Sunteți pe pagina 1din 8

ARM - Associação Regina Mundi | arm.boanova.pt | areginamundi@gmail.com | BOLETIM N.

º 122 | JULHO DE 2019

CÉLULAS MISSIONÁRIAS
Muitas coisas têm estado em movi- cer: «Uma Igreja na defensiva, que per-
mento ao longo dos últimos anos, tal- de a humildade, que deixa de escutar,
vez eco da consciência de que «somos que não permite ser questionada, perde
missão», como o Papa Francisco referiu a juventude e transforma-se num mu-
na Evangelii gaudium. Desde o ano pas- seu» (CV 41). Talvez comece pela aber-
sado que D. António Barroso tem sido tura à rebelião da juventude a constru-
tema persistente; a Conferência Epis- P. Adelino Ascenso ção de tais células missionárias alegres
copal Portuguesa está a preparar o en- [Superior Geral da SMBN] e contagiantes. Assim, talvez vivamos
cerramento do Ano Missionário com a um verdadeiro Ano Missionário.
realização de uma peregrinação nacio- ção do eu que lhe dá alegria genuína.
nal a Fátima, a 20 de outubro de 2019; Tal alegria é a essência daquilo que nos
estão a envidar-se esforços no campo poderá moldar de tal forma que recon-
do diálogo inter-religioso. Não será boa figuremos o ímpeto missionário que
ocasião para nos interrogarmos hones- nos ajude a constituir as células missio-
tamente sobre o nível em que está a nárias a que me referi acima. Isso é exi- 1944 - 2019
animação de células missionárias nas gente? Sim, muito! Exige que abramos
diversas dioceses e paróquias? Sabemos os olhos, as mãos e as janelas do cora-
que isso apenas será possível a partir de ção para que entrem novas rajadas de No 75.º Aniversário da Associação Regina
uma verdadeira reconfiguração do ím- vento, que abanem os alicerces e arejem Mundi, queremos dar os parabéns a todos
peto missionário de cada um, o qual cantos bafientos da nossa alma. os Armistas que ao longo destes anos lhe tem
implica uma saída do próprio egoísmo Referia alguém, recentemente, que dado vida e sentido missionário.
que se vai colando à pele como uma a juventude continua alheada daquilo Que a Rainha do Mundo continue a velar por
lapa. que se vai dizendo e fazendo dentro da todos os Armistas!
Temos escutado, com frequência, que Igreja. Um dos problemas fundamen-
a realização da pessoa humana passa tais é a linguagem. Tal como a vida é
PARA MARCAR NA
pela sua capacidade de se afastar do constituída por experiências fragmen-
narcisismo e de se colocar ao serviço tárias, também a sua forma de expres- AGENDA
do outro, já que «a alegria é extática» são é fragmentária. Os próprios adultos 17.08.2019
e os mais idosos são contagiados pela
ENCONTRO REGIONAL
(Timothy Radcliffe). O Papa Francisco
acrescenta que «aquilo que envelhece a vertigem do supérfluo e do banal. Urge EM VIMIOSO A PARTIR DAS
09h30
alma é tudo o que nos separa dos ou- que nos sublevemos contra a cultura do
provisório e não deixemos que a mín- COM A PRESENÇA DE:
tros» (Christus vivit 13). Sim, sabemos,
por experiência, que assim é. A forta- gua do silêncio interior nos tolha. Urge, D. ANTÓNIO COUTO | BISPO DE LAMEGO
leza da nossa fragilidade está no inter- igualmente, que confiemos nos jovens, D. JOSÉ CORDEIRO | BISPO DE BRAGANÇA-MIRANDA
rogarmo-nos a que é que poderemos aqueles que são o «hoje» e o «agora» de P. ADELINO ASCENSO | SUPERIOR GERAL DA SMBN
ainda renunciar para o pormos ao ser- Deus. Acolhamos os seus desafios e a
viço do próximo e/ou da comunidade. sua rebeldia. Não esqueçamos que o Es- INSCREVE-TE!
O voluntário sente que é no dar-se, no pírito também é rebelde e não se deixa 930 614 721 | ANTÓNIO PADRÃO
doar-se, no «desapego» de si que se vai domesticar. A Igreja não pode alhear-se 917 258 242 | GABRIEL CARVALHO
operando no seu interior a transforma- dos desafios daquilo que a faz estreme-
2 BOLETIM DA ARM - ASSOCIAÇÃO REGINA MUNDI

Fernando Silva
Presidente da ARM

EDITORIAL
Caros Armistas,
Estamos em época de celebração dos
75 anos de ligação entre os Antigos Alu-
nos e a Sociedade Missionária da Boa
Nova. Desde esse longínquo ano de 1944

UM SORRISO PARA TI
que aqueles que receberam formação nos
seminários da SMBN sentiram a necessi-
dade de reviver os momentos que por lá
passaram e, mais importante do que isso,
de reviver a marca que lhes foi deixada, A ARM continua a apoiar as crian- têm prestado um precioso contribu-
em quase todos em muito tenra idade. ças que frequentam as escolinhas das to social, não apenas às comunidades
Nós somos fruto das nossas vivências, da paróquias do Sagrado Coração de Je- católicas, mas a todas as famílias que
nossa formação. Creio que todos temos sus do Chibuto e de Maria Auxiliado- aí matriculam os seus filhos, sejam
a noção de que se não tivéssemos vivido ra em Pemba através do projeto “Um evangélicos ou muçulmanos ou até
dois, três, quatro ou dez anos no seminá-
Sorriso para ti” que já conta com qua- crentes de religiões tradicionais. É
rio, não seríamos os mesmos. Quando
se uma década de implementação. com este espírito de serviço que, ao
falo da formação, logicamente que não
No último ano, este apoio ficou longo dos últimos anos, a SMBN tem
me refiro às matemáticas ou às línguas,
mas à formação humana e cristã, aos aquém das expectativas, tendo sido melhorado substancialmente as con-
princípios e valores que nos foram incu- angariado cerca de 3.000 euros, quan- dições físicas e pedagógicas destas es-
tidos e que, certamente, ainda hoje regem do em anos anteriores se angariava, colinhas para que as crianças tenham
as nossas vidas. É a partir do pressuposto pelo menos, o dobro deste montante. bons fundamentos educativos para
da importância desta formação e destas A explicação reside no facto de os ar- um futuro mais promissor.
vivências que a ARM desenvolve e deverá mistas terem destinado parte da sua No Jardim Infantil da paróquia do
continuar a desenvolver a sua atividade. contribuição para a pintura do Semi- Chibuto frequentam cerca de 120
Só assim faz sentido. nário de Cernache do Bonjardim. O crianças, dos dois aos cinco anos de
Para tal, é importante o empenho de valor dos donativos recebidos nas con- idade; nas escolinhas da paróquia Ma-
cada um de nós. Necessitamos de uma tas da ARM acabou por ser o mesmo, ria Auxiliadora de Pemba, frequen-
maior participação para celebrar este todavia dividido por estas duas causas. tam cerca de 300 crianças, dos três aos
passado comum, para trazer mais armis- Estamos convictos de que podere- cinco anos de idade. Nestes estabele-
tas e mais ideias para o seio da nossa as- mos dobrar a nossa ajuda a Moçam- cimentos, as crianças têm acesso a ati-
sociação e, deste modo, revitalizá-la. bique neste contexto ainda mais di- vidades lúdicas e educativas, relacio-
Em algumas gerações, parece que o in- fícil, depois dos efeitos catastróficos nadas com as diversas áreas científicas
teresse em participar é menor. Por isso, provocados pela passagem do ciclone e sociais, que ajudam a suprir as suas
é importante que se faça chegar a esses Kenneth em Pemba. Se a maioria das lacunas biopsicossociais, asseguram
antigos alunos o convite para vir e a men- crianças já vivia em condições de mi- condições para que possam desen-
sagem de que sempre serão bem-vindos.
séria, com uma alimentação pobre e volver de modo harmonioso as suas
Conto convosco já no próximo dia 17 de
desequilibrada, suscetível de contrair competências e procuram estimular o
agosto para o encontro de Trás-os-Mon-
diversas infeções e doenças mortais interesse pela dinâmica da vida social,
tes que vai ocorrer em Vimioso e, tam-
bém, para a inauguração do monumento como a malária, a cólera ou a tubercu- para que possam viver em sociedade
à Missionação Portuguesa e a D. António lose, com esta catástrofe, muitas crian- marcados pelos valores da solidarie-
Barroso que se vai realizar no dia 20 de ças ficaram ainda mais expostas a estas dade, da liberdade, da partilha, da
outubro em Cernache do Bonjardim. condições de pobreza absoluta. cooperação, da responsabilidade e do
A ARM é de todos nós. As escolinhas apoiadas pela ARM respeito.
3 BOLETIM DA ARM - ASSOCIAÇÃO REGINA MUNDI

ENCONTRO DO 60.º ANIVERSÁRIO


PARTICIPE NO PROJETO
UM SORRISO PARA TI II!
DO CURSO DOS ALUNOS DE 1958
Foi em 1 de Outubro de 1958, que Se fosse possível, ficávamos ali em
entrámos pela primeira vez no grande convívio até às tantas. Na hora da parti-
CONSIGO, PODEMOS Convento de Cristo em Tomar. Éramos da, com um pedaço de bolo numa mão
AJUDAR MAIS CRIANÇAS setenta e três meninos, oriundos das
Beiras e do Norte na sua maioria, que
e um cálice de vinho do Porto na outra,
brindámos e desejámos as maiores feli-
EM MOÇAMBIQUE! iniciámos o primeiro ano, sendo o Rei- cidades mútuas. Com uma lágrima sin-
tor o Padre Domingos Carvalho. ‘’Mui- cera no canto do olho, despedimo-nos
tos foram os chamados, mas poucos os até Outubro de 2019 em Cernache do
FAÇA O SEU DONATIVO ATRAVÉS escolhidos’’. Apenas foi ordenado o Pa- Bonjardim.
DE TRANSFERÊNCIA BANCÁRIA dre Augusto Farias.
Ao longo dos anos cada um seguiu o Responsável pela organização dos en-
PARA O NOSSO NIB 0035 0121 seu caminho. Só em 2008 nos juntámos contros e texto
00001413330 34 OU SE PREFE- de novo em Tomar para comemorar o a) Domingos Cardoso Fernandes
50.º Aniversário da entrada no Semi-
RIR, ENVIE-NOS UM CHEQUE À nário. Desde então temo-nos reunido Responsável pela reportagem foto-
ORDEM DA ARM - ASSOCIAÇÃO todos os anos quase sempre no segun- gráfica
REGINA MUNDI. do Domingo de Outubro, entre trinta a b) Luís Cardoso Ribeiro Fernandes
quarenta alunos e suas esposas.
Este ano celebrámos o nosso 60.º
Os objetivos deste projeto são os seguintes: Aniversário no Convento de Cristo em
Tomar com um programa simples:
1. Subsidiar ações para um melhor cresci- - Visita ao Convento de Cristo. Im-
mento da dignidade humana; pressionante o número de visitantes a
um Convento cada vez mais restaurado
2. Prover os destinatários de condições mí-
e bonito!
nimas de alimentação e vestuário; - Celebração da Santa Missa na Igreja
3. Fornecer os meios didáticos e pedagó- de Santa Maria dos Olivais pelo Padre
gicos como forma de integração escolar e Domingos Carvalho, que todos os anos
social; nos tem acompanhado, coadjuvado
4. Melhorar os níveis de autoestima e con- pelo Padre Augusto Farias, nosso cole-
fiança dos destinatários; ga de curso.
5. Divulgação da língua portuguesa; - Almoço convívio num restaurante
6. Expressar em atos e gestos concretos a da cidade. Tarde de convívio, de des-
ARM na sua responsabilidade cristã e social. folhar de recordações. Os meninos de
1958, são hoje na sua maioria, pais e
avós.
4 BOLETIM DA ARM - ASSOCIAÇÃO REGINA MUNDI

ENCONTROS REGIONAIS
TRÁS-OS-MONTES
VIMIOSO | 18.08.2018

No dia 18 de agosto de 2018, pelas transumância e mobilidade de pessoas reia, em Algoso, reunimos a “Família”
10:30 horas, na Praça Eduardo Coelho, e bens no concelho de Vimioso, entre na escadaria da Igreja Matriz de Vimio-
em Vimioso, começou o nosso encon- Portugal e Espanha, durante séculos. so onde foi tirada a foto que simboliza
tro anual da ARM. Foi exibido um filme bem elucidati- e recorda este Encontro Regional da
vo que documentou os presentes com ARM em Trás-Os-Montes.
Todos os caminhos nos levavam ao imagens bem esclarecedoras que jamais O almoço decorreu em conformida-
largo frontal à Câmara Municipal de esquecerão. de com o programado pelo nosso orga-
Vimioso. À saída do museu demos as boas vin- nizador e “maestro” do encontro, Antó-
O António Padrão, fazendo-se acom- das ao Excelentíssimo e Reverendíssi- nio Padrão.
panhar do Senhor e Reverendíssimo mo Dom José Cordeiro, Bispo de Bra- Ao todo – armistas, familiares, Padres
Superior Geral Padre Adelino Ascenso, gança-Miranda que este ano, a convite da SMBN e Bispo de Bragança-Miran-
que foi buscar ao Paço Episcopal, em do nosso Superior-Geral nos presen- da – eramos meia centena – 50.
Bragança, foi dando as boas vindas aos teou com a sua presença. A refeição foi do agrado de todos.
armistas e familiares. Aproximava-se a hora da Eucaristia Houve conversa, diálogo e alguns dis-
Como diz o António Padrão, de Bra- e já o José Quina ensaiava os cânticos cursos de agradecimento e de incentivo
gança a Vimioso, manteve uma conver- para a Celebração da Liturgia. O maes- a mantermos viva, unida e crescente a
sa apaixonante com o nosso Superior tro dirigiu a orquestra tendo no piano FAMÍLIA DA ARM E DA SMBN.
Geral, que sabe escutar e aconselhar. o António Mourinho e no coro, entre A FAMÍLIA está a aumentar. É evi-
E continuando a narrativa do Padrão, outros armistas, a Azucena Susy. dente que muitos mais gostariam de
“chegados a Vimioso, logo começámos Presidiu à Santa Eucaristia, concele- estar presentes, mas temos de saber
a sentir o ambiente de encontro, já com brada pelo Senhor Superior Geral e o compreender a sua ausência, porque
várias presenças. Amenas cavaqueiras, Senhor Padre Aires do Nascimento, o para alguns o encontro, no terceiro sá-
encontros e reencontros, senti no sem- Excelentíssimo e Reverendíssimo Dom bado do mês de Agosto, é a data mais
blante dos presentes enorme alegria e José Cordeiro, Bispo de Bragança- Mi- apropriada, mas para outros não lhes é
expetativas para o decorrer do encontro randa. Durante a homília fez alusão propícia.
e sede de encontrar referências conhe- às Missões da Sociedade Missionária Assim vem quem pode e quer e com-
cidas dos anos passados nos seminá- em Angola, tendo confidenciado que, preendemos as ausências.
rios. Esse é o espírito destes encontros, se não tivesse vindo para Portugal, se- Para os que tinham de rumar ainda
contribuir para recordar o passado, nos ria provavelmente missionário da Boa bem longe, como o caso do Armindo
seminários e dos colegas”. Nova, porque nasceu em Vila Nova de Henriques, esposa e Senhor Padre Ai-
O Padrão, organizador e responsável Seles, em Angola, onde a Sociedade res demos a palavra ao Presidente da
por toda a logística do nosso encontro, Missionária tinha uma grande implan- ARM que no uso dela nos atualizou das
deu cumprimento ao programa e diri- tação. últimas atividades. Seguiu-se o Senhor
giu a “Família” ao Museu Etnográfico Finda a Santa Eucaristia e antes de Superior Geral que nos noticiou os úl-
de Vimioso, que alude ao contrabando, rumarmos ao restaurante Autentise- timos acontecimentos da SMBN e nos
5 BOLETIM DA ARM - ASSOCIAÇÃO REGINA MUNDI

deu um grande alento para continuar-


mos VIVOS e UNIDOS e sabermos
CERNACHE DO BONJARDIM
sempre ESCUTAR.
Finalmente usou da palavra o convi- 08.12.2018
dado do Senhor Superior Geral e nosso
– O Excelentíssimo e Reverendíssimo
Dom José Cordeiro, Bispo de Bragan-
ça-Miranda, que agradeceu o convite
e deu-nos os parabéns por manter-
mos ACESA A CHAMA E O ESPÍRI-
TO QUE RECEBEMOS NO SEIO DA
SMBN e fez questão de evidenciar que
quando queremos tudo está ao nosso
alcance.
Estou convicto que conquistámos
mais um ARMISTA.
O José Quina teve a amabilidade de No passado dia 8 de dezembro, Festa tímulo para uma ARM que deseja con-
convidar o nosso Superior-Geral e o da Imaculada Conceição, realizou-se o tinuar, ainda por muitos anos, a ser um
Excelentíssimo e Reverendíssimo Dom habitual encontro de antigos alunos no espaço de encontro e de partilha, mas
José Cordeiro a visitarem o Museu, ain- seminário de Cernache de Bonjardim. também de missionariedade.
da em construção, “Ao Abrigo da Ata- Foi um agradável encontro, com a par- Neste encontro, o nosso colega Ama-
laia” na sua casa em Vimioso. ticipação de mais de 40 pessoas. deu Araújo fez uma explanação sobre
Quem não se despediu, nessa hora, Desde o ano de 2015 que este encon- a vida e a obra de D. António Barroso,
rumou ao Castelo de Algoso, onde fize- tro tem atraído armistas que entraram muito pertinente, uma vez que 2018 foi
mos uma “visita guiada” pelo nosso in- no seminário de Cernache do Bonjar- o ano do centenário da sua morte.
cansável organizador António Padrão. dim em finais da década de 80 e inícios O encontro terminou com a habitual
Finda esta foi a vez de nos despedir- da década de 90, nomeadamente, do romagem à gruta.
mos dos nossos dirigentes da ARM – ano de 1991, o que deverá servir de es-
Fernando Silva e Sérgio Cabral, acom-
panhados das esposas, que rumaram
em direção a Braga onde tinham ainda VALADARES | 11.11.2018
um compromisso a cumprir e dos de-
O encontro regional da ARM no Se-
mais armistas que quiseram e fizeram
minário de Valadares realizou-se no dia
questão de estarem até, como se costu-
11 de Novembro, dia de S. Martinho,
ma dizer, “Tocar às Trindades”.
que nos prendou com um dia mui-
O encontro foi agradável, diversifi-
to feio, frio e chuvoso. Apesar disso a
cado e ficou o desafio para o próximo
malta armista fez questão de marcar a
encontro anual a realizar no dia 17 de
sua presença neste nosso encontro. Não
agosto de 2019.
teve medo.
O programa foi cumprido normal-
Termino com um agradecimento
mente, tendo os armistas participado
muito especial a todos os armistas e
na Eucaristia da comunidade. A excep-
familiares porque foram e são eles que
ção foi o magusto, que teve que ser feito
tornam realidade os nossos encontros.
no interior, utilizando o fogão da cozi-
Finalmente ao Reverendo Senhor Pa-
nha do Seminário.
dre Aires do Nascimento, ao Reveren-
De qualquer forma, as castanhas,
díssimo Senhor Superior Geral, Padre
“quentes e boas”, foram o pretexto para
Adelino Ascenso e ao Excelentíssimo e
mais alguns momentos de convívio e de
Reverendíssimo Senhor Bispo de Bra-
boa disposição entre todos os presen-
gança-Miranda, Dom José Cordeiro, o
tes.
nosso sincero agradecimento por nos
De seguida, todos rumaram até às
honrarem e presentearem com a sua
suas terras de origem com o coração
presença.
iluminado pelo sol da amizade e da ca-
maradagem.
Gabriel Carvalho
Joaquim Pereira
6 BOLETIM DA ARM - ASSOCIAÇÃO REGINA MUNDI

NOS BRAÇOS DE DEUS


te de Moçambique na diocese de Pemba,
Padre António Padre António
trabalhando no ambiente de guerra nas
Tavares Martins Manuel Frazão
missões do Chiúre e Metoro. Regressa-
O padre António Ta- O padre António
do a Portugal em 1974, trabalhou como
vares Martins faleceu Manuel Frazão faleceu
educador e professor no Seminário de
no dia 30 de setembro, no Hospital Santos Sil-
Cernache do Bonjardim. De 1983 a 1985
na Póvoa do Varzim, va, em Gaia, no dia 29
foi novamente missionário em África,
e as exéquias fúnebres de novembro, aos 73
na Zâmbia, na diocese de Ndola, no Co-
realizaram-se no dia 2 anos de idade.
pperbelt.
de outubro em Cucujães. Nasceu em Louriçal do Campo, Dio-
Voltou para Portugal e trabalhou dez
Nasceu a 18 de janeiro de 1930, no cese da Guarda, a 26 de setembro de
anos na animação missionária e na pas-
Pinheiro da Bemposta, Oliveira de Aze- 1945. Aos 12 anos entrou no Seminário
toral vocacional a partir de Cernache do
méis, Diocese do Porto, numa “família de Tomar. Foi ordenado padre a 12 de
Bonjardim. Em 1994 voltou para Mo-
profundamente cristã”. julho de 1970, tendo desenvolvido a sua
çambique, para a mesma diocese
Entrou no Seminário de Tomar, a 29 de missão em Cernache do Bonjardim até
de Pemba trabalhando mais três anos
setembro de 1942, esteve nos Seminários 1986 como prefeito e professor e, por fim,
no Chiúre e Metoro. Voltou para Portu-
de Cernache do Bonjardim e Cucujães Reitor. Depois de fazer uma longa reci-
gal e retomou a animação missionária.
onde estudou Filosofia, Teologia, e fez o clagem no Instituto de Teologia de Ma-
A sua saúde, desgasta, foi degenerando
primeiro juramento missionário a 15 de drid, partiu para Angola em 1989, onde
física e psiquicamente. Viveu os últimos
setembro de 1952. Foi ordenado presbí- assumiu diversas responsabilidades. Es-
anos no Lar de Santa Teresinha no Semi-
tero a 29 de junho de 1955, em Cucujães, teve na paróquia da Gabela, na paróquia
nário das Missões de Cucujães. Foi sem-
e diácono no ano anterior, a 31 de julho, da Sé catedral do Sumbe, na paróquia de
pre um missionário muito cioso do seu
na Sé do Porto. Santa Ana no Bairro Popular em Luanda,
dever, com espírito de Fé, e vontade forte
Viveu uma vida inteiramente dedicada e por fim em 2006 foi nomeado formador
a toda a prova, não se poupando a sacri-
à missão. Foi prefeito e professor em To- e ecónomo do Seminário da Boa Nova
fícios nem receando obstáculos, mesmo
mar e Cernache de 1955 a 1958, quando em Viana (Angola).
da guerra.
partiu para a Missão de Pemba, em Mo- A doença obrigou-o a regressar a Por-
Faleceu no hospital de S. Sebastião em
çambique, a 11 de setembro; foi professor tugal, tendo sido nomeado para o traba-
Santa Maria da Feira em 15 de dezembro
no Seminário Menor do Mariri e profes- lho pastoral das paróquias vizinhas ao
de 2018, após algumas horas de interna-
sor no Colégio de S. Paulo e no Seminário Seminário da Boa Nova, em Valadares.
mento urgente.
Maior de Pemba até 1970; esteve também “Viveu com uma esperança plena de
Que o Senhor o receba nos Seus braços!
em Viana, Angola, regressou a Portugal e imortalidade e testemunhou, em Portu-
voltou para Moçambique. gal e em Angola, o amor a Deus e ao povo
Devido a problemas cardíacos deu en- que serviu, sendo uma excelente referên-
trada no Hospital de S. João, no Porto, a cia de Homem de fé, de Missionário ze- José Marques Farinha
23 de outubro de 2017, e vítima de um ví- loso, de Cristão fermento de vida eterna”. Faleceu no dia 28 de
rus hospitalar a situação de saúde muito dezembro de 2018 o
grave levou a uma degradação progressi- P. Adelino Ascenso Armista José Marques
va. Farinha. Foi aluno da
Que o Senhor o receba nos Seus braços! SMBN, tendo entrado
Padre Manuel Norte em Tomar em 1953.
O P. Manuel Norte Após sair do seminá-
nasceu na freguesia rio seguiu o caminho da advocacia, ten-
Eliseu Afonso Cidre
de Cunha Baixa, con- do exercido essa actividade na região de
O Eliseu Afonso
celho de Mangualde, Lisboa.
Cidre faleceu no dia
diocese de Viseu, em O corpo foi velado na Igreja Paroquial
26 de Novembro. Era
23 de outubro de 1935 do Malhadal, Proença-a-Nova, tendo
natural de Carção
e desde criança queria sido celebrada missa de corpo presente
(Vimioso) e entrou
ser como o tio sacerdote que era pároco. na mesma Igreja, seguindo para o cemi-
no Seminário de To-
Estudou nos Seminários da Sociedade tério de Castelo Branco onde foi crema-
mar em 1957.
Missionária. Fez o juramento missioná- do.
O seu funeral realizou-se no dia 27 às
rio em 4 de agosto de 1957 e foi ordena- Que o Senhor o receba nos Seus braços!
10 horas e 30 minutos na Igreja Paroquial
de Vilar de Andorinho (Vila Nova de do sacerdote em 30 de julho de 1961 em
Gaia). Cucujães.
Que o Senhor o receba nos Seus braços! De 1962 a 1974 foi missionário no nor-
7 BOLETIM DA ARM - ASSOCIAÇÃO REGINA MUNDI

ENCONTRO ANUAL NACIONAL


E ASSEMBLEIA GERAL DA ARM
Realizou-se no dia 19 de maio de tas da ARM, tendo sido aprovadas por Este encontro, assim como todos os
2019, em Cernache do Bonjardim, o en- unanimidade. Também apresentou, de que se realizam no Seminário de Cer-
contro anual da ARM - Associação Regi- forma, sucinta as atividades que a ARM nache do Bonjardim, não seria possível
na Mundi, dos antigos alunos da SMBN, realizou ao longo do ano, destacando o sem o fantástico acolhimento do Rei-
comemorando também o 75.º Aniversá- projeto “Um sorriso para ti” e o apoio tor do Seminário, Sr. Padre Amadeu,
rio da sua existência (13-5-1944 a 13-5- financeiro à pintura do Seminário de sempre atento e inexcedível, principal-
2019) com a participação de cerca de 40 Cernache do Bonjardim. mente, na hora de almoço. A ele e tam-
pessoas. Posteriormente, o Sr. Presidente da bém ao Sr. Padre Castro Afonso, assim
Mesa da Assembleia Geral e Vice- como a toda a comunidade do Seminá-
Após o acolhimento, os armistas -Postulador da Causa de canonização rio de Cernache do Bonjardim, o nosso
participaram na celebração eucarística de Dom António Barroso, Amadeu obrigado.
presidida pelo Sr. Padre Castro Afonso Araújo, aproveitou o momento para
na Igreja do Seminário, e foram os res- dar a conhecer a todos os presentes, os
ponsáveis pela animação litúrgica. preparativos da inauguração do Mo-
Seguiu-se a visita à exposição come- numento à Missionação Portuguesa,
morativa dos 75 anos da ARM, patente que vai ocorrer no dia 20 de Outubro,
no claustro do seminário, com cerca pelas 16h30, na parte frontal à entrada
de 25 fotografias maioritariamente de principal do seminário de Cernache do
grupos de alunos que entraram nos se- Bonjardim, com a presença da Confe-
minários da SMBN a partir da década rência Episcopal Portuguesa que apoia
de 30 até à década de 90. Para além das esta iniciativa (ver página seguinte).
fotografias de grupo, com os respetivos O encontro continuou com o almoço
formadores, também foram expostas no refeitório, onde houve grande con-
fotografias sobre a vida quotidiana dos fraternização entre todos, e o testemu-
seminaristas, como os tempos de estu- nho dos seminaristas que estão a fazer
do, de ginástica e de trabalho manual o ano de formação, Martinho Wambu
e agrícola. Esta exposição será patente Patele e Jhon Lucas. Seguiu-se a foto-
nos próximos encontros regionais da grafia de grupo, junto da estátua de N.
ARM, primeiramente, no encontro de Sra. da Conceição e a romagem à gruta
Trás-os-Montes, em 17 de Agosto. onde rezamos por toda a família armis-
Na reunião da Assembleia Geral, o ta, pelos que já partiram e por nós, que
presidente da ARM apresentou as con- ainda estamos em peregrinação.
8 BOLETIM DA ARM - ASSOCIAÇÃO REGINA MUNDI

FICHA TÉCNICA
Propriedade:
ARM – Associação Regina Mundi

Sede:
Rua da Bempostinha, 30
1150-066 Lisboa
Tel.: 218 851546 | Fax: 218 850258

NIPC: 503 268 372


NIB: 0035 0121 0000 1300 530 98

Presidente da Direção:
Fernando Manuel da Costa e Silva
CELEBRAR A MEMÓRIA DO Direção, Redação e Administração:
MISSIONÁRIO DA CRUZ E DA ENXADA Seminário das Missões
Largo da Igreja
Apartado 40
No dia 20 de Outubro de 2019 – Dia Missionarios Cernache Bonjardim - 3721-908 Vila de Cucujães
Mundial das Missões – será inaugurado PT50 0035 0326 00006568830 19.
um monumento à Missionação Portu- [A ARM também tem uma conta para E-mail:
guesa e a D. António Barroso, na vila de o efeito - PT50 0035 0121 00003894630 areginamundi@gmail.com
Cernache do Bonjardim, em frente ao Co- 11; BIC/SWIFT - CGDIPTPL - e com-
légio das Missões Ultramarinas, onde os prometeu-se com um apoio de pelo me- Site: www.arm.boanova.pt
homenageados se formaram e donde par- nos 1000€. Na Assembleia Geral já foram Facebook: www.facebook.com/arm.
reginamundi
tiram para as Missões do Padroado, entre angariados 440€ para esta iniciativa.]
1855 e 1910. Fotocomposição e impressão:
Solicita-se e agradece-se a ajuda de Escola Tipográfica das Missões
Trata-se de uma iniciativa da Postula- quantos possam colaborar nesta justa ho- Vila de Cucujães
ção da Causa de Canonização e é apoiada menagem aos Missionários do Padroado.
pela Conferência Episcopal Portuguesa Entretanto, o túmulo de D. António Tiragem desta Edição:
que presidirá à cerimónia de inauguração Barroso será trasladado da capela-jazigo 650 Exemplares
prevista para as 16:30 horas daquele dia. para a igreja paroquial de Remelhe, como
O projecto, da autoria do arquitecto detalhadamente se informa nas páginas Colaboradores deste número:
Amadeu Araújo
barcelense Alberto Craveiro, está orça- interiores.
Domingos Cardoso Fernandes
mentado em cerca de 100.000,00€. Para a Fernando Silva
sua concretização, a Sociedade Missioná- Informação disponível em http://doman- Gabriel Carvalho
ria da Boa Nova, actual responsável pelo toniobarroso.pt/monumento-a-missiona- Joaquim Pereira
Seminário das Missões, abriu uma conta cao-portuguesa-e-ao-veneravel-d-antonio- Luís Cardoso Ribeiro Fernandes
bancária junto da CGD: -barroso. P. Adelino Ascenso
Sérgio Cabral

SITE DA ARM Entretanto, o gestor do nosso site,


Joaquim Pereira, tem publicado as no-
vidades da ARM num site alternativo
Design e paginação:
Sérgio Cabral

Desde há cerca de um ano que o site


da ARM (arm.boanova.pt) tem sido ví-
(arm-smbn.blogspot.com) de forma PARA MARCAR NA
tima de ataques informáticos, estando
imediata e com grande perseverança.
Da mesma forma, o e-mail arm@
AGENDA
inacessível nos últimos meses. O facto
boanova.pt alojado no mesmo servidor
do site funcionar numa versão joomla
também deixou de funcionar. Por isso,
ENCONTRO REGIONAL EM
antiga, torna-o bastante permeável em CERNACHE DO BONJARDIM
foi substituído pelo seguinte:
termos de segurança. Por isso, estamos
areginamundi@gmail.com.
a trabalhar em conjunto com a SMBN INAUGURAÇÃO DO MONUMENTO À
Pedimos a vossa compreensão por
e com a empresa Terra das Ideias num MISSIONAÇÃO PORTUGUESA (16h30)
esta situação e aproveitamos para agra-
novo site, adaptado às novas platafor-
decer, de forma especial, ao nosso ami-
mas informáticas e com um nível de SEMINÁRIO DE
go Joaquim Pereira por todo o trabalho 20 de OUTUBRO
segurança capaz de resistir a qualquer 09h30-17h00 CERNACHE DO
desenvolvido no site da ARM. BONJARDIM
ameaça externa.