Sunteți pe pagina 1din 30

NORMA ABNT NBR

BRASILEIRA 16308-1
Primeira edição
09.09.2014

Válida a partir de
09.10.2014

Escadas Portáteis
Parte 1: Termos, tipos e dimensões funcionais
Ladders
Part 1: Terms, types, functional dimensions
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

ICS 97.145 ISBN 978-85-07-05110-7

Número de referência
ABNT NBR 16308-1:2014
24 Páginas

© ABNT 2014
ABNT NBR 16308-1:2014
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

© ABNT 2014
Todos os direitos reservados. A menos que especificado de outro modo, nenhuma parte desta publicação pode ser
reproduzida ou utilizada por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia e microfilme, sem permissão por
escrito da ABNT.

ABNT
Av.Treze de Maio, 13 - 28º andar
20031-901 - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: + 55 21 3974-2300
Fax: + 55 21 3974-2346
abnt@abnt.org.br
www.abnt.org.br

ii © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16308-1:2014

Sumário Página

Prefácio.................................................................................................................................................v
Introdução............................................................................................................................................vi
1 Escopo.................................................................................................................................1
2 Referência normativa..........................................................................................................1
3 Termos e definições............................................................................................................1
4 Requisitos gerais..............................................................................................................12
5 Dimensões funcionais......................................................................................................12
5.1 Generalidades....................................................................................................................12
5.2 Escada de encosto com degraus estreitos....................................................................13
5.2.1 Escada de encosto de um lance com degraus estreitos...............................................13
5.2.2 Escada multilance.............................................................................................................14
5.2.3 Escada extensível.............................................................................................................14
5.3 Escadas autossustentáveis com degraus estreitos......................................................16
5.4 Escadas multifunção........................................................................................................18
5.4.1 Geral...................................................................................................................................18
5.4.2 Escada multifunção de dois lances.................................................................................18
5.4.3 Escada multifunção de três lances.................................................................................20
5.5 Escada de encosto com degraus largos.........................................................................21
5.6 Escada autossustentável com degraus largos..............................................................22
Bibliografia..........................................................................................................................................24

Figuras
Figura 1 – Escada de encosto de um lance, com degraus estreitos...............................................2
Figura 2 – Escada de encosto multilance, com degraus estreitos..................................................2
Figura 3 – Escada de encosto extensível acionada manualmente..................................................3
Figura 4 – Escada de encosto extensível acionada por corda........................................................3
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

Figura 5 – Escada multifunção dois lances.......................................................................................4


Figura 6 – Escada multifunção três lances........................................................................................4
Figura 7 – Escada de encosto com degraus largos..........................................................................4
Figura 8 – Escada autossustentável com degraus largos e acesso unilateral..............................5
Figura 9 – Escada autossustentável com degraus largos e acesso bilateral...................................5
Figura 10 – Escada autossustentável com degraus largos e acesso unilateral, contendo
plataforma e alça de apoio.................................................................................................5
Figura 11 – Escada autossustentável com degraus largos e acesso bilateral, contendo
plataforma e alça de apoio.................................................................................................6
Figura 12 – Escada autossustentável com degraus estreitos.........................................................6
Figura 13 – Degrau estreito.................................................................................................................7
Figura 14 – Degrau largo.....................................................................................................................7
Figura 15 – Escada autossustentável com degraus largos e acesso unilateral............................8
Figura 16 – Sapatas..............................................................................................................................9
Figura 17 – Largura interna da escada b1.............................................................................................................9

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados iii


ABNT NBR 16308-1:2014

Figura 18 – Comprimentos................................................................................................................10
Figura 19 – Inclinação α, β..............................................................................................................................11
Figura 20 – Comprimento da plataforma l6........................................................................................................11
Figura 21 – Largura do montante t...................................................................................................12
Figura 22 – Escada de encosto de um lance com degraus estreitos............................................13
Figura 23 – Escada multilance .........................................................................................................14
Figura 24 – Escada extensível...........................................................................................................15
Figura 25 – Escada autossustentável com degraus estreitos e montantes convergentes.........16
Figura 26 – Escada autossustentável com degraus estreitos, montantes paralelos e barra
estabilizadora na base de ambos os lances...................................................................17
Figura 27 – Escada autossustentável com degraus estreitos e montantes paralelos alargados
na base de ambos os lances............................................................................................18
Figura 28 – Escada multifunção apresentada como escada autossustentável...........................19
Figura 29 – Escada multifunção apresentada como escada autossustentável com uma escada
extensível em sua parte superior....................................................................................20
Figura 30 – Escada de encosto com degraus largos......................................................................21
Figura 31 – Escada autossustentável de acesso unilateral, degraus largos, plataforma e alça
de apoio..............................................................................................................................22
Figura 32 – Escada autossustentável de acesso bilateral e degraus largos................................23
Figura 33 – Plataforma.......................................................................................................................23

Tabelas
Tabela 1 – Dimensões funcionais de escadas de encosto com degraus estreitos.....................13
Tabela 2 – Dimensões funcionais de escadas autossustentáveis com degraus estreitos.........16
Tabela 3 – Dimensões funcionais de escadas multifunção de dois lances..................................19
Tabela 4 – Dimensões funcionais de escadas multifunção de três lances ..................................20
Tabela 5 – Dimensões funcionais de escadas de encosto com degraus largos..........................21
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

Tabela 6 – Dimensões funcionais de escadas autossustentáveis com degraus largos ............22

iv © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16308-1:2014

Prefácio

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o Foro Nacional de Normalização. As Normas


Brasileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (ABNT/CB), dos Organismos
de Normalização Setorial (ABNT/ONS) e das Comissões de Estudo Especiais (ABNT/CEE),
são elaboradas por Comissões de Estudo (CE), formadas pelas partes interessadas no tema objeto
da normalização.

Os Documentos Técnicos ABNT são elaborados conforme as regras da Diretiva ABNT, Parte 2.

A ABNT chama a atenção para que, apesar de ter sido solicitada manifestação sobre eventuais direitos
de patentes durante a Consulta Nacional, estes podem ocorrer e devem ser comunicados à ABNT
a qualquer momento (Lei nº 9.279, de 14 de maio de 1996).

Ressalta-se que Normas Brasileiras podem ser objeto de citação em Regulamentos Técnicos. Nestes
casos, os Órgãos responsáveis pelos Regulamentos Técnicos podem determinar outras datas para
exigência dos requisitos desta Norma, independentemente de sua data de entrada em vigor.

A ABNT NBR 16308-1 foi elaborada pela Comissão de Estudo Especial de Escadas Transportáveis
(ABNT/CEE-124). O Projeto circulou em Consulta Nacional conforme Edital nº 05, de 09.05.2014 a
07.07.2014, com o número de Projeto 124:000.00-001/1.

Esta Norma cancela e substitui a ABNT NBR 13430:2000.

Esta Norma é baseada na EN 131-1:2007.

Esta Norma 16308, sob o título geral “Escadas portáteis”, tem previsão de conter as seguintes partes:

—— Parte 1: Termos, tipos e dimensões funcionais;

—— Parte 2: Requisitos e ensaios;

—— Parte 3: Instruções para o usuário e marcações.


Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

O Escopo desta Norma Brasileira em inglês é o seguinte:

Scope
This part of ABNT NBR 16308 defines the general terms of ladders and determines the general
characteristics of the project, which are important for safety, handling and manufacture of ladders and
user information.

This part of ABNT NBR 16308 applies to portable ladders.

This part of ABNT NBR 16308 not apply to stools, stool ladder, ladders use special, such as fire
ladders, ladders to the roof, attic ladders, escalators like climbing ladders for use on energized lines
and ladders sailor.

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados v


ABNT NBR 16308-1:2014

Introdução

O consumidor de escadas estará mais bem protegido por meio de uma Norma que especifique dimen-
sões funcionais, requisitos técnicos de segurança dos materiais usados bem como seu processamento
até o produto final, incluindo-se métodos de ensaio que possam ser reproduzidos.
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

vi © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 16308-1:2014

Escadas Portáteis
Parte 1: Termos, tipos e dimensões funcionais

1 Escopo
Esta parte da ABNT NBR 16308 define os termos gerais das escadas e determina as características
gerais de projeto, as quais são importantes para a segurança, o manuseio e a fabricação de escadas
e para a informação do usuário.

Esta parte da ABNT NBR 16308 se aplica às escadas portáteis.

Esta parte da ABNT NBR 16308 não se aplica a banquetas, banqueta-escada, escadas de uso especial
(como escadas de bombeiros, escadas de acesso ao telhado, escadas de sótão, escadas móveis
do tipo trepadeira, escadas para uso em linha energizada acima de 1 000 Vca e 1 500 Vcc e escadas
tipo marinheiro).

2 Referência normativa
O documento relacionado a seguir é indispensável à aplicação deste documento. Para referências
datadas, aplicam-se somente as edições citadas. Para referências não datadas, aplicam-se as edições
mais recentes do referido documento (incluindo emendas).

ABNT NBR 16308-2, Escadas portáteis – Parte 2: Requisitos e ensaios

3 Termos e definições
Para os efeitos deste documento, aplicam-se os seguintes termos e definições.

NOTA As figuras das subseções abaixo são meramente ilustrativas.


Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

3.1
escada
ferramenta que incorpora degraus com os quais se pode subir ou descer

3.2
escada portátil
escada que pode ser transportada e montada com a mão

3.3
escada com degraus estreitos
escada portátil com degraus estreitos

3.4
escada de encosto com degraus estreitos
escada com degraus estreitos que não possui suporte próprio e não é autossustentável

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 1


ABNT NBR 16308-1:2014

3.5
escada de encosto de um lance, com degraus estreitos
escada de encosto simples, com degraus estreitos, composta de um único lance (ver Figura 1)

Figura 1 – Escada de encosto de um lance, com degraus estreitos

3.6
escada de encosto multilance, com degraus estreitos
escada de encosto com degraus estreitos, composta de dois ou mais lances encaixados através de
dispositivos de encaixe. A altura pode ser alterada com a quantidade de lances (ver Figura 2)
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

Figura 2 – Escada de encosto multilance, com degraus estreitos

3.7
escada de encosto extensível
escada de encosto com degraus estreitos composta de dois ou mais lances, com montantes dispostos
paralelamente em cada parte da escada. A altura pode ser ajustada por um degrau de cada vez

2 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16308-1:2014

3.8
escada de encosto extensível acionada manualmente
escada extensível com degraus estreitos cujo(s) lance(s) móvel(eis) é(são) estendido(s) manualmente
(ver Figura 3)

Figura 3 – Escada de encosto extensível acionada manualmente

3.9
escada de encosto extensível acionada por corda
escada extensível com degraus estreitos cujo(s) lance(s) móvel(eis) é(são) estendido(s) manualmente
através de corda ou outros meios, como correntes, cabos e fitas (ver Figura 4)
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

Figura 4 – Escada de encosto extensível acionada por corda

3.10
escada multifunção
escada com degraus estreitos e/ou largos, composta por mais de um lance, podendo ser usada como
escada de encosto, extensível, autossustentável ou ainda autossustentável com lance móvel na parte
superior e com partes dela podendo ser usadas como escada de encosto (ver Figuras 5 e 6)

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 3


ABNT NBR 16308-1:2014

Figura 5 – Escada multifunção dois lances

Figura 6 – Escada multifunção três lances

3.11
escada com degraus largos
escada portátil com degraus largos

3.12
escada de encosto com degraus largos
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

escada com degraus largos, que não possui suporte próprio e não é autossustentável, composta por
um ou mais lances, cujo uso é feito em posição inclinada (ver Figura 7)

Figura 7 – Escada de encosto com degraus largos

4 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16308-1:2014

3.13
escada autossustentável com degraus largos
escada autossustentável com dois lances, degraus largos e acesso unilateral ou bilateral, com ou sem
plataforma, com ou sem alça de apoio

3.13.1
escada autossustentável com degraus largos e acesso unilateral
escada com degraus largos e acesso unilateral (ver Figura 8)

Figura 8 – Escada autossustentável com degraus largos e acesso unilateral

3.13.2
escada autossustentável com degraus largos e acesso bilateral
escada com degraus largos e acesso bilateral (ver Figura 9)

Figura 9 – Escada autossustentável com degraus largos e acesso bilateral


Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

3.13.3
escada autossustentável com degraus largos e acesso unilateral, contendo plataforma e alça
de apoio
escada com degraus largos e acesso unilateral, contendo plataforma e alça de apoio (ver Figura 10)

Figura 10 – Escada autossustentável com degraus largos e acesso unilateral,


contendo plataforma e alça de apoio

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 5


ABNT NBR 16308-1:2014

3.13.4
escada autossustentável com degraus largos e acesso bilateral, contendo plataforma e alça
de apoio
escada com degraus largos e acesso bilateral, contendo plataforma e alça de apoio (ver Figura 11)

Figura 11 – Escada autossustentável com degraus largos e acesso bilateral,


contendo plataforma e alça de apoio

3.14
escada autossustentável com degraus estreitos
escada que se mantém em pé sem apoio, com degraus estreitos com acesso unilateral ou bilateral
(ver Figura 12)

Figura 12 – Escada autossustentável com degraus estreitos

3.15
escada autossustentável com degraus largos e estreitos
escada que se mantém em pé sem apoio, sendo um lance com degraus largos e um lance com
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

degraus estreitos, com acesso unilateral ou bilateral

3.16
montante
parte lateral da escada que suporta os degraus e as travessas (ver Figuras 13 e 14)

3.17
degrau estreito
suporte para acesso com superfície de piso com largura menor que 70 mm e no mínimo 20 mm e,
no caso de degrau redondo, diâmetro mínimo de 25 mm

6 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16308-1:2014

m
m
20 m
≥ m
70
<

3.17 3.16

Figura 13 – Degrau estreito

3.18
degrau largo
suporte para acesso com superfície de piso com largura igual ou superior a 70 mm (ver Figura 14)

m
m
70
≥ 3.18 3.16
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

Figura 14 – Degrau largo

3.19
degrau útil
degrau em que é possível pisar

3.20
plataforma
superfície que pode ser pisada ou não, mais alta de uma escada autossustentável, com degraus lar-
gos, diferente do demais degraus largos. Considera-se possível pisar na plataforma quando a escada
possui alça de apoio (ver Figura 15)

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 7


ABNT NBR 16308-1:2014

3.23

3.29
3.20

3.22

3.27

3.21 3.24

3.25

3.26

Figura 15 – Escada autossustentável com degraus largos e acesso unilateral

3.21
lance de acesso
lance da escada com degraus para acesso (ver Figura 15)

3.22
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

lance de suporte
lance de escada sem degraus para acesso, com a função de sustentação da escada (ver Figura 15)

3.23
alça de apoio
peça de apoio para mão ou joelho, na parte superior de uma escada autossustentável (ver Figura 15)

3.24
travessa
conexão horizontal entre os montantes do lance de suporte (ver Figura 15)

3.25
estabilizador
componente (tipo mão-francesa) que oferece suporte ao montante e degraus (ver Figura 15)

3.26
barra estabilizadora
dispositivo para escadas com o objetivo de aumentar a estabilidade lateral (ver Figura 15)

8 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16308-1:2014

3.27
limitador de abertura
dispositivo de escadas autossustentáveis que limita a abertura da escada (ver Figura 15)

3.28
dispositivo de travamento
dispositivo que mantém os lances engatados durante o uso (gancho, catraca) (ver Figura 24)

3.29
ponto de articulação
dispositivo de escadas autossustentáveis que permite articulação dos lances da escada (ver Figura 15)

3.30
sapatas
dispositivo fixado na parte inferior das escadas para evitar seu escorregamento. No caso de escadas
de madeira, a sapata é o próprio pé do montante (ver Figura 16)

Figura 16 – Sapatas

3.31
largura interna da escada b1
distância útil entre os lados internos dos montantes, tomando-se como base o menor degrau superior
ou a plataforma da escada (ver Figura 17)

b1
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

b1

b2 b2 b2

Figura 17 – Largura interna da escada b1

3.32
largura externa da escada b2
distância entre as laterais externas dos montantes em relação à parte inferior (pé) do montante ou
à largura externa dos pontos de apoio no piso da barra estabilizadora

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 9


ABNT NBR 16308-1:2014

3.33
comprimento total do lance de escada de encosto l1
distância entre a parte inferior (pé) e o topo mais alto da escada (ver Figura 18)

l3
l1
l2

h1
l5
l4

Figura 18 – Comprimentos

3.34
comprimento do lance da escada multifunção l8
distância entre a parte inferior (pé) e o topo mais alto da escada autossustentável. Conforme apresen-
tado nas Figuras 28 e 29 o comprimento (l8) de escadas multifunção, é a medida na linha média entre
os montantes

3.35
comprimento da escada totalmente estendida l9
comprimento máximo de projeto, entre a parte inferior do pé e o topo mais alto da escada totalmente
estendida (ver Figura 24)

3.36
comprimento até o degrau mais alto l2
distância entre a parte inferior do pé e a parte superior do degrau mais elevado ou da parte superior
da plataforma, medida na linha média entre os montantes (ver Figuras 18, 25, 26, 27 e 31)

3.37
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

distância entre o degrau mais elevado e o ponto mais alto l3


distância entre a parte superior do degrau mais elevado e o ponto mais alto da escada, medida na
linha média entre os montantes (ver Figuras 18, 23, 28 e 29)

3.38
distância entre a parte inferior do pé e o degrau mais baixo l4
distância entre a parte inferior do pé e a parte superior do degrau mais baixo, medida na linha média
entre os montantes (ver Figuras 18, 22, 23, 24, 25, 26, 27, 28, 29, 30, 31 e 32)

3.39
distância dos degraus l5
distância dos degraus, medida na linha média entre os montantes, desde a parte superior do degrau
até a parte superior do degrau ou da plataforma acima (ver Figuras 18, 22, 23, 24, 25, 26, 27, 28, 29,
30, 31 e 32)

3.40
altura da escada h1
altura vertical medida a partir do chão até a parte superior do ponto de apoio quando a escada está
em posição normal de uso (ver Figura 18)

10 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16308-1:2014

3.41
altura até a parte superior do degrau/plataforma h2
altura vertical medida a partir do chão até a parte superior do degrau mais elevado ou plataforma,
quando a escada está em posição normal de uso (ver Figura 31)

3.42
inclinação α, β
ângulos entre o plano horizontal e os montantes da escada, sendo α para o lance de acesso e β para
o lance de suporte (ver Figuras 19, 25, 26, 27, 28, 29, 30, 31 e 32)

α β
α

Figura 19 – Inclinação α, β

3.43
comprimento da plataforma l6
distância entre os lados direito e esquerdo da plataforma (ver Figuras 20 e 31)
d

l7 l
6

c
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

Figura 20 – Comprimento da plataforma l6

3.44
largura da plataforma l7
distância entre as partes frontal e traseira da plataforma (ver Figuras 20 e 31)

3.45
saliência da plataforma c
distância entre a parte traseira do montante de suporte e a parte traseira da plataforma

3.46
altura da alça de apoio d
distância vertical entre o ponto mais alto da plataforma e o ponto mais alto da alça de apoio (ver Figu-
ras 20 e 31)

3.47
largura do montante t
dimensão frontal externa do montante, medida perpendicularmente ao eixo do montante (ver Figura 21,
25, 26, 27, 28, 29, 31 e 32)

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 11


ABNT NBR 16308-1:2014

t1

Figura 21 – Largura do montante t

3.48
altura do montante t1
dimensão lateral externa do montante, medida perpendicularmente ao eixo do montante

3.49
vão livre e
distância horizontal entre os degraus de dois lances paralelos da escada, quando os dispositivos de
travamento estão em posição de uso (ver Figura 24)

4 Requisitos gerais
A carga de trabalho projetada é de 120 kg, sendo que a carga de trabalho considerada é o peso do
usuário com seus acessórios.

A utilização da escada deve ser feita por apenas uma pessoa.

Não é recomendado utilizar a quantidade de degraus como parâmetro de diferenciação de comprimento


ou altura das escadas.
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

5 Dimensões funcionais
5.1 Generalidades

As Figuras desta parte da ABNT NBR 16308 são apenas exemplos, não havendo necessidade
de correspondência com os produtos. No entanto, as dimensões são obrigatórias.

Os degraus da escada devem ter a mesma distância entre si, com tolerância de ± 2 mm.

A largura interna b1 deve ser medida na parte superior do degrau mais estreito.

A largura externa b2 deve ser medida na parte inferior do pé da escada.

Lances de escadas que podem ser desmontados sem ferramenta devem atender, lance por lance, aos
requisitos de escadas de encosto de um lance.

Onde não forem especificadas, as tolerâncias dimensionais devem ser consideradas ± 0,5 %.

12 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16308-1:2014

5.2 Escada de encosto com degraus estreitos

Escadas que possuem largura igual ao longo de todo o comprimento ou mais largas na parte inferior
em relação à parte superior, conforme Tabela 1.

Tabela 1 – Dimensões funcionais de escadas de encosto com degraus estreitos


Dimensões em milímetros
b1 a b2 a e l3 l4 a l5 α
Mínimo 280 340 — 0,5 l5 0,5 l5 300 72°
Máximo — — 45 1,5 l5 l5 + 15 300 78°
a Esta dimensão se aplica aos lances de uma escada, se puderem ser usados separadamente, por
exemplo, escada de encosto.

Quando uma escada de encosto extensível acionada por corda tiver a possibilidade de “efeito guilhotina”
no primeiro degrau do lance fixo, deve haver uma travessa de segurança abaixo do primeiro degrau do
lance fixo. Se esta travessa tiver o formato de um degrau, ele não pode ser computado como degrau.

5.2.1 Escada de encosto de um lance com degraus estreitos

A Figura 22 apresenta o exemplo da escada de encosto de um lance com degraus estreitos.

b1
l3
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

l5
l4

b2

Figura 22 – Escada de encosto de um lance com degraus estreitos

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 13


ABNT NBR 16308-1:2014

5.2.2 Escada multilance

A Figura 23 apresenta o exemplo da escada multilance.

l3
b1

l5
l4
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

Figura 23 – Escada multilance

5.2.3 Escada extensível

A Figura 24 apresenta o exemplo da escada extensível.

14 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16308-1:2014

b1 b1
a
a

a l5

l9
l9

e
l5

3.28
3.28

b b

b
b
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

l5

l5
l4

l4
l4

l4

Legenda

a lance superior da escada


b lance inferior da escada

Figura 24 – Escada extensível

A dimensão da sobreposição depende do cálculo e do projeto da escada, e é determinada pelo


fabricante. O funcionamento e a capacidade de carga da sobreposição devem ser verificados através
de ensaios de acordo com ABNT NBR 16308-2.

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 15


ABNT NBR 16308-1:2014

5.3 Escadas autossustentáveis com degraus estreitos


Os montantes estão conectados às articulações e devem ter sua abertura controlada. As dimensões
funcionais são dadas na Tabela 2.

Tabela 2 – Dimensões funcionais de escadas autossustentáveis com


degraus estreitos
Dimensões em milímetros

b1 b2 l4 l5 α β

Mínimo 280 b1 + 0,10 l2 + 2 t 0,5 l5 300 70° 70°

Máximo — — l5 + 15 300 78° 78°

b
1
l2

t
b
2
β

a
l5
l4

α
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

b
2

Legenda
a exemplo de um limitador de abertura

Figura 25 – Escada autossustentável com degraus estreitos e montantes


convergentes

16 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16308-1:2014

b
1

l2

t
b

β
2
l5

a
α b
l4

b
2

b
Legenda
a Exemplo de um limitador de abertura
b Não pode ser possível remover as barras estabilizadoras sem a utilização de ferramentas

Figura 26 – Escada autossustentável com degraus estreitos, montantes


paralelos e barra estabilizadora na base de ambos os lances
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 17


ABNT NBR 16308-1:2014

b
1
l2

t
b
2

β
a
l5

α
l4

b
2

Legenda
a
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

Exemplo de um limitador de abertura

Figura 27 – Escada autossustentável com degraus estreitos e montantes


paralelos alargados na base de ambos os lances

5.4 Escadas multifunção

5.4.1 Geral

Quando escadas multifunção são utilizadas como escadas autossustentáveis, seus lances devem ter
a abertura limitada.

5.4.2 Escada multifunção de dois lances

As dimensões para escadas multifunção de dois lances são apresentadas na Tabela 3.

18 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16308-1:2014

Tabela 3 – Dimensões funcionais de escadas multifunção de dois lances


Dimensões em milímetros

b1 b2 l3 l4 l5 α β
Mínimo 280 b1 + 0,10 l8+ 2 t 0,5 l5 0,5 l5 300 70° 70°
Máximo — — 1,5 l5 l5 + 15 300 78° 78°
As dimensões acima se aplicam às peças individuais de uma escada, se elas puderem ser usadas
separadamente, por exemplo, uma escada de encosto.

l3

b
1
l8

l5
l4
t
b
2
l5

a
β
l4

Legenda
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

a exemplo de um limitador de abertura

Figura 28 – Escada multifunção apresentada como escada autossustentável

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 19


ABNT NBR 16308-1:2014

5.4.3 Escada multifunção de três lances

As dimensões para escadas multifunção de três lances são apresentadas na Tabela 4.

Tabela 4 – Dimensões funcionais de escadas multifunção de três lances


Dimensões em milímetros

b1 b2 l3 l4 l5 α β
Mínimo 280 b1 + 0,13 l8 + 2 t 0,5 l5 0,5 l5 300 70° 70°
Máximo — — 1,5 l5 l5 + 15 300 78° 78°
As dimensões acima se aplicam às peças individuais de uma escada, se elas puderem ser usadas
separadamente, por exemplo, uma escada de encosto.
l3

b
1

a
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

l8

l5
l4

t
b
2

b
l5

β
l4

Legenda
a, b exemplos de limitador de abertura

Figura 29 – Escada multifunção apresentada como escada autossustentável


com uma escada extensível em sua parte superior

20 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16308-1:2014

5.5 Escada de encosto com degraus largos


Escadas que possuem largura igual ao longo de todo o comprimento ou mais largas na parte inferior
em relação à parte superior.

α: ângulo de inclinação entre os montantes do lance de acesso e a superfície de apoio da escada na


posição de uso.

As dimensões para escadas de encosto com degraus largos são apresentadas na Tabela 5.

Tabela 5 – Dimensões funcionais de escadas de encosto com degraus largos


Dimensões em milímetros

b1 b2 l4 l5 α
Mínimo 280 340 0,5 l5 250 60°
Máximo — — l5 + 15 300 75°

b
1
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

α
l5
l4

b
2

Figura 30 – Escada de encosto com degraus largos

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 21


ABNT NBR 16308-1:2014

5.6 Escada autossustentável com degraus largos

Os montantes estão conectados às articulações e devem ter sua abertura restringida por um sistema
de limitação de abertura.

Durante o uso, os degraus da escada devem estar na posição horizontal.

A projeção da alça de apoio sobre a plataforma não pode ir além desta.

O raio dos cantos da plataforma deve ser de no máximo 15 mm, conforme a Figura 33.

As dimensões para escadas autossustentáveis com degraus largos são apresentadas na Tabela 6.

Tabela 6 – Dimensões funcionais de escadas autossustentáveis com degraus largos


Dimensões em milímetros

b1 b2 c d l4 l5 I6 b l7 α β
Mínimo 280 b1 + 0,1 l2 + 2 t — 600 a 0,5 l5 230 250 250 60° 65°
Máximo — — 30 — l5 + 15 300 — — 75° 80°
a Medição vertical.
b Deve-se poder inscrever um quadrado de 250 mm × 250 mm na plataforma (ver Figura 33).

c
d

l7
l6

b
1
h2

t
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

l2

b
l5

2
β
l4

b
2

Figura 31 – Escada autossustentável de acesso unilateral, degraus largos,


plataforma e alça de apoio

22 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados


ABNT NBR 16308-1:2014

b
1

l2
t

a b
2

α
l5

α
l4

b
2

Legenda
a exemplo de um limitador de abertura
b a superfície mais alta (plataforma) não é considerada um degrau útil

Figura 32 – Escada autossustentável de acesso bilateral e degraus largos

Dimensões em milímetros
15

a
≤R
Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

≥ 250

≥ 250

Figura 33 – Plataforma

© ABNT 2014 - Todos os direitos reservados 23


ABNT NBR 16308-1:2014

Bibliografia

EN 131-1, Ladders – Part 1: Terms, types, functional sizes

EN 131-2, Ladders – Part 2: Specification for requirements, testing, marking

EN 131-3, Ladders – Part 3: User Instructions


Exemplar para uso exclusivo - (Pedido 0 Impresso: 31/07/2018)

24 © ABNT 2014 - Todos os direitos reservados