Sunteți pe pagina 1din 4

CARACTERISTICAS DA OVELHA

Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou


conhecido. Jo 10.14

Conceito
A ovelha (Ovis aries) que pode ser chamado no masculino por carneiro e
quando pequeno como cordeiro. É um mamífero ruminante bovídeo da
subfamília Caprinae, que também inclui a cabra.
A ovelha é o mais dócil dos ruminantes, podendo-se com elas estabelecer
laços de cumplicidade, tal como com a maioria dos restantes mamíferos.

Folclore
Basicamente, a ovelha é um animal dócil, e sem nenhum mecanismo
natural de defesa; o que deve ter influenciado para, na cultura popular, estar
associada à idéia de inocência.
Faz parte do imaginário de todas as crianças, para quem é o mé-mé. Diz
a sabedoria popular que contar carneiros funciona como meio de adormecer
nas noites de insônia!

Domesticação
As ovelhas são, quase sempre, criadas em rebanhos. O manejo é
bastante trabalhoso, seja pelo fato de se tratar de um rebanho grande, ou por
serem animais sensíveis.
As ovelhas foram um dos primeiros animais a serem domesticados. Foi
cerca de 9.000 A.C., que se datou terem acontecido às primeiras
domesticações e terem surgido os primeiros rebanhos.
Estes primeiros rebanhos surgiram no Médio Oriente berço das primeiras
civilizações e estenderam-se por toda a Europa e Ásia.

Características
1 – Obediência
a) Só obedece ao seu pastor;
E [o pastor], quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas,
e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas de modo nenhum
seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos
estranhos. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas
as ovelhas não os ouviram. Jo 10.4 – 5 e 8.
b) O preço da desobediência;
Muitas ovelhas se deixam levar pela rebeldia ao seu pastor, e se
perdem pelo caminho ou deixam de acompanhar o rebanho. Para corrigir
ovelhas com este temperamento o pastor faz o uso do cajado.
No caso de uma ovelha ser reincidente, o pastor mesmo não
querendo, é obrigado a quebrar uma das patas da ovelha, para que mesmo
mancando, ela não se afaste do rebanho.
Quando acontece de uma ovelha já com a pata quebrada não
“aprender a lição”, o pastor quebra-lhe outra pata! Com isto, toda fez que o
pastor tem que levar o seu rebanho a algum lugar, ele carrega no colo a
ovelha rebelde, e vai conversando com ela afim de que ela aprenda a ouvir a
voz do seu pastor!
Quando as suas patas estiverem curadas, a ovelha já aprendeu a ouvir
a voz do seu pastor.

c) Só come na mesma manjedoura;


A alimentação das ovelhas é fundamentalmente a erva, que
encontram nos pastos por onde pastam. Não necessita de muitos suplementos
alimentares e tem a característica de não estragar esse mesmo pasto.
Por ser obediente, a ovelha é um animal sistemático. Quando ela vai
se alimentar no aprisco, ela só come na sua manjedoura.
Se a manjedoura de outra ovelha estiver cheia, e a sua vazia, ela não
irá à manjedoura alheia e comerá a comida de outra ovelha. Esta atitude
poderá até levar a ovelha à morte, mas o principio de obediência é
respeitado. A ovelha espera até que o pastor coloque o alimento na sua
manjedoura.
Podemos aqui, fazer um paralelo dos crentes que não tem vínculos
com uma igreja, a título de “não pertenço a nenhuma igreja porque sou
crente em Jesus!” Esta afirmação mostra o quanto esta ovelha está saturada
de lixo e comida sem tempero. Ela come em qualquer lugar! “Tem festa na
igreja ‘A’!” Lá ela vai! “Congresso dos Adoradores na igreja ‘B’! Ela não pode
perder! Vigília na igreja ‘C’! É nela que Deus fala!
Outro paralelo, é que a ovelha não sai por aí falando mal da igreja
que o acolheu e depois que ela resolveu abandonar o aprisco, fica colocando a
culpa na igreja.
Jesus foi colocado numa manjedoura para que em João 6.35, 41, 48 e
51 Ele dissesse: Eu sou o pão da Vida! Este PÃO se revela pela PALAVRA DE
DEUS – A Bíblia! É na Bíblia que o crente se alimenta. É a Bíblia que refrigera a
alma. É a Bíblia que traz conforto e consolo. É a Bíblia que esclarece o
entendimento. É a Bíblia que nos mostra o Pão da Vida!
Se a sua Bíblia já não te mostra o Cristo ressurreto, está na hora de
você comprar outra Bíblia; pois a sua já está vencida ou estragada!

d) Só dorme no mesmo lugar;


Aqui o paralelo é um pouco diferente. A ovelha sabe qual é o seu lugar
no aprisco! De maneira nenhuma ela vai querer o lugar de outra ovelha. Isto
mostra o quanto precisamos nos aquietar na casa de Deus, e reconhecermos o
nosso lugar.

e) Só grita quando está em perigo;


Uma coisa curiosa com a ovelha é que ela só faz barulho quando está
em perigo! Quando o pastor se ausenta do aprisco, todo o rebanho começa a
balir – ou berrar – e isso atrai os lobos e predadores. Quando há silêncio no
aprisco o lobo não se aproxima, porque sabe que o pastor estará à porta para
defender o seu rebanho.
Muitos confundem o crente barulhento com o crente pentecostal. Ser
pentecostal não quer dizer ser barulhento! O verdadeiro pentecostes é o viver
em comunhão e santidade. Barulho não é pentecostes. Glórias a Deus e
Aleluias não podem ser e jamais serão barulho.
Barulho é um som desregulado, muito alto, onde não se consegue
ouvir o que o outro está falando. Barulho não produz alegria de alma e
espírito. Barulho só mexe com o corpo. O pentecostes mexe primeiro no
espírito do crente. O comove a se quebrantar diante de Deus. E não se faz isso
pulando! Se faz prostrado – ajoelhado, em reverência a Deus!

2 – Produz Lucro
a) Produz lã;
Quando pensamos na ovelha como animal, a primeira idéia que nos
ocorre é a produção de lã. A tosquia das ovelhas, além de ser um fator
econômico relevante, é também necessário às ovelhas, para que suportem
melhor os dias quentes de Verão. A lã, é retirada no início do verão, e torna a
crescer, garantindo ao animal a sua própria defesa ao frio.

b) Reprodução;
A ovelha tem um tempo de gestação de cinco meses, nascendo uma
cria a que se chama cordeiro. Depois do desmame, por volta dos dois meses,
os cordeiros iniciam a sua alimentação normal.
Normalmente, um rebanho é composto por cinqüenta ovelhas e para
cada rebanho, existe apenas um macho reprodutor.
Nosso paralelo é ver que a cada ano uma ovelha produz duas novas
crias – ou novas ovelhas. Cristo nos chamou afim de que déssemos frutos.
Quantos novos crentes eu trouxe aos pés do Senhor este ano?
Se não consigo ganhar uma alma para o Senhor Jesus, tenho que rever
os meus conceitos. No rebanho que Cristo – a IGREJA, não há espaço para
outro macho reprodutor; pois Cristo é o CORDEIRO PASCAL! Sendo assim,
quem quiser fazer parte do rebanho de Cristo dever entender que sua posição
é de ovelha.

c) Produz leite;
Seu leite é usado para produzir diversos tipos de queijo, entre os
mais apreciados em todo o planeta, está o conhecido Queijo Roquefort – um
dos mais caros do mundo. A desmama do filhote acontece já no segundo mês
de vida do cordeirinho, quando ele começa a comer o capim. Isto permite que
a produção de leite seja abundante.
Nosso paralelo é ver que muitos esquecem o que Pedro diz na sua
epístola: “não sejam meninos inconstantes, como que recém-nascidos que
se alimentam de leite e não de alimento sólido”. Hb512.
Muitos não produzem frutos por não se alimentarem; e não se
alimentam por não terem um pastor; e não tem pastor por não querer ser
obediente!
Outra coisa que acontece, é que se a cria não se levantar e andar de
forma suficientemente rápida para seguir o rebanho, que vai passando, a mãe
pode abandoná-la para responder ao seu instinto, que é viver em grupo
seguindo o seu pastor.
Muita gente está na igreja e acha que não tem responsabilidade com a
comunidade que o acolheu. Está sempre ficando para trás.

d) Produz carne;
É considerada a mais saborosa e a mais saudável do mundo;

3 – Ela sabe quando vai morrer


A tristeza no dia da morte;
Muitos cristãos deixaram relatos que na hora de sua morte estavam
cientes que os seus dias tinham chegado ao fim. Um deles foi o missionário
Gunnar Vingren. Eles apenas estavam imitando o Mestre e Pastor Jesus Cristo,
do qual o profeta disse: “Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua
boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda
perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca” Is 53.7.
A ovelha sabe depender do seu pastor em todas as situações. Mesmo na
hora da morte ela não nega a fé que adquiriu na convivência com o seu
pastor.
E quando se depara de frente com a morte, vê nela a passagem para
estar cada vez mais perto do seu Eterno Pastor!
No dia que vai morrer a ovelha não come, e fica quieta num canto. Ela
não demonstra nenhuma reação, mesmo que crianças queiram brincar com
ela. Mesmo assim, ela não foge. Não dar coices. Ela espera pacientemente
pela hora do seu sacrifício.
Assim foi com o nosso Senhor Jesus Cristo. Mesmo sabendo a hora da
morte, triunfantemente enfrento-a a fim de nos garantir a vida eterna.

Conclusão
Considerando todas as características constantes na vida das ovelhas,
tenhamos a consciência de rever onde estamos sendo bodes ou cabras, e não
ovelhas!
Que possamos reconhecer a vós de Nosso Sumo Pastor e possamos
segui-lo em confiança e dedicação.