Sunteți pe pagina 1din 31

CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA - CCT

CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

Conceitos Básicos

DEE321 – Circuitos Elétricos


Semestre: 2019.2
Professor Mendelsson Rainer M. Neves
E-mail: mendelsson.neves@ufrr.br Sala: Coordenação
1
Conceitos Básicos
 Circuito Elétrico e Corrente Elétrica
 Sistemas de Unidades
 Tensão
 Potência e Energia
 Modelos de Engenharia e Modelos Lineares
 Componentes Ativos e Componentes Passivos
 Resistores
 Fontes Independentes
 Voltímetros e Amperímetros
 Fontes Dependentes
 Transdutores
 Chaves 2
Circuito Elétrico
 Considere os seguintes sistemas:
 Sistemas de comunicação e informação
 Sistemas de computação
 Sistemas de controle e automação
 Sistemas de potência e energia
 Sistemas de processamento de sinais

 O que há em comum entre esses sistemas?


 Circuito Elétrico: modelo matemático que se comporta
aproximadamente como um sistema elétrico real.
 “Em um circuito elétrico, os efeitos ocorrem instantaneamente
em todo o sistema, ou seja, todos os componentes são afetados
simultaneamente.” 3
Circuito Elétrico
 Definição: é um conjunto de componentes elétricos ligados entre
si de forma a formar um percurso fechado através do qual possa
circular uma corrente.
 Circuito simples: dois componentes (ou dispositivos) de dois
terminais (ou nós) ligados entre si:

4
Circuito Elétrico

5
Circuito Elétrico
Eletromagnetismo X Circuitos

6
Circuito Elétrico
 A teoria dos circuitos elétricos vale sempre?
 A Teoria dos Circuitos Elétricos é um caso especial da Teoria
Eletromagnética.

 Enunciado do principal critério de validade da Teoria de Circuitos


Elétricos:
 “A Teoria dos Circuitos Elétricos só pode ser aplicada a sistemas
elétricos cuja maior dimensão seja muito inferior a 𝝀/𝟒, onde 𝝀
é o comprimento de onda, no vácuo, da onda eletromagnética de
maior frequência no sistema”

𝒄 = 𝝀𝒎 . 𝒇
Em que 𝒄 = 𝟑 × 𝟏𝟎𝟖 𝒎/𝒔 é a velocidade da luz no vácuo 7
Circuito Elétrico
 Exemplo 1

8
Circuito Elétrico
 Exemplo 2

9
Circuito Elétrico
 Exemplo 3

10
Circuito Elétrico
 Exemplo 4

11
Carga Elétrica
 Propriedade intrínseca da matéria responsável pelos fenômenos
elétricos.
 A carga é bipolar, ou seja, ela pode ser negativa ou positiva.

 Forças de Atração (cargas opostas) e Repulsão (cargas iguais)


 A carga é quantizada: existe e quantidades discretas, que são
múltiplos inteiros da carga do elétron : 𝟏, 𝟔𝟎𝟐 × 𝟏𝟎−𝟏𝟗 𝑪.
 Princípio da Conservação da carga elétrica
 Carga móvel ou fixa
 Materiais: Condutores, Semicondutores e Isolantes
 Efeitos elétricos são atribuídos tanto à separação entre cargas
(tensão), quanto a cargas em movimento (corrente).
12
Corrente Elétrica
 É a taxa de variação com o tempo da carga passa em um dado
ponto

 A corrente média através da superfície é dada por:


𝚫𝐪 𝐭
𝒊𝒎 = 𝐀 (𝐚𝐦𝐩é𝐫𝐞𝐬)
𝚫𝐭
 A corrente instantânea (𝚫𝐭 → 𝟎) através da superfície é dada por:
𝒅𝒒 𝒕
𝒊 𝒕 = 𝑨 (𝒂𝒎𝒑é𝒓𝒆𝒔)
𝒅𝒕 13
Corrente Elétrica
 Fenômenos físicos
 Condução → lâmpada incandescente, metais
 Convecção → íons em eletrólitos -> luz néon
 Difusão → semicondutores
 Deslocamento → dielétricos

 Conhecida a corrente elétrica, a carga por ela transportada num


dado intervalo de tempo pode ser obtida por uma integração
𝒕 𝒕

𝒒= 𝒊𝒅𝒕 = 𝒊𝒅𝝉 + 𝒒(𝟎)


14
−∞ 𝟎
Corrente Elétrica
 As correntes elétricas são, em geral, funções do tempo e podem
ser classificadas de acordo com a variação temporal (formas de
onda):
 Correntes contínuas: não variam com o tempo
 Correntes alternadas: descritas por funções periódicas do tempo,
satisfazendo a condição de valor médio nulo num período.
 Correntes pulsadas: também periódicas, mas com valor médio não nulo
num período.

Contínua CC/DC Alternada CA/AC Não-periódica Pulsada


Ex.: exponencial Ex.: triangular
15
Corrente Elétrica
 Fluxo de carga elétrica negativa:
 Elétrons deslocam e se
movimentam ao longo do
circuito.

 Convenção adotada para


corrente:
 Corrente positiva – movimento
de cargas positivas.

16
Corrente Elétrica
 Em um componente:
 Variação da carga elétrica de um terminal para o outro.

𝑖1 = −𝑖2

 Valor: positivo ou negativo


 Sentido - seta

17
Corrente Elétrica
 Exemplo: Determine a carga que entrou no terminal de um
componente entre os instantes t=0s e t=3s, sabendo-se que a
corrente neste intervalo é a que aparece na figura:

18
Sistemas de Unidades
 A Conferência Geral de Pesos e Medidas criou o Sistema
Internacional de Unidades (SI)

UNIDADES BÁSICAS DO SI

19
Sistemas de Unidades
UNIDADES SECUNDÁRIAS DO SI

20
Sistemas de Unidades
 Unidades com nomes próprios -> símbolo com letra maiúscula

 Não se usa ponto após unidades

 Unidades secundárias -> combinação das unidades fundamentais

21
Sistemas de Unidades
 A grande vantagem do SI é que utiliza um sistema decimal para
relacionar unidades maiores ou menores à unidade básica.

22
Sistemas de Unidades
 Deve ser seguido pelo símbolo de uma unidade:

 𝟑𝟎𝝁𝑨 = 𝟑𝟎 × 𝟏𝟎−𝟔 𝑨 = 𝟎, 𝟎𝟎𝟎𝟎𝟑 𝑨


 6𝒎𝑪 = 𝟔 × 𝟏𝟎−𝟑 𝑪 = 𝟎, 𝟎𝟎𝟔 𝑪
 1𝟎𝒌𝑾 = 𝟏𝟎 × 𝟏𝟎+𝟑 𝑾 = 𝟏𝟎𝟎𝟎𝟎 𝑾

23
Tensão
 É o trabalho (energia) necessário (a) para transportar uma
unidade de carga positiva do terminal – para o terminal +. A
unidade de tensão é o volt, V.
 Valor positivo ou negativo
 Direção dada por sua polaridade (+,-)

 𝒗𝒂𝒃
 Proporcional ao trabalho necessário para transportar uma carga positiva do
terminal b para o terminal a;
 A tensão do terminal a em relação ao terminal b;
 Queda de tensão do terminal b para o terminal a.

24
Tensão
 𝒗𝒂𝒃 e 𝒗𝒃𝒂 tem o mesmo valor absoluto e polaridade opostas.
𝒗𝒂𝒃 = −𝒗𝒃𝒂
 𝒗𝒂𝒃 → 𝒂 + 𝒆 𝒃 −
 𝒗𝒃𝒂 → 𝒂 − 𝒆 𝒃 +
 A tensão entre os terminais de um componente é dada por
𝒅𝒘 𝒗 → 𝒕𝒆𝒏𝒔ã𝒐 𝒅𝒊𝒇𝒆𝒓𝒆𝒏ç𝒂 𝒅𝒆 𝒑𝒐𝒕𝒆𝒏𝒄𝒊𝒂𝒍
𝒗= 𝒘 → 𝒆𝒏𝒆𝒓𝒈𝒊𝒂 𝒐𝒖 𝒕𝒓𝒂𝒃𝒂𝒍𝒉𝒐
𝒅𝒒 𝒒 → 𝒄𝒂𝒓𝒈𝒂

 1 coulomb fornece energia de 1 joule ao percorrer uma diferença


de potencial de 1 volt.

25
Tensão
Fontes de Tensão
 Ação química
 Magnetismo
 Luz/Foto-eletricidade
 Calor/Termoeletricidade
 Pressão mecânica/ Piezoeletricidade
 Fricção

26
Potência e Energia
 É a taxa com a qual a energia é fornecida ou absorvida
𝒅𝒘 𝒗 → 𝒕𝒆𝒏𝒔ã𝒐 𝒅𝒊𝒇𝒆𝒓𝒆𝒏ç𝒂 𝒅𝒆 𝒑𝒐𝒕𝒆𝒏𝒄𝒊𝒂𝒍
𝒗= 𝒘 → 𝒆𝒏𝒆𝒓𝒈𝒊𝒂 𝒐𝒖 𝒕𝒓𝒂𝒃𝒂𝒍𝒉𝒐
𝒅𝒒 𝒒 → 𝒄𝒂𝒓𝒈𝒂
 Potência associada a um componente, dada em watts:
𝒅𝒘 𝒅𝒘 𝒅𝒒
𝒑= = ∙ =𝒗∙𝒊
𝒅𝒕 𝒅𝒒 𝒅𝒕
 Produto da tensão entre os terminais com a corrente que
atravessa o componente.

27
Potência e Energia
 Convenção PASSIVA  Convenção ATIVA
 𝒑 = 𝒗. 𝒊 é absorvida pelo  𝒑 = 𝒗. 𝒊 é fornecida pelo
componente. componente.

Potência absorvida = - Potência fornecida

28
Potência e Energia
 A energia pode ser calculada a partir de:

𝒅𝒘 𝒕
𝒑= → 𝒅𝒘 = 𝒑. 𝒅𝒕 𝒘= −∞
𝒑𝒅𝝉
𝒅𝒕

𝒕
Para 𝒕 ≥ 𝒕𝟎 e 𝒕𝟎 = 𝟎 𝒘= 𝟎
𝒑𝒅𝝉

29
Potência e Energia
 Exemplo: Considere o componente da figura e suponha que
v=4 V e i=10 A. Determine a potência absorvida pelo
componente e a energia absorvida em um intervalo de 10s.

30
Referência Bibliográfica

 DORF, Richard; SVOBODA, James A.; Introdução aos


Circuitos Elétricos.LTC.7ª Ed. 2008.

 BOYLESTAD, Robert L.; Introdução à Análise de


Circuitos Elétricos.10ª Ed. São Paulo: Editora.
Prentice Hall, 2004.

31