Sunteți pe pagina 1din 1

DISCIPLINA: PRÁTICA COMO COMPONENTE CURRICULAR

CURSO: LETRAS PORTUGUÊS/INGLÊS 2017

Língua Oral e Língua Escrita

Aluno: Danielle Nunes Mota


RA 1739212

Cada uma com suas propriedades, a Língua Oral e a Língua Escrita se completam. Os falantes não escrevem exatamente como falam, pois, a fala apresenta como características uma maior
liberdade no discurso, pois não necessita ser planejada; pode ser redundante; enfática; usando timbre, entonação e pausas de acordo com a retórica – estas características são representadas
na língua escrita por meio de pontuações. Necessita-se de contato direto com o falante para que haja linguagem oral, sendo a mesma espontânea e estando em constante renovação. Assim,
como o falante não planeja, em seu discurso pode haver uma transgressão à norma culta. A escrita, por vez, mantém contato indireto entre escritor e leitor. Sendo mais objetiva, necessita de
grande atenção e obediência às normas gramaticais, assim caracteriza-se por frases completas, bem elaboradas e revisadas, explícitas, vocabulário distinto e variado, clareza no diálogo e
uso de sinônimos. Devido a estes traços esta é uma linguagem conservadora aos padrões estabelecidos pelas regras gramaticais. Ambas as linguagens apresentam características distintas
que variam de acordo com o indivíduo que a utiliza, portanto, considerando que as mesmas sofrem influência da cultura e do meio social, não se pode determinar que uma seja melhor que a
outra, pois seria desconsiderar essas influências. No momento que cada indivíduo, com sua particularidade, consegue se comunicar a linguagem teve sua função exercida.

O conteúdo do livro está de acordo com o tema proposto, gostei muito da forma em que os exercícios de fixação são empregados. Proporia os seguintes exercícios
1-“A gíria desceu o morro e já ganhou rótulo de linguagem urbana. A gíria é hoje o segundo idioma do brasileiro. Todas as classes sociais a utilizam. ” (Karme Rodrigues). Assinale a
alternativa em que não se emprega o fenômeno linguístico tratado no texto.
A) Aladarque Cândido dos Santos, enfermeiro, apresentou-se como voluntário para a missão de paz. Não tinha nada a ver com o pato e morreu em terra estrangeira envergando o uniforme
brasileiro.
B) Uma vez um passageiro me viu na cabine, não se conteve e disse: “Como você se parece com a Carolina Ferraz! ”
C) Chega de nhenhenhém e blábláblá, vamos trabalhar.
D) há muitos projetos econômicos visando às classes menos favorecidas, mas no final quem dança é o pobre.
2-Há exemplo de registro coloquial no seguinte trecho:
A) O verdadeiro autor da peça foi o escritor de discursos presidenciais H. Daryl.
B) Cem mil pessoas morreram quase instantaneamente.
C) A Segunda Guerra acabou, começava a guerra fria.
D) Aconselhado por Jimmy Byrnes (secretário de Estado), o presidente queria mostrar aos soviéticos que não apenas tinha a bomba, mas tinha peito para usá-la.

Giacomozzi, Gilio. Descobrindo a gramática: nova proposta: língua portuguesa/Gilio Giacomozzi, Gildete Valério, Cláudia Molinari Reda. São Paulo: FTD,2004. Descobrindo a Gramática. Obra
6 ° ano Fund. ll.