Sunteți pe pagina 1din 11
Lean Startup Capítulo 3 – Aprender e experimentar Prof. João Guilherme Gallo
Lean Startup Capítulo 3 – Aprender e experimentar Prof. João Guilherme Gallo
Lean Startup Capítulo 3 – Aprender e experimentar
Lean Startup
Capítulo 3 – Aprender e experimentar
Prof. João Guilherme Gallo
Prof. João Guilherme Gallo
A aprendizagem validada  Aprendizado são os esforços para entender os comportamentos dos consumidores 

A aprendizagem validada

Aprendizado são os esforços para entender os comportamentos dos

consumidores

Aprendizagem validada usa os feedbacks colhidos através das métricas chave para elevar a qualidade do produto da startup

Aprendizagem não deve ser uma desculpa para os insucessos de um

empreendimento

Projetos muito longos até o lançamento dos produtos dificultam o processo de aprendizagem

A aprendizagem validada O pior cenário para uma startup é executar perfeitamente um plano que

A aprendizagem validada

O pior cenário para uma startup é executar perfeitamente um plano que

não a leva a lugar nenhum

A aprendizagem validada O cliente é quem sabe, mesmo sem saber

A aprendizagem validada

O cliente é quem sabe, mesmo sem saber

A aprendizagem validada O cliente é quem sabe, mesmo sem saber
Não desperdice  Como alcançar o aprendizado utilizando o mínimo de recursos?  O objetivo

Não desperdice

Como alcançar o aprendizado utilizando o mínimo de recursos?

O objetivo da aprendizagem não é referendar as crenças iniciais dos empreendedores mas validá-las

Quais esforços realmente criam valor e quais desperdiçam?

Valor é algo que proporciona valor ao cliente, o resto é desperdício

Tudo aquilo que é feito em uma startup e não serve para conhecer mais sobre os seus clientes é uma forma de desperdício

As hipóteses devem ser testadas valendo-se do menor esforço possível

Aprendizagem no fracasso  O fracasso é frequentemente justificado pela aprendizagem  A aprendizagem só

Aprendizagem no fracasso

O fracasso é frequentemente justificado pela aprendizagem

A aprendizagem só é válida se ela for implementada nas próximas iterações do produto e o resultado for uma melhoria nas métricas chave atreladas a ela

Muitas vezes o fracasso ocorre em função do empreendedor não se fazer

as perguntas chave que devem determinar o desenvolvimento de um produto:

Esse produto deve mesmo ser desenvolvido?

Podemos desenvolver um negócio sustentável em torno desse conjunto de produtos e serviços?

Experimentar  Experimentar é falhar assim que for possível para aprender  A experimentação deve

Experimentar

Experimentar é falhar assim que for possível para aprender

A experimentação deve ser uma prática contínua no cotidiano da startup visando seu sucesso de longo prazo

Os experimentos devem por a prova a visão da startup e devem estar

alinhados a ele

Os fracassos nos experimentos não devem reduzir a motivação da empresa mas ser um catalizador para o aprendizado

Se você não puder fracassar, não poderá aprender

Os experimentos permitem colher dados precisos a respeito das demandas dos clientes

Experimentar Cada hipótese deve ser testada na quantidade de experimentos necessários para ser ou não

Experimentar

Cada hipótese deve ser testada na quantidade de experimentos necessários para ser ou não validada

Experimentar Cada hipótese deve ser testada na quantidade de experimentos necessários para ser ou não validada
Dividir e conquistar  As suposições mais importantes feitas pelo empreendedor são: – Hipótese de

Dividir e conquistar

As suposições mais importantes feitas pelo empreendedor são:

Hipótese de valor: o produto ou serviço de fato fornece valor aos clientes que o utilizam?

Hipótese de crescimento: como os novos clientes descobrirão a

respeito do seu novo produto?

Quem são os early adopters do seu produto e como chegar até eles?

Quais as funcionalidades mínimas a serem implementadas em um

MVP para ser utilizado pelos early adopters?

Os early adopters  São indivíduos que sentem maior necessidade pelo produto, mas também são

Os early adopters

São indivíduos que sentem maior necessidade pelo produto, mas

também são ávidos por testar novas soluções e por isso são mais

tolerantes às falhas

Da interação dos early adopters com o MVP deve-se responder as

seguintes perguntas:

Os consumidores reconhecem que têm o problema que estamos tentando solucionar?

Se houvesse uma solução, eles comprariam?

Comprariam de nós?

Conseguimos desenvolver uma solução para esse problema?

Aprendendo com os testes O sucesso não é entregar uma funcionalidade, mas aprender a solucionar

Aprendendo com os testes

O sucesso não é entregar uma funcionalidade, mas aprender a solucionar os problemas dos clientes