Sunteți pe pagina 1din 6
Lean Startup Capítulo 7– Pivotar ou perseverar Prof. João Guilherme Gallo
Lean Startup Capítulo 7– Pivotar ou perseverar Prof. João Guilherme Gallo
Lean Startup Capítulo 7– Pivotar ou perseverar
Lean Startup
Capítulo 7– Pivotar ou perseverar
Prof. João Guilherme Gallo
Prof. João Guilherme Gallo
Pivotar  Habilidade de empregar uma correção de curso estruturada que ajude a startup a

Pivotar

Habilidade de empregar uma correção de curso estruturada que ajude a

startup a responder aos desafios

Mudança de direção que se dá ao negócio quando se percebe que algo não está funcionando adequadamente.

O mito da perseverança induz o empreendedor a manter-se fiel ao

propósito inicial, mesmo que os indicadores mostrem o contrário

A pior coisa que pode acontecer para uma startup é ficar presa na “terra

dos mortos-vivos”

Abandonar um projeto antes de suas hipóteses serem realmente refutadas pode também ser o desperdício de uma grande oportunidade

Análise científica, quantitativa e objetiva das evoluções a cada iteração

Pivotar ou perseverar A produtividade de uma startup não está no desenvolvimento de features, mas

Pivotar ou perseverar

A produtividade de uma startup não está no desenvolvimento de

features, mas no alinhamento do negócio e do produto para criar valor e impulsionar o crescimento

Marcos de aprendizagem determinados pela contabilidade da

inovação oferecem as informações necessárias para decidir pivotar

ou perseverar de forma consciente

Formas de pivotar  Zoom-in: focando o produto no que era considerado apenas um recurso

Formas de pivotar

Zoom-in: focando o produto no que era considerado apenas um recurso de um todo maior

Zoom-out: desenvolvimento de um produto completo a partir de uma funcionalidade que se mostra insuficiente pra suportar um produto completo

Segmento de clientes: mantem-se a funcionalidade do produto, mas muda-se o foco da audiência, o produto se mostra adequado para um cliente distinto daquele originalmente considerado

Necessidade do cliente: altera-se o problema a ser solucionado para o cliente quando percebe-se que o problema original não é tão relevante assim para ele

Plataforma: mudança na forma de distribuição, por exemplo, de um aplicativo vendido cliente a cliente para uma plataforma de autosserviço

Formas de pivotar  Arquitetura de negócios: decisão pela abordagem de alta margem e baixo

Formas de pivotar

Arquitetura de negócios: decisão pela abordagem de alta margem e baixo volume, geralmente associada ao B2B ou pela baixa margem e alto volume do B2C

Captura de valor: modelos de monetização e receita são as formas como uma empresa gera receita com seu produto

Motor de crescimento: viral, recorrente e pago

Canal: mecanismo pelo qual uma empresa fornece seus produtos e serviços para os clientes

Tecnologia: mudança na maneira de alcançar a mesma solução por meio de

uma tecnologia completamente diferente

Runway Métrica de saúde de uma startup aponta o tempo de vida a partir do

Runway

Métrica de saúde de uma startup aponta o tempo de vida a partir do

cenário atual

Runway Métrica de saúde de uma startup aponta o tempo de vida a partir do cenário