Sunteți pe pagina 1din 6

;---.,.

---------- - --

A H istória Secreta
da Independência
Os movimentos que gestaram a proclamação de nossa
independência não se restringiam a motivações puramente políticas, econômicas
ou culturais. Foi fundamental neles a participação da maçonaria, através de duas figuras
centrais: José Bonifácio e Joaquim Gonçalves Ledo.

Por Carlos Cardoso Aveline

66L aços fora, soldados! Pelo meu da 7 de setembro não é exatamen- o aperfeiçoamento do ser humano
sangue, pela minha honra, juro fa- te a independência do Brasil, mas através da vivência da fraternida-
zer a liberdade do Brasil. Indepen- o compromisso solene do príncipe de universal, da liberdade de cons-
dência ou morte! " Pedro com nosso povo. ciência e da ruptura dos dogmas
A proclamação da independên- Sem dúvida, a independência religiosos. Mas, como todo movi-
cia - feita por Dom Pedro às mar- brasileira foi resultado direto da mento baseado na liberdade de
gens do Ipiranga, às 16h30 de 7 ação do movimento maçônico. As pensamento, as organizações ma-
de setembro de 1822, em meio às organizações autônomas baseadas çônicas divergiam bastante umas
espadas erguidas dos militares que na tradição da maçonaria - vivas das outras e deixavam à mostra as
o acompanhavam - parece lembrar até hoje - são fratemidades secre- incoerências humanas, vaidades
claramente algum juramento ma- tas ou semi-secretas que realizam pessoais e lutas de poder dos seus
çônico: o que comemoramos a ca- reuniões ritualísticas. Elas buscam integrantes, entre os quais esta-

Planeta @ setembro 1997


vam alguns dos principais líderes do O papel fundamental do líder
das campanhas pela independên- maçônico Joaquim Gonçalves Le-
cia dos países latino-america- do em nossa independência -
nos e dos Estados Unidos, e porque Ledo, mais radical, era
dirigentes de revoluções li- adversário de Bonifácio. Ho-
berais da Europa desde o je, as informações disponí-
século 18. veis já permitem uma po-
Para que se compre- sição equilibrada, capaz
enda a independência de reconhecer tanto o
política do Brasil, é valor de Gonçalves Le-
preciso ter claro - do como o de José Bo-
como destaca o histo- nifácio.
riador Caio Prado Jú- Não há dúvida al-
nior - que as monar- guma de que os ma-
quias de Portugal e Es- çons republicanos fo-
panha estavam deca- ram influentes desde o
dentes desde o século começo no Brasil. Na
17. No século 18, a Es- Inconfidência Mineira,
panha foi buscar apoio de inspiração claramen-
na França, enquanto te maçônica, Tiradentes
Portugal se amparava na e seus companheiros so-
Inglaterra. A disputa entre nhavam com a República.
Portugal e Espanha - gran- A bandeira do movimento
des potências coloniais com era um triângulo, símbolo ma-
economias pré-industriais e çônico, com a inscrição "Liber-
atrasadas - era, na verdade, um dade Ainda que Tardia". Os ini-
reflexo da briga entre Inglaterra e ciadores do movimento haviam
França, as grandes potências mun- sido admitidos pela maçonaria
diais da época. A maçonaria, com francesa e estavam entusiasmados
toda a sua diversidade natural, Tiradentes, o principal nome da
pela independência dos Estados
também expressava essas contra- Inconfidência Mineira: o movimento Unidos. O movimento foi desco-
dições políticas, econômicas e es- tinha claras inspirações maçônicas, berto e seus integrantes passaram
tratégicas. Na Inglaterra, os ma- mas era essencialmente uma a ser presos a partir de maio de
çons defendiam a monarquia cons- ação política. 1789. Antes de morrer na forca e
titucional e serviam como uma ter seu corpo esquartejado em 21
ponta de lança da influência bri- berais algo natural. Já na França de abril de 1792, Tiradentes de-
tânica sobre o mundo. A idéia da as elites se negaram a aceitar clarou: "Se eu tivesse dez vidas,
monarquia acabou dominando os qualquer modernização, apesar eu daria todas elas para que os
primeiros tempos da independên- dos esforços de grandes maçons meus companheiros não sofressem
cia brasileira. Mas na França, como Cagliostro e o conde de nada."
como nos Estados Unidos (que fi- Saint Germaín, A influência dog- Na verdade, a Inconfidência
zeram sua independência a partir mática do Vaticano, muito forte na Mineira não passou de uma ação
de 1776), os maçons defendiam o França, inexistia na Inglaterra. Isso política, embora inspirada pelo
regime republicano, e divulgaram tudo levou ao banho de sangue ideal maçônico. A primeira asso-
essa idéia por todo o mundo des- da Revolução Francesa. ciação maçônica no Brasil - em-
de a revolução começada em 1789 A diferença entre as maçonarias bora ainda não fosse uma loja re-
com a tomada da Bastilha. O ideá- francesa e inglesa explica as lutas gular - foi fundada em Pernam-
rio republicano dessas correntes de José Bonifácio, maçom mode- buco pelo botânico Manoel de Ar-
maçônicas teve conseqüências de- rado e monarquista, contra a maior ruda Câmara, em 1796, e ficou co-
cisivas para os países da América parte do movimento maçônico bra- nhecida como o Areópago de Itam-
espanhola. sileiro, mais radical, com forte ten- bé. Devido à sua influência, eclo-
A ação dos maçons da Inglater- dência republicana. Até alguns diu em 1817 a Revolução Pernam-
ra era mais moderada no começo anos atrás, Bonifácio era conside- bucana, liderada por diversos ma-
do século 19 porque lá não havia rado traidor da causa da indepen- çons e cujo ideal era, também, re-
sido necessária a violência da Re- dência brasileira em meios maçô- publicano. O movimento depôs o
volução Francesa. Desde os tem- nicos; só a partir dos anos 80, his- governador e proclamou a Repú-
pos de Francis Bacon, a influência toriadores como José Castellani blica em 6 de março de 1817, re-
rosacruz e maçônica era bem passam a fazer justiça ao Patriar- sistindo pouco menos de três me-
maior e mais forte naquele país, ca da Independência. Por outro ses até ser derrotado pelas tropas
tornando a aceitação das idéias, li- lado, a história oficial tem ignora- imperiais. Seus principais líderes
Planeta @ setembro 1997
Esquerda: Frei Caneca, maçom que se envolveu na
Revolução Pernambucana de 1817 e na Confederação
do Equador, de 1824. Acima: José Bonifácio. mentor
da Independência sob a forma monárquica.

foram enforcados, exceto Frei Ca- sou servido declarar por crimino- aconselhado por seu pai a chefiar
neca, também maçom, que sobre- sas e proibidas todas e quaisquer a independência caso esta fosse
viveu e iria liderar com bravura a sociedades secretas de qualquer inevitável- cedeu a um movimen-
Confederação do Equador, em denominação que sejam ... " to organizado por José Joaquim da
1824. Mas o avanço das idéias libe- Rocha e outros maçons e desobe-
A revolução de 1817 inicia a rais, estimulado no mundo todo deceu aos decretos 124 e 125 das
contagem regressiva para a inde- pelas maçonarias inglesa e fran- Cortes portuguesas, que alteravam
pendência. Em 30 de março de cesa, era inevitável. Os velhos re- a estrutura administrativa do Bra-
gimes coloniais e as sil e mandavam que o príncipe re-
monarquias absolutis- gente voltasse imediatamente a
Em junho de 1822, Bonifá-- tas estavam com os Portugal. "Diga ao povo que fico",
dias contados. Em anunciou Dom Pedro, firmando
cio criou o Apostolado e no-- Portugal, a revolução
liberal de 1820 alterou
uma aliança com os maçons. Em
13 de maio, a loja maçônica "Co-
radicalmente a situa- mércio e Artes" deu a Dom Pedro
me ou D. Pedro como líder ção e as Cortes (par- o título de Defensor Perpétuo do
lamento) portuguesas Brasil. Crescia a influência de Joa-
1818, o rei português Dom João passaram a pressionar Dom João quim Gonçalves Ledo. Poucos dias
VI - que viera para o Brasil com VI. Quando finalmente o rei dei- depois, José Bonifácio assumiu o
sua corte de 10 mil pessoas em xou o Brasil e voltou para Lisboa, cargo de ministro do Interior e do
1808, fugindo das tropas de Na- em abril de 1821, as Cortes pre- Exterior.
poleão - proibia o funcionamento tendiam fazer a sociedade brasi- Nascido em Santos (SP) em 13
de sociedades secretas: leira voltar à situação de simples de junho de 1763, Bonifácio era
"Eu El-Rei faço saber (...) que colônia, depois de haver sido sede um homem de extraordinária cul-
se tendo verificado pelos aconte- do Império, e isso acelerou a rup- tura. Viajara por toda a Europa e
cimentos que são bem notórios o tura. pertencia a diversas entidades ci-
excesso de abuso a que têm che- Em 9 de janeiro de 1822, o prín- entíficas, tendo descrito 12 novos
gado as sociedades secretas (...) cipe regente Dom Pedra - que fora minerais. Falava e escrevia fran-

Planeta @ setembro 1997


cês, inglês, alemão, grego e latim. mente uma renovação desse com-
Tinha uma profunda percepção promisso por parte do futuro im-
ética da vida. Defendia a reforma perador. Gonçalves Ledo e os prin-
agrária e a abolição gradual da es- cipais líderes do movimento eman-
cravatura, e isso lhe deu numero- cipador eram membros do Apos-
sos inimigos, inclusive entre os re- tolado.
publicanos. Bonifácio tinha uma A data da iniciação de Dom Pe-
visão de estadista. Olhava a longo dro na maçonaria não parece cer-
prazo. Através da monarquia, pre- ta. Alguns autores falam de maio
tendia preservar a unidade cultu- de 1822. Outros indicam o dia 13
ral e política do Brasil, ao contrá- de julho. Segundo aquele que é tal-
rio do que acontecia na América vez o principal pesquisador maçô-
espanhola, que era republicana, nico da independência, José Cas-
mas se esfacelava em pequenos tellani, Dom Pedro foi iniciado na
países. maçonaria apenas no dia 2 de agos-
Joaquim Gonçalves Ledo, nas- to. De qualquer modo, em 17 de ju-
cido no Rio de Janeiro em 1781, nho Ledo organizou as lojas maçô-
estudou medicina em Coimbra, nicas no Grande Oriente do Brasil
mas voltou ao Brasil antes de ter- e ofereceu o cargo de grão-mestre
minar o curso, colocando-se em a José Bonifácio, ficando com a po-
pouco tempo à frente da luta pela sição imediatamente inferior, de
independência e fazendo da ma- primeiro vigilante. Dois dias depois,
çonaria o centro das novas idéias. uma carta de Dom Pedro a seu pai
Em setembro de 1821 fundou o jor- deixava claro que a ruptura entre
nal Revérbero Constitucional Plu- Brasil e Lisboa já era total: "O Bra-
minense, que teve grande in- sil, senhor, ama a vossa majestade,
fluência no surgimento de uma reconhecendo-o e sempre reconhe-
consciência nacional brasileira. Em ceu como seu rei; (mas quanto às
1821, liderou uma revolta republi- Cortes) ... hoje não só as abomina e
cana fracassada; no ano seguinte, detesta, mas não lhes obedece, nem
estabeleceu aliança com Dom Pe- lhes obedecerá mais, nem eu con-
dro e José Bonifácio em torno de sentiria em tal... "
uma independência com monar- Em obediência à estratégia gra-
quia, embora houvesse um gran- dual traçada por José Bonifácio,
de número de republicanos entre principal conselheiro do príncipe,
os maçons. em 10 de agosto Dom Pedro assi-
Em 2 de junho de 1822, meses nou um Manifesto aos Brasileiros,
depois do Dia do Fico, Bonifácio redigido por Gonçalves Ledo, e um
criou o Apostolado, organização decreto tomando providências pa-
semelhante à maçonaria, e no- ra a defesa militar e a vigilância
meou Dom Pedro como seu chefe, dos portos brasileiros. Como pro-
com o título de arconte-rei. Um dos clamação da independência, o Ma-
lemas do Apostolado da Nobre Or- nifesto é muito mais claro e pode-
dem dos Cavaleiros da Santa Cruz roso do que o Grito do Ipiranga,
era, significativamente, "Indepen- de 7 de setembro. O nome do seu
dência ou Morte". Como parte do autor está estabelecido. O maçom
juramento prestado ao ingressar Barão do Rio Branco escreveu:
na ordem, cada novo membro do "Foi Ledo quem inspirou todas
apostolado dizia: as grandes manifestações daque-
"Juro promover, com todas as les dois anos da nossa capital,
minhas forças e a custo da minha quem instigou o governo a convo-
vida e riquezas materiaís., a inte- car uma Constituinte a quem re-
gridade, a independência e a feli- digiu alguns dos principais docu-
cidade do Brasil, como império mentos políticos, como o manifes-
constitucional, opondo-me tanto ao to de 10 de agosto de 1822, dirigi-
despotismo que o altera como à do por Dom Pedro aos brasileiros."
anarquia que o dissolve. Assim No Manifesto de Sua Alteza
Deus me ajude." As palavras do Real aos Povos deste Reino, o prín-
Grito do Ipiranga, em 7 de setem- cipe regente proclamava: "Está
bro, seriam, mais tarde, pratica- acabado o tempo de enganar os

Planeta @ setembro 1997


A Verdade, a Caridade, a Esperança e a Fé em salão maçônico. O americano Washington com símbolos da maçonaria.

homens. Os governos que ainda tínheis todo o direito ... a Europa, tes portuguesas. Em 12 de outu-
querem fundar o seu poder sobre que reconheceu a independência bro foi aclamado publicamente
a pretendida ignorância dos po- dos Estados Unidos da América, e como imperador. O acordo entre
vos, ou sobre antigos erros e abu- que ficou neutra na luta das Colô- José Bonifácio e os maçons, que
sos, têm de ver o colosso da sua nias Espanholas, não pode deixar era frágil de ambos os lados, se
grandeza tombar da frágil base so- de reconhecer a do Brasil (... ). Que desfez. A maçonaria havia exigi-
bre que se erguera outrora ... Eu não se ouça pois entre vós outro do de Dom Pedro três papéis assi-
agora já vejo reunido todo o Bra- grito que não seja União. Do Ama- nados em branco e o juramento
sil em torno de mim, pedindo-me zonas ao Prata que não retumbe prévio da futura Constituição, fos-
a defesa dos seus direitos e a ma- outro eco que não seja Indepen- se qual fosse o seu texto. Como
nutenção da sua Liberdade e In- dência. Formem, todas as nossas resposta, em 25 de outubro Dom
províncias, o feixe Pedra fechou o Grande Oriente do
misterioso que nenhu- Brasil, e no dia 30 Bonifácio pro-
Não havia um projeto his-- ma força pode que-
brar. .. rr
cessou os principais líderes maçô-
nicos. Dia 3 de novembro, Bonifá-

tórico claro, com a exceção No dia seguinte a


esse manifesto Dom
cio ordenou a prisão de Gonçal-
ves Ledo, mas ele escapou para a
Pedro parece ter sido Argentina, onde foi recebido com
do plano de José Bonifácio iniciado na maçona- honras pelos dirigentes da maço-
naria local.
ria, e três dias depois
dependência. u E ainda: foi elevado ao grau de mestre ma- Em 3 de maio de 1823, finalmen-
rr Acordemos, pois, generosos çom. Em 7 de setembro, ocorreu o te, foi instalada a Assembléia Cons-
habitantes deste vasto e poderoso Grito do Ipiranqa. Em 9 de se tem- tituinte. Em 7 de julho, foi desfeita
império. Está dado o grande pas- bro, em reunião maçônica no a condenação contra os líderes ma-
so da vossa independência e feli- Grande Oriente do Brasil, Dom Pe- çons e eles puderam voltar. José
cidade há tanto tempo preconiza- dro foi proclamado imperador. Os Bonifácio se afastou do governo em
dos pelos grandes políticos da Eu- acontecimentos se precipitaram. 17 de julho. Em 16 de novembro,
ropa. Já sois um povo soberano; Em 18 de setembro ele escreveu a Dom Pedro fechou a Assembléia
já entrastes na grande sociedade Dom João VI anunciando que o Constituinte e Bonifácio foi preso e
das nações independentes, a que Brasil não obedeceria mais às Cor- desterrado para a França, onde fi-

Planeta @ setembro 1 997


caria por vários anos. Em fevereiro ro, com a exceção do Brasil plane- compreendida;
de 1824, Dom Pedro outorgou a pri- jado por José Bonifácio, que aca- Todo mal parcial, bem universal;
meira Constituição brasileira. Em bou, em parte, prevalecendo: um E apesar do orgulho, e da razão
2 de julho, o maçom Pais de An- país unido, que caminhasse em di- que falha, .
drade, presidente da Junta de Go- reção à abolição da escravatura e Uma verdade é clara: tudo o que
verno de Pernambuco, proclamou à reforma agrária. O sonho dos re- é, é correto. ®
a República e pediu apoio dos Es- publicanos já é realidade, mas a $$
tados vizinhos, lançando a chama- reforma do campo ainda não ocor- o que há para se ler
da Confederação do Equador. O reu. O movimento maçônico par- Introdução à Maçonaria, de Rizzardo da
movimento republicano foi vencido ticipou de todas as lutas daquele Camino, 2° volume, História do Brasil, Editora
em novembro e seus líderes mortos. Aurora, 1972, 238 pp .. Rio de Janeiro.
período e até bem depois da pro-
História Econômica do Brasil, de Caio Prado
Nenhum carrasco aceitou enforcar clamação da República em 1889, Júnior, Ed. Brasiliense, 7' edição, 1962, São
Frei Caneca, que teve de ser fuzila- traduzindo na sua atuação fre- Paulo, 351 pp. Caio Prado informa que a popu-
lação brasileira em 1823 era de 2,8 milhões de
do. Quanto ao Grande Oriente do qüentemente desordenada e con-. pessoas livres e 1,15 milhão de escravos, so-
Brasil, foi reorganizado após a abdi- traditória os talentos e as fraque- mando um total de 3,95 milhões de pessoas.
José Bonitácio, um Homem Além do Seu
cação de Dom Pedro, em 7- de abril zas da alma brasileira. Estudando Tempo, de José Castellani, Ed. A Gazeta Maçô-
de 1831, quando houve um breve aquele período tão conturbado, nica, São Paulo, 183 pp .. 1988.
História Geral da Civilização Brasileira, di-
período de acordo e paz entre José cheio de golpes e contragolpes, reção de Sérgio Buarque de Holanda, Ed. Ber-
f Bonifácio e Gonçalves Ledo.
Há anos venho estudando e
lembro dos versos do poeta inglês
Alexander Pope:
trand Brasil, Volume n. 410 pp., 1993, RJ.
Os Maçons que Fizeram a História do Brasil,
I de José Castellani, Ed. A Gazeta Maçônica, São
reunindo dados sobre os anos agi-
! tados do processo de emancipa- Toda a natureza é apenas arte,
Paulo, 177 pp., 1991 (2' edição).
História do Grande Oriente do Brasil, A
Maçonaria na História do Brasil, de José Castel-
ção do Brasil. As principais forças desconhecida por ti; lani, Publicação do G.O.B., Brasília, DF, 1993,
políticas da época tinham um com- Todo acaso, apenas direção, que 359 pp., além de diversos apêndices.
ltambé, Berço Heróico da Maçonaria no
portamento mutável e incoerente. tu não podes ver; Brasil, de Xico Tralha, Ed. Maçônica A Tralha,
Não havia um projeto histórico cla- Toda discórdia, harmonia não Londrina, PR, abril de 1996, 224 pp.

----------------------------------------------------------------------~--------------~