Sunteți pe pagina 1din 6

Revisão para o simulado

Responder na sala:

1. Assinale a alternativa que descreve o objeto próprio da Sociologia, segundo Emile


Durkheim.
a. A cultura, resultado das relações de produção e da divisão social do trabalho.

b. O fato social, exterior e coercitivo em relação à vontade dos indivíduos.

c. O conflito de classes, base da divisão social e transformação do modo de produção.

d. A sociedade, produto da vontade e da ação de indivíduos que agem independentes


uns dos outros.

e. A ação social que define as inter-relações compartilhadas de sentido entre os


indivíduos.

2. A bandeira brasileira teve influência do positivismo, de Auguste Comte. Essa


influência é notável pela(o)

a. Biodiversidade – cor verde

b. Contemplação – céu estrelado

c. Lema – Ordem e Progresso

d. Pureza- Branco no centro

e. Riqueza – o amarelo ouro

3.Para Augusto Comte, uma das funções da Sociologia ou Física Social era encontrar
leis sociais que conduzissem o progresso da humanidade. Sobre os estágios do
progresso social discutidos pelo autor, é correto afirmar:
a. O estágio teológico nega a existência de apenas uma explicação divina para os
fenômenos naturais e sociais.

b. O positivismo é o estágio superior do progresso social, porque se sustenta nos


métodos científicos.
c. O estágio mais simples é o mítico, seguido pelo teológico e pelo científico, que é o
mais elaborado.

d. O primeiro estágio do conhecimento é o metafísico, em que conceitos abstratos


explicam o mundo.

e. A Europa exemplificava uma sociedade em estado de desenvolvimento teológico.

4.Segundo a Lei dos Três Estados, conceito fundamental na obra de Auguste Comte, a
evolução das concepções intelectuais da humanidade percorreu três estados teóricos
distintos e consecutivos, a saber:
a. Mitológico, teológico e filosófico.

b. Teológico, metafísico e científico.

c. Metafísico, abstrato e positivo.

d. Fetichista, teológico e positivo.

e. Teológico, filosófico e científico.

5.Sobre o positivismo, como uma das formas de pensamento social, podemos afirmar
que
I. é a primeira corrente teórica do pensamento sociológico preocupada em definir o
objeto, estabelecer conceitos e definir uma metodologia.
II. derivou-se da crença no poder absoluto e exclusivo da razão humana em conhecer a
realidade e traduzi-la sob a forma de leis naturais.
III. foi um pensamento predominante na Alemanha, no século XIX, nascido
principalmente de correntes filosóficas da Ilustração.
IV. nele, a sociedade foi concebida como um organismo constituído de partes integradas
e coisas que funcionam harmoniosamente, segundo um modelo físico ou mecânico.

a. II, III e IV estão corretas.

b. I, II e III estão corretas.

c. I, II e IV estão corretas.

d. I e III estão corretas.


e. Todas as afirmativas estão corretas

6. Considerado o “Pai” da Sociologia Moderna, Émile Durkheim definiu que os Fatos


Sociais constituem o objeto de estudo da Sociologia, pois decorrem da vida em
sociedade. Segundo ele, fatos sociais são "coisas". São maneiras de agir, pensar e sentir
exteriores ao indivíduo, e dotadas de um poder coercitivo. Dessa forma, não podem ser
confundidos com os fenômenos orgânicos nem com os psíquicos, constituem uma
espécie nova de fatos. O sociólogo francês defende que os fatos sociais possuem três
características básicas.
a. Coercitividade, generalidade, coletividade.

b. Exterioridade, coletividade, coercitividade.

c. Generalidadede, coletividade, exterioridade.

d. Coercitividade, exterioridade, generalidade.

e. Organicidade, exterioridade, generalidade.

7. Max Weber, um dos fundadores da Sociologia, tinha amplo conhecimento em muitas


áreas afins a essa ciência, tais como economia, direito e filosofia. Assim, ao analisar o
desenvolvimento do capitalismo moderno, buscou entender a natureza e as causas da
mudança social. Em sua obra, existem dois conceitos fundamentais, ou seja,
a. Cultura e tipo Ideal.

b. Classe e proletariado.

c. Anomia e solidariedade.

d. Fato social e burocracia.

e. Ação social e racionalidade.

8. O lucro do capitalismo, segundo Marx, provém


I. do aumento do preço da venda da mercadoria.
II. da compra e venda da mercadoria.
III. do valor excedente criado pelo trabalhador e que não fica com ele, a mais-valia.
IV. do trabalho não pago que se materializa nas mercadorias.
Assinale a alternativa correta.

a. I, II e III estão corretas.

b. I e II estão corretas.

c. III e IV estão corretas.

d. II, III e IV estão corretas

9. A Sociologia como ciência da modernidade foi influenciada por várias mudanças


decorrentes das revoluções burguesas, especialmente na Europa nos séculos XVIII e
XIX. Para Bourdieu, a singularidade dos estudos sociológicos ocorre porque
A sociologia descobre o arbitrário, a contingência, ali onde as pessoas gostam de ver a
necessidade ou natureza. Descobre a necessidade, a coação social, ali onde se gostaria
de ver a escolha, o livre arbítrio. Uma das características das realidades históricas é
que sempre é possível estabelecer que as coisas poderiam ser diferentes, que são
diferentes em outros lugares, em outras condições. O que se quer dizer é que, ao
historicizar, a Sociologia desnaturaliza, desfataliza.
BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica ao julgamento social. São Paulo: Edusp, 2007.
A partir das singularidades dos estudos sociológicos expressos na assertiva de Bourdieu,
as correntes de pensamento que determinaram o aparecimento da Sociologia como
ciência da modernidade são conhecidas como

a. Nazismo, Criticismo, Anarquismo e Marxismo.

b. Socialismo, Idealismo, Comunismo e Empirismo.

c. Cristianismo, Naturalismo, Capitalismo e Fascismo.

d. Iluminismo, Liberalismo, Racionalismo e Positivismo.

e. Materialismo Histórico, Democracia, Feudalismo e Utilitarismo.


10. “A cultura faz parte da totalidade de uma determinada sociedade, nação ou povo.
Essa totalidade é tudo o que configura o viver coletivo. São os costumes, os hábitos, a
maneira de pensar, agir e sentir, as tradições, as técnicas utilizadas que levam ao
desenvolvimento e a interação do homem com a natureza. Ou seja, é tudo mesmo! Tudo
que diz respeito a uma sociedade”
(PARANÁ. Livro didático de Sociologia. Curitiba, 2006, p.125).
Assinale a alternativa correta.

a. A cultura não é um estilo de vida próprio, nem um modo de vida particular, que cada
sociedade possui diferenciando-as entre si.

b. A cultura compreende artefatos, bens, processos técnicos, ideias, hábitos e valores


que são herdados socialmente. A aquisição e perpetuação da cultura são um processo
social.

c. Não é possível diferenciar cultura popular, cultura de massa e cultura erudita, pois
todas têm o mesmo significado em uma sociedade.

d. A cultura é algo adquirido biologicamente, ou seja, não há nenhum tipo de influência


do meio social para a formação cultural do indivíduo.

e. A cultura de um povo pode ser identificada como melhor ou pior em relação a outros
povos.
11. O que entendemos por distribuição dos indivíduos e grupos em camadas
hierarquicamente superpostas dentro de uma sociedade. Essa distribuição se dá pela
posição social dos indivíduos, das atividades que eles exercem e dos papéis que
desempenham na estrutura social. A essa descrição denominamos de:
a. Classe social
b. Mobilidade social
c. Estratificação social
d. Divisão social

12. Sociedades em que, mesmo usando toda a sua capacidade e empregando todos os
esforços, o indivíduo não consegue alcançar uma posição social mais elevada. Esse tipo
de sociedade é conhecida como:
a. Classe social
b. Castas sociais
c. Estamentos sociais
d. Feudalismo

13. No capitalismo moderna, a sociedade é dividida em:


a. Classe social
b. Mobilidade social
c. Estratificação social
d. Estamento social

14. Em 2009, uma emissora de TV brasileira exibiu, no horário nobre, uma telenovela
chamada Caminhos da Índia que mostrava um pouco dos costumes e hábitos dos
indianos. Como está organizada a sociedade indiana?
a. Classe social
b. Castas sociais
c. Estamentos sociais
d. Estados sociais

15.A pirâmide social da sociedade estamental durante o feudalismo europeu apresentava


no alto a/o:
a. Servo
b. Camponeses livres e baixo clero
c. Comerciantes
d. Nobreza e alto clero

16. Conceito fundamental de Marx no entendimento da sociedade capitalista:


a. Harmonia de classes
b. Luta de classes
c. Divisão de classes
d. Manipulação de classes