Sunteți pe pagina 1din 12

Página - 2 Jornal de Umbanda Sagrada - SETEMBRO/2015

Sete Linhas de Umbanda


Parte IV A PALAVRA DO EDITOR
Por ALEXANDRE CUMINO Contatos: alexandre@colegiopenabranca.com.br

Fotos: Divulgação - Google images


DANDO CONTINUIDADE ao nosso
estudo sobre as Sete Linhas de
Umbanda, em que estamos revendo
as várias “Sete Linhas de Umbanda”
que foram apresentadas e aceitas
por diversos grupos e autores um-
bandistas ao longo dos anos, Aluizio
Fontenele, em 1951, adotou ao pé
da letra as Sete Linhas de Lourenço
Braga (citado na Parte III).
Yokaanam publica, em 1951,
Evangelho de Umbanda, obra polê-
mica que apresenta as Sete Linhas
de Lourenço Braga e as critica
dizendo: “Eis o que os africanistas
apresentam como ‘UMBANDA’! Mera
confusão!”.
Apresenta 7 Legiões que tem
como patronos 7 “Orixalás”. Acima
delas está o Paraninfo ou Patrono
de Honra: Jesus – “Oxalá” e abaixo
Benjamin Figueiredo, fundador da Tenda Espírita Mirim (à direita), em 1924, e o Primado de Umbanda, em 1952.
como segue:

1ª S. João Batista – “Xangô-Kaô” Linha de Santo Umbanda, inspirada pelo Caboclo Mirim, registrado
2ª Santa Catarina de Alexandria – “Yançã” em suas apostilas “Umbanda – Escola da Vida” bem
Linhas do Mar como publicada em 1961 no livro “Okê Caboclo”, como
3ª Custódio – Cosme e Damião – “Ibejês”.
Linha Oriental segue abaixo:
4ª S. Sebastião – “Oxóce”.
5ª S. Jorge – “Ogum”. Linha de Oxosse
Oxalá,
6ª S. Jerônimo – “Xangô”. Linha de Xangô Ogum,
7ª S. Lázaro – “Ogum de Lei” Linha de Ogum Oxosssi,
Linha Africana Xangô,
Florisbela M. Souza Franco, autora de dois títulos Ybeji,
conhecidos, UMBANDA, de 1953 e Umbanda para os Benjamim Figueiredo, fundador da Tenda Espírita
Médiuns, de 1958, apresenta, no primeiro, as Sete Mirim, em 1924, e o Primado de Umbanda, em 1952, Yofá e
Linhas de Umbanda abaixo: apresentou sua forma de entender as Sete Linhas de Yemanjá.

expediente:
Diretor Responsável:
O JORNAL DE UMBANDA SAGRADA
Alexandre Cumino - Tel.: (11) 5072-2112
E-Mail: alexandre@colegiopenabranca.com.br
não vende anúncios ou assinaturas
Endereço: Av. Dr. Gentil de Moura, 380
Ipiranga São Paulo - SP
Nossa capa:
Diagramação e Editoração:
Laura Carreta - Tel.: (11) 9-8820-7972 É uma obra filantrópica, cuja missão
E-Mail: lauraksp@yahoo.com.br é contribuir para o engrandecimento DECLARAçÃO

da religião, divulgando material teo­ Folhagráfica Unidade de Negócios do


GrUpo Folha, localizada na alameda
Revisão: Equipe Umbanda, eu curto! ló­gico e unificando a comunidade Barão de limeira, 425 - 70 andar -
Site: www.umbandaeucurto.com Umbandista. Campos Elíseos - São paulo/Sp - CEp 01202-
900, inscrita no Cadastro Nacional de pessoa
Jurídica - CNpJ 60.579.703/0001-48, declara
Diretor Fundador: Rodrigo Queiróz Os artigos assinados são de in­
para os devidos fins que executou em seu
parque gráfico o serviço de impressão do
Tel.: (14) 3019-4155 teira res­ponsabilidade dos auto­ Jornal Umbanda Sagrada Edição n0 184 no dia
E-mail: rodrigo@ica.org.br res, não refletindo necessaria­
11/09/15 com tiragem de 22.000 exemplares
com papel imprensa fornecido por esta Gráfica,
com periodicidade Mensal de propriedade do
mente a opinião deste jornal. Colégio de Umbanda Sagrada pena Branca, tendo
Consultora Jurídica: como seu diretor responsável o Sr. alexandre
Dra. Mirian Soares de Lima Cumino.
As matérias e artigos deste jor­nal
Tel.: (11) 2796-9059 São paulo, 11 de Setembro de 2015
podem e devem ser reproduzidas em
Jornalista Responsável: qualquer veículo de comunicação. Produzida por: UMBANDA EU CURTO Sidney Silva
Wagner Veneziani Costa - MTB:35032 Favor citar o autor e a fonte (J.U.S.). www.facebook.com/umbandaeucurto Folhagráfica
Jornal de Umbanda Sagrada - SETEMBRO/2015 Página -3

Os Procedimentos
de Umbanda
Por RUBENS SARACENI – Contato: contato@colegiodeumbanda.com.br

A DOUTRINA DE UMBANDA estimula das doutrinas obscurantistas, e, ainda Deus é único e os nomes que Lhe dão são
os procedimentos corretos e incorporou assim, se eles forem os primeiros a agre- apropriações humanas de Suas qualidades
aqueles mais afins com a própria natu- dir a religião umbandista, como sempre divinas manifestadas a todos o tempo
reza divina dos Orixás. A um médium ocorre, já que sentem uma ameaça todo. Afinal, Ele é tudo em Si mesmo e
é solicitado que conheça o mínimo invisível aos seus feudos religiosos nas temos de invocá-Lo por um nome que
indispensável para que possa realizar religiões libertadoras do espírito, como o mais nos fale ao coração, certo?
as práticas de Umbanda e seus rituais. são a Umbanda e o Espiritismo.
Também é exigido que se estude um As verdades semeadas pelos espíri- OUTROS PROCEDIMENTOS RECO-
pouco, porque só assim entenderá tudo tos são superiores às que eles semeiam MENDADOS, E JÁ BASTANTE DI-
o que acontece dentro de um templo de e tratam logo de combatê-las. Mas, VULGADOS, SÃO RELATIVOS
Umbanda durante a realização das giras fora essas escaramuças em nível terra, ÀS PRÁTICAS RITUAIS:
de trabalho. Cada religião tem seus a doutrina de Umbanda reprova toda • Em dia de trabalhos mediúnicos,
paramentos ou suas vestes litúrgicas tentativa de diminuir outras religiões, não se deve comer alimentos de difícil
e a Umbanda também tem os seus: as pois todas se fundamentam em Deus e digestão ou ingerir bebidas alcoólicas,
vestes brancas. em sua divindades. Logo, o universalis- pois estas entorpecem a mente a anulam
mo adotado pela doutrina de Umbanda a percepção extra-sensorial, assim como
POR QUE O BRANCO É A COR não permite críticas às outras religiões, abrem o campo mediúnico às vibrações
PREFERENCIAL DA UMBANDA? tampouco obriga alguém a renegar sua negativas e estimulam o emocional dos
O branco é a cor de Oxalá, o regente antiga crença. Quem proceder de ou- médiuns;
da Fé no Ritual de Umbanda Sagrada. tra forma não é, ainda, um verdadeiro • a mediunidade só deve ser desen-
Logo, como a fé é o mistério religioso por médium de Umbanda Sagrada, a mais volvida com o recurso da concentração
excelência, o astral tem estimulado o uso universalista das religiões. dos cantos rituais e dos atabaques;
dos paramentos brancos. O simbolismo Em seus templos manifestam-se • médium desequilibrado deve
da veste branca é bem visível, além de espíritos trazendo ainda vibrantes as ser afastado do corpo mediúnico e
permitir uma uniformidade na apresenta- suas antigas formações religiosas que encaminhado para tratamento médico-
ção do corpo mediúnico. Mas, se alguém lhes possibilitaram a ascensão espiritual -psicológico e espiritual;
se veste de branco e assume o grau de aos níveis superiores da luz. Manifestam- • médium alcoolizado, ainda que mi-
médium, dele também se exige que pu- -se espíritos vindos de todas as outras nimamente, não deve realizar trabalhos
rifique seu íntimo, reformule seus antigos religiões e regiões do planeta. Uns são práticos, ou deles participar;
conceitos com relação à religiosidade e se hindus, outros são árabes, outros são • médium que não realizar a higiene
porte de acordo com o que dele esperam judeus, budistas, cristãos... e até índios espiritual e pessoal, tal como banho com
os Orixás sagrados, pois serão estes que brasileiros e negros africanos, os seus ervas, firmar uma vela para o seu anjo
o ampararão daí em diante. fundadores espirituais. Logo, dentro dos da guarda, firmar sua esquerda e direita,
A doutrina de Umbanda tem por obje- procedimentos recomendados está o de etc., não está apto a realizar um bom
tivo primeiro o auxílio espiritual, e estimula absterem-se de qualquer crítica a outras trabalho mediúnico. Nessa higiene pes-
o despertar da consciência religiosa nos religiões ou de alimentarem preconceitos soal inclui-se a bucal, pois não há coisa
médiuns. Os doutrinadores sabem que religiosos mesquinhos. mais desagradável que um consulente
tem que ser pacientes, pois precisam lidar Outro procedimento recomendado é ter que suportar o mau hálito de um
com pessoas oriundas de outras religiões, respeitar os templos de todas as religiões médium relapso;
nas quais já desenvolveram uma consci- e seus espaços religiosos, pois, aquele • estar sempre vestido com roupas
ência mais ou menos de acordo com o que não respeita a casa alheia, não res- limpíssimas;
que pregam suas doutrinas. peita a própria. Se não consegue ver em • portar-se com respeito e silêncio
A doutrina tem como um dos seus um templo alheio uma morada de Deus, dentro das tendas – espaços consagra-
procedimentos basilares nunca obrigar então não é digno de dizer que, no seu dos as divindades e aos rituais religiosos
alguém a renegar a religião que pratica- templo, Ele habita. Em verdade, onde as praticados dentro da Umbanda.
va, pois nenhuma religião deve ser rene- pessoas se reúnem para louvar a Deus,
gada ou criticada. O máximo tolerado Ele ali se estabelece e se manifesta, não Texto extraído do livro “
pela doutrina é a crítica aos mercadores importando que O invoquem com outros Código de Umbanda”
da fé, aos fanatizantes líderes religiosos nomes que não o de “Olorum” ou “Zambi”. Rubens Saraceni - Editora Madras
Página - 4 Jornal de Umbanda Sagrada - SETEMBRO/2015

Preciso de ajuda?
Por RAFAEL MANCUSO - Contato: rafashu@gmail.com

Foto: Divulgação - Google images


ADMITIR ISSO é o primeiro passo.
A ponta do iceberg. Descobrir-se
imperfeito é o primeiro passo para
fazer alguma coisa a respeito. Medo
de traição, ciúme excessivo, apegos
ao que já foi, dores sentimentais,
etc. Tudo isso é sentido por quem
se diz sentimentalista, apesar de
todos estarmos sujeitos a todos estes
sentimentos. Porém, aonde está o
foco? Aonde está a porta que leva na alma. Essa ferida aberta sangra essa porta de madeira emperrada
ao verdadeiro motivo de todos eles? mais que hemorragia. Hemorragia que não abre. Mas será? Será que
para quando tomadas as devidas sentindo tua dor e tua angústia eles
Só quem já se queimou sabe a
precauções inteligentes do corpo. ainda se manteriam agarrados à
dor do fogo, não é? Sim, óbvio que
Agora, o sangramento da alma não, essas verdades?
sabe? Então, quando chegam para
porque você não vê; só te resta sentir
você e te falam: você é muito fresco! Será que você é tão perdida-
e como toda a essência inteligente,
Sabe o que querem dizer? Que você mente apaixonado pela dor que não
um dia cura. Mas cura, mesmo?
é muito imaturo e não consegue lidar consegue deixá-la ir ou será que
com aquela situação. Os otimistas de plantão ou mes- simplesmente você só precisaria
mo os ditos autoconfiantes, dirão achar alguém que olhasse para a
Então, o que fazer? Esperar
que sim; dirão que você não faz o ferida purulenta e mesmo assim te
ajuda? Tentar subir por si só? Ter fé?
mínimo esforço para melhorar, que abraçasse e dissesse: eu vejo a tua
Confiar em algo? Ter fé?
você é cabeça dura, que você sofre dor, eu a aceito, eu a acolho e eu a
Acho tudo isso muito simples porque quer, que você está no chão amo, sem medo, sem julgamentos
para tentar descrever a intensidade pois gosta de ser masoquista. Pode pesados, sem esforços para resolvê-
de uma dor. Não a dor de bater o ser que eles tenham razão, pode -la, somente deixando a dor fazer o
dedo no pé da cama, o que por si só ser que a verdade esteja com eles, que ela tem que fazer: que a solução
dói pra caramba, mas a dor de sentir pode ser que você realmente seja surja do natural.

Religião à Luz da Constelação


Por FABIANA OLIVEIRA JYOTI – Contato: fabijyoti@constelacaosistemicaesspiritual.com

O QUE DEUS REALMENTE -la. Mas então escutou outra voz; em proteção de Deus e para pertencer a sacrificando o outro, nos salva apa- sacrifícios para estarmos livres de
ESPERA DE NÓS? vez de seu filho, imolou uma ovelha. um sistema, devemos seguir sempre rentemente, ilusoriamente; ser bom sermos bons e muitos denominam
Certa noite, um homem sonhou Um outro homem sonhou, certa o caminho de ser “bom” e estar se a qualquer custo, não importando se isso como algo religioso.
ter escutado a voz de Deus que lhe noite, ter escutado a voz de Deus sacrificando em nome de algo maior. o outro está tendo que assumir o pa- Só sairemos desse círculo vi-
dizia: “Levanta-te, toma teu filho, que lhe dizia: “Levanta-te, toma Portanto, para uma consciência pré- pel do mau. Dessa forma, estamos cioso que existe em honra dessa
teu único e amado filho, leva-o teu filho, teu único e amado filho, -estabelecida, quem não segue esse em equilíbrio ou acima de alguém. consciência coletiva quando respei-
para o alto da montanha que eu te leva-o para o alto da montanha que caminho perde o direito ao perten- Enfim, se recebo algo de Deus sinto tarmos e entendermos que Deus é
indicarei e oferece-me esse filho em eu te indicarei e oferece-me esse cimento e, por consequência, perde que devo pagar por isso. mistério e está acima de tudo, do
sacrifício!” filho em sacrifício!” Pela manhã, o a ligação com Deus. bom e do mau, do bem e do mal.
Todavia, esquecemos que Deus
Pela manhã, o homem se levan- homem se levantou, olhou para seu Mas, o que é ser bom? Quem não é humano, não cobra sacrifícios Quando conseguirmos encontrar,
tou, olhou para seu filho, para seu filho, seu único e amado filho, olhou diz o que é bom? Nosso sistema? de ninguém. Transferimos a Deus reconhecer e olhar para além dessa
único e amado filho, olhou para sua para sua mulher, a mãe da criança, Algumas religiões? a mesma dinâmica humana que consciência, o bem universal unirá
mulher, a mãe da criança, e olhou e olhou para seu Deus. E, olhando-o, Aprendemos que quem é bom aprendemos com nossos sistemas todos os seres humanos. Isso seria
para seu Deus. Tomou a criança, respondeu: “Isso eu não faço!” vai para o céu e quem é mau vai domados pelos dogmas de algumas uma elevada conquista espiritual,
levou-a para o alto da montanha, A consciência aprendida atra- para o inferno. A ideia de bom ou igrejas. Dessa necessidade de com- uma purificação do espírito e do
construiu um altar, amarrou-lhe as vés de algumas religiões aqui no mau distancia o ser humano; e ser pensação e em nome dela, temos coração.
mãos, puxou a faca e queria imolá- ocidente nos ensina que, para ter a bom, temente a Deus, mesmo que visto desde o começo dos tempos Servindo a vida!
Jornal de Umbanda Sagrada - SETEMBRO/2015 Página -5

Sacerdócio de
Umbanda Sagrada
Parte I
Por ALEXANDRE CUMINO Contatos: alexandre@colegiopenabranca.com.br

UMBANDA É RELIGIÃO duais e coletivos. Por isso, este Homo uma tradição e instituições que se
TERREIRO É TEMPLO E Sapiens é considerado também estabelecem em Templos de estru-
DIRIGENTE É SACERDOTE Homo Religiosus. tura rígida e fixa, onde se realizam
os cultos e rituais. Desta forma, o
Onde há sociedade humana há sacerdote é também quem cuida
culto e há um grupo em torno deste e zela pelo Templo. Além de todas
O QUE É SACERDÓCIO? culto que é organizado e conduzido as suas responsabilidades internas
“O sacerdócio, em qualquer por um líder, um ministro religioso, na religião como cuidar, iniciar, re-
religião, transcende o senso que é a figura do sacerdote. alizar rituais (batismo, casamento,
comum sobre religiosidade e PODEMOS CONSIDERAR ato fúnebre), doutrinar, orientar e
caracteriza quem o exerce DOIS TIPOS DE SACERDÓCIO: conduzir, o sacerdote é também um
como uma pessoa especial. líder religioso.
Precisamos entender essa • Sacerdócio natural,
característica inerente ao vertical, informal e O PESO DA PALAVRA
sacerdócio, senão a vaidade espontâneo “SACERDOTE”
e a soberba acabam se
• Sacerdócio hierárquico, “Todo médium é um sacerdote
sobrepondo à bondade e
horizontal, formal em potencial; cada um de nós é um
à misericórdia, estas sim,
e organizado templo vivo da religião.” - Pai Benedi-
as verdadeiras características d
e um sacerdote.” O SACERDÓCIO NATURAL se to de Aruanda, por Rubens Saraceni
Rubens Saraceni dá nas sociedades menos urbanas, Tenho um amigo, Sacerdote de
menos organizadas, menos hierar- Umbanda, que afirma que não é
quizadas, em sociedades antigas e sacerdote: diz que é dirigente e que
Sacerdócio é a prática do sacer- primitivas, no sentido de primeiras não pode se considerar sacerdote,
dote. A palavra tem origem no latim e não no pejorativo. para que eles vivam a sua verdade. sacerdote deve primeiro saber o que
simplesmente porquê fuma, bebe e Somos religiosos, no entanto, somos é o sacerdócio e preparar-se como
(sacer + dote) e quer dizer aquele gosta de sexo. E também por não se
que tem o dote do sagrado, aquele É comum encontra-lo nas tribos religiosos umbandistas; o nosso sacerdote.
indígenas, africanas, siberianas, aus- colocar acima de seus médiuns, pois perfil de religioso e o nosso perfil de
que cuida do sagrado dentro de uma está sempre aprendendo com eles. Este preparo pode ser auto-
comunidade. Embora a palavra te- tralianas e outras culturas nativas. sacerdote é diferente do perfil de
É a figura do xamã, quando este Ele crê que um sacerdote é alguém didata, pode ter sido feito com o
nha origem no latim, seu significado outras religiões.
assume a condução de um grupo, que deve impor-se muitas restrições seu sacerdote ou com a ajuda de
é algo presente em muitas culturas, de comportamento, que não pode Apresentar-se como sacerdote cursos de preparação sacerdotal.
de formas diversas. orientando, liderando, iniciando,
curando e apresentando o sagrado, ter vícios, muito menos prazeres e de Umbanda é algo que vai aos Todos os caminhos são válidos para
Em todas as sociedades huma- o divino, sua doutrina e rituais. Nas que deveria estar acima dos demais poucos conquistando o respeito para este sacerdote sentir-se preparado
nas encontraremos comunidades tribos indígenas brasileiras é a figura médiuns. a religião, pois se temos sacerdotes e estar preparado para sua missão
religiosas, desde as comunidades do pajé. temos sacerdócio e somos uma reli- de dirigente, pai espiritual, mestre
Esta é a imagem que a sociedade gião que deve ser respeitada como e sacerdote de Umbanda.
arcaicas e tribais até as comunida-
O SACERDÓCIO HIERÁRQUICO tem do “sacerdote”, a imagem criada as outras.
des mais organizadas, urbanas e
costuma se estabelecer em socieda- por muitas religiões e principalmente Texto extraído do Curso de Sacerdócio
contemporâneas.
des mais urbanas e menos tribais, pelo catolicismo e cristianismo atual. A questão interna, na Umbanda, de Umbanda Sagrada ministrado por
Desde que surgiu o Homo Sa- em sociedades mais organizadas e No entanto, esta ideia de restrições é que para alguém se apresentar Alexandre Cumino na sede do Colégio
piens na face da Terra, junto com hierarquizadas. é que cria a hipocrisia sacerdotal. A como sacerdote, este alguém deve Pena Branca. O texto faz parte do livro
ele surgiu o culto, a relação de Umbanda não pede para seus sacer- se sentir sacerdote; isto deve ser a “O Sacerdote de Umbanda” – Alexandre
transcendência e os rituais indivi­ É comum estar associado a dotes serem santos; ela pede apenas sua verdade. E para alguém se sentir Cumino - Editora Madras
Página - 6 Jornal de Umbanda Sagrada - SETEMBRO/2015
Jornal de Umbanda Sagrada - SETEMBRO/2015 Página -7

O que aprendi em menos de duas


horas com os Índios da Tribo Fulni ô?
PH Alves – Contato: www.conversaentreadeptus.com

Foto: Acervo pessoal


A NOITE DO DIA 2 DE JULHO de 2015 pensamos logo em algo bruto ou
não foi só uma simples noite; ela se que tenha massa muscular. Porém,
tornou mágica! Todas as quintas eu a força que senti vindo deles é o
vou para o curso de Sacerdócio de resumo de todas as palavras que
Umbanda Sagrada no Colégio Pena citei acima: a força da humildade,
Branca. Este curso, além de ser ma- da sinceridade, da pureza, do amor
ravilhoso, tem sempre uma surpresa e da vida. Vi que mesmo eles sendo
agradável para lhe proporcionar, e em três, eu via apenas UM, pois era
esse foi o caso desta noite. uma força só, um poder só.

Ao chegar no Terreiro, fui surpre- 5 - AMOR: E para finalizar,


endido por três imponentes imagens não pude deixar de vibrar esse
próximas ao pé do altar. Eram três sentimento. Em um determinado
índios que estavam passando um momento, um dos índios começou
tempo aqui em São Paulo. Só de vê- da dizer palavras forte e tocantes
-los ali sentados já bateu uma certa que eu não ouvia com o ouvido e
sensação de nostalgia, algo como sim com o coração, e a cada palavra
talvez um deja vu, aquele sentimento transmitida meu coração pulsava
de medo, mas não um medo deles, mais forte. Pude sentir o carinho
e sim um medo de reencontrar através do toque e do abraço que
fragmentos de nossa origem, de cada um dava em mim e isso foi
encontrar aqueles que representam transformador e irradiador. Amor
o poder de nossos antepassados e na forma mais pura e verdadeira
ancestrais aqui em nossa terra bra- era manifestada ali dentro para cada
sileira. Bom, confesso que no início um de nós.
esse ‘’medo’’ me deixou travado, até
que alguns irmãos me motivaram ir 6 - GRATIDÃO: O sentimento
até cada um deles para saudá-los. de gratidão me rodeava do início ao
Nesse momento posso dizer que fim. Gratidão por estar naquele chão
senti como se meu coração se pre- sagrado; gratidão por ter pessoas
enchesse por uma energia infinita de amadas ao meu convívio; gratidão
Deus, onde eu reconheci uma parte vam, se expressavam, se vestiam, e 2 - SINCERIDADE: A cada 3 - PUREZA: Sabe o mais puro pelo ar; gratidão pelo amor; grati-
de mim e uma parte de Deus. principalmente se relacionavam com palavra e gesto que faziam eu via elemento da natureza? Sim, era isso dão pelo aprendizado; gratidão por
cada um de nós, senti o quanto são apenas sinceridade e verdade, e isso que eu sentia e via em cada um de- estar vivenciando aquele momento
Nesta noite, eles comparti- humildes e humanos, e que como me tocou profundamente, pois quan- les. Deus se manifestava através dos com aqueles que representam nossa
lhariam conosco um Toré, que é disse um irmão de fé, enquanto tas vezes não dizemos ou fazemos corpos de cada um deles. A pureza ancestralidade, que representam a
uma importante prática ritualística algum de nós estamos apenas se algo apenas pelo outro e não por era tão grande que eu pude sentir força da natureza; gratidão à natu-
de algumas tribos indígenas onde preocupando em ganhar dinheiro nós, ou quantas vezes fazemos ou a pureza deles me purificando de reza; gratidão a Deus, por tudo...
cantamos, tocamos maracá e dan- para trocar de celular, comprar um dizemos algo que nos auto sabota dentro pra fora. Eles olhavam tudo
çamos em círculo, louvando assim a carro novo ou ter roupas caras, eles ou nos auto reprime? Eles vivem a de forma pura e claramente sem Gratidão ao Pai Alexandre Cumi-
Natureza e a Deus/Tupã. Mas o que chegam à sua frente e só por serem verdade de forma sincera, e é isso julgamentos. no por compartilhar todas essas
aprendi com eles? o que são e pela sua essência, tudo que precisamos fazer: viver NOSSA experiências que nem com essas
isso cai por terra e nos mostra o VERDADE de forma sincera, sem 4 - FORÇA: Isso é uma caracte- palavras que escrevi conseguiria
1 - HUMILDADE: Ao vê-los ali quanto é importante sermos humil- julgamentos, sem medo, sem dog- rística bem como que temos quando exprimir o que realmente senti vi-
com sua simplicidade nas palavras, des. Nada importa, nada material, mas; apenas VIVER e ser SINCERO pensamos num índio não é mesmo? venciando cada segundo nesta noi-
no jeito de agir, na forma como fala- nada; apenas que somos todos UM. consigo e com o próximo. Mas quando nos referimos à força te. Gratidão, Gratidão, Gratidão!!!
Página - 8 Jornal de Umbanda Sagrada - SETEMBRO/2015

Prefácio

Fragmentos de Umbanda
Pensamentos e Reflexões
Por ARLETE GENARI - Jornalista, editora de textos e médium do Templo de Umbanda Caboclo da Mata (Aldeia da Mata) - Contato: editoral@madras.com.br

MUITOS CHEGAM à Umbanda contribuição no passado e, mais cada palavra escrita e profundo
extremamente fragmentados em recentemente, o imortal mestre conhecimento de causa, digno de
virtude das experiências vividas e, Rubens Saraceni (com mais de 50 um cientista da Religião, e com a
principalmente, como resultado das obras fantásticas publicadas). Agora, espiritualidade inspiradora, digna de
escolhas feitas ao longo da jornada. temos Alexandre Cumino, o autor da um sacerdote, como ele é, de fato.
São aqueles que dizemos que vie- nova geração da Umbanda, que nos Como umbandista, literalmente, bebi
ram pela dor. traz uma visão abrangente, que é dessa fonte!
a visão da Umbanda, essa religião
Com muitos de nós foi assim: Fragmentos de Umbanda –
que veio dar um sentido de ampli-
começamos ouvindo as orientações Pensamentos e Reflexões é um
dão às pessoas, tirando as vendas
dos guias espirituais e, por diver- livro para se levar no bolso, na bolsa,
dos nossos olhos e permitindo-nos
sas vezes, conseguimos absorver mas especialmente no coração. É
ver com os olhos do espírito a Luz
apenas pequenas partes dos ensi- para ser consultado como se faz a
que veio de Aruanda. O modo de
namentos maravilhosos que estes um oráculo que lhe traz a resposta à
escrever de Cumino permite ao leitor
nos transmitem. Com o tempo (às sua indagação. É para abri-lo aleato-
moderno lançar um novo olhar sobre
vezes levamos muito tempo), vamos riamente em qualquer página, como
a Umbanda; conseguimos, enfim,
juntando essas “pequenas lições” e se você tirasse uma carta do Tarô; é
entender que ela é a BANDA do UM.
conseguimos, por fim, entender sua para se sentir tão feliz ao ler cada um
grandeza e passamos a nos sentir Como jornalista e editora de de seus pensamentos ou reflexões
mais inteiros. textos, recebi a incumbência da Ma- como se tivesse encontrado o seu
dras Editora para revisar os livros A bilhete premiado. É para observar
Nesse processo, entendemos que você é um fragmento do nome
História da Umbanda, Umbanda não
que é preciso nos dispormos a es- DEUS, e que a essência do seu EU
é Macumba, A Umbanda e o Umban-
tudar para aprender um pouco mais verdadeiro faz parte do TODO, do
dista – Quem é e o que é?, Médium
e, nesse contexto, os livros a res- Divino Criador.
– Incorporação não é Possessão e,
peito da Umbanda são verdadeiros
agora, Fragmentos de Umbanda –
instrumentos de poder. Lemos uma Gratidão, meu amigo e irmão de
Pensamentos e Reflexões, todos de
página, e outra, e outra... e isso jornada, Alexandre Cumino, por me
autoria de Alexandre Cumino. Foram
enriquece nosso saber e alimenta permitir compartilhar desses seus
trabalhos extremamente prazerosos
nosso espírito, como o “Pão Nosso ensinamentos! Parabéns por mais
para mim, pois em cada um deles
de Cada Dia” da oração sagrada, ou esta bela contribuição aos leitores,
pude absorver os ensinamentos
como se fossem florais fitoterápicos umbandistas ou não, que certamente
apresentados pelo autor, de modo
dos quais usamos doses homeopáti- a partir da leitura de Fragmentos
claro e objetivo, na linguagem dos
cas, ou seja, algumas gotas a cada de Umbanda – Pensamentos e Re-
jovens, com uma mente aberta, livre
dia, sem pressa, mas mantendo flexões também vão se sentir mais
de preconceitos, mas sem deixar,
uma constância, confiante no re- inteiros!
contudo, de oferecer ao leitor um
sultado final.
material rico em conteúdo, de ser Texto extraído do livro
Muitos foram os escritores o especialista que é no assunto, “Fragmentos de Umbanda” –
umbandistas que nos deram essa demonstrando muita sabedoria em Alexandre Cumino - Editora Madras
Jornal de Umbanda Sagrada - SETEMBRO/2015 Página -9

O Guia pediu e você não


fez. Vai acontecer algo?
Por FABIO SILVA – Contato: fabiosilvati@gmail.com

QUE JOGUE a primeira pedra quem É imperceptível, talvez você nunca “magístico” com fins desconhecidos e
nunca fez isso em alguma situação no saiba o porquê, mas com certeza aque- misteriosos a nosso favor.
terreiro durante a consulta com o guia! le pedido tinha algum fundamento. Então voltamos ao título do texto:
Você foi informado que precisaria fazer Não quero citar situações, mas eu o guia pediu e você não fez. Não tem
algo como, por exemplo, acender uma acredito que quando fazemos aquilo problema nenhum, mas perceba o
vela, ou foi dito que você precisaria que o guia pede, por mais simples quanto estaríamos perdendo.
tomar aquele banho de rosas brancas. que pareça, aquilo tinha um porquê, Os pedidos dos guias espirituais
O guia espiritual ditou toda a um fundamento. são sábios, estão embasados na inteli-
receita que você deveria fazer, mas Já percebeu que em algumas giras, gência espiritual. Não ignore, pois tudo
passou a semana toda e você não ao final, o Sr. Zé Pelintra da casa, nosso que é feito a pedido da espiritualidade
fez. Por vezes, isso ocorre por diversas pai, pede para acender uma vela ver- ficará guardado de alguma maneira no
situações como esquecimento, pregui- melha? Eu já vivi esse momento. Por astral e, em uma necessidade, estará
ça, falta de confiança ou simplesmente trás deste pedido existe um mistério, lá, armazenado, e você será benefi-
achou que não seria necessário e e mistério é algo não revelado, não ciado de alguma forma e talvez você
deixou de fazer. acessível a nós encarnados; alguns nem saiba que foi ou será beneficiado.
Não há problema algum, nada irá são abertos outros não. Não despreze ou ignore o acon-
acontecer. Isso mesmo: você apenas Se uma simples vela ou um banho selhamento ou um preceito; tudo isso
não o fez, mas é preciso lembrar que poderia fazer toda diferença em algum é para nosso bem-estar, pois esses
aquele simples ato poderia fazer a momento em nossas vidas, o que dirí- elementos são transformados em Axé
diferença lá na frente em algum mo- amos então de uma oferenda não rea- (poder de realização).
mento da sua vida. lizada? Esta poderia ter realizado algo Axé a todos.

Dia a dia de um ser


espiritualizado
Por FERNANDO CAPELLA DIAS REIS – Contato: fernando@intellikit.com.br

NÃO É FÁCIL, mas quem disse que


seria? Ao levantar, primeiramente ele
alguém (jamais deixe essa vibração
dominar) e retornar para as suas ativi-
Essas perguntas podem ser res-
pondidas facilmente na teoria, porém
Templo de Doutrina Umbandista
agradece ao Pai por mais um dia de
vida, por ter saúde, família, cônjuge
que ama, bens materiais para viver em
dades. Afinal, o tempo não para. Então,
o ser deve equilibrar a sua energia e o
clima do ambiente para seguir o dia em
na prática é algo bem complicado.
Devemos manter esse equilíbrio prin-
cipalmente em casa, pois lá é o nosso
Pai Oxalá e Pai Ogum
meio a sociedade, fonte de trabalho,
etc., e pede proteção para enfrentar e
suas importantes atividades. porto seguro, onde se concentram
nossas firmezas, onde vivem as pes-
MAGIA DOS GÊNIOS
Ao chegar em casa, mais equilibra- Ministrado por MERCEDES SOARES - MI 0010
resolver cada passo reservado para ele soas que amamos e onde buscamos SEGUNDA: das 20h00 às 22h00
naquele dia. Ao sair de casa, no trân- do, porém com resquícios de um dia energias positivas para enfrentar os
sito, ele se depara com transtornos, agitado, ele se encontra com a família e próximos passos.
falta de educação, acidentes, enfim, é cônjuge que também tiveram o seu dia MAGIA DOS ANJOS
testado e tentado a perder o equilíbrio e suas trocas de energias. MEU AMIGO, Se o desequilíbrio reina em casa, a Ministrado por MERCEDES SOARES - MI 0010
e a luz que o ilumina. SE VOCÊ ACHA QUE FOI TESTADO sua vida sempre será desequilibrada. SÁBADO: das 10h00 às 12h00
DURANTE O DIA, VOCÊ NÃO SABE O Não adianta praticar o bem na socieda-
Ao chegar no trabalho, ainda um QUE TE ESPERA! de e em sua crença, se em casa você
pouco atordoado, porém conscienti- pratica o contrário.
Desenvolvimento
É nessa hora que a intimidade
zado, ele firma em suas forças e pede
confunde e atrapalha a todos, pois toda Comece com quem você ama e
Mediúnico
equilíbrio e sabedoria para poder atuar QUINTAS E SÁBADOS
a energia negativa absorvida por cada garanto que com o restante da huma-
em suas atividades do dia, trilhando
um é distribuída dentro de casa, cau- nidade tudo será mais fácil. Vivemos
seu caminho e sua história.
sando discórdias, brigas, chateações, em uma era de guerra espiritual. SACERDÓCIO TERÇA: das 20h00 às 22h00
Nesse meio, ele mais uma vez se separações e até sérios acidentes. Temos que agradecer, orar, vigiar na
depara com chateações, reclamações, Rua Tietê, 600 - Vila Vivaldi
frente, atrás, na direita, na esquerda,
Aí eu pergunto: porque se conter Rudge Ramos - S.B. do Campo
brigas, transtornos, inveja, discórdia... em cima, em baixo, orar novamente...
e respirar durante o dia buscando o Tel. (11) 4365-1108 - à partir das 13h00
Tudo com o mesmo intuito de testá-lo,
equilíbrio e deixar o desequilíbrio aflo- Não é fácil lidar com pessoas e
desequilibrá-lo e forçá-lo a regredir sua
rar em casa, descontando nas pessoas
www.paioxalapaiogum.com.br
faixa vibratória de energia. com a troca de energias delas, eu sei.
que você mais ama? Será que a inti- Mas quem disse que será fácil?
midade está sendo mal interpretada?
O JORNAL DE UMBANDA SAGRADA
Essa é a hora de mais uma vez
parar uns minutos, ir até um local Será que o verbo desabafar está sendo Muita luz, fé, equilíbrio, sabedoria

não vende anúncios ou assinaturas


reservado, firmar seus pensamentos confundido com os verbos descarregar e DEDICAÇÃO a todos. Que o pai maior
para amenizar a vontade de bater em e descontar? esteja convosco.
Página - 10 Jornal de Umbanda Sagrada - SETEMBRO/2015
Jornal de Umbanda Sagrada - SETEMBRO/2015 Página -11

Orgulho x Vaidade: quando


um transforma-se no outro?
Por Maria Aparecida Linares – Contato: federacaoabc@terra.com.br

AO FAZER SUAS OBRIGAÇÕES aos Orixás, gostou daquilo. pessoa espera encontrar equilíbrio, paciên-
o médium vai recebendo, uma a uma, suas Perfis no Facebook são usados para que cia, experiência e tolerância! Um sacerdote
guias consagradas, até tornar-se um sa- as pessoas partilharem momentos felizes (ao receber uma pessoa) jamais sabe o que
cerdote umbandista. Cada guia representa e tristes de suas vidas; acontecimentos encontrará, pois a pessoa pode querer desde
para ele a bênção de cada Orixá, um pouco inusitados que deparam; deixar claro suas apenas uma bênção ou até a solução de um
da magia e da energia que esteve naquele opiniões sobre vários assuntos, enfim, algu- problema insolúvel. Essa pessoa poderá estar
lugar naquele momento. mas pessoas acordam postando mensagens triste, doente, desesperada, atormentada,
Portar essas guias nos dias de trabalhos e pouco antes de dormir desejam boa noite perturbada, etc. A experiência e os Guias
demonstra o orgulho do médium em relação para pessoas que nunca viram pessoalmente darão ao sacerdote a sustentação necessária
à religião, à sua fé e ao seu amor pelos Ori- e provavelmente nunca verão. Mas elas para que ele possa lidar com isso, mas, o ca-
xás, além de ser uma forma de demonstrar enviam fotos, mensagens, brincadeiras, ráter do médium, isso nenhum Guia mudará;
todo carinho e respeito que ele dedica ao pensamentos, etc, todos os dias da sua vida. daí a necessidade de praticar diariamente
que faz. Não é obrigatório o uso das guias Engraçado perceber que as mesmas pessoas sentimentos como a tolerância. Aqueles que
(todas elas) nos dias dos trabalhos, mas não que fazem isso julgam as outras. conseguem caminham mais rapidamente
é errado. Portanto, não cabe julgamento aos Será que todos concordam com tudo o em direção ao desenvolvimento espiritual.
que o fazem, pois cada um age de acordo que o outro pensa? Será que todos partilham Não é uma tarefa fácil, não mesmo! Tra-
com seu coração, de acordo com sua alma. das mesmas ideias? Das mesmas ideologias? balhar, sustentar a família, conviver com
Alguns acham pura “vaidade” do sacer- Com certeza não, mas, apenas uma minoria insegurança, viver num país instável, lidar
dote carregá-las todas, mais o delogum (guia acha que tem o direito de desmerecer o outro frequentemente com pessoas que parecem
recebida durante a Obrigação a Ifá – para por pensar diferente. Graças a Oxalá a maioria estar testando seus limites é muito difícil,
quem já é um sacerdote), além do Brajá. sabe respeitar o próximo. A grande maioria por isso não são todos que conseguem e, ao
Alguns sacerdotes preferem portar apenas o consegue ter bom senso e ser tolerante. longo do caminho muitos se perdem, mudam
Brajá, outros algumas guias e outros ainda seus rumos, peregrinam com passos falsos
gostam de portá-las todas. Aliás, gostaria de falar se distanciando dos seus objetivos. Porém, a
Pergunta: Como podemos classificar o agora sobre tolerância: magia da religião é ir buscar cada um nessas
que é orgulho ou o que é vaidade? Quando Uma pessoa é o que é em tempo inte- ocasiões. Quem já não passou por períodos
uma atitude deixa de ser um e passa a ser o gral. Honesta ou não; alegre ou não; sincera difíceis, quem já não se afastou de coisas e
outro? Por que achamos ter o direito de julgar ou não; um sacerdote ou não. Ninguém é pessoas importantes em suas vidas e depois
um irmão de fé por usar muitas ou poucas sacerdote no Templo e mau caráter fora voltaram a procurá-las?
guias no pescoço, em seu peito? dele. Portanto, um sacerdote tem que agir Não deixe que isso aconteça; tenha
Deveríamos sim julgar aqueles que como tal em qualquer ocasião. Ninguém controle sobre sua vida e sobre suas ações.
cobram por sua caridade; que utilizam sua deixa em casa a alma ou o caráter para ir Lembre-se que, para cada atitude tomada,
mediunidade em troca de benefícios próprios; a um bar. Se está numa festa, saboreando recebe-se uma reação em troca, boa ou ruim,
que escolhem quem deverão ajudar; aqueles uma bebida, divertindo-se com amigos e dependendo da ação.
que discriminam; que fazem diferenças entre começa uma briga, um sacerdote tentará Sacerdote: pratique a tolerância! Quando
os médiuns; que utilizam as mensalidades acalmar as pessoas, separá-las, etc. Essa é a atitude de alguma pessoa próxima estiver
do Templo para despesas pessoais. Esses a postura de um sacerdote. A pessoa não lhe incomodando, pense friamente se é
podem ser julgados; esses, na verdade, nem precisa estar com as guias no pescoço para mesmo essa pessoa que está errada ou se
podem ser considerados sacerdotes. agir como um. Jamais faria uma aposta para é você que está problemas. Tolerância é um
Quando uma pessoa ganha um presente ver quem seria o vencedor. sentimento nobre e nobreza não é para fra-
caro ou incomum, se usá-lo, estará desfazen- Um médium transforma-se num sacer- cos de espírito. A generosidade, a elevação
do dos outros? Estará sendo excessivamente dote ao longo do tempo, fazendo as obri- e a grandiosidade da alma são conquistados
vaidoso ou apenas estará praticando o seu gações, atendendo as pessoas, praticando com atitudes muito pequenas. Portanto, o
direito de usar algo seu, que ganhou de a caridade, incorporando suas entidades que importa não é o que está por fora do
alguém querido? Por acreditar que portá-lo frequentemente, estudando e aprendendo peito e sim o que está por dentro.
será uma forma de demonstrar o quanto sempre. Ao procurar um sacerdote uma Abraços fraternos FUGABC
Página - 12 Jornal de Umbanda Sagrada - SETEMBRO/2015