Sunteți pe pagina 1din 2

ORAÇÃO POR LIBERTAÇÃO DOS SETE VÍCIOS CAPITAIS

Senhor Jesus confio em Vosso amor e em Vossa proteção. Sei que o pecado nos afasta cada vez mais. Hoje consigo enxergar
com maior clareza o afastamento que eu ou minha linha de família tem de seu amor. Peço-Vos que derrame Vosso Sangue
Precioso sobre mim neste momento libertando-me da tibieza e da acídia que eu ou meus ancestrais viveram. Apresento
diante de Vossa bondade os meus vícios capitais.

SOBERBA.
“Senhor Jesus, apresento neste momento toda a minha soberba, a minha indiferença para convosco e para com meus irmãos.
Minha ingratidão pelos Dons de Vos recebidos. Perdão, Senhor, pelas vezes que não agradeci aos outros, julgando que isso
deveria ser obrigação deles para comigo. Peço-Vos perdão pela minha arrogância e auto-suficiência, pelos cargos elevados
que almejei, por querer ser magnífico e distinto dos meus irmãos. Soltai minha mente e meu espírito da maquinação feroz que
me assola. Libertai-me, Senhor Jesus, desta prisão comigo mesmo. Eu preciso servir. Eu peço-Vos humildade e simplicidade
para encontrar a verdade que liberta. Cura meus olhos desta cegueira infernal”.

“Ave Maria, Virgem poderosa, Imaculada Conceição. Rainha das Vitórias. Que Vossas lágrimas de sangue destruam as
forças do inferno. Assim seja”.

AVAREZA
“Neste início de caminhada, Senhor, que faço pela libertação de meus vícios, peço-Vos agora a libertação da avareza herdada
de meus antepassados e que em mim tenha tomado uma força destrutiva. Peço-Vos libertação de todo apego ao dinheiro e ao
materialismo. Libertai meus olhos porque eles ainda ficam fascinados com as belezas humanas, e isso tem feito minha carne
cair em tentação e em inveja. Tirai de mim, Senhor, todo o apoio nas coisas e em objetos; nos animais, nas pessoas e nas
crianças. Arrancai esta sombra que ainda me faz proprietária de meus próprios bens. Eu quero e preciso do desprendimento
das coisas, caso contrário, minha caridade não agüentará esta caminhada. Rogo-Vos, Senhor Jesus, a liberdade do meu
coração e das minhas idéias de avareza. Onde está o meu tesouro aí está também o meu coração. Portanto, Amoroso Jesus,
põe meu coração no Vosso Coração Santo e fazei-me fiel”.

“Deus Santo. Deus forte. Deus imortal. Tende piedade de mim neste instante”.

LUXÚRIA
“Senhor, ofereço meus membros e meu coração porque preciso de libertação. Meu corpo foi formado com uma sexualidade
errada. Venho de uma linha de família onde crianças nascem indiscriminadamente. Pecados sexuais podem ter afetado meus
ancestrais como abortos, estupros ou homossexualismo. Por este motivo, Senhor, eu clamo: libertai-me da luxúria. Meu corpo
e meus membros são templo do Vosso Espírito Santo. Vinde Espírito Santo, dos quatro cantos do céu e sopra sobre esses
ossos secos para que se transformem em vida e castidade. Fazei-me casto Senhor. Descola os pecados sexuais que já cometi.
Eu renuncio ao adultério, ao homossexualismo, às relações pré-matrimoniais que tive. A todo ato sexual com animais e à
masturbação. Espírito Santo de Deus purificai-me e eu serei puro. Estremecei meu corpo com pureza e santidade e construí
em mim o homem (a mulher) novo(a). Ofereço neste momento todas as pessoas de minha linha de família que cometeram
aborto, homossexualismo, crimes sexuais, estupros e gravidez fora do casamento ou por estupro. Minha familia é lavada no
Sangue de Jesus assim como eu. Dai-me pureza, Senhor. Espírito Santo controlai meus olhos para que eu não vislumbre
demais os amores humanos e não me apaixone tão facilmente”.

Santíssima Virgem intercede por mim. Auxiliai-me na criação uma pessoa nova à Imagem do Teu Filho Jesus. São José
intercedei por minha pureza e minha castidade.

GULA
“Senhor Deus Pai, eu sei que a desarmonia do corpo nasceu no momento em que a raça humana, tão lindamente criada, se
afastou de Vosso Amor. Neste momento eu venho a Ti, Pai de Amor, para que rompas todas as cadeias da criação humana e
restabelecei em mim a criação de Vossas próprias mãos. Equilibrai novamente a minha alimentação. Por Jesus, Teu filho
Santo, eu peço a graça de me libertar da gula. Este pecado pode ter origem em tantas coisas e hoje me vejo preso nele. Peço-
Vos perdão, Senhor, se em minha linha de família tiveram crimes de inanição, pessoas morrendo de fome, disfunções
orgânicas que possam ter gerado a gula. Peço perdão pelos pratos de comida que fiz ou faço sem pensar na miséria e na fome
do mundo. Ser guloso é pensar em si próprio por isso eu renuncio ao meu “eu”. Ajudai-me, Senhor, a cuidar de minha
alimentação e não desperdiçar comida. Desculpai-me Senhor pelas vezes que critiquei, gozei ou briguei com meus pais por
causa de comida. Peço-Vos perdão por jogar fora pão e outros alimentos que sobraram. Perdão por dizer que “não gosto” de
alguma comida, ao invés de sacrificar-me uma vez e comê-la. Eis que nasci na culpa. Minha mãe gerou-me no pecado.
Perdão pelos meus familiares viciados na gula ou no desperdício. Renuncio ao exagero na comida e na bebida. Renuncio ao
apego excessivo às iguarias e aos alimentos que mais gosto. Pelas Tuas mãos criadoras, Deus Pai, eu Vos peço: recriai em
mim a temperança e o comedimento”.

São José, que se fatigava para conseguir alimentos para a Sagrada Família: intercedei junto a Jesus por mim.
IRA
“Senhor Jesus, eu abro neste momento todos os acessos de meu corpo, mente e espírito ao sopro criador de Vosso
Espírito Santo. Entrai pelos caminhos trancados, desatai os nós de meu temperamento. Refazei minha personalidade e
minha razão sobre Vosso senhorio. Amado Jesus, a minha ira destrói minha vida e a vida dos meus irmãos. Arrancai de
mim, Senhor, a braveza, como se arranca uma árvore seca com sua raiz. Apaziguai, Senhor, todo o meu ser neste
momento e dai-me de beber de Vossa Água Viva. Sei que muito destruí; sei que muitas pessoas eu as fiz reféns de
minha braveza. Reconheço minha violência, seja física ou somente no olhar. Se eu fui um(a) briguento(a) em minha
infância, eu Vos peço perdão, Amado Senhor. Peço-Vos amorização em minha infância e a cura de minha gestação de
todo nervosismo, braveza, contrariedades, fugas e aborto. Refazei, Senhor, meu amor pelas pessoas e por mim mesmo.
Libertai meu espírito de todo dardo inflamado do maligno. Revesti-me da calma e da mansidão. Arrancai de mim a
violência dos ossos e toda forma de “explosão” momentânea. Eu quero o Sangue de Jesus sobre mim. Eu abro todos os
esconderijos da mente e do corpo onde este pecado se alojou. Dai-me o perdão de meus pecados, Jesus, e robustecei-
me para perdoar. Renuncio a todo desejo de vingança e morte de alguém. Peço perdão pelos assassinatos e crimes
passionais em minha casa ou linha de família. Toda febre de vingança perca sua força diante das chagas de Jesus. Peço-
Vos coragem para vencer minha “ira embutida” que não me deixa pedir perdão quando eu falho. Reconheço meu
pecado e minha miséria. Renuncio a cólera, ao desejo de vingança, ao impulso violento contra os que me ferem. Abro
minha mente e coração à Paz do Senhor e à transformação do meu temperamento no Espírito. Amém”. “Minha paz vos
dou. Não como a do mundo, mas a Minha paz”.

Santa Maria, Mãe de Deus, que mesmo triste e séria com os açoites de Jesus não manifestaste nenhum rancor, ódio ou
desejo de vingança, intercedei por mim.

INVEJA
“Senhor Jesus, eu até pensei que inveja funcionava somente nos bens materiais e de cargos. Contudo, meu Senhor, vejo
que sou invejoso(a) em muitas coisas além dos bens. Sei que meus olhos se fascinam com qualquer coisa e sempre caio
no “querer aquilo que meu irmão tem”. Peço-Vos perdão, Senhor, pelos meus familiares que invejaram coisas e bens,
cargos e pessoas. Pela inveja de querer um filho como o outro tem; querer demasiadamente ter carros, mansões, muito
dinheiro e poder. Peço libertação do pecado do adultério, como ato concreto ou imaginativo, cometido pela inveja.
Libertai-me com Teu Sangue Precioso do desgosto que tenho com a felicidade do outro; do desejo de possuir os bens
que meu irmão tem. Foi pela inveja que satanás caiu e o ódio entrou no mundo. Portanto, renuncio a satanás e a esta
obra demoníaca da inveja. Desculpai-me, Senhor, pelas vezes que fiquei triste com o bem do outro e assim desejei o
mal àquela pessoa. Perdão por ver os dons e talentos dos meus irmãos e invejá-los, ao invés de contemplar neles Teu
Nome Santo. Dai-me um coração benevolente, Senhor Jesus. Criai em mim um coração puro e de boa vontade para
fazer o bem. Peço a graça de manter relacionamentos justos com as pessoas, com empregados e patrões. Quero imitar-
Vos, Senhor, na Vossa doação, pois só assim, edificarei minha casa sobre a Rocha que sois Vos. Deus é Soberano sobre
minha inveja”.

Este foi o pecado de Davi para com Urias. Reze o Salmo 50 neste momento.

PREGUIÇA
“Vede Senhor, como esta caminhada é penosa. Quão arraigado ao pecado eu estou. Faço o mal que não quero e não
consigo fazer o bem necessário. É um combate muitas vezes desleal, meu Senhor. Venho junto de Vos chorar meus
pecados e minhas misérias. E até para isso muitas vezes sou preguiçoso e soberbo. Rompei meus grilhões e libertai-me
da preguiça, meu Senhor. Peço Vosso Sangue sobre meu corpo e minha mente. Não agüento mais minha desatenção,
meu desligamento das coisas, dos meus afazeres em casa ou na Comunidade. Meu esquecimento pode ter raízes na
preguiça. Libertai-me, Senhor, para que eu possa servir Vossa obra com mais eficácia e mais atenção. Curai em mim e
em minha árvore familiar a aversão ao serviço na Igreja, a indolência (insensibilidade, apatia, desleixo); minha
morosidade (lentidão em pensar, falta de iniciativa); minha lentidão em fazer as coisas sem que o outro precise me
pedir. Libertai minha mente e meu corpo da vagarosidade, da pachorra. Libertai meu espírito da preguiça espiritual que
é uma enfermidade. Em Vossas chagas eu me coloco confiantemente, meu senhor. Perdoai-me pela negligência em
responder ao Vosso amor. Perdão pelas vezes que disse ou pensei estar cansado demais para rezar. Perdão pelos meus
olhos que ainda não enxergam as graças e têm dificuldade de ver o que é errado e o que é certo. Perdão por não corrigir
meus irmãos ou meus filhos por medo de magoá-los, deixando-os assim cair em tentação ou num mal temporal. Dai-
me, Jesus amado e libertador, a diligência. Eu Vos peço o cuidado, o zelo e o amor para com a obra de Deus. Peço-Vos
rapidez nos afazeres e não me deixar levar pela sonolência que leva ao descaso. Peço-Vos um espiríto que tome
providências e iniciativas; que investigue o que o irmão está precisando. Peço-Vos atenção para executar meus serviços
com ordem e disciplina. Fazei, Senhor, que eu me ajuste às necessidades do irmão. Dai-me um espírito decidido e
esforçado. “Vinde Espírito Santo...”.

Comunidade Beatitudes do Coração de Jesus – www.comunidadebeatitudes.com