes
destas.

O artigo esta estruturado em 8 capítulos, sendo eles: Caracterizando a atuação do


consultor, as relações consultor-cliente e as atividades de consultoria, A intervenção
organizacional como um processo de aprendizado, A abordagem e o conceito de
aprendizagem adotado na pesquisa: uma perspectiva construtivista, A construção social
da realidade, As bases biológicas da compreensão humana: um estudo sobre a biologia
do conhecer, Procedimentos Metodológicos e Considerações finais.

O primeiro capítulo: Caracterizando a atuação do consultor, as relações consultor-


cliente e as atividades de consultoria, trata-se da caracterização e da atuação do consultor.
O segundo capitulo: A intervenção organizacional como um processo de aprendizado, os
autores trazem a intervenção organizacional e seu processo de aprendizagem, ou seja, a
perspectiva da consultoria como um processo de aprendizado tem sido desenvolvida por
diversos autores. O terceiro capitulo: A abordagem e o conceito de aprendizagem adotado
2

na pesquisa: uma perspectiva construtivista, os autores explicam a abordagem e o


conceito de aprendizagem em uma perspectiva construtivista, ou seja, a perspectiva
apontada no estudo vai ao encontro da visão construtivista de Candy, em que os
aprendizes não são passivos que apenas respondem a estímulos, e o aprendizado não é
meramente a apropriação de categorias prévias. O quarto capitulo: A construção social da
realidade, os autores explicam que o indivíduo na sua individualidade, faz-se necessário
entender o contexto no qual ele foi formado e que o ambiente externo cria as condições
para que os indivíduos possam construir internamente o seu conhecimento, de sorte que
o conhecimento é construído internamente através das informações captadas
externamente. O quinto capitulo: As bases biológicas da compreensão humana: um estudo
sobre a biologia do conhecer, os autores refletem como as bases biologias da compreensão
humana refletem, de acordo com eles a adaptação do indivíduo ao meio vai depender das
informações do ambiente e da dinâmica interna que estas provocarão em cada organismo.
O sexto capitulo: Procedimentos Metodológicos, os autores descrevem os procedimentos
para elaboração do estudo. O sétimo e último capítulo: Considerações finais, os autores
concluem através do estudo feito, que a reflexão do processo vivenciado pode construir
estoques de conhecimento sobre a forma como ele pode agir em determinadas situações,
a fim de que este clima seja aprofundado.

A prática de reflexão sobre as experiências dos processos de aconselhamento


experientes pode ajudá-lo a entender os elementos da organização de contrato,
especialmente aquelas que não são explícitas. Esses elementos que muitas vezes, o
conselheiro dá dicas sobre como agir com segurança situações. Desta forma, o consultor
deve ter um técnico, bem como um teórico capacidade de capturar as dicas exibidas pelo
grupo e sabe o que acontece para controlar certos aspectos, pontos que são mais
importantes para alcançar o objetivo determinado.

Devido à dinâmica do mercado, as organizações precisam refletir constantemente


em suas práticas para se adaptar ao meio ambiente. Estes devem ser atualizados cria uma
demanda e uma ênfase mais forte na aprendizagem de seus membros. Neste sentido um
consultor externo pode ajudá-los a aprender suas habilidades e assumir o controle e
solução de problemas para este fim, o conselheiro deve ajudar o cliente a refletir sobre
sua prática profissional. gerar conhecimento para a organização criar novos processos ou
adapta-se ao existente, devido às constantes mudanças no ambiente. Para isso o processo
de aconselhamento deve visar auxiliar o cliente para que ele seja autônomo capaz de
diagnosticar e resolver seus próprios problemas.
3

REFERÊNCIAS

SILVA, Tatiana Maria Gomes da, et. Al. Consultoria Organizacional: qual a relação
existente entre a atuação do consultor e o sucesso da aprendizagem dos integrantes
da organização cliente?. III Encontro de Administração da Informação. Porto
Alegre/RS 15-17 de maio 2011.