Sunteți pe pagina 1din 20

Conforto ambiental III

Modelos físicos reduzidos para simulação de iluminação natural

• Ao contrário de outros tipos de modelos (transmitância térmica, tensões estruturais…) que sofrem

distorções devido a escala, o modelo físico não requer compensações devido a escala.

Como o comprimento de onda é reduzido, um modelo que represente com fidelidade o espaço

real, exposto às mesmas condições de céu e mantendo a mesma geometria e características

das superficies, apresenta um padrão de iluminação interna idêntico.

Portanto, a luz não sofre distorções

Maquetes físicas são excelentes

para o estudo de iluminação

natural

Maquetes físicas são excelentes para o estudo de iluminação natural
Maquetes físicas são excelentes para o estudo de iluminação natural

Escalas para modelos físicos

• Escalas para modelos físicos Conjunto geral 1:750 Fachadas de conjunto 1:100

Conjunto geral

1:750

• Escalas para modelos físicos Conjunto geral 1:750 Fachadas de conjunto 1:100

Fachadas de conjunto

1:100

Escalas para modelos físicos

• Escalas para modelos físicos Interior simplificado 1:25; 1:20 Interior com detalhes 1:10

Interior simplificado 1:25; 1:20

• Escalas para modelos físicos Interior simplificado 1:25; 1:20 Interior com detalhes 1:10

Interior com detalhes

1:10

ASPECTOS A SE CONSIDERAR

Tempo

Orçamento

Qualidade

Podem ser feitos vários modelos do mesmo

projeto

O importante é a qualidade do espaço interior

Indicar o norte, nome do projetista e, se for o

caso, incorporar o relógio solar

é a qualidade do espaço interior • Indicar o norte, nome do projetista e, se for

MATERIAIS

Usar cartões foscos

Quando a superfície for brilhante, usar acetato para o acabamento

Representar formas e texturas com precisão

Juntas devem ser a prova de vazamento de luz

Obstruções internas e externas devem ser

representadas

As refletâncias usuais são: teto=80%,

paredes=60% e piso=20%

internas e externas devem ser representadas • As refletâncias usuais são: teto=80%, paredes=60% e piso=20%

TESTAR ALTERNATIVAS

Partes removíveis ajudam a testar alternativas

Garantir acesso fácil ao interior

Estudar os pontos de visualização do interior

ajudam a testar alternativas • Garantir acesso fácil ao interior • Estudar os pontos de visualização
ajudam a testar alternativas • Garantir acesso fácil ao interior • Estudar os pontos de visualização

CAIXILHOS E FIGURAS HUMANAS DÃO MAIS

REALISMO E NOÇÃO DE ESCALA

CAIXILHOS E FIGURAS HUMANAS DÃO MAIS REALISMO E NOÇÃO DE ESCALA

DICA DE COMO TRABALHAR O MODELOS

DICA DE COMO TRABALHAR O MODELOS desenho: Prof. Evandro Zigiatti Monteiro

desenho: Prof. Evandro Zigiatti Monteiro

MODO DE DUPLICAR ESPAÇOS

MODO DE DUPLICAR ESPAÇOS

RELAÇÃO FOTOGRAFIA E ESCALA

Ideal que a escala seja 1:20 ou maiores: ideal

para pé-direito menor que 4,50

Escalas 1:50 ou menores: grandes espaços

que a escala seja 1:20 ou maiores: ideal para pé-direito menor que 4,50 • Escalas 1:50

COMO OBSERVAR

• Ideal que a escala seja 1:20 ou maiores: ideal para pé-direito menor que 4,50
• Ideal que a escala seja 1:20 ou maiores: ideal
para pé-direito menor que 4,50
• Escalas 1:50 ou menores: grandes espaços

COMO OBSERVAR

COMO OBSERVAR
COMO OBSERVAR
COMO OBSERVAR

COMO OBSERVAR

COMO OBSERVAR
COMO OBSERVAR

EXEMPLOS DE ALUNOS

EXEMPLOS DE ALUNOS

EXEMPLOS DE ALUNOS

EXEMPLOS DE ALUNOS

EXEMPLOS DE ALUNOS

EXEMPLOS DE ALUNOS

EXEMPLOS DE ALUNOS

EXEMPLOS DE ALUNOS

EXEMPLOS DE ALUNOS

EXEMPLOS DE ALUNOS