Sunteți pe pagina 1din 2

INSTITUTO AGRONÔMICO DO PARANÁ

Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento

MACIEIRA Gala realizado em 1979. Foi testada a partir de 1987 no sul


IAPAR 75 do estado, com a denominação de Seleção IAPAR 27-80-
46.
Eva
 CARACTERÍSTICAS
É uma cultivar de macieira com baixa exigência em
• Adaptação
frio, selecionada pela sua precocidade, alta produtividade,
boa qualidade dos frutos e excelente adaptação no centro-
Exige 330-350 unidades de frio, situando-se em
sul do Paraná.
posição intermediária entre as cultivares Anna e Princesa.
Em condições de insuficiência de frio, produz bem com
quebra de dormência artificial.

• Descrição da planta

As plantas possuem vigor moderado a baixo, com


ramos semi-eretos de crescimento compacto, tipo spur.
A intensidade de dormência é baixa durante o
outono/inverno.Florescimento e brotações ocorrem sob
desfolha.
Floresce e frutifica abundantemente em esporôes,
brindilhas e gemas laterais de ramos do ano.
Em Piraquara-PR, e sem quebra de dormência,
floresce de 1 a 3 semanas após a cultivar Anna.

• Polinização

Recomenda-se a utilização de cultivar polinizadora,


embora, em algumas situações, tenha frutificado bem
mesmo em sua ausência. As cultivares Princesa, IAPAR 77
– Carícia (ambas com floração mais tardia) e IAPAR 76 –
Anabela (de floração mais precoce) podem ser utilizadas
como polinizadoras.
É resistente à mancha foliar de glomerela, principal
doença foliar da macieira no estado.
• Frutos

Frutos doces, levemente acidulados. Têm formato


 ORIGEM
cônico, coberto com 30- 70% de vermelho vivo, lembrando
a cultivar Gala. A coloração de fundo, no ponto ideal de
Resultado do cruzamento entre as cultivares Anna e
consumo, é creme – amarelada. São firmes e resistentes ao

IAPAR – INSTITUTO AGRONÔMICO DO PARANÁ


Rodovia Celso Garcia Cid, km 375
86047-902 Londrina-PR
Fone: 43 3376-2000 – Fax: 43 3376-2101
E-mail: iapar@iapar.br
INSTITUTO AGRONÔMICO DO PARANÁ
Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento

manuseio, conservando-se, a 0°C, por períodos de até  CONSIDERAÇÕES ESPECIAIS


quatro meses.
O tamanho dos frutos é muito dependente da Suscetível ao russeting, excepcional pegamento
velocidade e intensidade de raleio, visto que o pegamento dos frutos; produtividade média superior a 30 t/ha em
dos frutos freqüentemente é próximo de 100%. pomares sob manejo intensivo; necessita de poda intensa,
eliminando-se esporões em excesso; raleio deve ser intenso
 COLHEITA e rápido; excesso de carga, raleio tardio e oscilação de
umidade no solo podem induzir rachadura nos frutos, que
A maturação é precoce, colhe-se antes das pode chegar a 8%, evitar defensivos que podem induzir
cultivares tradicionalmente plantadas no Paraná e sul do russeting; não deve ser plantada em solos pobres e sobre
Brasil. Ocorre, em Piraquara-PR, entre 13 de dezembro e 13 porta-enxertos fracos; é necessário o uso de quebra de
de janeiro, em árvores adultas. dormência artificial quando se acumulam menos 200 horas
abaixo de 7°C; suscetível à sarna; resistente à mancha foliar
de glomerela, doença mais importante da macieira em
 ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA regiões quentes e úmidas; não deve ser utilizada em prota-
enxertos anões; entrada em frutificação excepcionalmente
Recomendada para regiões do estado onde rápida, mesmo em porta-enxertos vigorosos.
normalmente ocorre entre 100 e 350 horas abaixo de 7°C.
Regiões mais frias devem ser evitadas, em função do risco
de perdas por geadas.  MATERIAL PROPAGATIVO

Quantidades limitadas para formação de matrizes


devem ser solicitadas até o mês de junho para:

IAPAR
Programa Fruticultura
Caixa Postal 2301 e 1493
80001- 970 – Curitiba – PR
Fone: 41 358-6336
Fax: 41 358-6979
E-mail: pct@iapar.br

LEGENDA

VERMELHO – Não apta para o cultivo em


função da alta probabilidade de ocorrência de
geadas pós brotação

VERDE – Apta. Geadas pós-floração podem


causar danos. Escolher locais favoráveis.
Melhor qualidade dos frutos que em outros
locais. Precocidade mediana

AMARELO – Apta. Necessita quebra-de-


dormência anualmente. Maturação precoce.

AZUL – Excessivamente quente e/ou úmido

IAPAR – INSTITUTO AGRONÔMICO DO PARANÁ


Rodovia Celso Garcia Cid, km 375
86047-902 Londrina-PR
Fone: 43 3376-2000 – Fax: 43 3376-2101
E-mail: iapar@iapar.br