Sunteți pe pagina 1din 8

 RESUMO – Nº 1 (ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO)

I- Produção: Empresas são organizações sociais porque são constituídas por pessoas/ Classificações: Propriedade (Públicas;
Privadas e Mistas) Tamanho (G,M,P, mini, micro e MEI) e Produção (Primárias ou Extrativistas; Secundárias ou Transformadoras
e Terciárias- Serviços)/ Fatores de Produção: Economistas (Natureza; Capital; Trabalho e Empresa). Recursos Empresariais
(Materiais ou Físicos; Financeiros; Humanos; Mercadológicos e Administrativos) – 5M’s/Adm. Prod.: Cuida dos recursos físicos e
materiais da empresa e da produção se utilizando da eficiência e eficácia, sendo aumentada através da racionalização/Estrutura
Org. AP: (Desenvolvimento do Produto; Engenharia Industrial-Arranjo Físico e Layout-, Planjamento Control. Prod.; Produção;
Adm. Materiais; Controle de Qualidade e Manutenção)
II- Produtos e Serviços: Classificação: (em bens e serviços-consumo duráveis, semiduráveis e perecíveis/ Para a produção são
chamados de bens de capital ou industrial, quando integra patrimônio são bens de capital; Produtos concretos ou abstratos-
concretos são tangíveis)/Componentes dos Produtos e Serviços: (Dimensões Tangíveis “Componentes”: cor, textura, volume,
etc. – Intangíveis: Características que variam de pessoa para pessoa) Os componentes são: a)Partes e subpartes; b)Embalagem
(Funções Técnicas; Logísticas e de comunicação); c)Qualidade (Extrínseca – subjetiva da pessoa; Intrínseca – concreta) e d)
Custo/ Ciclo de vida dos Produtos: Introdução, Crescimento, Maturidade e Declínio./ Desenvolvimento de Produtos: Área de
pesquisa e criação, melhorias( Preocupação com o desenho e produção do produto)
III- Sistema de Produção Empresas são vistas como sistemas: Fechados (Funcionam dentro de ações predeterminadas de
entrada e saída- determinísticos) Abertos (Mais complexos, relações de entradas e saídas desconhecidas- probabilísticos)/
Sistema de Prod.: Maneira que a empresa organiza seus órgãos e realiza suas operações de produção/ Sob encomenda: Produz
somente após ter recebido o pedido (Produto único e grande, como navios, edifícios, etc) Em lotes: Produção de quantidade
limitada de um tipo de produto por vez, dimensionado para atender a um volume de vendas para o período (Brinquedos)
Contínua: Para produção de determinado produto, sem modificações, por um longo período de tempo em seqüência linear
(carros, geladeiras, etc) O Sistema de produção vai depender do produto.
IV- Traçado do Sistema de Produção Impacto da Tecnologia: Aspectos conceituais ou abstratos (software, procedimentos e
regras); Aspectos físicos ou concretos (hardware, máquinas, etc)/ Operação Produtiva: de tecnologia intensiva (Uso intensivo de
mecanização, automação e robótica); de mão-de-obra intensiva (Uso de pessoas com habilidades manuais- artesanato e
construção) e média tecnologia (Uso de máquinas e pessoas)/ Tipos de mão-de-obra: Não qualificada (trabalho braçal);
Qualificada (Alguma atividade mental – segurança) e Especializada (Experiência Profissional e habilidades – mecânicos)> Ao
assumir um cargo de chefia, deixa de ser mão-de-obra/ Redução da mão-de-obra (Racionalização [métodos], Mecanização
[máquinas] e Automação [computação])/Tecnologia: Fixa(Não permite a utilização em outros produtos pois foi desenvolvida
para uma atividade específica) e Flexível (Utilizada para diferentes finalidades, adaptação a diferentes características)/ Fatores
de localização industrial (Proximidade da mão-de-obra, das matérias-primas, dos consumidores, facilidade de transporte,
infraestrutura, tamanho local e impostos)/ Capacidade Instalada: Potencial que a empresa possui para produzir com as suas
instalações, capacidade máxima de produção em full time/ A capacidade efetiva: corresponde à capacidade disponível
considerando se as perdas planejadas. / Capacidade de Produção: Representa a capacidade instalada + os recursos materiais,
humanos e financeiros disponíveis, geralmente uma grandeza numérica não significando que a produção esteja sendo
realizada.> Medição: Tempo, Quantidade e Unidade monetária/ Arranjo Físico e Layout: a) por Produto: Linear, seqüência de
operações executadas em linha de produção. Neste tipo de arranjo as máquinas, os equipamentos ou as estações de trabalho
são colocados de acordo com a seqüência de montagem, sem caminhos alternativos para o fluxo produtivo. B) por Processo:
Funcional, este arranjo também pode agrupar em uma mesma área operações ou montagens semelhantes. Os materiais e
produtos se deslocam procurando os diferentes processos de cada área necessária – ex. hospital c) Celular: O arranjo físico do
tipo celular procura unir as vantagens do arranjo físico por processo e do arranjo físico por produto. A célula consiste em
arranjar em um só local, máquinas diferentes que possam fabricar o produto inteiro. O material se desloca dentro da célula
buscando os processos necessários, porém o deslocamento ocorre em linha. Alguns gerentes de produção que se referem ao
arranjo celular como “mini linhas de produção” d) Fixa: Também conhecido por arranjo físico posicional é aquele em que o
produto, ou seja, o material a ser transformado, permanece estacionário em uma determinada posição e os recursos de
transformação se deslocam ao seu redor. E)Misto: O arranjo físico misto é utilizado quando se deseja aproveitar as vantagens
dos diversos tipos de arranjo físico conjuntamente
V- Planejamento e Controle da Produção Finalidade: Aumentar a eficiência e eficácia do processo produtivo, planeja o que a
empresa vai produzir e controla o desempenho da produção/ Relaciona-se com diversas áreas da empresa: RH, Finanças,
Compras, etc/ As 4 fases do PCP: Projeto de Produção (Define como o sistema funciona e suas possibilidades – Tipos de
máquinas; Pessoal; Matéria-prima e Boletim de Operação); Coleta de Informações (Detalhamento da primeira fase dando
subsídio para o Plano de Produção – Capacidade das máquinas, Processo, métodos de trabalho, volume de estoque);
Planejamento da Produção (Estabelece a princípio o que a empresa deverá produzir em um determinado período de tempo/
Etapas: Formulação do Plano de Produção(aquilo que a empresa pretende produzir, dimensão da carga de trabalho)
Implementação do Plano através da Programação da Promoção(Detalhamento do plano de produção) e Execução do Plano
através da Emissão de Ordens (A programação transforma o plano em uma série de ordens: OP-Produção; OM-Montagem; OC-
Compra; OS- Serviços e RM(Requisição de Material) Controle da Produção (Acompanhar e avaliar as atividades produtivas)
VI - Gestão de Materiais Abrange a totalidade dos fluxos de materiais: o planejamento e controle, compras,etc. / Fluxo de
Materiais : Movimento incessante dos materiais que vai do recebimento, passando pela produção até chegar ao depósito de
produtos acabados/ Classificação de Materiais: Matérias-primas(Insumos iniciais e materiais básicos); Materiais em
Processamento (Materiais em processo produtivo); Materiais Semi-Acabados (Parcialmente acabados em processo de
acabamento); Materiais Acabados (Componentes ou peças isoladas prontos para serem anexados ao produto produzido) e
Produto Acabado (Produto Pronto)/ Programação de Materiais: Determina a necessidade de materiais para o processo
produtivo, especificando a quantidade, características também planejadas no PCP/ Compras: Aquisição de materiais e
componentes para a produção. A atividade envolve um ciclo composto por 5 etapas: 1º Análise das OC recebidas (Recebimento
das ordens); 2º Localização e seleção dos fornecedores (Pesquisa de fornecedores, preços e prazos); 3º Negociação da OC com o
fornecedor selecionado; 4º Acompanhamento da OC – Follow up (Assegurar a entrega o prazo e nas condições estabelecidas);
5º Recebimento (Inspeção da qualidade e quantidade)/ Estoques: Despesas (Aluguel, Salários, Seguros, etc.); Finalidade:
Garantir o funcionamento da empresa e proporcionar economias de escala; Constituem um ativo circulante necessário para a
empresa produzir e são possuem a mesma classificação que os materiais, sendo a união desses 5 tipos o estoque geral.

RESUMO – Nº 3 (FINANÇAS EMPRESARIAIS) I- Adm. Financeiro: A função do administrador financeiro freqüentemente está
associada a um alto executivo da empresa, geralmente denominado diretor financeiro ou vice·presidente de finanças. Deve se
preocupar: Orçamento de Capital (processo de planejamento e gerência dos investimentos a longo prazo da empresa);
Estrutura de capital (Combinação entre capital de terceiros e capital próprio que a empresa possui para obter o financiamento
de suas operações) e Administração do Capital de giro (refere-se aos ativos a curto prazo da empresa, tais como estoques, e aos
passivos a curto prazo, tais como pagamentos devidos a fornecedores)
IX- Critérios Alternativos de Investimentos: Alternativas de investimentos ao VPL, como Payback, taxa de retorno contábil, TIR
e o índice de rentabilidade./ VPL: Positivo beneficia os acionistas/ Taxa média de retorno contábil: É dado pelo cociente entre o
lucro do projeto, depois do imposto de renda e da despesa de depreciação, e o valor contábil médio do investimento por toda
sua vida útil/ TIR: Procura calcular um único número que sintetize os méritos de um projeto, não dependendo da taxa de juros.
Em geral, a TIR é a taxa que faz com que o VPL do projeto seja nulo, devendo aceitar se a TIR for superior à taxa de desconto.
Cabe ressaltar que a TIR possui algumas variações, como a análise de projetos independentes e os mutuamente excludentes,
levando ao uso da TIR incremental/ Índice de Rentabilidade: Trata-se do cociente entre o valor presente dos fluxos de caixa
futuros esperados, após o investimento inicial

X-Orçamento de Capital: Trata de ferramentas para se deixa o VPL positivo/ Custos irrecuperáveis: Já ocorrido, são passado/
Custo de oportunidade: Ao aceitar o projeto, a empresa renuncia a outras oportunidades de emprego desses ativos/ Efeitos
Colaterais: O efeito mais importante é a erosão, que é a transferência de fluxos de caixa dos clientes e das vendas de produtos
já existentes a um novo projeto/ Capital de giro líquido: Diferença entre o ativo circulante e passivo circulante/ Taxas: Taxa real
de juros: o que realmente se ganha com a aplicação depois de descontar a inflação \ Taxa nominal de juros: Taxa de juros
anunciada. Assim os fluxos nominais seguem as taxas nominais e os fluxos reais as taxas reais/ Ainda é citado o beneficio fiscal
da depreciação

XI - Teoria do Mercado de Capitais: Apresentação de conceitos para o risco e retorno/ O desvio-padrão e a variância medem a
variabilidade do retorno de um título isolado, são medidas apropriadas do risco de um título quando a carteira do investidor
contém apenas esse título/ Na maior parte os investidores possuem carteiras, e assim a variância ou desvio-padrão não é uma
boa medida, devendo utilizar o beta/ Retornos: O ganho de capital (variação do preço da ação pelo preço inicial), tal como o
dividendo, é parte do retorno que os acionistas requerem para manter seu investimento\Retorno total sobre o investimento é
dado pela soma do rendimento em dinheiro com o ganho ou perda de capital/ Diversificação: Redução de certa proporção do
risco, onde ações individuais são combinadas de maneira a fazer um conjunto de títulos sendo possível porque os retornos não
são perfeitamente correlacionados. Entretanto, o risco da posse de ações ordinárias não pode ser completamente eliminado/
Beta: informa a tendência de uma ação individual para variar um conjunto com o mercado, indica no CAPM como medida de
risco, calculando o retorno esperado.

XII- Retorno e Risco: Modelo CAPM: Retorno Esperado: Aquele que o indivíduo espera/ Variância e Desvio-Padrão: Medem a
variabilidade de ações individuais/ Covariância e Correlação: Representam maneiras de medir se duas variáveis estão
associadas, a relação entre dois títulos de contrabalancear nos momentos de queda e aumento/ Hedging: Essa sintonia dos
títulos gera redução das perdas / Diversificação: Boa parte dos riscos (variâncias) dos títulos individuais são eliminadas com a
diversificação, mas não é possível eliminar com os termos da covariância/ Risco e Retorno: Beta é a medida apropriada de risco,
sendo igual a 0, não tem risco

XIII- Teoria da Precificação por Arbitragem: APT se configura como uma visão alternativa para visualizar a o risco e o retorno,
ele supõe que os retornos estão ligados por uma série de fatores de âmbito setorial ou macroeconômico. O APT encara o risco
de uma forma mais generalizada que o beta e a covariância/ Informação: Anúncio=Parte Esperada + Surpresa

XIV- Decisões de Financiamento e mercados eficientes: Mercados eficientes de capitais: São aqueles nos quais os preços
correntes de mercado refletem as informações disponíveis, isto significa que os preços correntes de mercado refletem o valor
presente, e que não há maneira alguma de obter lucros extraordinários usando as informações disponíveis\ Oportunidades de
financiamento com valor: Ludibriar os investidores, Reduzir custos e criar um novo título\ Hipótese de mercado eficiente:
Expectativa sobre uma taxa normal de retorno e as empresas devem esperar receber o valor justo\ Inside Information:
Informação privilegiada por pessoas que se encontram em posições especiais na organização\ Tipos diferentes de eficiência: Se
baseia sobre as informações sobre o preço passado, informação pública e toda informação disponível\ Efeitos: Forma fraca: Se
incorpora as informações sobre o preço passado (random walk – significa que o movimento de preço no passado NÂO está
relacionado com o futuro); Semi-forte: Quando os preços refletem toda informação pública disponível, como balanços e
históricos; Forte: Reflete toda informação pública ou privada. Porém, essa forma de mercado é a mais ineficiente, pois ninguém
obtém lucros superiores sistematicamente/ A evidência existente a respeito dos diferentes mercados se apóia na eficiência
fraca e semi-forte, mas não na forte\ A eficiência fraca se utiliza de meios mais simples e baratos de informação, a semi-forte de
meios mais sofisticados assim como a forte através dos insiders, mas que mesmo assim não seria capaz de ganhar do mercado.

XV- Financiamento de longo prazo: Aquelas com mais de 1 ano; as perpétua é consol\ As fontes básicas de financiamento são:
endividamento, ações preferenciais e as ordinárias\ Ações Ordinárias: Não possuem qualquer preferência em termos de
dividendos ou em caso de liquidação; Ação Preferencial: Indica prioridade em relação a outros credores\ Lucro Retido: Lucro
mantido na empresa após a distribuição de dividendos\ Dividendos: pagamento aos acionistas, retorno ao capital direta ou
indiretamente\ Tipos diferentes de dívidas: Debêntures: É uma dívida não garantida da empresa; Obrigações: é uma divida
garantida pela hipoteca de ativos

XVI- Estrutura de Capital: Teoria da pizza: Modelo do quociente entre capital de terceiros e capital próprio\ Proposição I de MM
(sem impostos): O valor da empresa é sempre o mesmo, qualquer que seja a estrutura de capital. Nenhuma empresa é melhor
ou pior do qualquer outra para os acionistas [O valor da empresa sem capital de terceiros é igual aos da empresa com capital de
terceiros]\ Proposição II de MM (sem impostos): Retorno esperado do capital é diretamente associado ao endividamento, pois o
risco do capital próprio se eleva com o endividamento ou Que o custo de capital próprio é uma função linear do quociente entre
o capital de terceiros e o capital próprio\ Proposição de MM (com imposto): De acordo com a regra tributária, a empresa pode
deduzir as despesas com juros (remuneração dos credores) do Imposto de Renda, porém não se permite que sejam deduzidos
os pagamentos referentes à remuneração dos acionistas. Quando não há custos de falência, o valor da empresa é uma função
crescente do grau de endividamento.

XVII- Política de dividendos: Se refere à distribuição do lucro em dinheiro, sendo também em ações neste caso chamado de
bonificações\ Desdobramento: Aumento do número de ações existentes\ Dividendos feitos em casa: Um investidor pode
desfazer a política de dividendos da empresa reinvestindo o excesso ou vendendo\Empresas com fundos excedentes: Selecionar
projetos de investimentos recompra de ações e adquirir outras empresas\ Efeito de conteúdo informacional: O aumento de
preço da ação após o sinal proporcionado pelo anúncio de dividendos\ Efeito clientela: Argumento de que as ações atraem
clientelas definidas por taxas de dividendos ou impostos, o argumento fiscal é o argumento mais forte a favor do pagamento de
dividendos

XVIII- Opções e Finanças de Empresas: Opção: Contrato que dá ao titular o direito de comprar ou vender um ativo a um preço
determinado numa certa data, ou antes, dela. Tendo a opção de venda e de compra\Combinação de Opções: Uma estratégia no
mercado de opções pode contrabalancear outra estratégia, resultando num retorno sem risco\ Fatores que determinam o valor:
Preço do exercício (quanto maior, menor será o valor) , data de vencimento, preço da ação( quanto maior, mais valiosa será),
taxa de juros (Quando altas vale menos) e a variabilidade ativo-objeto (Quanto maior mais vale)\ Modelo Black-Scholes: é capaz
de determinar o preço intrínseco de uma opção a partir dos elementos apresentados anteriormente .

XIX- Arrendamento: Contrato que permite o uso de determinados ativos imobilizados por um prazo estipulado em troca de
pagamento, geralmente sob forma de aluguel.\ Arrendamento Operacional: Prazo de contrato inferior a vida útil do
equipamento, cancelável e de curto prazo\ Arrendamento Financeiro: De longo prazo, não cancelável, que exige o pagamento
de todas as despesas pelo arrendatário\ Arrendamento Alavancado: Acordo influenciado por impostos, que envolve
emprestadores\ Deslocamento de dívidas: Montante de capital de terceiros deslocados por operações de arrendamento\
Motivos para arrendar: Vantagens fiscais (redução do imposto); redução da incerteza e custos de transação\ Motivos
incorretos: Lucro contábil; financiamento integral e outros motivos

XX- Derivativos e cobertura de riscos

XXI- Administração do Capital de Giro

XXII- Gestão de Caixa

XXIII- Gestão de Crédito

XXIV- Fusões e Aquisições

XXV- Dificuldades Financeiras

XXVI- Finanças Internacionais

 RESUMO – Nº 7 (SISTEMA DE INFORMAÇÃO)


I-Sistema Empresa: (Funções: Com., Mat., Finan., Prod.,Sev., RH e Jurídico) toda a empresa, mas não igualar a Unid. Departam.
TGS: Integração nas várias ciências naturais e sociais. Forma mais abrangente de estudo\ 3 Pts básicos: SA, existem dentro de
outros e as funções dependem da estrutura/ Benefícios: Integração(Sistema-Adm-Comportamento), Racionalização do trabalho
(- esforço humano e + lucro e produção) e Divisãode um problema em partes sem perder a visão do todo e seu
relacionamento\Sistema: Diversas partes, como hardware, software, dados, entre outros, tendo parte técnica e
socialSociotécnica: Harmonização entre tecnologia e organização, chegando ao desing final\ Requisitos Func.: Funções ou
atividades que o sistema faz, condições ou capacitações do software\ Composição: Objt(Req. Func.), Ambiente, Recursos, Comp.
Humanos, Função, Procedimento e Gestão\Empresa: É um sistema, suas relações, funções, ambiente interno e externo, formam
um SI\ Ecossistema: Maior cenário (Supersistema). Sistema: Objeto Principal (empresa) dentro do ecossistema. Subsistema:
Membros do sistema(Funções).
II-Introdução aos Sistemas de Informação
SI: Todo sistema, usando ou não a TI, que gera informação\ Informação: Dados trabalhados que possibilite conhecimento.
Dados: Elemento da informação, sem conhecimento\ SI: Processos que facilitam a gestão, partes que geram informação
SI-TI: Conjunto de software e hardware, RH\ SI Empresarial: Subsistema do Sistema Empresa\ Ciclo de vida: Concepção(Projeto),
Construção, Implantação (uso), Implementação (funções), Maturidade, Declínio, Manutenção e Morte\ ObjSI:Auxiliar processos
Fatores:Obj decisão(metas), alternativas aumentadas, competição, criatividade, pol.,tecn., tempo\ Integração SI:
Interdependência entre subsistemas, troca de informação. (visão sistêmica, de floresta, sinergia).
III-Tecnologia da InformaçãoQualquer dispositivo que possa tratar dados e informações, de forma sistêmica ou esporádica.
Obj: Desenvolver e melhorar o SI\ Hardware: Físicos(Entrada-mouse,Saída-monitor e Entrada e Saída: modem)\ Software:
Dirigem os hardware(SO, redes, programas, soft. Automação (Office) e utilitários (browsers)\ Gestão de Dados: Atividades de
guarda, recuperação, níveis e acesso(Gestão de Dados: Funcionamento do SI; Guarda de dados: Paralelas à gestão, cópias;
Controle Acesso: Senhas, SO,níveis através do SI)\Redes: Conexão de PC’s(Local –LAN;Remotas-WAN)(Cliente-Servidor: Depende
um do outro e servidor controla todos\ Ponto a Ponto: PC atuam como cliente e servidor, todos acessando todos)
IV-Informação Empresarial
Valor da Informação: Conhecer, selecionar e usar\ Infoempresa: Dados=$\ Importância SIG: Mudança de papel SIG (Estratégico),
natureza de TI(usuário define sua aplicação s/ ajuda) Caráter das aplicações (Apox. de técnicos e gestores) Arquitetura da
Informação(Evitar “ihas” tecnologias e encontrar soluções)\ Mudança: Empresa Trad. > Empresa Info. (Compartilhamento de
informações, trabalho cooperativo)\ TI e Org.: Automatizar processos, integrar clientes e construir Arquitetura da Informação.
Informação:Não deteriora e nem deprecia, é reutilizável e usuário determina valor.>Competitividade, Flexibilidade, Dinamismo,
Eficiência, Eficácia e Efetividade(CDFEEE)\SIG Estratégico: Mudam os objetivos, produtos,..., contribui para Vantagem
Competitiva
(Porter)-Fluxograma.\SIG Indivíduos: Defesa, bloqueio à inovação, medo de cometer erros e do computador.\SIG Org.
:Estratégia.
Impactos:Indivíduo(temores);Grupo(desempenho e resistências);Empresa(Competitividade); Economia(Produtividade);
Consumo (Mais Produtos) e Mercado de Trab.(Empregos)>Impacta pessoas, tarefas, estrutura e a tecnologia.\Engenharia
Humana: Interação (Homem-Comptador)Psicologia-Tecnologia\Hab. Técn: (Formação acadêmica) Hab. Negócio: (Soluções e
Experiências) Hab. Comportamental(Vida pessoal, educação)\ Modelo de Info Empresarial: Info necessárias para a gestão e
funções, devendo ser relatadas em todos os níveis(OGE) atendendo os requisitos funcionais>Obj:Auxílio na aquisição do SI em
todos os meios.\ Esquemas:Org, estrutura, requisitos funcionais e atendimento as Funções Empresariais(FE)>Cruzamento de
Info. (FE) X (Níveis)
V-Sistema de Informação Convencional
Níveis:Estratégico (TUDO) (Contemplam o processamento dogrupo de dados do Operacional, transformando-os em Estratégicas
\Dados de nível macro, relacionado com o ambiente externo e interno, filtrados das operações da empresa(Ex. Estoque-Data do
planejamento de compra e qnt. de estoque)Info: gráficas, on-line, com possibilidade de descer nível para ver o detalhe.
Gerencial:(GRUPO) processamento do grupo de dados do Operacional, transformando os em informação agrupada para a
gestão. Trabalha com dados agrupados das operações auxiliando o corpo gestor, junção dos dados(Ex.Estoque-% distribuído por
grupos)
Operacional:(DETALHE) processamento de informações rotineiras, em seu detalhe. Auxilia o corpo técnico no controle dos
dados detalhados(Ex. Estoque Cód. Material, Tipo) Informação Analítica e Singular, específica de um dado, tarefa ou atividade.
SI Pessoal: Agregam valor e facilitam o trabalho pessoal (Word, Excel,...)\ SI grupal: Agregam valor e facilitam o processo e
produto(Compartilhamento de hardware e controle- Base de dados)\ SI org:Integração dos vários departamentos\ SI interorg:
Grupo de empresas interagindo através de seus sistemas, agregando valor ao produto e processo\ SI global: Processamento de
info que dão suporte a empresas multinacionais, oferecendo uma vantagem competitiva.\ Arquitetura da Info: Modo que os
requerimentos da info são atingidos e se relacionam ao negócio ou área da empresa.\Combate a desinformação: Dicionário de
termos, combate as informações paralelas e Sinergia de informações(Coerência, integração, relação horizontal e vertical)\
Procedimentos: (Antecedem) São necessários para o SI, antes da execução (Sucedem) Necessários para a continuidade do SI,
após a execução (Ex. Folha de Pag. (Início-Temina-Inicio)\Tipos: Operacionais: Não ligados ao sistema e não usa a TI (normas,
fluxos, planilhas,...) e Sistêmico: Ligados ao sistema, utiliza TI.
VI-Estratégia Empresarial e Sistemas de Informação
POCCC ou PODC\ Planejamento: Intuitivo(Pessoal, não escrito); Formal (Explícito, baseado em pesquisas e dados)\ Ferramentas:
(Plan. Estratégico, políticas, normas e manuais)\Missão: Função principal, deixando claro o pq a empresa existe\Políticas:
Conjunto de regras do alto escalão e são os procedimentos no Operacional\ Cliente: Todo indivíduo ou unidade que recebe
produto e ela terá seus clientes(ciclo)\Plan.Estratégico-TI: Deve definir o negócio, identificando funções duplicadas e apontar
problemas, antes do desenvolvimento e implantação dos sistemas\ Macroplanejamento: Negócio da empresa, missão,
objetivos,.
Normas e Padrões técnicos e operacionais: Relatam regras aplicáveis na empresa com relação à TI\Obj: Não depender de
pessoas nos processos de TI e recursos.\ Planj. Estrat. Info. (Conhecimento de toda empresa)+Plano Dir. de Infor.(Esforços
direcionados para TI=PTI(Plano de TI) \ Ciclo evolutivo do SI: 1ºManuais(s/
informática);2ºAutomatizados(mecânica);3ºMecanizados(Sistêmicos sem agregar valor); 4º Informatizado(Agregação de valor-
aviso do sistema) e 5ºGerencial Estratégico(Info. para a tomada de decisão, níveis táticos e estratégicos)\ Cultura de Informação
na empresa: Iniciação>Contágio>Controle>Integração>Adm. Dados>Maturidade> Conhecimento
VII-Tecnologias Aplicadas a Sistemas de Informações Empresariais
Abordagem mais moderna: A informação deixa de estar dividida (E/T/O) e passa a ser executiva visando dar suporte à tomada
de decisão em todos os níveis\ Sistemas: (EIS)Fornece informação, bases de dados única, fácil uso e aprofundamento de detalhe
\ (SAD) Auxilio na tomada de decisão com bases em vários cenários, utiliza a regra “e se” \(ERP) Contribui para o gerenciamento,
base de dados única, processa dados cotidianos por entrada única e distribuída pela empresa \(Banco de Dados) Para guardar e
manipular dados, visando a transformação em informação, hierarquia de dados\(BD Convencional) Pode haver redundância,
requer uma boa organização\ (SGBD) Dados armazenados em um só lugar BD única e compartilhado\ (Data
Warehouse)Consolida dados diversos do SI em um grande BD, sendo usado para informação, usa dados históricos sem
redundância.
Ferramentas: Inteligência Artificial (Simula a inteligência humana em atividades e trabalha com o conhecimento, não substitui o
homem , aplica-se em alguns casos)\ SE (Para solução de problemas que requer uso de especialistas humanos, expert. Criado a
partir de entrevistas, observações,...substitui apenas em tarefas de rotina SIO)\ Data Mining(Explora grande conjunto de dados,
extraindo conhecimentos, fazendo previsões, gerando cenários – SIE e SIG)\ Outras Ferramentas: Telecomunicação, Automação
de escritórios (TI com objetivo de qualidade aos trabalhadores), OLAP(tendências,históricos e geração de conhecimentos), OLTP
(ações cotidianas, dados que movimentam o negócio e alimenta o OLAP) Data Marketing ( BD que gera informação sobre
consumidores e mercados para auxiliar os gestores de marketing – 4P)
VIII-Metodologias de Desenvolvimento e de Implantação de Sistema de Informação
Fases:1º Estudo Preliminar( Necessidade, diretrizes, nominar equipe); 2º Análise do Sistema Atual (Reconhecer o ambiente -
fatores críticos e o sistema atual); 3º Projeto Lógico(Propostas, visão detalhada); 4º Projeto Físico (Execução e Definição –
Construir e finalizar, definir arquitetura) 5º Projeto de Implantação (Entrega e pós- Finalizar, acompanhar)> Em todas as fases
deverá sempre revisar a anterior e provar a próxima, assim como a análise de CUSTOS, RISCOS, BENEFÍCIOS e VIABILIDADE\
Tipos de Manuais: Sistema( Técnico- normas e procedimentos); Cliente (Conceitual – apresentação, dicas, instalação, ...) e
Operacional (Descritivo- esquemas, instruções...)\ Antes da metodologia: Fases de preparação: Conceitos Gerais Ciclo de
Sistemas Planejamento e Qualidade ou Ciclo de Vida, custo, tempo e inflexibilidade\ Avaliação do SI: Altos níveis de uso,
satisfação do usuário, retorno financeiro, objetivos atingidos e atitudes favoráveis dos usuários e TI\ ATENÇÃO: Para todos os
projetos: Análise de custos (RH, treinamento, impactos, SI, software,...), Benefícios (Mensuráveis: $, % e tempo\ Não-Mens:
Satisfação do cliente, imagem da empresa, agilidade...), Riscos (Descrever possíveis resultados - Mudança na lei, prazo, perda de
RH) e Viabilidade(Apresentar e mensurar os resultados de acordo com o tempo determinado)
IX-Integração, Qualidade e Divulgação da Informação
Integração Sistêmica:Todos os sistemas devem estar integrados, processando e enviando\ Integração Contábil: Sistema Contábil
Itens Importantes:Obj do sistema, procedimentos operacionais, pré-requisitos (atividades necessárias), Produtos, Integrações e
Reprocessamento (erro)\ Compartilhamento: Multimídia, redes locais (LAN) e redes clientes/servidor (PC exerce os dois papéis)
Abordagens emergentes ( Tecnologia competente, economias, mudança no papel das pessoas e TI e capacitação)> Qualidade
(Conformidade e ausência de desperdício); Produtividade, Competitividade, Qualidade em SI (Confor. com os RF) e Qualidade
em Software(Defeito zero, bom custo, bom RF)\ Divulgação da informação:Propostas de projetos, sistemas ou serviços\
Marketing Positivo da informação: Objetivo de vender soluções e manter a imagem positiva desse fornecedor de soluções. Deve
ser usado para os “gols”, resultados e alcance de metas que merecem ser divulgados por seu retorno.(Ex. Intranet, Memorando,
Jornal interno, ...)\ Divulgação (Tipos): Informação Personalizada (Informação ímpar de pessoa, empresa ou concorrente, possui
alto valor agregado, leva em conta os detalhes do ambiente (Ex. Marca preferida, peso de um hospede, cor preferida)\
Informação Oportuna: Informação de qualidade inquestionável, antecipada e gera um cenário futuro, baseado em cálculos e
dados(Qnt que faltará no próximo mês) DIFERE DE PREVISÃO OU PALPITE\ Informação Inteligente: São as oportunas e as
personalizadas juntas, contribuindo efetivamente com a inteligência da empresa e necessitam de recursos de TI para a
operacionalização, também chamadas de executivas.
 RESUMO – Nº 9 (TGA)
Antecedentes (Antig.-1780): Escambo, traços do feudalismo\ Influências = Org. Militar: Unidade de Comando,
Direção,Hierarquia, Estado Maior (staff)\Igreja: coordenação funcional \ 1º Revol. Industrial (1780-1860)>Carvão e ferro, êxodo
do campo.
I-Abordagem Científica
Administração Científica:(Taylor e Ford\ Ênfase nas Tarefas\ 2ª Revolução Industrial, Desenvolvimento Industrial\Homem
Econômico(Pessoas motivadas por interesses salariais e materiais)\SF\Operacional- Máxima eficiência e eficácia ∆↑)
Racionalização do trabalho no nível operacional\ Tentativas de aplicar métodos da ciência\ Objetivo de eliminar o desperdício e
elevar a produção\ Foco no trabalho individual\ The Best way: Cada operário possuía sua técnica e com isso dificultava a
supervisão, controle e padronização, criação do the Best way ou melhor método de produção\Estudo de tempos e movimentos:
Atividades complexas subdivididas em atividades simples, bem como padrões mais eficientes de movimento, para um trabalho
mais rápido e com menos fadiga\ Execução de tarefa única - Especialização\ Prêmio de Produção: Remuneração com adicional
para acima dos 100%\ Princípio da Exceção: Administrador se preocupa com o abaixo e acima da média de produção\
Subordinação funcional: Diversos supervisores\ Ford:Padronização (eliminação do desperdício); Produção em massa (linha de
montagem)> 3 Pts Ford: Intensificação, Economicidade (Estoques), Produtividade
Críticas: Ser isolado nas suas tarefas, ausência de comprovação científica, Teoria da Máquina (the Best way), ditadura aplicada a
modelos militares, rigidez e controle na empresa.
Teoria Clássica: (1914-1945\ Fayol\ Ênfase na Estrutura\Entre 1ª e 2ª GM; Crise de 29\ Homem Econômico\SF\Estrutural ↓∆)
A eficiência depende também da estrutura organizacional\ Funções da Empresa: Técnicas(Produção); Comercial(Venda);
Financeira (Capital); Segurança (Prevenção); Contábeis(Balanços) e Administrativa(Engloba e sincroniza todas)\ Funções
Administrativas: Prever (visualizar); Organizar; Comandar; Coordenar e Controlar (Verificação) > POCCC\ 14 Princípios: Unidade
de Comando, Unidade de Direção, Equidade, Estabilidade, Rotatividade, Autoridade e Responsabilidade, Subordinação Linear
(Apenas um).
Críticas: Preocupação com regras para alcançar a eficiência\ Teoria da Maquina\ Simplificação da Org. formal
II-Abordagem Humanística
Teoria das Relações Humanas: (1914-1945\ Mayo \ Ênfase nas Pessoas\ Entre 1ª e 2ª GM; Crise de 29 \ Homem Social\ SF\
Satisfação)
Desenvolvimento das ciências humanas (Psicologia)\ Necessidade de humanizar a Administração\ Questões salariais em 2ª
plano e reconhecimento em 1º\ Preocupação com a Organização Informal\ Conflito evitado pela Adm. Humanizadora\ Espírito
de Equipe e atividades em grupo\ Necessidades humanas: Fisiológicas, Segurança e Psicológicas\ Quebra do controle excessivo
hierárquico e estimular a espontaneidade dos funcionários\ Estudo de liderança (Lewis): Autocrático (Dominador); Democrático
(Ações são debatidas); Liberal (Liberdade total)\ Dinâmica de Grupo\ Origem da OI: Interesses comuns (identificação),
Integração, e Período de lazer\ Críticas: Oposição à Teoria Clássica
III-Abordagem Neoclássica
Teoria Neoclássica: (1914-1945 e 1945-1980)\ Peter Drucker \ Ênfase na Estrutura, Pessoas e Tarefas\ Pós-guerra, Petróleo,
incertezas\ Homem Organizacional (desempenha papéis em várias org. Cooperativo)e Administrativo(satisfatória e não
otimizante)\SF\Estrutural níveis ETO.
Ênfase na prática da Administração (resultados)\ Reestruturação da Teoria Clássica\ Ênfase nos objetivos e resultados
(APO)\Ecletismo da teoria neoclássica(atualizada)\Eficiência(medida da utilização dos recursos)\ Eficácia(Medida de alcance dos
resultados)\ Divisão do trabalho: Institucional(direção, presidente); Intermediário (gerentes) e Operacional\ Amplitude de
comando: nº de subordinados\ Centralização: Visão global da empresa e elimina esforços duplicados [Distância dos fatos e
erros]
Descentralização: Menor supervisão e proximidade dos problemas [Sem uniformidade]\ Funções do Administrador: PODC (ciclo)
Planejamentos: Estratégico(longo prazo, todo, institucional); Tático(médio prazo, departamentos) e Operacional(Curto prazo,
tarefas)\ Departamentalização: Função, Clientes, Geográfica, Processo, Produtos, Serviços e Projetos\ Org. Linha-staff(União das
org funcional-vários supervisores e linear-único superior) hieraquico-consultiva [Rivalidades, alto custo]\ Planos:
Procedimentos-Métodos; Orçamento-$; Tempo-Programa e Comportamentos-Normas\ Downsizing: Aprox. do institucional do
operacional “enxugar”\ Reengenharia: Foco nos processos de visão horizontal\ APO (Objetivos entre departamentos,
resultados, contínua avaliação dos planos e apoio staff)> Uso da matriz SWOT \ Planejamento Estratégico: Melhoria do moral e
aceleramento dos objetivos [Motivação Negativa-metas]\ Críticas APO: Ignora problemas dos grupos, simplificação e
perseguição insana objetivo.
IV-Abordagem Estruturalista
Teoria da Burocracia: (1945-1980)\ Max Weber\Ênfase na Estrutura\ Moderna; Pós-guerra\ Homem Organizacional\ Máxima
Eficiência\ SF
Origem: Tamanho das empresas e complexidade > Necessidade de um modelo mais racional> Fragilidade da Teoria Clássica e
das RH que eram extremas\ Tipos de Poder e Autoridade:Tradicional (Patriarcal-família); Carismático (Partido Político) e Legal
(normas)>Tipo Ideal de Weber\ Características: Normas e Regulamentos (Formalização), Impessoalidade (Cargo em 1º),
Objetivo da empresa em 1º, Rotinas e procedimentos padronizados, Formalidade na Comunicação, Hierarquia, Competência
Técnica (Mérito-concurso), Completa previsibilidade do funcionário (normas)\Vantagens: Rapidez nas decisões, Racionalidade,
redução de conflitos, uniformidade, confiabilidade\ Disfunções da Burocracia: Apaziguar regras (regras em 1º, tarefas em 2º);
excesso de formalismo e papel, resistência a mudanças, conformidade à rotina e dificuldade com o público(personalização)
Desvantagens: Excesso de formalismo e papel\ Teoria da Máquina\ Ignora a OI\ Não estabelece como o Adm. deve lidar.
Teoria Estruturalista: (1945-1980)\ Etzioni\ Ênfase na Estrutura e Ambiente\Moderna; Pós-Guerra\Homem Organizacional
(Várias tarefas e tolera frustrações)\ Múltiplas Abordagens\ SA
Síntese da Teoria Clássica, RH e alguns pontos de Weber> Necessidade de uma org. social, que reuni diversos grupos>
Estruturalismo (Filosofia, Antropologia e Matemática)\ Abordagens Múltiplas: OF e OI; recompensas sociais e materiais; Org.
racional (SF,certeza) e Org. natural (SA, incerteza)\ Níveis: Institucional\Gerencial\Técnico. \Outras org. Bancos, prestadoras de
serviços e P,M,G> Preocupação com o Ambiente (SA)\ Tipologia das Org. (Divisão do trabalho, centros de poder e substituição
de pessoal\ Tipos de Controle: Físico(Ameaça e medo)> Envolvimento Alienatório (Coação, forçado)> Org.(Prisões); Material
(interesses e vantagens)>En. Calculista (Aumenta de acordo com as vantagens)>Org. Utilitárias (Comércio); Normativo (Valores
sociais)> E. Moral (Atribuição de valor à empresa)> Org.(Igrejas e hospitais)\ Estratégia Organizacional (Competição, Negociação,
Cooptação e coalizão)\ Conflitos como forma de mudança e inovação\ Desvantagens: Convergência de teorias divergentes;
Teoria da Crise (Aborda problemas) e Dupla tendência (integração e conflito)
V-Abordagem Comportamental
Teoria Comportamental: (1945-1980) \ McGregor\Ênfase nas Pessoas e Ambiente\ Homem Administrativo\ Necessidades\SA
Representa um desdobramento das RH sem a visão romântica do ser>Critica a Teoria Clássica e o modelo da máquina
Burocracia
Estudo da motivação(Maslow- Necessidades: Fisiológicas; Segurança; Social; Estima e Autorrealização) Herzberg (Fatores
Higiênicos: Salários, Benefícios, Chefe, dinheiro>Insatisfação) (Fatores Motivacionais: Conteúdo do cargo, reconhecimento
>Satisfação)\ Mc Gregor (Teoria X e Y)\ Likert – Estilos de Adm. (Autoritário –Duro, fechado, centralizado, sem OI, punições\
Autoritário-Benevolente- Um pouco menos centralizado, OI é uma ameaça, comunicação descendente\ Consultivo – Consulta
níveis mais baixos, confiança nas pessoas, OI sadia, raras punições e recompensa material\ Participativo – Descentralizado,
eficiente comunicação, punições raras e pela equipe)\ As pessoas agem como participantes e decidem ou não participar da
empresa.\ Desvantagens: Bipolaridade (OI e OF).
DO:Resultou da Teoria Comportamental, Fusão da estrutura e comportamento das pessoas\ É uma mudança de longo prazo da
cultura organizacional pelo institucional, com uma Adm. Participativa. Busca a solução de problemas e renovação, bem como o
fortalecimento de equipes (empowerment)
VI-Abordagem Sistêmica
Teoria dos Sistemas (1945-1980)\ Ênfase no Ambiente\ Homem Digital\ e-business (B2B e B2C)\ SA
Origem: Necessidade de síntese das teorias anteriores, que não foram conquistadas pela Estruturalista e Comportamental\
Características da Org: (SA, Afetada pelas mudanças – Probabilidade), Interdependência,Morfogênese (Mudança de Estrutura) e
Resiliência\ Tipos: Físicos ou Concretos (Máquinas, objetos) e Abstratos (Conceito, filosofias, planos)\ Características do
Sistema: Input (entrada), Output (saída), Caixa Preta (não se conhece o interior), Retroação (feedback), Homeostasia (Equilíbrio
constante do sistema) e Informação (Redução da incerteza)
Desvantagens: Confronto entre a SA e SF, Caráter integrativo e abstrato.
VII-Abordagem Contingencial
Teoria da Contingencia: Após 1980\ Ênfase em TUDO (Tarefas, Pessoas, Estrutura, Ambiente) e Tecnologia\ Incertezas,
Informação e 3º RI\Homem Complexo (Valores, necessidades e características)\ Globalização\ SA
Não existe um the Best way como na Teoria Clássica, pois tudo depende do ambiente externo.\ Burns: Org. Mecanicistas (Teoria
Clássica, Integração Vertical, divisão de trabalho – Fábricas) e Org. Orgânicas (Hierarquização Flexível, pouca divisão e
relacionamento humano – Ag. Publicidade)\ As Org. existem em SA e seu desenho é afetado pela tecnologia\ Mapeamento
Ambiental: Explorar e entender, Percepção Ambiental (livre interpretação) e Ambiente Geral (Comum de todas as org)\
Tecnologia : Elos (linha de montagem); Mediadora (Cliente>Org.>Cliente, Ex. Vivo); Intensiva (Várias convergindo, ex. hospital)\
Motivação: Expectativas, Recompensas e a Relação\ Adhocracia (Visão de futuro, ambiente turbulento e dinâmico)\ Ambiente:
Com o que a empresa lida (Incertezas) e Tecnologia: O que ela tem (ferramentas e métodos)\ Níveis de Tecnologia: Oficina
(Poucos Níveis e pouco padrão; Produção em massa: médio e operações; Produção Contínua: Marketing.
Desvantagens: Relativismo e Bipolaridade Contínua.