Sunteți pe pagina 1din 58

COMO

APRENDER
LIBRAS
O GUIA DEFINITIVO

I
DANRLEY OLIVEIRA
DANRLEY OLIVEIRA
DANRLEY OLIVEIRA

COMO APRENDER LIBRAS


O GUIA DEFINITIVO

Araraquara
Letraria
2019
COMO APRENDER LIBRAS
O GUIA DEFINITIVO

CONTEÚDO
Danrley Oliveira

TRANSCRIÇÃO
Isabelly Lima Verde

PROJETO EDITORIAL
Letraria

PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO


Letraria

CAPA
Samuel Dennys

REVISÃO
Danrley Oliveira e Letraria

OLIVEIRA, Danrley. Como aprender libras:


o guia definitivo. Araraquara: Letraria,
2019.

ISBN: 978-85-69395-59-1

1. Libras; 2. Surdo;
3. Língua de sinais; 4. Guia.

© Todos os direitos reservados


para Danrley Oliveira
Quando aceito a língua de outra
pessoa, eu aceitei a pessoa...
A língua é parte de nós mesmos...
quando aceito a língua de sinais,
eu aceito o surdo, e é importante
ter sempre em mente que o surdo
tem direito de ser surdo. Nós não
devemos mudá-los, devemos
ensiná-los, ajudá-los, mas temos
que permitir-lhes ser surdos...
(Terje Basilier, Psiquiatra norueguês, 1993)

4
Direitos autorais
As informações contidas neste e-book são frutos
dos meus estudos e experiências como Professor,
Tradutor e Intérprete de Libras.
O conteúdo e o método aqui apresentado foram
efetivos para mim e para meus alunos. O que vai
determinar seu desenvolvimento na Fluência em
Libras será seu foco e compromisso na aplicação da
metodologia apresentada, que porventura está sob
total responsabilidade do leitor. Caso contrário, todo
esforço será inútil.
Este e-book está sendo distribuído de forma gratuita,
portanto, não altere ou extraia parte dele para
qualquer forma de distribuição.
Todos os nomes de marcas, produtos e serviços
mencionados aqui são propriedades de seus
respectivos donos e são usados somente como
referência. Em nenhum momento há a intenção
de difamar, desrespeitar, insultar, humilhar ou
menosprezar você, leitor, ou qualquer outra pessoa,
cargo ou instituição. Se de alguma forma for
interpretado dessa maneira, gostaria de deixar
claro que não houve intenção nenhuma de minha
parte em fazer isso. Caso você acredite que
alguma parte deste e-book seja desrespeitosa ou
indevida e deva ser removida ou alterada, entre
em contato diretamente comigo através do e-mail:
contato@danrleyoliveira.com.br
Todos os direitos sobre este e-book são reservados.
Este livro digital está protegido pelas leis de direitos
autorais. Você não tem permissão para vender nem
para copiar/reproduzir o conteúdo deste e-book em
sites, blogs, jornais ou quaisquer outros veículos de
distribuição e mídia. Qualquer tipo de violação dos
direitos autorais estará sujeito a ações legais.

5
SUMÁRIO
Oi, Danrley Oliveira aqui! 07

Introdução 13

Capítulo 01
Qual é o seu objetivo ao aprender Libras? 15

Capítulo 02
Erros comuns no aprendizado de Libras 28

Capítulo 03
O Passo a Passo de estudos até a Fluência na Libras 33

Capítulo 04
Como aprender Libras – O Método Master! 39

Capítulo 05
Multiplique em até 5x o seu vocabulário. Como? 43

Capítulo 06
Os 3 níveis de Profissional 47

6
Oi,
Danrley
Oliveira
aqui!

Fico muito feliz por você ter baixado meu livro digital e, melhor
ainda, ter começado a ler. Não são todos que conseguem, não
é mesmo? Se você fez o download deste e-book é porque está
buscando formas mais fáceis para começar a aprender Libras ou
conseguir a tão desejada fluência, e vou te dizer: Você está no lugar
certo!
Vou iniciar te contando um pouco sobre minha história com
a Libras, pois só assim você vai entender o porquê eu posso te
ensinar a chegar no mais alto nível de fluência em Libras, que eu
chamo de nível Master. Você também poderá utilizar as mesmas
estratégias que eu para conseguir superar suas dificuldades de
aprendizado e conquistas profissionais na área de Libras. Vou te
ensinar o melhor caminho a percorrer para dominar a Libras!

Antes de tudo, dois avisos


importantes:
1º Não existe uma fórmula milagrosa e instantânea para aprender
Libras ou qualquer outra língua de sinais;
2º Porém, com o Método certo, Você pode atingir o Nível Master de
Fluência sem passar anos estudando em cursos comuns de Libras.

7
Dito isso, vamos começar?
Eu não gosto de começar falando dos meus títulos, acredito
que nem sempre eles são um medidor de qualidade, mas, para
seguir o protocolo vamos lá: eu sou professor (formado em Letras
e Literatura de Língua Inglesa pela UFPI), sou Tradutor e Intérprete
de Libras, aprovado no Exame Nacional para Certificação de
Proficiência no Ensino da Língua Brasileira de Sinais – PROLIBRAS
(2015) e fundador do maior Curso on-line de Libras, o MasterLibras!
Mais importante do que minha formação é que eu estou aqui,
disposto a te ajudar sem segurar nenhuma informação.

Como você conheceu a


Libras?
Nasci e fui criado em Parnaíba, uma cidade litorânea do Piauí.
Talvez você não saiba, mas eu não sou filho de surdos nem tenho
surdos na família. Porém, meu contato com a Libras começou bem
cedo, quando eu tinha 11 anos de idade.

Nessa época, eu estava passando por um momento conturbado


na minha família. Meus pais estavam em processo de separação e
eu e meu irmão assistindo a tudo aquilo de camarote, sem entender
o porquê e sem saber com quais dos 2 nós iríamos morar a partir
dali…

Ficamos morando com meu pai e com meus avós. A figura


materna não existia mais em nossa casa e, exatamente nessa
época, esbarrei com a Libras pela primeira vez. Tive a sorte de
encontrar uma comunidade que fazia trabalho voluntário com a
Libras e lá conheci surdos e intérpretes. Me envolvi bastante com
eles até como uma forma de manter minha mente jovem ocupada,
e isso fez com que eu mergulhasse de cabeça na Libras (acredito
que esse é um dos motivos para eu ter me apegado tanto a Libras:
ela preencheu um vazio emocional que faltava em mim naquele
momento). Uma consequência disso foi que, em questão de
poucos meses, eu já estava me comunicando com meus novos
amigos surdos.

8
Foi assim que comecei meu aprendizado na Libras!

Não posso esquecer de citar que meus amigos ouvintes que


eram intérpretes profissionais me ajudaram bastante a dar meus
primeiros passos com a Libras, a desenvolver uma base na língua
de sinais. E, sendo sincero, eu me encantava com o trabalho deles
como intérpretes. Achava o máximo poder interpretar de forma
simultânea, tão rápido! “Ah, eu nunca vou chegar no nível deles”,
pensava eu.

E, então, esse se tornou meu objetivo: ser tão bom na Libras que
eu conseguisse interpretar simultaneamente palestras e eventos!

E quando você conseguiu


ficar fluente em Libras?
Embora eu conseguisse me comunicar com meus amigos
surdos, eu ainda travava na frente deles, esquecia vários sinais e
nem de longe conseguia interpretar bem uma palestra. Claro que
nunca vamos saber absolutamente TUDO sobre a Libras, nem
com o Português é assim, mas é muito importante conseguir se
desenvolver para manter a motivação nos estudos. Eu achei que o
contato com a comunidade surda e o convívio com pessoas que já
eram fluentes seria o suficiente para eu também atingir a fluência.
Só que não funciona assim! A fluência não é absorvida por osmose!
Então, comecei a estudar mais e fazer mais cursos na esperança de
isso me trazer a fluência necessária para alcançar meu objetivo.
Eu fiz vários cursos de Libras; presenciais, on-line, intensivos
(aqueles que duram o dia todo) ou ocasionais (eram duas ou três
vezes na semana). Assisti literalmente milhares de vídeos no
YouTube, baixei materiais da internet, investi a pouca grana que eu
tinha para alcançar meu objetivo inicial: ser intérprete de Libras!

E então, um dia... BooOM!


Não... ainda não tinha ficado fluente.

9
Consegue imaginar como me senti? Vontade de jogar tudo
pra cima! Frustrado! Talvez você também já tenha se sentido
assim. Gastei tempo, dinheiro, estudei muito e: nada. Eu tinha o
conhecimento, mas estava faltando algo. Qual era o problema? Eu
estava estudando aleatoriamente, me faltava um bom método de
estudos.

Foi durante a faculdade que comecei a estudar sobre os grandes


poliglotas, e como eles conseguiam aprender vários idiomas
e qual método eles utilizavam. Quando entendi o segredo para
aprender uma língua oral, foquei meus estudos em como utilizar
algo parecido para aprender uma Língua de sinais – no meu caso, a
Língua Brasileira de Sinais.

Conclusão: desenvolvi a minha própria metodologia de estudos


na Libras. Com ela, consegui chegar ao nível avançado e me tornar
um intérprete em pouquíssimo tempo. Meus resultados foram
muito melhores do que os que eu tive nos quatro anos anteriores
estudando aleatoriamente e sem método.

Como assim sua própria


metodologia?
É isso mesmo: um método de estudos que me permitiu evoluir
e chegar à fluência em Libras rapidamente. Agora vem a pergunta:
como se faz para provar a eficácia de um método? Colocando em
prática! Foi exatamente o que eu fiz.

Já ouviu falar no PROLIBRAS?

O PROLIBRAS é o Exame Nacional para Certificação de


Proficiência no Ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e para
Certificação de Proficiência na Tradução e Interpretação da Libras/
Língua Portuguesa. É um exame difícil, mas eu estava determinado
e confiante, pois pela primeira vez me senti de fato fluente em
Libras.

10
Tive que viajar cerca de 350 km de ônibus até a UFPI em
Teresina, o local onde seria a prova. Depois de todo meu esforço e
estudo, só me restavam duas alternativas: passar no PROLIBRAS
ou ser aprovado no PROLIBRAS (foi o melhor trocadilho que
consegui pensar) até porque aquele PROLIBRAS possivelmente
seria o último realizado no Brasil, e de fato foi.

Esse foi o segredo: confiança e método! Mesmo sendo um dos


mais jovens ali fazendo esse teste, confiei na metodologia que
desenvolvi, e não deu em outra: consegui aprovação com nota 19
na primeira fase e 8,7 na fase prática.

Essa foi a prova final que garantiu que meu método é eficaz, e
foi assim que ganhei ainda mais reconhecimento como Professor e
Intérprete de Libras.

O que aconteceu depois


disso?
Pois é! Depois que consegui aprovação nesse exame, trabalhei
como Intérprete em escolas Estaduais, Municipais, no Ensino
Superior privado (Faculdade Maurício de Nassau) e na Central
de Libras – CIL. Fui intérprete em centenas de eventos, dos mais
variados tipos possíveis.
Mesmo bem jovem, conquistei reconhecimento na área,
ganhava muito bem e já tinha alcançado meus objetivos iniciais,
ainda assim senti que me faltava algo.
Eu passava mais tempo com surdos do que com ouvintes
e um dos meus alunos surdos me disse algo que me marcou
profundamente: ele me disse que tinha vontade de conversar com
os colegas de classe, mas ninguém sabia, e o que mais doeu foi
quando ele disse que tinha muita vontade de conversar com os pais
dele, mas só podia conversar comigo porque eu era a única pessoa
que ele conhecia que sabia Libras.

11
Alguns dias depois, uma professora de português que
trabalhava na mesma escola que eu me perguntou onde poderia
fazer um curso para aprender Libras de verdade. Aí surgiu a minha
vontade + Metodologia de Ensinar Libras.
E eu sabia que não tinha, porque eu já havia feito vários cursos,
mas só aprendi porque tive a sorte de encontrar uma comunidade
que fazia o uso da Libras e porque eu desenvolvi uma metodologia
própria de estudos. Então eu pensei: “Vou levar meu método de
aprendizagem para pessoas comuns, adultos, que têm pouco
tempo para estudar e que não têm contato constante com os
surdos, para que essas pessoas também possam se tornar fluentes
e não dependam da sorte”.
Foi exatamente nessa época que criei meu blog, meu canal no
YouTube, meu Instagram e Facebook. Inclusive, todos os dias eu
publico, nesses canais, conteúdos para quem está aprendendo
Libras: novos sinais, frases, dicas de estudos e tudo mais.
E eu fundei o MasterLibras, que é meu programa completo,
on-line e exclusivo, para quem deseja aprender Libras do zero
até chegar ao nível Master, ou mesmo melhorar sua habilidade e
destravar sua fluência na Libras, e para que mais pessoas possam
criar a ponte da comunicação entre o mundo dos ouvintes e o
mundo dos surdos através da Língua Brasileira de Sinais.

Um dos maiores erros ao se aprender


qualquer coisa é pensar que apenas
pessoas com habilidades especiais ou
talentos naturais conseguem aprender.
Pensar dessa forma bloqueia nossa
capacidade de aprendizado. Então meu
conselho é: tenha um bom método de
estudo e sempre mantenha o foco e a
confiança em você mesmo!

12
Introdução
Imagine o seguinte: você está rodeado
de pessoas, todas estão conversando,
movimentam os lábios, gesticulam com
os braços e corpo, estão rindo de algo, mas
você não escuta som algum, não consegue
entender nada. Como se sentiria? Para ser
mais real, é como quando ligamos a TV,
mas não conseguimos ouvir porque está no
mudo. Só que os surdos não têm um controle
com a opção de tirar o “mudo” do mundo.

E se você fosse
surdo?
A realidade é que não somos ninguém
sem a comunicação, pois por meio dela
conseguimos expor nossos pensamentos,
ideias, opiniões, valores, etc. Não conseguir
se comunicar significa não ser entendido,
viver no silêncio da incompreensão e esta,
infelizmente, é a realidade de milhares de
surdos no Brasil. Eles vivem separados
do “mundo dos ouvintes”, sem uma
comunicação direta com seus pais, amigos,
professores... Se relacionam apenas com
uma minoria que sabe o idioma, ou muitas
vezes acabam isolados da sociedade.
Qual solução você considera mais
viável para resolver esse obstáculo da
comunicação entre surdos e ouvintes:
Ensinar o surdo a falar ou nós ouvintes
aprendermos a usar nossas mãos, ou seja,
aprender o idioma dele, a Língua de sinais?

13
A resposta é óbvia, pois a Libras não
é uma confusão de gestos: é um idioma
completo como qualquer língua oral; o que
diferencia é que ela é visual.
Você sabe quantos surdos existem no
Brasil? No último Censo do IBGE no ano de
2010, foram encontradas mais de 10 milhões
de pessoas com deficiência auditiva e surdos
e esses já são dados ultrapassados, ou seja,
esse número aumentou consideravelmente
nos últimos anos. A probabilidade de você
encontrar, trabalhar ou viver com um surdo
hoje é maior do que com estrangeiros. E se
você se encontrar com um surdo no seu local
de trabalho? E se você tiver um aluno ou um
amigo surdo? Como é que se prepara para
essa situação? Apenas quem sabe Libras vai
estar pronto para se comunicar.
A Libras é a chave para várias
oportunidades e possibilidades, não
só no campo profissional (te diferencia
da concorrência), como também em
desenvolvimentos de projetos sociais e
religiosos. Ela traz a inclusão da comunidade
surda e a preservação dessa cultura.
Mas chega de enrolação, vamos ao que
interessa!

Como ser fluente?


Para começar essa jornada, precisamos
estabelecer seus objetivos, pois eles serão
o seu combustível para progredir e aprender
cada vez mais.

14
Qual é
o seu
objetivo ao
aprender
Libras?

Definir um objetivo com a Libras é mais difícil do


que parece. Então, vou te contar uma história que me
ajudou muito a escolher qual seria o meu objetivo ao
aprender Libras.
Já ouviu falar de um grande professor britânico
de matemática do século XIX, chamado Charles
Dodgson? Ele também era um escritor famoso, mas
usava o pseudônimo de Lewis Carroll para escrever
suas várias obras literárias e uma das suas mais
famosas obras provavelmente você já conhece; é o
livro Alice no País das Maravilhas. Mesmo parecendo
um conto infantil, também causa bastante reflexão
em nós adultos e chegou até a ser inspiração para
filmes como Matrix.
Nesta obra, tem uma cena muito clássica que
é quando a Alice está caminhando por um lugar,
completamente perdida, e surge um personagem
muito peculiar, “O Gato”. Ele aparece e desaparece
sem deixar rastros e nessa cena ele tem um diálogo
muito importante com ela.

15
Vou tentar descrever
para você:
Alice está caminhando e avista em cima de uma
árvore o gato. Como ela está perdida, pergunta a ele:
- Senhor, você pode me ajudar?
- Claro. Como que eu posso te ajudar? – O gato
responde.
- Essa estrada aqui, para onde que ela vai?
Nesse momento, o gato faz a grande indagação:
- Para onde é que você quer ir?
Alice responde: - Eu não sei, estou perdida.
Então o gato dá a ela a grande resposta: - Para
quem não sabe para onde vai, qualquer caminho
serve.

16
A grande pergunta na Libras
é: Qual é o seu objetivo?
Aonde você quer chegar? Quando a gente tem
clareza sobre o porquê, o motivo de estar aprendendo
algo (no caso, a Libras), o nosso aprendizado se torna
direcionado e específico. Você fica focado e consegue
medir seu progresso. Senão, qualquer lugar, profissão
e nível de fluência vão servir.

E então, já tem seu objetivo


definido?
Lembrando que o seu objetivo não precisa ser
necessariamente se tornar um intérprete ou professor
de Libras: você tem um leque de opções e diversas
oportunidades que a Libras pode lhe trazer. Algumas
pessoas já têm esses objetivos bem claros, outras
nem sabem que existem inúmeras oportunidades
quando se é fluente.
A fim de lhe ajudar a entender claramente esse
campo, vou falar um pouco sobre as áreas de atuação
de um profissional da Libras. Mesmo se você tiver
aprendendo apenas porque aprecia o idioma, mas não
sabe que carreira seguir futuramente, não se preocupe:
vou lhe ajudar a enxergar mais longe.

Para quem não sabe o


que quer, qualquer nível de
fluência serve.

17
Vejamos algumas oportunidades
bem específicas que a Libras te
proporciona:

1. Intérprete de Libras
educacional
A razão é simples para eu citar essa profissão como
a primeira oportunidade: essa profissão é o Poder! Não
faltam concursos e processos seletivos, o que faltam são
profissionais qualificados.

A profissão de intérprete de Libras está em ascensão,


pois a presença de surdos em ambientes educacionais
é cada vez maior. As pesquisas mostram que a evasão
escolar de surdos vem diminuindo justamente por mais
intérpretes estarem acompanhando os alunos surdos.
Mas a verdade é que muitos surdos ainda são esquecidos
em salas de aula regulares pela carência de intérpretes e
essa é a oportunidade!

Mas e quando todos os surdos já estiverem


acompanhados de intérpretes? As vagas acabam?

Não! Mais surdos entrarão nas escolas e os que


concluíram o ensino regular vão para a faculdade,
especialização, mestrado, etc… é um ciclo sem fim!

Atualmente, você pode ser intérprete educacional


a nível médio ou a nível superior caso tenha alguma
graduação.

18
Áreas de atuação:
• Intérprete em escolas Municipais;
• Intérprete em escolas Estaduais;
• Intérprete em faculdades.

Como se tornar um
Intérprete educacional?
A lei nº 12.319, de 1º de setembro de 2010, que
reconhece a profissão do tradutor e intérprete de Libras,
diz:

Art. 4º A formação profissional do tradutor e intérprete


de Libras - Língua Portuguesa, em nível médio, deve ser
realizada por meio de:
I - cursos de educação profissional reconhecidos pelo
Sistema que os credenciou;
II - cursos de extensão universitária; e
III - cursos de formação continuada promovidos por
instituições de ensino superior e instituições credenciadas
por Secretarias de Educação.
Parágrafo único. A formação de tradutor e intérprete de
Libras pode ser realizada por organizações da sociedade
civil representativas da comunidade surda, desde que
o certificado seja convalidado por uma das instituições
referidas no inciso III.
A melhor forma que eu indico para você trabalhar
como intérprete é através de concurso. Além da
estabilidade profissional, a remuneração também é
melhor.
Como saber das vagas de trabalho para intérpretes?
Recomendo o site https://www.pciconcursos.com.br/1.
1 Site citado apenas como referência, não estamos sendo pagos por essa indicação.

19
2. Intérprete de Libras
em palestras e eventos
Com o crescimento de eventos ao vivo, a necessidade
de intérpretes de Libras para tornar esses eventos
acessíveis aos surdos também aumentou. Saúde,
coaching, Educação, shows, palestras religiosas, televisão,
política, empreendedorismo são apenas alguns exemplos
de eventos que estão em alta com presença certa de
intérpretes de Libras.

Essa inclusive é uma das opções de trabalho


que melhor remunera os profissionais de Libras.
Geralmente, os eventos são revezados por uma equipe
de interpretação, ou seja, no mesmo evento as vagas
para intérprete se multiplicam. Contatos é que fazem
a diferença para começar nessa área: estar no lugar
certo, com as pessoas certas também vai te ajudar a
aproveitar melhor as oportunidades. Recomendo que
você comece com eventos pequenos, faça alguns deles
sem cobrar nada, simplesmente para ganhar experiência.
E à medida que for ganhando performance, você já vai
ter a visibilidade necessária para interpretar em eventos
maiores, sendo pago por isso de forma justa.

3. Intérprete em Central
de Libras – CIL
A CIL (Central de Interpretação em Libras) é onde
os intérpretes de Libras realizam atendimentos para a
comunidade surda, para acompanhá-los em situações
específicas, por exemplo: quando um surdo está doente
e precisa ir ao médico, INSS, banco, Delegacia. Em casos
de processos jurídicos, provas e concursos, a ação de
um Intérprete é solicitada à CIL e eles designam um
Profissional da área para acompanhar o surdo.

20
Eu, inclusive, já trabalhei na CIL da cidade de Parnaíba-
PI (minha cidade de nascimento). Sem dúvida, esse foi
um dos trabalhos que mais aumentou minha bagagem
profissional. Consegui essa vaga através de processo
seletivo com prova teórica e análise curricular.

Você também pode trabalhar na Central de Libras


da sua cidade! Fique atento aos processos seletivos e
concursos da prefeitura da sua região. Para isso, minha
recomendação é que você se prepare para quando a
oportunidade surgir. Você pode fazer isso estudando
pelas provas de concursos anteriores e fazendo cursos
para aumentar sua fluência em Libras e qualificação
curricular.

4. Tradutor de Libras
Vamos imaginar a seguinte situação: uma empresa
deseja transpor um livro, filme, documentário ou um artigo
para Libras. Nesse caso, não basta uma interpretação,
é necessária a tradução. Quem fará esse trabalho será o
Tradutor de Libras: ele vai traduzir na Língua de Sinais e
colocar no mesmo sentimento para que o surdo possa ser
tocado pela mensagem e não apenas entendê-la.
O tradutor analisará estruturas, sentido, expressões
idiomáticas, gírias, tom, sentimento, cada detalhe tanto
da língua fonte quanto da língua alvo. Em outras palavras,
se for um material que está em português, o tradutor
estudará esse conteúdo para transpor da melhor maneira
possível para Libras e vice-versa.
Isso é tradução! O profissional tem acesso ao texto
fonte ou ao texto original, pode fazer análises e pesquisas
nos 2 idiomas para ver qual estrutura melhor se encaixa
no contexto e pode utilizar dicionários e fontes de
pesquisa para aprimorar sua tradução.

21
5. Atuar em Projetos
Sociais e Religiosos
Você poderá realizar projetos sociais e filantrópicos
para a comunidade surda, levar mais educação, mais
cultura, mais entretenimento, ensinar a Libras para surdos
que não tiveram a oportunidade de aprendê-la, e a melhor
forma de você conseguir atingir esse objetivo é através da
fluência em Libras.
“…como ouvirão, se não há quem pregue?”
Romanos 10:14
Sim, esse também pode ser seu objetivo com a Libras:
levar a palavra de Deus para a comunidade surda. Nesse
contexto, você poderá usar a Libras para Cantar louvores,
cultos, fazer reuniões, orações, pregações, diretamente na
língua de sinais e focar no ministério para surdos.
Ou você também pode utilizar projetos sociais para
comunidade surda, projetos de inclusão, educação,
sexualidade, capoeira, ensinar Libras para as famílias dos
surdos, em cursos profissionalizantes, etc. Sem duvidas
será um grande impacto social.

Os surdos têm o direito de ter


acesso à mesma informação que
nós ouvintes temos.

22
6. Professor de Libras
A nível profissional, ensinar Libras é o mais alto degrau.
Sempre recomendo que você passe bastante tempo
interpretando para validar seu aprendizado e aprender
com a prática, para só depois começar a ensinar. Ao
contrário do que muitos pensam, para ensinar num
curso básico, por exemplo, você não pode saber apenas
o básico, na verdade, o professor precisa dominar
muito mais do que o avançado, pois ele está atuando na
formação, na geração de um novo usuário da Língua de
sinais.

Pior do que não ensinar Libras,


é ensinar errado.
Danrley Oliveira

Cursos de Libras
Com a formação necessária, você poderá ser um
Professor de Libras e ministrar cursos presenciais de nível
básico, intermediário ou avançado, minicursos, intensivão,
cursos de extensão em Libras, curso de formação em
diversas instituições

Ensino Superior
Depois que a Libras foi introduzida como disciplina
curricular obrigatória nos cursos de formação de
professores e de fonoaudiologia (Lei nº 10.436, de 24 de
abril de 2002), surgiu a necessidade de profissionais que
atuem no nível Superior.

23
Você pode ser professor de Libras em instituições
públicas e privadas de nível superior e, convenhamos, será
bem remunerado para isso. Os requisitos necessários
variam de acordo com a instituição, mas basicamente
variam de Pós-graduação, especialização, mestrado,
doutorado a PhD (algumas requerem apenas um destes,
ou mais – Leia bem os requisitos necessários no edital
antes de prestar o concurso) .

7. Relacionamento
Saber conversar em Libras: esse é um dos principais
motivos de muitos que se matriculam no meu curso, o
MasterLibras.
Por quê? Porque não necessariamente querem ser
professores ou intérpretes de Libras. Na verdade, eles
querem apenas poder conversar com seus parentes,
amigos, vizinhos, conhecidos ou colegas que são surdos.
Em outros casos, querem conhecer melhor outra pessoa,
ficar, namorar ou casar com um surdo.

8. Qualificação
Profissional
Vamos dizer que você trabalha na área de RH de
uma empresa, cujo foco seja atendimento ao público e
constantemente recebe clientes que são surdos. Eles
vão lá, pedem informações, só que você não sabe se
comunicar e não sabe o que ele está querendo dizer.
Talvez arrisque algumas mímicas e gestos, mas sem
muito sucesso. Exatamente essa situação te motiva
a buscar qualificação, querer melhorar o seu trabalho,
garantir a sua vaga naquele lugar pelo diferencial,
querer atender melhor as pessoas. Este é o seu objetivo:
Qualificação Profissional.

24
Existe um mito de que a Libras só é útil para quem
trabalha na educação. Mas isso não é verdade. A Libras é
de extrema importância em todas as áreas profissionais.
Já parou para pensar, por exemplo, em como um surdo faz
uma consulta a um psicólogo? A dificuldade existe, porque
encontrar um profissional de psicologia que saiba Libras
e que tenha domínio no idioma não é muito simples. Não
estou dizendo que não tenha, mas são poucos.
Para quem tem curiosidade em saber como são
realizadas essas consultas, elas são feitas na presença
de um psicólogo ou um psiquiatra e o paciente. Chama-se
um Intérprete para fazer a intermediação da comunicação,
deixando o surdo que, provavelmente, já não estava
confortável com a situação, ainda um pouco mais travado
e já não vai dizer tantos detalhes de sua condição. Esses
detalhes iriam com certeza influenciar seu tratamento.
Seria muito melhor para o prognóstico desse paciente se
não houvesse a necessidade de um Intérprete, ou seja, se
o próprio profissional da área da saúde fosse capacitado
para atendê-lo em Libras.
Para um advogado de defesa em uma audiência,
por exemplo, utiliza-se um Intérprete, mas quando o
profissional consegue se comunicar diretamente com
o seu cliente surdo, a confiança gerada é infinitamente
maior. O surdo já sente confiança de que ele pode ajudá-lo
a ganhar a causa e isso se torna um diferencial enorme no
mercado.
Você já viajou de avião? Principalmente na primeira
vez, a gente fica preocupado em escutar tudo que a

25
comissária está falando, as informações e instruções de
segurança. Mas e os surdos, como ficam? Na maioria das
vezes, ninguém da equipe a bordo sabe Libras. Se você
fosse surdo, faria uma viagem de avião sozinho? Vale
refletir, pois eles deveriam ter a mesma liberdade que nós.
Em uma das minhas viagens, tive a oportunidade de
conhecer a arena Fonte Nova, e fazendo um tour por lá, a
guia mencionou que estava fazendo um curso de Libras,
porque uma vez um surdo foi lá e ela tinha que apresentar
os lugares, os pontos turísticos, mas ela não sabia como
se comunicar. Então, ela prometeu a si mesma que ia
aprender Libras para aumentar a sua qualificação em seu
trabalho.
Resumindo: não importa a sua profissão; qualifique-se
também em Libras para atender o público surdo tão bem
quanto atende aos ouvintes.
Quando um profissional sabe se comunicar em Libras,
se torna uma referência no mercado e todos os surdos
vão querer contratar seus serviços. Então minha dica para
você é: Aprenda Libras! Sem dúvida vai ser um grande
diferencial.
Coloquei aqui alguns exemplos para você tentar se
encontrar, definir um foco, o seu objetivo, mas existem
inúmeros outros, afinal, os surdos hoje representam
grande parte da população brasileira e precisam ser
atendidos e incluídos em todas as áreas!
O que importa é que você não adquira a Síndrome de
Colombo.
Já ouviu falar dessa síndrome?

26
É o seguinte: Colombo saiu de Portugal sem saber
para onde ele estava indo e chegou no Brasil sem saber
onde estava. Muito cuidado ao aprender Libras sem
saber o porquê de estar aprendendo e ter fluência no
idioma sem saber para que você vai usar. Esse é o pior
erro de todos! Tenha seu objetivo e foque nisso. Então
seu desenvolvimento vai ser mais específico, mais
concentrado e, digamos assim, seu sucesso será mais
rápido.

Com um objetivo em mente e


mantendo o foco, os resultados
serão maiores do que o esperado.
Você pode escolher qual área
quer seguir. Minha dica é: foque
naquela que você mais gosta e
mais se identifica!

27
Erros
comuns no
aprendizado
da Libras

NÃO COMECE PELA


GRAMÁTICA DA LIBRAS
Como foi que você aprendeu o português? Pela
gramática? – Não. Nosso primeiro contato é ouvir e aos
poucos vamos assimilando o significado das palavras e,
com o tempo, entendemos o sentido das frases. Somente
depois de anos, na escola, quando já somos fluentes no
português é que começamos a aprender gramática, e
mesmo assim não é uma tarefa fácil.
Com a Libras não é diferente. Agora você deve estar
se perguntando: “como assim? Nada a ver! Português
é um idioma oral e a Libras é uma língua visual-
espacial”. Simples, o fio comum na aprendizagem de
idiomas é o mesmo, se quer aprender de forma fácil,
comece tendo contato com o idioma, vendo vídeos, se
expondo a ele o máximo possível. A gramática vai ser
absorvida naturalmente e estudá-la deve ser apenas um
complemento, caso contrário vai acabar atrasando seu
aprendizado.

28
Tome como exemplo um jogador de futebol iniciante,
será que ele começa primeiro estudando a anatomia
do corpo, a parte do pé que funciona melhor ou a força
exercida para chutar a bola? Ele estuda toda a física
envolvida para depois aprender a jogar? Não, ele primeiro
joga, observa como os jogadores mais experientes
jogam, aprende com os erros e acertos... é a famosa
aprendizagem experiencional, aprende fazendo, e só
depois é que ele vai entender qual é o melhor ângulo do
chute, a força com que deve chutar e qual drible utilizar.

A gramática deve ser


apenas complemento dos
estudos de Libras! Minha
dica é: use-a para tirar
dúvidas, veja vídeos em
Libras e concentre-se em
fazer naturalmente os sinais
e estruturas de frases sem
ficar questionando o porquê
de tudo.

29
NÃO TENTE DECORAR
LISTA DE SINAIS
ISOLADOS
Se você faz curso de Libras, você sabe do que eu estou
falando. O Professor ensina várias listas de sinais, por
exemplo: sinais dos animais, cores, objetos, verbos...
Você vai conseguir decorar sim, mas nada mais do
que isso. Na hora da prática de verdade, você vai tentar
lembrar das listas de sinais que estudou e vai perceber
que não aprendeu de verdade, vai demorar para lembrar
dos sinais (se lembrar) e ainda vai travar na frente do
surdo. Digo isso com propriedade, porque estudei dessa
forma. Passei muita vergonha, na verdade eu não podia
ver uma vergonha que eu já tava passando na frente dos
surdos.
Depois de ensinar milhares de alunos em todo o Brasil
das mais variadas idades e níveis de conhecimento sobre
a Libras, percebi que uma quantidade considerável dos
alunos que travavam na hora de conversar com surdos
utilizava este método.

Aprender sinais isolados


vai atrasar seus estudos,
então minha dica é: foque
seus estudos em aprender
sinais em contextos.

30
NÃO TRADUZA,
ENTENDA!
Esse é um erro bem comum: tentar traduzir sinal por
sinal, em vez de entender o contexto. Imagine essa cena:
você vê um grupo de surdos sinalizando e tenta traduzir
a conversa – sinal por sinal – primeiro para o Português
para depois entender o sentido, a estrutura da frase.
É comum que muitos utilizem isso como desculpa, “ah
só consigo entender se eu traduzir sinal por sinal para o
português”. Mas não funciona assim. Por exemplo, se
você visse uma frase em Chinês ou em Mandarim, sem
saber nada sobre esse idioma, você não iria conseguir
traduzir. Seria impossível! Agora se você vê uma frase
em Libras e consegue traduzir para o Português, então,
significa que você entendeu.
Você precisa se esforçar, em primeiro lugar, para
entender o sentido diretamente na Língua de Sinais, e não
ficar tentando traduzir sinal por sinal no Português.
Entendendo esse processo, você economiza tempo.
É um vício que pode ser treinado, tendo muito contato
com a Libras, por meio de vídeos, conversa com os surdos,
o importante é perceber quando você estiver traduzindo
tudo ao pé da letra e dizer para si mesmo “Pronto, parei,
vou focar no sentido”. Assim você estará mais pertinho da
fluência.

31
NÃO PERGUNTE
O PORQUÊ DE TUDO
Perguntar o porquê toda hora também vai atrasar o
seu aprendizado na Libras. Na sua infância, ao aprender
o Português, você ouvia as conversas e não ficava
perguntando o porquê de tudo, apenas observava e
aprendia o idioma, depois repetia as palavras. Com a
Libras é a mesma coisa! Não precisa ficar perguntando
o porquê disso ou daquilo, querendo saber todos os
detalhes.
Por exemplo, quando um americano começa a
aprender o Português, ele não fica perguntando o porquê
das pronúncias, apenas vai repetindo as palavras que ouve
e treina a conversação com outros. No estudo da Libras,
assim como no Português, tem regras que não têm um
motivo específico, então apenas deixe o seu aprendizado
fluir naturalmente.

Mantenha o foco em
absorver a Libras, não se
apresse com os resultados.
Libras é uma Língua como
todas as outras, precisa ter
paciência para aprender.

32
O Passo a
Passo de
Estudos até
a Fluência
na Libras

Por muitos anos, eu estudei com métodos tradicionais


que não davam resultados e acabavam me confundindo
ainda mais. Foi a partir disso que desenvolvi o meu
próprio método de aprendizagem na Libras. O que eu
vou compartilhar agora com você são meus segredos de
estudos, para que você consiga atingir seus objetivos com
a Libras e possa ser fluente.

Passo nº 1
Estude todos os dias!
Não se contente em estudar apenas uma ou duas
vezes por semana, como acontece em cursos tradicionais,
ou estudar várias horas seguidas apenas aos finais de
semana, porque não adianta. Você precisa criar o hábito
de estudar pelo menos de 30 minutos a uma hora por
dia. Você vai ver que, em 30 dias, a sua habilidade terá se
desenvolvido bem mais do que estudando longas horas
poucas vezes por semana.
O importante é não deixar de estudar todos os dias!
Tempo é uma questão de prioridade. Mesmo se você já

33
tiver curso ou certificado, não se contente com o que já
sabe, não confie se já estudou muito. Continue estudando
técnicas novas, sinais novos, variações, contextos
variados. Tem um ditado popular muito verdadeiro que diz
que a repetição é a mãe da retenção. Então estude todos
os dias.

A Libras é como um instrumento, se não treinar


todos os dias, não fica bom e se parar de treinar,
você perde a habilidade!

Passo nº 2
Foque seus estudos
na compreensão da
sinalização!
Para ter domínio da Libras você precisa desenvolver 5
competências, que são:

34
1 - Compreensão dos Sinais
• Ver e entender o que está sendo sinalizado

2 - Sinalização
• Forma como você sinaliza

3 - Escrita de Sinais
• Signwriting

4 - Leitura do signwriting
• Leitura das glosas
(sinais escritos)

5 - Interpretação
Português > Libras
Libras > Português

Dessas cinco habilidades, a sinalização é a que todos querem


desenvolver logo, mas isso é um erro e talvez ninguém tenha te
dito. Não comece seus estudos focando nessa habilidade: é como
querer correr antes mesmo de começar a andar, você vai cair!
O foco dos seus estudos precisa ser na primeira competência, a
compreensão dos sinais. Quando você vê um vídeo 100% em Libras
e entende, vê duas pessoas sinalizando e consegue entender, aí sim
você está evoluindo de verdade.

35
Se você direcionar seus estudos nessa habilidade, por incrível
que pareça, a sua sinalização – a reprodução dos seus sinais – vai
ser mais natural e melhor. Por quê? Porque você absorveu bastante
conteúdo em Libras, viu a forma como as pessoas sinalizam, os
diferentes contextos, absorveu tanto que sinalizar vai ser uma
consequência.
Se concentre em compreender os sinais, foque seus estudos
nessa competência. Se você estudar todos os dias e focar na
compreensão dos sinais, o seu domínio da Libras vai decolar e você
vai conseguir uma sinalização mais natural.

Estudar Libras de forma


desorganizada prejudica seu
aprendizado. Então minha dica
é: estude seguindo um bom
método e com a orientação de
um profissional. Dessa forma,
você chegará à fluência mais
rapidamente.

36
Passo nº 3
Torne seus estudos de
Libras um hábito, um
hobby!
Vamos supor que você goste de jogar futebol depois do
trabalho, este é seu hobby. Você não chega do trabalho e pensa:
“ah poxa! Eu tenho que ir jogar futebol de novo!”. Não! Já é natural,
faz parte da sua rotina. Estudar Libras tem que ser da mesma
forma, algo que faça parte do seu dia a dia, então seu cérebro irá
acostumar com isso.

Estudar Libras deve ser algo


prazeroso, assim você fará com
naturalidade. Não seja um apaixonado
pela Libras, a paixão é passageira.
Em vez disso, AME a Libras, pois
quando existe amor você se torna mais
flexível, entende melhor as variações
do idioma, aprende mais e, por
consequência, não desiste.

Esse era o segredo dos maiores Professores, Intérpretes e


Poliglotas do mundo: eles faziam dos seus estudos um hábito, uma
coisa que eles realmente gostavam de fazer. Você também pode
desenvolver isso.

37
Passo nº 4
Não supervalorize a sua
sinalização
Um conselho que eu dou para todos os meus alunos e agora
estou dizendo para você é: não adianta ficar neurótico pensando
que tem que sinalizar perfeitamente, ser o melhor logo de início.
Também não se compare com outros. Não precisa ter pressa.
Muitos professores querem que seus alunos desenvolvam uma
sinalização perfeita. Essa expectativa acaba forçando a pessoa,
porque o professor já tem domínio na Libras, sinaliza bem, e o
aluno ainda está aprendendo. Isso pode gerar constrangimento e
vergonha. A aprendizagem deixa de ser prazerosa.
Talvez você se pergunte: “Vou sinalizar igual aos surdos?”. Bom,
você não precisa ser melhor do que eles, ainda mais no início: se
concentre em você!

Passo nº 5
Tenha Paciência!
Ter paciência é fundamental. Não se consegue a fluência de
uma hora para a outra. E a Libras é um idioma como qualquer outro,
leva tempo para aprender. Eu diria que se você tiver uma boa rotina
de estudos, leva em média seis meses a um ano para ter habilidade.
O interessante é você não pensar no quanto falta para chegar à
fluência, mas olhar para trás e ver o quanto já progrediu desde que
começou.

O problema mais comum de quem


está iniciando os estudos em Libras é
focar no “que” está aprendendo, porque
quer resultados imediatos, e esquecer do
“como” aprender. Por isso, a paciência é
fundamental! 38
Como
aprender
Libras
O Método
Master!

O segredo para
aprender a Língua de
sinais é:
CONTATO REGULAR COM A LIBRAS.
Eu dividi o meu método em três etapas para ficar mais
simples e didático. Vou descrever exatamente como
funciona.

Etapa 01 – Vídeo em Libras


Você precisa de um vídeo em Libras, mas não pode
ser qualquer tipo de vídeo, tem que ser um vídeo de boa
qualidade, com alguém que sinaliza bem, que seja fluente.
Caso contrário, se a pessoa não sinalizar tão bem assim,
você pode ficar confuso ou até aprender errado.

Etapa 02 – Explicação
Na segunda etapa, você vai precisar de uma
explicação.

39
Como assim?
Na primeira etapa do método, você assiste o vídeo
em Libras, na segunda, você precisa que alguém explique
em detalhes cada sinal, como se aplica no contexto, o
que poderia significar, alguém que lhe sirva como tutor,
para que você entenda como utilizar os sinais dentro de
contextos variados.
Nessa segunda etapa, também cabe aquele mesmo
princípio: “alguém que seja fluente, que entenda muito
bem a Libras, para que você aprenda da forma correta”.
Por muito tempo apliquei somente essas duas etapas
do método: colocava um vídeo em Libras e ia explicando
o que significava aquela frase, comparando os sinais com
as palavras no português. Só que eu percebi que estava
faltando alguma coisa para os alunos avançarem ainda
mais: conseguir reter o conteúdo do vídeo em Libras.
Assim surgiu a terceira etapa, que encerra o método
com chave de ouro.

Mini aula
Exclusiva

Clique e veja!

40
Etapa 03 – Tradução
Como funciona essa tradução?
Você coloca o mesmo vídeo que utilizou na primeira
etapa, vê a explicação de cada sinal e, por fim, você conclui
com uma tradução simultânea, ou seja, o vídeo em Libras
vai ser acompanhado pela tradução simultânea em voz.
Esse processo se chama aprendizagem por associação:
o seu cérebro assimila o sinal na Libras e relaciona com
a tradução no Português. Dessa forma, aquele vídeo em
que antes você entendia apenas alguns sinais ou nenhum
deles vai ficando claro na sua mente e, em pouco tempo,
você vai conseguir entender uma grande variedade de
sinais em Libras.
Vídeo em Libras
Explicação do Vídeo
Vídeo e Tradução (simultâneos)
Resumindo, você precisa:
• de um vídeo em Libras de boa qualidade;
• da explicação do vídeo;
• da tradução simultânea.
Quando concluir as três etapas do método, você vai
conseguir entender com clareza, os sinais começarão a
fazer sentido e sua sinalização será mais natural. Se tiver
uma rotina, o seu cérebro vai se acostumar com o idioma.
Quanto mais contato tiver, maior será seu vocabulário. Se
em apenas um vídeo, você consegue aprender bastante,
imagina utilizando esse método todos os dias com
vídeos mais longos e contextos mais avançados?! Seu
aprendizado será muito mais eficaz.

41
Colocar em prática essa metodologia nos seus
estudos diários vai te ajudar a ficar fluente mais
rapidamente. E se você já sabe Libras ou já estuda há
algum tempo? Também vai ser útil para você, pois vai te
ajudar a ser um profissional diferenciado na sua área de
atuação, a estar sempre progredindo.

Não pare! Tem sempre algo


mais que você pode aprender ou
melhorar. Continue focando nos
seus estudos e sempre utilize um
bom método.

42
Mutiplique
em até 5x seu
vocabulário.
Como?

Depois de aprender como estudar, você só precisará


aumentar mais e mais o seu vocabulário. Como fazer isso
sem decorar as listas de sinais que eu citei aqui?
Existe uma técnica muito simples desenvolvida por
mim, que se você usar vai aumentar seu vocabulário
em até 5 vezes, e se aplica a qualquer pessoa, desde o
iniciante até quem já é fluente. É a técnica dos Padrões!
Vou te explicar como é. Troque os sinais na frase por
outros sinais com significado diferente (sinônimos ou
antônimos).
Por exemplo, na frase: hoje faculdade vou!

amanhã médico passear


ontem prova visitar
anteontem shopping conhecer

43
Hoje: Pode substituir por amanhã, ontem, anteontem
(advérbio de tempo).
Faculdade: Pode substituir por médico, prova, shopping
(substantivo).
Vou (ir): Pode substituir por passear, visitar, conhecer
(verbo).
A substituição do sinal de faculdade por médico ou
prova também muda o contexto. Note que a substituição é
feita pelas mesmas classes de palavras. Se substituir pela
palavra prova (substantivo), poderá trocar o verbo ir pelo
responder, criando assim a frase: hoje prova responder!
No meio da frase, colocaria eu e então ficaria: hoje eu
prova responder.
À medida que você for trocando palavras e montando
frases, novas combinações vão surgindo, porque elas são
infinitas dentro do idioma, então você aprende cada vez
mais.
Sinais básicos + Combinações = Infinitas possibilidades
de frases
Durante esse processo, você vai começar a perceber
que o “tempo” normalmente vem no começo e a “ação”
vem no final da frase. Você vai começar a criar mais
frases, absorvendo isso naturalmente, e é nesse
momento que o seu vocabulário começa a aumentar.
Nesse ponto, você poderá usar os aplicativos como o
Handtalk, Prodeaf, dicionários on-line, dicionário da UFSC.
Treinando dessa forma, você vai conseguir gravar vários
sinais, em diferentes contextos.
Se fossem só sinais isolados em colunas de
substantivo, verbo, adjetivo, advérbio de tempo – você não
ia aprender. Mas como estão ligados a um contexto, fica
muito mais fácil de memorizar e absorver. Isso porque seu
cérebro já se acostumou com a criação de novos padrões.

44
“Ah, mas eu já sou intérprete, isso é muito fácil pra
mim, e aí?”. Faça esse padrão com sinais mais avançados,
por exemplo, a frase: O Presidente do Brasil sofreu
um impeachment. Troque esses padrões por classes
de palavras semelhantes, crie frases extensas e mais
planejadas, com detalhes. Tudo isso vai lhe servir como
um dicionário mental, que você pode utilizar em várias
outras conversações.
Você precisa entender que o seu conhecimento na
Libras é como um músculo: precisa ser exercitado, senão
ele atrofia. Então não esqueça de exercitar os sinais que
você está aprendendo.
É interessante que, como professor, pude observar
que alguns alunos aprendem mais rápido do que outros,
então siga seus estudos no seu próprio ritmo. Você pode
começar aos poucos e ir aumentando a quantidade de
acordo com o seu desenvolvimento.

45
Não compare seu desenvolvimento
na Libras com outros. Você é o seu
maior adversário. Seja mais fluente do
que ontem.

46
Os 3 Níveis
de um
Profissional

Você quer ser um


profissional ou um
amador na área de
Libras?
Eu tenho certeza que você respondeu que deseja se
tornar um profissional.
Mas, para se tornar um profissional de Libras,
primeiramente você precisa entender os três níveis do
desenvolvimento na Língua brasileira de sinais. De uma
forma mais fácil, existe um gráfico que simplifica essas três
etapas, os três níveis de um profissional de Libras.
M
S
I
Fluência

Inicial

Suficiente

Master

Tempo
Na vertical, temos o que todo mundo deseja: a fluência.
O que todo mundo quer é entender o que os surdos
sinalizam, compreender uma palestra em Libras sem
precisar de tradução e legenda.
E na horizontal é o tempo que você leva para chegar lá,
atingir a fluência.
Vou te dar um exemplo para ficar mais claro.
Imagina que o Léo começou a praticar musculação. O
desenvolvimento dele não vai ser numa “vertical” (rápido
e instantâneo), porque embora ele mantenha a rotina
de exercícios com uma boa alimentação, os resultados
(nesse caso, ganho muscular) não serão evidentes, logo
de início, a curto prazo. Nessa fase que eu chamo de
inicial, ele precisa se esforçar muito, e vai sentir muitas
dores durante e após o treino, mas mesmo assim pouco
resultado será aparente. E é justamente por não ver os
resultados logo de início que o Léo pode desistir.
Fluência

M
S
I

Tempo

Na verdade, a progressão do Léo será numa espécie de


exponencial (prolongada, a longo prazo) e à medida que
ele mantém a rotina de treinos, continua se esforçando,
aumentando os pesos, alinhando tudo isso a uma boa
alimentação para que os resultados comecem a se
tornar aparentes. Os músculos se desenvolvem, a força
aumenta e agora as pessoas ao redor dele já percebem

48
sua evolução. O Léo sente que valeu a pena o esforço e
que já obteve os resultados dos treinos e ele já se sente
bem com o seu próprio corpo. Nessa fase, que eu chamo
de suficiente, ele continua se esforçando bastante, mas
os resultados vêm na mesma medida, proporcionais ao
esforço dele, e ele tem a opção de parar tranquilamente
nessa fase.
Fluência

M
S
I

Tempo

Mas o Léo quer ir além! Ele sabe que pode melhorar,


que pode crescer mais e não quer ficar na média, pois
ele sabe que, se ficar nesse nível, pode facilmente cair
na acomodação e voltar pro nível de iniciante. Sabendo
disso, o Léo continua focado nos treinos, mantendo
sua alimentação, só que agora ele procura orientação
profissional (médico, nutricionista e um educador físico)
e começa a utilizar suplementos para potencializar seus
ganhos musculares.
Depois de alguns meses, ele já está num outro nível. O
seu corpo está muito mais forte, resistente e ele não mais
corre o risco de voltar pro nível iniciante. Ele treina em
menos tempo, mas consegue mais ganhos, ou seja, ele
passou pelas 3 fases do desenvolvimento e agora ele está
na terceira fase, que eu chamo de Master.

49
O que isso tem
a ver com o seu
desenvolvimento
na Libras?
Tudo!
Quando você começa a aprender Libras, você pensa
que vai progredir rápido, com resultados imediatos, só que
não é assim que as coisas funcionam. O desenvolvimento
da sua fluência não é uma reta, e sim um crescimento
exponencial.
E o que seria um crescimento exponencial?
Vamos recapitular as 3 fases, aplicando cada uma
delas ao desenvolvimento da sua fluência em Libras

Fase Inicial!
Nessa fase, o seu esforço será bem maior do que seus
resultados, como assim?
Você vai ter dificuldades de memorizar os sinais e seus
significados, vai esquecer e, para conseguir memorizar
de uma vez por todas, vai precisar rever e rever esse sinal
várias vezes. Isso vai “doer”, na verdade, vai cansar, pelo
simples fato de você não ter se acostumado com a fase
inicial. Mas tá tudo bem, isso é normal nessa fase inicial,
porque o seu cérebro está se acostumando com um novo
idioma, a Libras. E é exatamente nessa fase que muita
gente desiste de aprender Libras, porque acha que “a
Libras é muito difícil”, mas na verdade é você que ainda
não saiu da fase inicial do desenvolvimento da fluência.

50
Conseguiu entender até aqui?
Ótimo, vamos continuar nossa linha de raciocínio.
O imediatismo será seu principal inimigo. No início,
você começa com aquela paixão intensa pela Libras, se
esforça para aprender, mas, por não ver fluência ainda,
acaba desistindo.
Outra coisa que seu cérebro faz: terceirizar a culpa,
colocar a culpa em outra pessoa, por exemplo: “não tenho
habilidades nas mãos para fazer sinais, não tenho tempo,
bla blá blá”. E isso faz com que você desista, antes mesmo
de começar a aprender.
Uma pesquisa feita sobre isso descobriu que o nosso
cérebro desiste primeiro do que o corpo e ele faz isso para
que possamos guardar energia. Ou seja, quando algo é
cansativo e ameaça a nossa “bateria” interna, o cérebro
ativa barreiras de proteção ou ativa nosso “modo economia
de energia”, só que ainda nos resta 40% de energia para
gastar.
É essa a fase em que a maioria desiste. Só que você
não é a maioria, então aproveite essa fase inicial para
comemorar as pequenas vitórias.
Como assim? Por exemplo: Você encontrou um surdo
e ele fez o sinal de “bom dia”, “boa tarde” ou “boa noite” e
você conseguiu entender. Você não sabia nada antes, mas
conseguiu entender, e conseguiu responder à pergunta
de volta, ele perguntou seu nome e seu sinal e você
respondeu! Você se comunicou em Libras. Essas são
pequenas vitórias e você precisa comemorar isso, ficar
feliz com seu progresso. Acredite: essas pequenas vitórias
fazem muita diferença. Em outras palavras, cada sinal
novo que você aprende e entende vai te ajudar a continuar
aprendendo mais e mais.
Sua fluência em Libras é construída com pequenas
vitórias!

51
Fase Suficiente!
A segunda fase do seu desenvolvimento, para você ser
um profissional na Libras, é a fase Suficiente. Aqui você
não tem mais tanta dificuldade de memorizar os sinais,
você já entende com facilidade os surdos e consegue
se comunicar de volta. Os surdos te entendem e você
entende os surdos.
Vídeos em Libras você também compreende e,
mesmo quando encontra um sinal que não sabe o que
significa, você consegue entender o sentido pelo contexto.
Podemos dizer que você atingiu a fluência nível I na Libras.
Nessa fase, o seu nível de resultado (podemos chamar
também de aprendizado) é proporcional ao seu esforço
(podemos chamar de tempo de estudos). É aqui que
muita gente para, pois já atingiu a fluência e consegue
entender bem os surdos, talvez você até já seja professora
ou professor de Libras, já consiga dar aulas e transmitir
aquilo que aprendeu. Ótimo, esse é o nível Suficiente!

Fase Master!
A terceira fase a gente pode chamar de fase Master!
Essa fase é o Poder, a fase de mestre, mas não aqueles
mestres que têm mestrado. Na verdade, segundo o
dicionário, mestre é:
1. pessoa dotada de excepcional saber, competência,
talento em qualquer ciência ou arte.
2. indivíduo que ensina.
É essa fase que é simplesmente o topo para você que é
profissional. Por quê?
Assim como na musculação, você precisa de menos
esforço nos seus estudos, menos tempo para aprender
mais. Você precisa se esforçar menos para conseguir

52
trabalhos na área porque você já tem fluência avançada,
consegue interpretar desde os assuntos mais básicos
aos mais avançados. Se é professor de Libras, consegue
encantar os alunos com seu método de ensino, e com
tudo isso as pessoas querem contratar você. Elas querem
que você seja o intérprete no evento delas, que você seja o
professor de Libras delas, te ligam para te contratar e você
já pode escolher quais convites vai aceitar ou não.
Só que é bom lembrar que, nessa fase aqui, você
não vai ser o melhor de todos, mas você vai ser um
excelente profissional, vai se destacar por seu talento que
é resultado da sua persistência e esforço. As pessoas
vão gostar de ter você ali no meio delas, vão preferir você
porque já chegou no nível Master.
O que te levou pro nível de fluência que você está hoje
não é o que vai te levar pro próximo nível.
Você precisa entender claramente cada uma dessas
fases: cada uma delas leva um tempo diferente de pessoa
para pessoa, por isso você não deve comparar o seu
desenvolvimento em Libras com o dos seus colegas.
E é justamente para essa fase Master que eu preparo
meus alunos dentro do meu programa fechado, completo
e on-line, o MasterLibras. Nele, eu treino meus alunos a
sair do zero de conhecimento em Libras a chegar ao nível
Master de fluência em Libras. Para quem já fez cursos
de Libras e mesmo assim não conseguiu habilidade
suficiente para conseguir conversar com os surdos sem
travar nem esquecer dos sinais, e ainda tá muito longe
de conseguir interpretar, nós fazemos um treinamento
focado em destravar sua fluência. O melhor de tudo é que
você pode acessar o MasterLibras do conforto da sua
casa, pois o treinamento é 100% on-line.

53
De tempos em tempos, abrimos novas turmas
do MasterLibras. No momento, as matrículas estão
encerradas... só se você tiver muita sorte mesmo para
ter baixado esse e-book no período em que as matrículas
estavam abertas. Clique aqui para tentar sua sorte
Para finalizar, tenho uma pergunta para te fazer: em
qual dessas três fases de desenvolvimento de fluência em
Libras você está? Qual desses níveis você quer chegar? Se
o seu objetivo é chegar no nível Master, você vai precisar
de três ingredientes
- Um método eficiente;
- Um material completo e adequado ao método;
- Dedicação e perseverança para alcançar seus
objetivos com a Libras

54
A Libras é boa
demais para você
desistir assim
tão fácil…
As minhas mãos gritam, mas a
maioria não escuta!
A pergunta é: “Você consegue
escutar e respondê-las?”

Do seu Professor e Amigo,


Danrley Oliveira!

56
DANRLEY OLIVEIRA