Sunteți pe pagina 1din 11

18/04/2019 A Voice — A Mirror — And a Step of Faith | World Challenge

UMA VOZ - UM ESPELHO - E UM


PASSO DE FÉ
David Wilkerson
15 de junho de 1984

Há três grandes verdades que gostaria de chamar a sua atenção. Cada um é uma definição
do que um verdadeiro cristão deveria ser.

Três homens ungidos de Deus melhor exemplificam essas verdades e são João Batista, Estevão e
Pedro. João era a voz, Estevão espelhava a glória e Pedro adotou o ousado passo da fé. Seus exemplos
devem ser o objetivo de todo verdadeiro crente que é dedicado ao Senhor Jesus Cristo.

Que lições maravilhosas podem ser aprendidas de suas vidas e ministério. Podemos aprender o que Deus
deseja para nós no caminho do serviço, como podemos refletir Sua glória e o tipo de caminhada diária
mais agradável a Ele.

1. João nos mostra o tipo de serviço mais agradável ao Senhor!


A definição de John de seu ministério foi contundente e simples. Ele disse: "Eu sou a voz do que clama no
deserto" (João 1:23). Aqui está um servo do Altíssimo, que segundo a Escritura foi o maior "entre os que
nasceram de mulheres" Ele foi o maior e mais abençoado de todos os profetas e um reverenciado pregador
da justiça.

As multidões se reuniram para ouvir suas mensagens abrasadoras. Muitos foram batizados e se tornaram
seus discípulos. Até a realeza ficou sob sua poderosa influência. Alguns pensaram que ele era
Cristo; outros o consideravam ser Elias ressuscitado dos mortos.

João recusou-se a ser exaltado ou promovido. Ele foi esvaziado de auto-serviço e retirou-se continuamente
do centro do palco. O maior de todos os profetas estava aos seus próprios olhos, nem mesmo digno de ser
chamado de homem de Deus - mas apenas uma voz. Uma voz selvagem, modesta, reservada e
despreocupada com honra ou utilidade. Ele não se importava em ter um ministério ou em ser
"poderosamente usado por Deus". Ele se considerava indigno de tocar nos sapatos de seu amo. Toda a sua
vida foi dedicada ao "Cordeiro de Deus, que tira os pecados do mundo".

Que poderosa repreensão para nós, nesta era de auto-ocupação, promoção de personalidades, atração de
influência, ego-tripping e busca de honras. João poderia ter tido tudo, mas ele gritou: "Eu devo diminuir -
Ele deve aumentar" (João 3:30). E para alcançar esse objetivo, John ficava lembrando a todos que o
ouviam: "Eu sou apenas uma voz".
https://worldchallenge.org/content/voice-—-mirror-—-and-step-faith 1/11
18/04/2019 A Voice — A Mirror — And a Step of Faith | World Challenge

Quem entre nós hoje está disposto a confessar seu nada e estar satisfeito em ser "apenas uma voz"
chorando no deserto? Quantos que estão no centro das atenções hoje estão preparados para perder seus
seguidores - para serem postos de lado e fora de vista - para não mais serem o centro das coisas - para
serem colocados em um caminho de popularidade decrescente e utilidade?

Ao meu redor, ouço os cristãos dizendo: "Quero que Deus me use. Quero que minha vida conte para o
Senhor. Quero servi-Lo em tempo integral. De preferência, algum tipo de ministério".

Isso é tudo muito louvável, mas você está disposto a ser "apenas uma voz"? Você está disposto a encontrar
a sua alegria e satisfação, não em serviço, mas em devoção à comunhão com o bendito Senhor? As maiores
recompensas provavelmente irão para aqueles que estavam escondidos e desconhecidos, mas que
glorificaram o Senhor poderosamente por seu simples testemunho de Sua fidelidade em suas lutas.

O segredo da felicidade de João era que sua alegria não estava em seu ministério ou em seu trabalho, não
em sua utilidade pessoal ou influência generalizada. Sua pura alegria era estar na presença do Noivo, ouvir
Sua voz e regozijar-se nela. Sua alegria estava em ver os outros, incluindo seus próprios discípulos,
reunindo-se a Jesus, o Cordeiro de Deus.

O maior cumprimento que um filho de Deus pode ter é perder-se e todo o desejo de ser alguém, e
simplesmente se alegrar em ser um filho ou filha que vive na própria presença do Senhor Jesus
Cristo. Estar totalmente ocupado com Cristo é o que satisfaz o coração. João poderia ficar ali, no Jordão,
com os olhos fixos em Jesus, e se deleitar com a Sua presença. Ele alimentou sua alma em Cristo - seu
coração estava sempre indo para Ele em adoração e admiração.

Tal pessoa, tão entregue à glória de Jesus, é elevada, acima de tudo, precisa ser vista ou ouvida. O que
pode ser acrescentado àquele que está totalmente ocupado com a glória e a presença de Cristo? Com João,
pode-se dizer: "A minha alegria está cheia, encontrei tudo o que quero ou necessito sempre Nele"

As correntes passageiras de inquietude e desespero não podem tocar o filho de Deus que está obcecado
com a presença do Senhor. Pela fé ele pode encontrar um lugar acima de tudo. O mundo, a igreja, não
precisa de mais evangelistas do tipo "nome" ou obreiros de milagres ou grandes oradores. A necessidade
real não é para mais pastores ou professores. Também não há necessidade de mais fundadores de grandes
obras de caridade. Por mais importantes que sejam, a necessidade real é de VOZES humildes,
desconhecidas e não anunciadas! Vozes que testemunharão a um mundo que duvida que Cristo é o
suficiente para ver a todos através de qualquer crise - que Ele é uma torre de força.

https://worldchallenge.org/content/voice-—-mirror-—-and-step-faith 2/11
18/04/2019 A Voice — A Mirror — And a Step of Faith | World Challenge

Deus precisa de vozes - aqueles que se levantarão - no meio de todas as provações e tentações e clamar:
"Deus é fiel". O Senhor está me vendo através de triunfante. Na tristeza, Ele é conforto. Em apuros, Ele é
um braço forte ".

Há uma necessidade de vozes que podem olhar a doença e morte no rosto, e proclamar: "Ele é tudo o que
Ele disse que é! Ele provou o Seu amor para mim na minha hora mais sombria. Ele tem sido a força para
mim na minha época de fraqueza. Ele tem sido um amigo, um esconderijo. Servir a Ele faz a diferença. "

Há bons pregadores declarando doutrina, pregando profecia e moralidade. Muitos, muitos estão fazendo
façanhas, expulsando demônios e curando os enfermos. Louvado seja Deus por tudo isso. Mas acho que
John tem algo a dizer para esta geração. E isso é que há uma necessidade desesperada por alguns que
abandonarão todos os pensamentos sobre fazer algum grande ou importante trabalho para Deus, e em vez
disso, fixem seus olhos somente nEle e se tornem uma voz proclamando Seu amor vencido. Simplesmente
ser uma testemunha diária para todos ao redor de que Cristo preenche todas as coisas e é digno de nosso
amor e devoção.

Infelizmente, a maior parte do que ouço hoje é sobre poder, utilidade, necessidade de ser necessário, fazer
algo importante, envolver-se em uma causa, fazer parte de um ministério florescente, a necessidade de não
mais me sentir indigno ou inútil. No entanto, poucos estão dispostos a ficar fora de vista, testemunhando
em silêncio a fidelidade do Senhor a vizinhos e amigos. Queremos ser incorporados a Cristo com um
ofício, um orçamento, um ministério designado. Há alguns chamados para isso, mas o alto chamado de
Deus em Cristo inclui a fidelidade em dizer o evangelho a todos em nosso círculo de amigos.

Talvez devêssemos pensar mais sobre isso - "Aquilo que é altamente estimado entre os homens é uma
abominação aos olhos de Deus" (Lucas 16:15). Cristo estava dizendo aos altamente respeitados fariseus
religiosos que a popularidade e a estima humana não se sustentariam no julgamento. Deus está procurando
humildade, sacrifício, auto-esvaziamento e uma aversão a tudo que é de auto-indulgência de reunir pessoas
ao nosso redor, e mais de apontá-las para o Cordeiro de Deus.

Oh, Deus - nos dê mais vozes e menos promotores. Mais vozes e menos egoístas. Mais vozes e menos
grandeza e grandeza. Dê-nos mais que busquem somente a Ele e não apenas Seus dons, Suas bênçãos e
Sua promoção.

2. Estevão nos mostra o que devemos ser para a Sua glória.


Estevão viu um céu aberto e um homem glorificado no trono cuja glória se espelhava nele para todos os
que estavam por perto.

https://worldchallenge.org/content/voice-—-mirror-—-and-step-faith 3/11
18/04/2019 A Voice — A Mirror — And a Step of Faith | World Challenge

"Mas ele, estando cheio do Espírito Santo, olhou firmemente para o céu, e viu a glória de Deus, e Jesus em
pé à direita de Deus e disse: Eis que vejo os céus abertos, e o Filho do homem de pé à direita de Deus "
(Atos 7: 55-56).

Estevão representa o que um verdadeiro cristão deve ser: aquele que é cheio do Espírito Santo com os
olhos fixos no Homem em glória. Ele é aquele que espelha essa glória de tal maneira que todos que a
virem ficarão maravilhados e cheios de admiração. Ele é um com um olhar fixo fixo em Cristo, sempre
olhando para Ele, totalmente ocupado com um Salvador glorificado.

Veja a condição desesperada em que Stephen se encontrava. Ele estava cercado por loucura religiosa,
superstição, preconceito e ciúme. A multidão zangada pressionou-o, de olhos arregalados e sanguinários. A
morte apareceu à frente dele. Que circunstâncias impossíveis. Mas olhando para o céu, ele viu o seu
Senhor em glória, e de repente a sua rejeição aqui na terra não significava nada para ele. Agora ele estava
acima de tudo, como vendo aquele que era invisível.

Um vislumbre da glória do Senhor, uma visão de Sua preciosa santidade e Estêvão não poderia mais ser
ferido. As pedras, a maldição irada, tudo era inofensivo para ele agora por causa da alegria que se
apresentava diante dele. Um vislumbre da glória de Cristo coloca você acima de todas as suas
circunstâncias. Manter os olhos em Cristo, conscientemente alcançando a Ele toda hora do dia,
proporciona paz e serenidade como nada mais pode.

Estêvão captou os raios do homem glorificado no céu e os refletiu para uma sociedade que rejeitava a
Cristo. Ele, "com a face aberta, viu como num espelho a glória do Senhor, e foi transformado na mesma
imagem de glória em glória, como pelo Espírito do Senhor" (2 Co 3:18).

Como é verdade que nos tornamos o que vemos. A tradução correta deveria dizer: "Todos nós, com o rosto
aberto espelhando a glória, somos transformados! A idéia é que o cristão reflete, como um espelho, a glória
sobre a qual ele olha continuamente. Somos nós que estamos" no vidro ". - um espelho - olhando em
Cristo, o objeto de nosso afeto e tornando-se como Ele no processo de contemplar.

É possível captar tal visão do homem glorificado no céu que nos colocará acima de todas as nossas
circunstâncias e dificuldades? Estevão provou isso - tanto que, estando acima de tudo, ele orou por aqueles
que o estavam matando. Seus assassinos tinham que olhar em um rosto que refletia verdadeiramente o que
Stephen tinha visto de Cristo.

Todos nós temos o privilégio de reivindicar a plenitude do Espírito Santo e nos tornar tão fascinados em
Cristo que podemos viver acima de tudo que é lançado pelo nosso caminho. O resultado direto de estar
totalmente ocupado com Cristo é um resultado prático de sua natureza em nós. Não somos apenas para
https://worldchallenge.org/content/voice-—-mirror-—-and-step-faith 4/11
18/04/2019 A Voice — A Mirror — And a Step of Faith | World Challenge

falar sobre a Sua glória, mas devemos refletir isso.

Não há nada em nossas vidas digno da atenção e do respeito dos outros. Somente refletindo a vida de
Cristo podemos influenciar o mundo para ele. Carne, quando refletida para o mundo, ministra a
morte. Cristo refletiu através de nós ministros da vida.

JN Darby escreveu: "Um cristão é uma pessoa sobre cujo coração o Espírito de Deus gravou Cristo, tão
verdadeiramente quanto Deus escreveu e gravou a Lei nas tábuas de pedra; para que o mundo possa ler
Cristo no homem, como um Israelita pode ler a Lei sobre as pedras.

"É o Espírito Santo tomando as coisas de Cristo, e revelando-as à alma, que é o poder da conformidade
prática atual com Cristo. Eu me deleito em Cristo, eu me alimento em Cristo, eu amo a Cristo. É o modelo
e a formação da minha alma de acordo com Cristo, pelo Espírito Santo - essa é a Sua revelação de Cristo.
Eu não apenas consigo amar a glória, é o próprio Cristo que eu amo, Cristo, que eu admiro, Cristo, pelo
qual me preocupo; Cristo, cuja carne eu como, e cujo sangue eu bebo - que maravilha se eu sou como
Cristo? O cristão torna-se assim a epístola de Cristo, ele fala por Cristo, confessa a Cristo, age por Cristo.
Ele não quer ser rico, ele tem riquezas em Cristo - riquezas inescrutáveis.Ele não quer os prazeres deste
mundo, ele tem prazeres na mão direita de Deus para todo o sempre.

"Não é meu olhar para mim mesmo, mas é meu olhar para Cristo, que é o meio designado por Deus para
meu crescimento à semelhança de Cristo"

Estevão se tornou um espelho vivo no qual os homens podiam ver a glória de Cristo refletida. Então
devemos nós. Quando o inimigo entra como um dilúvio e as circunstâncias perturbadoras nos derrubam,
precisamos surpreender e condenar o mundo ao nosso redor por nosso doce repouso em Cristo. Visto que
vemos pela nossa mente espiritual, isso é conseguido mantendo as nossas mentes em Cristo.

Você não verá Jesus até começar a procurar por Ele e não o encontrará até chegar aonde Ele é revelado. Ele
é totalmente revelado totalmente em Sua glória nas Sagradas Escrituras. É a obra feliz do Espírito Santo
dentro de nós para nos mostrar da Palavra quem Ele é. "Ele [o Espírito] tomará de mim e mostrará a você"
(João 16:14). Você invoca diariamente o Espírito Santo para lhe dar um espírito de sabedoria e revelação
no conhecimento do Senhor Jesus Cristo? Você deve.

É uma coisa incrível considerar refletir Cristo para um mundo perdido em toda a Sua santidade e
perfeição. Nenhum de nós já emitiu um reflexo verdadeiro e perfeito. Que grande alívio saber que não
podemos estragar nem melhorar Aquele cuja imagem é refletida. Ele é imensamente perfeito, santo e
belo. Nós não mudamos a imagem - a imagem nos muda. Cada vez que olhamos para a Palavra e vemos

https://worldchallenge.org/content/voice-—-mirror-—-and-step-faith 5/11
18/04/2019 A Voice — A Mirror — And a Step of Faith | World Challenge

um novo raio de verdade sobre Sua vida, morte, ressurreição e ascensão - somos transformados por
ela. Nos tornamos cada vez mais parecidos com Aquele que é o centro de nossa atração. Nós não nos
mudamos - a revelação de Cristo nos muda.

Quando as agonias do julgamento nos tomam,


Quando as ondas de tristeza rolam,
Eu colocarei minha cabeça em Jesus -
Almofada da alma perturbada:
Certamente ninguém pode se sentir como você,
Chorando um de Betânia!

"Jesus chorou!" Essa lágrima de tristeza


é um legado de amor.
Ontem, hoje, amanhã,
Ele sempre provou o mesmo.
Tu és tudo em tudo para mim,
Vivendo um de Betânia!

3. Pedro nos mostra a importância de dar um passo ousado de fé.


Uma coisa é ter o Senhor vindo a nós em nossas provações e circunstâncias para acalmar nossas almas
perturbadas e silenciar nossos medos - mas é algo completamente diferente sair no meio do tumulto e ir
atrás dele. Os discípulos que ficaram no barco estavam, sem dúvida, pensando: "É suficiente tê-lo por perto
e saber que Ele cuida de nós nesta tempestade. Vamos apenas ficar quietos e esperar até que Ele venha até
nós". Mas Pedro deixou o navio, um passo de fé muito ousado. Um vislumbre de seu Salvador foi o
suficiente. Ele gritou: "Se for você ... me faça vir até você ... na água ..!" (Mat. 14:28)

A chave para esta importante lição é "para ti ... na água ..." Jesus disse "Vem". Então, mantendo os olhos
firmemente fixados em Jesus, Pedro deu esse grande passo de fé e por um tempo andou sobre a água. Foi a
devoção que tirou Peter daquele barco açoitado pela tempestade. Ele não estava mostrando sua fé. Ele não
estava tentando depreciar os que ficaram no barco. Ele simplesmente queria estar mais perto de seu
Senhor. Ele valorizava seu Senhor por quem Ele era, e não por causa dos dons e bênçãos que Ele concedia.

https://worldchallenge.org/content/voice-—-mirror-—-and-step-faith 6/11
18/04/2019 A Voice — A Mirror — And a Step of Faith | World Challenge

É verdade que Pedro afundou quando tirou os olhos do Senhor - mas todos nós também. A verdade é que
Pedro andou sobre a água. Pela fé ele havia descoberto um lugar em Cristo acima do tempestuoso e furioso
mar. Ele estava andando sobre o que o ameaçava. A tempestade mantinha as águas fervendo - Peter não
andava em um mar de vidro. No entanto, ele andou sobre ou acima do tumulto; essa é a verdadeira lição.

"Quando ele viu o vento turbulento, ele ficou com medo; e começando a afundar, ele clamou, dizendo:
'Senhor, salva-me' .." (14:30). A fé que o manteve acima de tudo por um tempo poderia tê-lo mantido
indefinidamente. Mas ele tirou os olhos de Cristo e permitiu que o tumulto ao seu redor diminuísse sua
confiança.

Não estamos todos com um pouco de medo quando fortes - ventos escuros se juntam a nós. Não houve
momentos em sua vida que você pensou que estava afundando - para sempre? De certa forma, estou feliz
por Peter ter falhado, porque isso se relaciona melhor com minha condição. Muitas vezes tive esse
sentimento de afundamento - imaginando como poderia ficar acima de tudo. Então me lembro de algo que
meu avô me disse anos atrás: "Mantenha seus olhos em Jesus. Aproxime-se o máximo que puder. Esse é o
segredo da vitória, da santidade e da paz".

Em recentes negociações em minha vida, fui incitado pelo Espírito Santo a "fazer um movimento em
direção a Ele quando a tempestade chegar". Em vez de sentar em piedade, questionando por que Deus
permite tais provações profundas - agora procuro levantar-me em oração diligente e firme fé e ir atrás
dele. Você e eu temos o mesmo convite para "Venha". Venha, suba acima de todas as suas mágoas e
tristezas; Venha, pela fé você pode andar acima de suas circunstâncias. Venha, apropriado pela fé, os
mesmos recursos que mantiveram o seu Senhor acima de tudo.

O que manteve nosso Senhor acima de todas as circunstâncias em sua vida? Jesus chorou, Ele teve fome,
Ele machucou, o sol queimou Ele, Ele se cansou, Ele era como qualquer outro homem no natural que é
afetado pelas condições. No entanto, Ele estava sempre acima de tudo - porque nunca estava fazendo o seu
próprio trabalho ou realizando a sua vontade. Ele fez a vontade de Deus perfeitamente - Ele era totalmente
dependente de Seu Pai - Seus olhos estavam fixos apenas na glória de Seu Pai. Foi esse "olho único"
focado que foi Seu segredo de vitória em todas as crises.

Por que essa história sobre Pedro foi registrada na Sagrada Escritura? Acredito que isso nos mostra como
um cristão precisa perseguir a Cristo mais diligentemente durante a pior crise. Quantas vezes eu costumava
sentar e esperar que o Senhor me mostrasse como me livrar das dificuldades. Eu pensei que era
descanso. Mas, em vez disso, muitas vezes foi um fatalismo passivo. Eu não percebi que problemas ou
dificuldades poderiam ser o vento forte para me levar ao meu paraíso desejado - descansar em Cristo.

https://worldchallenge.org/content/voice-—-mirror-—-and-step-faith 7/11
18/04/2019 A Voice — A Mirror — And a Step of Faith | World Challenge

O caminho de escape de Deus é nos colocar acima de todas as nossas circunstâncias pela energia de uma fé
focada nEle. Quando o inimigo entrar como um dilúvio, devemos conscientemente alcançar o Senhor,
aproximando-se dele. O propósito não deveria ser experimentar o milagre de andar acima das ondas, mas
chegar a Cristo de maneiras cada vez mais amorosas e íntimas. Todos os que perseguem a Cristo, todos os
que mantêm os olhos fixos nEle, todos os que, pela fé, saem em busca dele, logo não serão afetados por
suas circunstâncias. Eles se tornarão tão arrebatados com sua visão Dele que descobrirão que, na verdade,
estão andando acima de tudo. Andar sobre a água é o subproduto de olhar para Jesus.

Não é triste que tantos cristãos hoje, incluindo alguns ministros, pensem em um ousado passo de fé ao
aceitar algum grande desafio terreno ou mergulhar na dívida para alcançar uma meta. Para mim, um
ousado passo de fé é mergulhar direto em minhas provações e circunstâncias tempestuosas e aprender a me
elevar acima de tudo em Sua presença.

Eu quero aprender mais sobre Jesus no meio do que eu estou passando. Estou construindo uma história
com meu Salvador, e cada nova revelação de Si mesmo é mais doce e mais reconfortante do que a
anterior. Eu não quero perguntar ao meu Senhor "Por quê?" não mais. Eu não quero nutrir pensamentos
sutis de que o meu Senhor está me punindo, ou se esqueceu de mim, ou está atrasado em me
ajudar. NÃO! Eu quero olhar para o rosto de toda a minha dor, minhas tristezas, minhas dificuldades - e
dizer - "Mais perto, Senhor, aproxime-me de Ti! Que tudo na minha vida me leve até você!"

Talvez quando o inimigo percebe que tudo o que ele está fazendo é levá-lo para mais perto do Senhor, ele
terá que desistir - para que ele não o leve diretamente para a glória total de Cristo.

O sofrimento e a cruz não podem ser separados!


O sofrimento e a cruz são inseparáveis - você não pode ter um sem o outro. Quando Cristo avisou Seus
discípulos que Ele sofreria e morreria, Pedro protestou. A própria noção de sofrimento foi rejeitada por
muitos dos pais da igreja primitiva.

Qualquer tentativa de separar o sofrimento da cruz é uma obra do inimigo. Nas Escrituras se diz que Cristo
"aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu" (Hb 5: 8-9).

"Vemos Jesus ... pelo sofrimento da morte ... provando a morte de todo homem ... para tornar o capitão da
nossa salvação perfeito (completo) através dos sofrimentos ..." (Hb 2: 9-10).

Qualquer filho de Deus que lhe diga que não há sofrimento para os crentes que andam em Espírito e fé,
não conhece a Palavra de Deus. Eu não acho que qualquer cristão pode ser "feito conforme a sua morte"
sem sofrer. Há uma comunhão de Seu sofrimento. Paulo disse: "Porque, como os sofrimentos de Cristo são
abundantes em nós, assim também a nossa consolação é abundante em Cristo ..." (2 Coríntios 1: 5).

https://worldchallenge.org/content/voice-—-mirror-—-and-step-faith 8/11
18/04/2019 A Voice — A Mirror — And a Step of Faith | World Challenge

"Que agora se alegram em meus sofrimentos por você - e encha o que está por trás das aflições de Cristo
em minha carne por amor do corpo, que é a igreja ..." (Cl 1:24).

"Se é assim que sofremos com ele, para que também possamos ser glorificados juntos ..." (Rom. 8:17).

"Pois eu creio que os sofrimentos deste tempo presente não são dignos de serem comparados com a glória
que será revelada em nós ..." (Rom. 8:18).

"... como sois participantes das aflições, assim fareis também da consolação ..." (2 Co 1: 7).

Pedro pregou a mesma mensagem. Foi somente após sua própria identificação com Cristo e a Cruz que ele
pôde dizer: "Mas regozije-se, visto serdes participantes do sofrimento de Cristo, para que, quando a sua
glória for revelada, também te alegres com grande alegria ... "(1 Pe 4:13).

Depois disso, você terá sofrido um pouco, fará você perfeito [completo], estabelecerá, fortalecerá,
estabelecerá você ... "(1 Pe 5:10).

"... porque também Cristo sofreu por nós, deixando um exemplo, que devemos seguir nos seus passos" (1
Pedro 2:21).

Há muitos outros versículos bíblicos convincentes que confirmam o sofrimento daqueles que tomam a cruz
e seguem a Cristo. O sofrimento é ofensivo para aqueles que acreditam que o poder o torna inútil. Foi isso
que tornou o sofrimento de Cristo tão reprovador para Pedro. Ele se perguntou - por que o Filho de Deus
precisava sofrer, em vista de suas habilidades de chamar legiões de anjos e destruir todos os seus
inimigos. Pedro não via valor algum no sofrimento, como tantos hoje que o consideram ofensivo para um
crente "cheio de poder santo".

Como podemos encarar esta Escritura sem estremecer, se não aceitarmos a verdade que as pessoas
piedosas sofrem:

"Pois tanto quanto Cristo sofreu por nós na carne, armai-vos igualmente com a mesma mente; pois quem
sofreu na carne, já não é mais pecado" (1 Pe. 4: 1).

Estou espantado com a reação de alguns cristãos quando falo dos sofrimentos do povo do Senhor. Uma
querida alma escreveu: "Por que tanto falar sobre sofrimento? Isso me deixa para baixo. Eu não gosto de
pensar esses tipos de pensamentos. O sofrimento não é para mim. Eu penso apenas naqueles pensamentos
que são positivos e criativos. Você provavelmente sofre tanto porque você não tem nenhuma revelação das
promessas de Deus. Eu vou orar por você ... "

https://worldchallenge.org/content/voice-—-mirror-—-and-step-faith 9/11
18/04/2019 A Voice — A Mirror — And a Step of Faith | World Challenge

Eu tive ministros olhando para mim lamentavelmente e com vozes condescendentes dizem: "Pobre irmão
Dave um trabalho moderno. Ele certamente precisa de nossas orações." Eu posso dizer pela maneira como
eles olham para mim, eles estão se perguntando: "Que pecado terrível está escondido em sua vida? Ou que
fé fraca ele deve ter - se houver! Por que sua esposa e família sofrem assim?" Mas aleluia! Eu e minha
família conhecemos o doce sabor da vitória porque estivemos na batalha e saímos a todo momento com
vidas purificadas e fé e coragem fortalecidas. O fogo da aflição purifica; filtra todas as impurezas e folhas,
mas o ouro.

Se Paulo glorificou na cruz, ele também glorificou seus sofrimentos. Paulo ficou louco quando disse: "...
nos gloriamos na tribulação, sabendo que a tribulação produz a paciência, e paciência, experiência ..."
(Rom. 5: 3-4)?

Quantas congregações ou pregadores hoje permitiriam que Paulo ficasse de pé no púlpito e clamassem: "Se
eu necessitar de glória, me glorificarei em minhas fraquezas ..." (2 Coríntios 11:30).

Compare a pregação sem cruz ouvida de muitos púlpitos hoje com a mensagem de Paulo. Ele pregou "... o
Senhor disse-me: A minha graça te basta, porque a minha força se aperfeiçoa na fraqueza. Portanto, com
alegria, prefiro me gloriar nas minhas fraquezas, para que o poder de Cristo descanse sobre mim. Tenho
prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições em angústias por amor de Cristo;
porque quando estou fraco, então sou forte ... "(2Co 12: 9-10).

Precisa atrair a graça; o sofrimento atrai a misericórdia; a fraqueza atrai sua força. O crente mais forte é
aquele que foi completamente testado e submetido ao fogo - e que foi fortalecido e amadurecido no
processo.

Correndo o risco de parecer realmente negativo, creio que há muito pouca pregação da Cruz nas igrejas
hoje. Na verdade, tenho cristãos que saem da minha pregação quando tenho tentado mostrar-lhes da
Palavra que a Cruz inclui sofrimento físico e espiritual.

A cruz representa reprovação, rejeição, negação de si mesmo, mortificação da carne, entrega da vontade e
ofensivo para aqueles cristãos viciados em facilidade, prazer e prosperidade.

Quase todo mundo está sofrendo de uma forma ou de outra. Mas crentes que estão sofrendo severa
provação e aflição e que podem ver Deus em tudo, fornecendo misericórdia, graça e força - estão
construindo uma história com o Senhor.

https://worldchallenge.org/content/voice-—-mirror-—-and-step-faith 10/11
18/04/2019 A Voice — A Mirror — And a Step of Faith | World Challenge

Sua história com o Senhor inclui graça em suas piores horas de medo e dor; força suprida pelo céu quando
você estava no final de toda a esperança; chuva espiritual suave quando estava seco e seco; paz
sobrenatural quando tudo estava em turbulência - descanso e segurança diante da morte? Aqueles com tais
histórias são mais pacientes e compreensivos do que aqueles que nunca foram postos à prova.

Há realmente apenas uma cruz - a dele! Ele provou a morte por todos nós; Ele sofreu e sangrou uma vez
pelo pecado; Ele bebeu a taça amarga. Nosso sofrimento e dor não são meritórios - eles não acrescentam
nada à graça -, mas são o custo do discipulado. Quando nos tornarmos um verdadeiro reflexo de um Cristo
santo, sofreremos. Haverá perseguição dos pecadores e rejeição dos cristãos carnais. Você sofrerá quando a
Palavra tentar você, conforme você se apropria das promessas, e a libertação está atrasada. Você vai sofrer
quando você pecar ou entristecer o Espírito Santo. Você sofrerá quando uma dor física excruciante vier
sobre você ou um querido ente querido, e parece que nenhum alívio está à vista. Você sofrerá quando um
santo piedoso for subitamente tomado, talvez em um acidente.

Eu acredito fortemente na cura divina. Eu acredito que Deus quer abençoar e curar seus filhos. Eu acredito
que Deus nos dá autoridade sobre poderes demoníacos. Mas também acredito em tomar a cruz e seguir a
Cristo - e isso geralmente inclui sofrimento. Isso também significa poder de ressurreição através de tudo.

https://worldchallenge.org/content/voice-—-mirror-—-and-step-faith 11/11