Sunteți pe pagina 1din 2

BABAALÁWO & IYÀNIFÁ

(Babaaláwo e Iyànifá: pronunciado Baba-a-lawo) é o nome Yorùbá dado ao sacerdote de


Òrúnmìlá, o deus yorubano da sabedoria que opera através de Ìfá, o sistema de adivinhação e
predição.

De acordo com a tradição Yorùbá, Òrúnmìlá conhece o presente, o passado e o futuro. Através
da comunicação com Òrúnmìla, o sacerdote de Ìfá, pode averiguar o futuro e saber como lidar
com ele.

Essa consulta é feita através de uma adivinhação lançando o (Opele), uma corrente de (ikin)
nozes de cola, sobre uma bandeja de madeira consagrada a esse deus. No culto aos Òrìsàs o
Babaaláwo ou "pai e mestre dos mistérios" ou Awo, é reconhecido como um clérigo e atua
como um sacerdote na comunidade.

A sacerdotisa de Ìfa é conhecida por Iyànifá.

Awo é frequentemente usado como um referencia de gênero neutro, tanto para Iyànifá
quanto para Babaaláwo, bem como a esse conjunto sacerdotal. Um Awo é um conselheiro
espiritual de seus clientes e presta assistência àqueles que recebem a tarefa de zelar por um
Santuário de Òrìsà, ou pelos iniciados na tradição do culto aos Òrìsàs.

Os Awos submetem-se a um treinamento de memorização e de interpretação dos 256 Odus


(mistérios , passagens) e numerosos versos (ese) de Ìfá.

Os Babaaláwos costumam ter outras atividades profissionais conforme a tradição. Muitos


deles são herboristas, enquanto outros se dedicam a especialidade de extinguir os danos
causados por Ajogun (espíritos da natureza que não possuem nem possuíram existência
terrena). São ensinados a determinar quais as causas dos problemas espirituais e a buscar
soluções seculares para tal. Sua função imediata é a de ajudar as pessoas a encontrar,
compreender e proceder na vida até que elas experiência por si próprias à sabedoria espiritual
como parte de seu cotidiano.

O Awo é encarregado de auxiliar as pessoas a desenvolver autodisciplina e caráter, para


enfrentarem o crescimento dentro da espiritualidade. Isso se da pela identificação do destino
espiritual do cliente, ou Ori e desenvolvendo um paralelo espiritual que servirá como apoio,
cultivo e vivencia do seu destino. Por terem a responsabilidade de identificar o destino
espiritual dos outros, Os Awo, precisam dedicar-se ao seu próprio conhecimento da vida e
serem exemplos dignos para as pessoas. Aqueles que não procederem de modo a manter-se
nos padrões de comportamento da mais alta moral, cairá no desfavor de seus Òrìsàs, e serão
duramente julgados pela comunidade. Alguns Awo são iniciados na adolescência, enquanto
outros aprendem na vida adulta. Mas o estudo constante e anos de dedicação ainda são a
característica principal desses dotados mestres. É por isso na media esses iniciados para Ìfá são
treinados por uma década, antes de serem reconhecidos como Babaaláwos.

Quando uma pessoa se torna Babaaláwo, significa que Ìfá está bem próximo a ele e é ele quem
enfrenta qualquer negatividade que uma pessoa ou “Omo Ìfá” venha carregar, por isto, ele
merece um grande respeito e não pode ser chamado pelo nome. A partir do momento que ele
é preparado para brigar por sua liberdade, ele se se torna seu pai e deve ser chamado de Baba,
abreviação de Babaaláwo (pai do segredo).

Cumprimento no dia a dia: Baba, Aboru boye

Tradução: Baba , saudação

Resposta do Baba: A boye bosise agbo a to

Tradução: Tudo de bom para você,tenha bia saúde e prosperidade.

(Geralmente com a cabeça no chão).

A boru

A boye

A bosise

Asé.