Sunteți pe pagina 1din 5

O cão está doente, ou então, Ele está doente.

MORFOLOGIA: Classes gramaticais: PRONOMES


A palavra ele designa o que chamamos de 3ª pessoa
gramatical, isto é, a pessoa, o ser a respeito de quem se fala.
1. Definição__________________________________________
As palavras eu, nós, tu, vós, ele, eles, são, nas frases
Leia com atenção a frase abaixo:
analisadas, exemplos de pronomes pessoais.
Pedro deitou tarde. Pedro ainda dormia quando, de
Podemos concluir, então, que pronomes pessoais são aqueles
manhã, a mãe de Pedro chamou Pedro.
que substituem os nomes e representam as pessoas gramaticais.
Como você observou, a frase apresenta uma repetição do
Como você viu, as pessoas gramaticais são três:
nome, do substantivo Pedro. Essa repetição torna a frase bastante
• 1ª pessoa (a que fala): eu, nós
incomum para nós, torna-se até mesmo meio esquisita. Mas...
como evitar essa repetição? A repetição pode ser evitada se • 2ª pessoa (com quem se fala): tu, vós
trocarmos a palavra Pedro por outras que a substituam • 3ª pessoa (de quem se fala): ele(s), ela(s).
adequadamente. Assim:
Pedro deitou tarde. Ele ainda dormia quando, de manhã, Quadro dos pronomes pessoais
sua mãe chamou-o. caso oblíquo (outras funções)
caso reto
Observe, então, que as palavras ele, sua e o estão (sujeito) átonos tônicos
substituindo o substantivo, o nome Pedro. Elas estão no lugar do (s/ preposição) (c/ preposição)
nome. Elas são pronomes. Singular: eu, me, mim, comigo
Podermos dizer, portanto, que: tu te, ti, contigo
Pronomes são palavras que representam (substituem um ele(a) se, o,a, lhe si, consigo, ele, ela
substantivo), ou o acompanham, limitando sua significação.
Outro exemplo de pronomes: Plural : nós, nos, nós, conosco
Marcos, encontrei tua caneta no chão, mas não a vós, vos, vós, convosco
apanhei, pois ela estava quebrada.a. eles(as) se, os,as, lhes si, consigo, eles,elas
Tua de marcos a, ela caneta Observações
1. Um pronome pessoal é pronome reto quando exerce a função
2. Pronomes substantivos e pronomes adjetivos____________ de sujeito da oração e é um pronome oblíquo quando exerce uma
Quando um pronome é empregado junto de um substantivo, função de complemento, isto é, uma função que não seja a de
ele é chamado de pronome adjetivo e quando um pronome sujeito da oração. Exemplos: Ela pediu ajuda para nós. => Ela:
aparece isolado, sozinho na frase, ele é chamado de pronome pronome reto (funciona como sujeito), nós: pronome oblíquo
substantivo. (não funciona como sujeito)
Ex: Alguém pode adivinhar nossas vontades? Nós jamais a prejudicamos. => Nós: pronome reto (sujeito),
Alguém pronome substantivo (pois está sozinho) a: pronome oblíquo (não-sujeito)
nossas pronome adjetivo (pois está junto do substantivo
vontades) 2. Os pronomes oblíquos átonos nunca aparecem precedidos de
Encontrei tua caneta mas não a apanhei. preposição. Ex.: A vida me ensina a ser realista.
/
tua pronome adjetivo pron. obl. Átono
a pronome substantivo
3. Os pronomes oblíquos tônicos sempre aparecem precedidos de
Exercício
preposição. Ex.: Ela jamais iria sem mim.
1 Coloque: (1) pronome substantivo (2) pronome adjetivo / /
a) Estas montanhas escondem tesouros. ( ) prep. pron. obl. Tônico
b) Aquilo jamais se repetirá. ( )
4. Os pronomes oblíquos tônicos, quando precedidos da
c) Qualquer pessoa o ajudaria. ( )
preposição com, combinam-se com ela, originando as formas:
d) Nossa esperança é que ele volte. ( )
comigo, contigo, consigo, conosco, convosco.

3. Classificação dos pronomes___________________________ 3.1.1. Emprego dos pronomes pessoais.___________________


Os pronomes classificam-se em: A) Os pronomes oblíquos me, nos, te, vos, e se podem indicar
• pessoais • demonstrativos • interrogativos que a ação praticada pelo sujeito reflete-se no próprio sujeito.
• possessivos • indefinidos • relativos Nas frases em que isso ocorre, tais pronomes são chamados
pronomes reflexivos. Ex.: Eu me machuquei. me (= a mim
mesmo) pronome reflexivo.
PRONOMES PESSOAIS:
B) Os pronomes oblíquos si e consigo são sempre reflexivos.
Vamos supor que a Márcia esteja com fome e que ela queira
Ex.: Márcia só pensa em si. (= pensa nela mesma)
contar isso para uma outra pessoa que a esteja ouvindo. É claro
Ele trouxe consigo o livro. (= com ele mesmo)
que, numa situação normal de comunicação, não usaria a frase
Note, portanto, que frases como as exemplificadas a seguir são
Márcia está com fome e sim a frase:
gramaticalmente incorretas.
Eu estou com fome.
Marcos, eu preciso falar consigo. (erro)
A palavra eu designa o que chamamos de 1ª pessoa
Eu gosto muito de si, minha amiga. (erro)
gramatical, isto é, a pessoa que fala.
Se, no entanto, fosse mais de uma pessoa que estivesse com C) Os pronomes oblíquos nos,vos, e se, quando significam um ao
fome, uma delas poderia falar assim: outro, indicam a reciprocidade (troca) da ação. Nesse caso são
Nós estamos com fome. chamados de pronomes reflexivos recíprocos. Ex.: Os jogadores
Vamos supor, agora, que Márcia esteja conversando com um se abraçavam após o gol. Onde: se (= um ao outro)
amigo e queira saber se tal amigo está com fome. Ela, então, pronome reflex. recíproco.
usaria a seguinte frase:
D) Eu X mim: eu (pronome reto) só pode funcionar como
Tu estás com fome? (ou: Você está com fome?)
sujeito, enquanto mim (pronome oblíquo) só pode funcionar
A palavra Tu (você) designa o que chamamos de 2ª pessoa
como complemento, nunca como sujeito. Daí termos frases
gramatical, isto é, a pessoa com quem se fala.
como: Ela trouxe o livro para eu ler. (correto)
Se, por outro lado, Márcia estiver conversando com mais de
/
uma pessoa e quiser saber se elas estão com fome, falará assim:
Sujeito
Vós estais com fome? (ou: Vocês estão com fome?)
Ela trouxe o livro para mim. (correto)
Vamos imaginar, agora, que Marica esteja conversando com
/
um amigo e queira afirmar que o cão que acompanha esse amigo
Não pode ser sujeito
está doente. Ela pode se expressar assim:
Ela trouxe o livro para mim ler. (errado) A respeito das frases anteriores assinale a afirmação correta:
/ a) A frase I está certa, pois a preposição para exige o pronome
Não pode ser sujeito oblíquo mim.
E) Entre todos os pronomes pessoais somente os pronomes eu e b) A frase II está certa, pois sujeito de ler. Deve ser o pronome do
tu não podem ser pronomes oblíquos (reveja o quadro). Esses caso reto eu.
dois pronomes só podem exercer a função de sujeito da oração. c) A frase está certa, pois mim é objeto direto de deu.
Nas frases em que não for para exercer a função de sujeito, tais d) A frase II está certa, pois para exige o pronome do caso reto
pronomes devem ser substituídos pelos seus pronomes oblíquos eu.
correspondentes. e) Ambas as frases estão corretas,pois a preposição para pode
Eu me, mim; Tu te, ti. exigir tanto a forma mim quando a forma eu.
Ex.: Eu e ela iremos ao jogo. (correto) 8 Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal:
/ a) Nada mais há entre mim e ti.
Sujeito b) Nada mais há entre eu e ti.
Uma briga aconteceu entre mim e ti. (correto) c) Nada mais há entre mim e ele.
/ / d) Nada mais há entre ele e você.
Sujeito não-sujeito e) Nada mais há entre ele e ela.
Não houve nada entre eu e ela. (errado) 9 Era para ... falar ... ontem, mas não ... encontrei em parte alguma.
Não houve nada entre mim e ela. (correto) a) mim – consigo – o
b) eu – com ele – lhe
3.1.2. Pronomes pessoais de tratamento__________________ c) mim – consigo – lhe
Os pronomes de tratamento são pronomes pessoais usados d) mim – consigo – te
no tratamento cerimonioso e cortês entre pessoas. Os principais e) eu – com ele – o
pronomes de tratamento são:
pronome de tratamento usado para 3.2. Pronomes possessivos______________________________
Vossa Alteza (V.A.) Príncipe, Duques Pronomes possessivos são aqueles que se referem às três
Vossa Majestade (V.M.) Reis pessoas gramaticais (1ª, 2ª, 3ª,), indicando o que cabe ou pertence
Vossa Santidade (V.S.) Papas a elas. Ex.: Tuas opiniões são iguais às minhas.
Vossa Eminência (V.Emª.) Cardeais tuas: pronome possessivo correspondente à 2ª pessoa do singular
Vossa Excelência (V.Exª.) Autoridades em geral (tu)
minhas: pronome possessivo correspondente à 1ª pessoa do
Ver Manual de Redação da Presidência da República, para usos
singular (eu)
conforme normas de redação oficial.
É importante que você fixe bem que há uma relação entre os
Observação
pronomes possessivos e os pronomes pessoais. Observe
• Existem, para os pronomes de tratamento, duas formas
atentamente o quadro abaixo:
distintas: Vossa (Majestade, Excelência, etc.) e Sua
(Majestade, Excelência etc.). Você deve usar a forma Vossa pronomes pessoais pronomes possessivos
quando estiver falando com a própria pessoa e usar a forma
eu meu, minha, meus, minhas
Sua quando estiver falando a respeito da pessoa. Ex.: Vossa
tu teu, tua, teus, tuas
Majestade é cruel. (falando com o rei)
ele seu, sua, seus, suas
Sua Majestade é cruel. (falando a respeito do rei)
nós nosso, nossa, nossos, nossas
Exercícios
2 Indique a alternativa em que o pronome oblíquo é reflexivo: vós vosso, vossa, vossos, vossas
a) Todos me ajudaram muito. eles seu, sua, seus, suas
b) Eu me machuquei com a faca.
c) Assim tu o prejudicas. 3.2.1. Emprego dos pronomes possessivos_________________
d) Eu te direi a verdade. A) Quando são usados pronomes de tratamento (V.Sª, V.Excia.
3 Explique a ambigüidade (duplo sentido) da frase: etc.), o pronome possessivo deve ficar na 3ª pessoa (do singular
Márcia e Tereza se enganaram. ou do plural) e não na 2ª pessoa do plural.
Ex.: Vossa Majestade depende de seu povo.
4 Complete com eu ou mim: / /
a) Eles chegarão antes de ...... Pron. Tratamento 3ª pessoa
b) Há algum trabalho para ... fazer? Vossas Majestades confiam em seus conselheiros?
c) Há algum trabalho para ...? / /
d) Ela pediu para ... corrigir as provas. Pron. Tratamento 3ª pessoa
e) Para..., viajar de trem é uma aventura. B) Os pronomes possessivos seu(s) e sua(s) podem se referir
f) Para... ser o campeão, precisarei me preparar muito bem. tanto à 2ª pessoa (pessoa com quem se fala), como à 3ª pessoa
(pessoa de quem se fala).
5 Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes Ex.: Sua casa foi vendida (sua = de você)
pessoais: Sua casa foi vendida (sua = dele, dela)
a) Você não pode ir sem eu. Essa dupla possibilidade de uso de tais pronomes pode gerar
b) Meu amigo, o diretor quer falar consigo. ambigüidade ou frases com duplo sentido. Quando isso ocorrer,
c) Entre eu e tu não há inimizade. você deve procurar trocar os pronomes seu(s) e sua(s) por dele(s)
d) Era para mim encontrar a solução do problema. ou dela(s), a fim de tornar a frase mais clara.
e) Para mim, jogar futebol é a melhor diversão. C) Os pronomes seu(s) e sua(s) são usados tanto para 3ª pessoa
do singular como para a 3ª pessoa do plural (confira tal afirmação
6 Reescreva as frases abaixo, corrigindo-as quanto ao emprego
dos pronomes pessoais:
no quadro acima).
a) Quando eu voltar da viagem, trarei para si um lindo presente. D) Os pronomes possessivos podem, em muitos casos, ser
b) É melhor nós nos separamos, porque não há mais amor entre substituídos por pronomes oblíquos equivalentes.
eu e tu. Ex.: A chuva molha-me o rosto (= molha meu rosto).
c) Se é para mim ficar lá, quero ser recompensado. Exercícios
10 Classifique os pronomes das frases abaixo usando: (1) pronome
7 Leia atentamente as seguintes frase: pessoal reto; (2) pronome pessoal oblíquo; (3) pronome possessivo.
I. João deu o livro para mim ler. a) Eu não me lembro mais de ti, minha cidade.
II. João deu o livro para eu ler.
b) A piscina do teu vizinho fascinava-a tanto quanto as estrelas do 16 Assinale a opção que completa as lacunas da seguinte frase: Ao
céu. comparar os diversos rios do mundo, defendia com azedume e paixão
c) Minhas críticas não vos perturbam? a proeminência ... sobre cada um...
11 Reescreva as frases abaixo, substituindo o pronome possessivo a) Desse – daquele
pelo pronome oblíquo equivalente. b) Daquele – destes
a) A solidão roubou a minha paz. c) Deste – daqueles
b) O vinho embaraçava as tua idéias. d) Deste – desse
c) O livro caiu das suas mãos. e) Deste – desses
d) Caía uma chuva fina que lavava as nossas almas. 17 Que me enganei ora o vejo;/ Nadam-te os olhos em pranto
12 A frase abaixo é ambígua. Explique os três sentidos que podem Arfa-te o peito, e no entanto / Nem me podes encarar
ser atribuídos a ela. a) Em um dos versos do trecho acima, um pronome substitui
O guarda prendeu o ladrão em seu carro. toda uma oração. Reescreva tal verso.
b) Transcreva o verso em que o oblíquo substitui um
13 Explique a diferença entre as frases:
possessivo.
a) Esperamos tuas notícias.
b) Esperamos notícias tuas. 3.4. Pronomes indefinidos______________________________
14 Assinale a alternativa em que o pronome grifado foi empregado Pronomes indefinidos são pronomes que se referem à 3ª
CORRETAMETNE.
pessoa gramatical (pessoa de quem se fala), quando considerada
a) Aguarde um instante. Quero falar consigo.
de modo vago e indeterminado.
b) É lamentável, mas isso sempre ocorre com nós dois.
Ex.: Acredita em tudo que lhe dizem certas pessoas.
c) O processo está aí para mim examinar.
d) Vossa Senhoria preocupa-se com problemas cuja solução foge Quadro dos pronomes indefinidos:
a vossa alada. variáveis invariáveis
e) Já se tornou impossível haver novos entendimentos entre eu e algum(ns);alguma(s) alguém
você. nenhum(ns); ninguém
nenhuma(s) tudo
3.3. Pronomes demonstrativos___________________________ todo(s); toda(s) outrem
Pronomes demonstrativos são os que indicam a posição ou o outro(s); outra(s) nada
lugar dos seres, em relação às três pessoas gramaticais. muito(s); muita(s) cada
Ex.: Aquela casa é igual à nossa. pouco(s); pouca(s) algo
/ certo(s); certa(s)
Pron. dem. tanto(s); tanta(s)
Quadro dos pronomes demonstrativos: quanto(s); quanta(s)
qualquer; quaisquer
variáveis invariáveis
Observação
este, esta, estes, estas, isto Um pronome indefinido pode ser representado por
esse, essa, esses, essas, isso expressões formadas por mais de um palavra. Tais expressões são
aquele, aquela, aqueles, aquelas aquilo denominadas locuções pronominais. As mais comuns são:
ATENÇÃO qualquer um, todo aquele que, um ou outro, cada um, seja quem
Também podem funcionar como pronomes demonstrativos as for. Ex.: Seja qual for o resultado, não desistiremos.
palavras: o(s), a(s), mesmo(s), semelhante(s), tal e tais, em frases Exercícios
como: 18 Na oração: - Certos amigos não chegaram a ser jamais amigos
Chegamos hoje, não o sabias? (o = isto) certos – o termo sublinhado é sucessivamente:
Quem diz o que quer, ouve o que não quer. (o = aquilo) a) Adjetivo e pronome
Tais coisas não se dizem em público! (tais = estas) b) Pronome adjetivo e adjetivo
c) Pronome substantivo e pronome adjetivo
Emprego dos pronomes demonstrativos___________________ d) Pronome adjetivo e pronome indefinido
• NO ESPAÇO: este(s), estas(s) e isto indicam que o ser está e) Adjetivo anteposto e adjetivo posposto
perto de quem fala. Ex.: Este livro que está comigo é raro. 19 Explique a diferença de sentido entre as frases:
Esse(s), essa(s) e isso são usados para indicar que o ser está a) Todo o país luta pelo desenvolvimento.
perto de quem ouve. Ex.: Essa faca que está com você é boa. b) Toda país luta pelo desenvolvimento.
Aquele(s), aquela(s) e aquilo indicam um ser longe do 3.5. Pronomes interrogativos___________________________
falante e do ouvinte. Ex.: Aquela casa lá é muito antiga. Pronomes interrogativos são aqueles empregados para fazer
• NA FRASE, NO TEXTO: este(s), esta(s) e isto indicam um pergunta direta ou indireta. Da mesma forma que ocorre com
algo a ser falado (ou escrito) mais à frente. Ex.: Ele me disse isto: os indefinidos, os interrogativos também se referem, de modo
caia fora! vago, à 3ª pessoa gramatical.
Esse(s), essa(s), isso indicam algo que já foi falado (ou Os pronomes interrogativos são os seguintes:
escrito) anteriormente. Ex.: Caia fora! Foi isso que ele me disse. Que, quem, qual, quais, quanto(s) e quanta(s).
• PARA FAZER REFERÊNCIA A DOIS ELEMENTOS Ex.: Que horas são? (frase interrogativa direta)
JÁ CITADOS na frase, usa-se este para indicar o último Gostaria de saber que horas são. (interrogativa indireta)
elemento e usa-se aquele para indicar o primeiro elemento. Quantas crianças foram escolhidas?
Ex.: Paulo e João são bons alunos, mas este é mais inteligente 3.6. Pronomes relativos________________________________
que aquele. Este João aquele Paulo Vamos supor que alguém queira transmitir-nos duas
Exercícios informações a respeito de um menino. Esse alguém poderia falar
15 A classe dos termos sublinhados foi indicada assim:
corretamente em todas as opções, exceto em: Eu conheço o menino. O menino caiu no rio.
a) “Só o que varia é a inflexão da voz”. (artigo definido) Mas essas duas informações poderiam também ser transmitidas
b) “Uma conversa é sempre com hora marcada”. (adjetivo) utilizando-se não duas frases separadas, mas uma única frase
c) “Olha, aquele meu quisto no braço direito que nós íamos formada por duas orações. Com isso, seria evitada a repetição do
tirar hoje?” (possessivo) substantivo, do nome menino. A frase ficaria assim:
d) “Uma operação certamente durará horas e os resultados são Eu conheço o menino que caiu no rio.
incertos”. (substantivo) / /
e) “Melhor se preparar para o pior”. (pronome) 1ª oração 2ª oração
Observe que a palavra que substitui, na segunda oração, a b) “Onde estás que não repondes?”
palavra menino, que já apareceu na primeira oração. Essa é a c) A instituição onde estudo é a UEPG.
função dos pronomes relativos. d) Ela me deixou onde está a catedral.
Podemos dizer, então, que pronomes relativos são os que se e) Pergunto onde ele conheceu esta teoria.
referem a um substantivo anterior a eles, substituindo-o na oração 22 Assinale a alternativa que completa a frase: O garoto, ... pai
seguinte. abrira uma lata de cerveja, destrancou a porta.
a) a quem c) qual e) cujo
Quadro dos pronomes relativos b) cujo d) para quem
variáveis 23 Usando um pronome relativo adequado, reúna cada par de
invariáveis frases num só período:
masculino feminino
o qual; os quais; a qual, as quais; a) Todos aplaudiram o jogador. O jogador fez o gol da vitória.
que, quem, onde, b) Nós atravessamos uma região. Na região vivem animais
cujo; cujos; quanto; cuja; cujas;
como selvagens.
quantos quanta; quantas
Observações c) Na prova foi proposto um problema. A solução do problema
era impossível.
• Como relativo, o pronome que é substituível por o qual, a
Os exercícios 24 a 37 referem-se ao estudo geral dos pronomes.
qual, os quais, as quais.
24 Assinale a alternativa em que o adjetivo ou pronome adjetivo
Ex.: Já li o livro que comprei. (= livro o qual comprei) grifado não sofre mudança de sentido, conforme venha antes ou
• Há frases em que a palavra retomada, repetida pelo pronome depois do substantivo.
relativo, é o pronome demonstrativo o, a, os, as. a) Ainda não fui apresentado ao novo diretor da Empresa.
Ex.: Ele sempre consegue o que deseja. b) Já não há dúvidas: por mais poderoso que possa parecer, ele é
/ / um vereador simples.
pron. dem. pron. rel c) Algumas questões de pouca relevância foram insuficientes para
(= aquilo) (o qual) retardar o andamento dos trabalhos.
• O relativo quem só é usado em relação a pessoas e aparece d) Foi amplamente noticiado que um falso advogado estava
sempre precedido de preposição. envolvido com os criminosos.
Ex.: O professor de quem você gosta chegou. e) Paisagens lindas iam-se sucedendo durante a viagem.
/ / 25 Indique o número em que há erro no emprego do pronome
Pessoa preposição grifado:
• O relativo cujo (e suas variações) é, normalmente, Comigo, com vocês, conosco todos (1), já aconteceram fotos
empregado entre dois substantivos, estabelecendo entre eles uma inusitados. Entre ele e mim (2), deixou de haver isto (3): a
relação de posse e equivale a do qual, da qual, dos quais, das amizade sem barreiras quaisquer (4). Hoje, isso (5) me entristece.
quais. Ex.: Compramos o terreno cuja frente está murada. (cuja 26Assinale o item que completa convenientemente as lacunas do
frente = frete do qual) trecho: A maxila e os dentes denotavam a decrepitude do
Note que após o pronome cujo (e variações) não se usa burrinho; ... , porém, estavam mais gastos que ....
artigo. Por isso, deve-se dizer, por exemplo: Visitei a cidade cujo a) Esses / aquela d) Aquelas / esta
prefeito morreu e não: Visitei a cidade cujo o prefeito morreu. b) Estes / aquela e) Estes / esses.
• O relativo onde equivale a em que. c) Estes / essa
Ex.: Conheci o lugar onde você nasceu. 27 Suponha que, por qualquer motivo, você não queira empregar
possessivos. Indique os demonstrativos a que recorreria para
/ designar:
(em que) a) Sua própria mão;
• Quanto(s) e quantas(s) só são pronomes relativos se b) A mão de seu interlocutor.
estiverem precedidos dos indefinidos tudo, tanto(s), tanta(s), 28 Em “Se alguém diz, por exemplo “Ó vidinha!” você sabe que ele
todo(s), toda(s). está se referindo a uma vida com todas as mordomias”, existem
Ex.: Sempre obteve tudo quanto quis. todos os tipos de pronomes discriminados, exceto:
/ / a) Indefinido d) Pessoal reto
Indef. relativo b) Relativo e) Pessoal oblíquo átono
Outros exemplos de reunião de frases através de pronomes c) Pessoal de tratamento
relativos: 29 Visitei o sítio da amiga de Paula, o qual muito me encantou. Usou-
Eu visitei a cidade. Você nasceu na cidade. se o qual em vez de que:
*onde a) Por uma questão de estilo
Eu visitei a cidade *em que você nasceu. b) Pois só o qual é conectivo
*na qual c) Pois a segunda oração é adjetiva
Observe que, nesse exemplo, antes dos relativos que e qual d) Pois ali só caberia um pronome relativo
houve a necessidade de se colocar a preposição em, que é exigida e) Para evitar-se ambigüidade
pelo verbo nascer (quem nasce, nasce em algum lugar). 30 Dê a classe gramatical das palavras sublinhadas:
Você comprou o livro. Eu gosto do livro. a) Para onde iam aquelas flores? Quem as comprava?
Você comprou o livro *de que eu gosto. b) Minha janela se abria para um terreiro, onde uma vasta
*do qual mangueira alargava sua copa.
Da mesma forma que no exemplo anterior, aqui houve a c) Tudo está certo.
31 Marque a ação em que não aparece um pronome relativo.
necessidade de se colocar a preposição de, exigida pelo verbo
1) “(...) na pequena cidade onde havia uma cadeia, ...
gostar (quem gosta, gosta de alguma coisa).
2) “A maioria, na sala, não avaliava o que fosse um grande
Nós visitamos a fábrica. O dono da fábrica é meu amigo.
escritor.”
Nós visitamos a fábrica cujo dono é meu amigo.
3) “(...) mostrou que está aproveitando bem as aulas.”
Exercícios 4) “(...) umas das outras, e que se chamava Turmalinas.”
20 Assinale o item em que não aparece pronome relativo: 5) “(...) nesse dia de julho, o sol que descia da serra, ...”
a) O que queres não está aqui. 32 Vossa Excelência ... arrependerá de ter traído ... povo.
b) Temos que estudar mais. a) vos – vossa c) vos – seu e) te – teu
c) A estrada pro que passei é estreita. b) se – vosso d) se – seu
d) A prova que faço não é difícil. 33 “Vi uma foto sua no metrô.” Explique pelo menos dois dos vários
e) A festa a que assisti foi ótima. sentidos que podem ser atribuídos à frase acima.
21 Assinale a alternativa em que a palavra onde funciona como 34 Dê o significado de todo em:
pronome relativo. a) “Ai! Por que todo ser nasce chorando?”
a) Não sei onde eles estão. b) “Chegou com o rosto todo manchado.”
GABARITO
1. a) 2; b)1; c) 2, 1; d) 2, 1; 2. b; 3. 1º sentido: Márcia enganou
Teresa e Teresa enganou Márcia, isto é, uma enganou a outra. 2º
sentido: Márcia cometeu um determinado engano e Teresa
cometeu outro. 4. a) mim; b) eu; c) mim; d) eu; e) mim; f) eu; 5.
d; 6. a) ... trarei para ti (ou para você) ...; b) não há mais amor
entre mim e ti (ou: entre mim e você); c) Se é para eu ficar 7. b;
8. b; 9. e; 10. a) (2), (2), (3); b (3), (2); c (3), (3). 11. a) A solidão
roubou-me a paz. B) O vinho embaraçava-te as idéias. c) O livro
caiu-lhe das mãos. d) Caía uma chuva fina que lavava-nos as
almas. 12. 1º) O carro pode ser do guarda. 2º) O carro pode ser do
ladrão. 3º) O carro pode ser da pessoa com quem se fala (seu
carro – carro de você); 13. a) tuas notícias – notícias que tu
mandarás sobre quaisquer assuntos; b) notícias tuas = notícias a
respeito de ti; 14. b; 15. a; 16. c; 17. a) “que me enganei ora o
vejo (o pronome “o” substitui a oração “que me enganei”); b)
“nadam-te os olhos” (= os teus olhos nadam) ou “arfa-te o peito
(= o teu peito arfa); 18. b; 19. a) “Todo o país” significa o país
inteiro, a totalidade de um país; b) “Todo país” significa
“qualquer país”, “todo país do mundo”; 20. b; 21. c; 22. b; 23. a)
Todos aplaudiram o jogador que (o qual) fez o gol da vitória. b)
Nós atravessamos uma região em que (na qual, onde) vivem
animais selvagens. c) Na prova foi proposto um problema cuja
solução era impossível. 24. e; 25. 1 (o correto: com nós todos).
26. b; 27. a) Estas mãos; b) Essas mãos; 28. b; 29. e; 30. a)
aquelas: pronome demonstrativo; as: pronome pessoal oblíquo; b)
se: pronome pessoal oblíquo; sua: pronome possessivo; c) tudo:
pronome indefinido; 31. (3); 32. d; 33. A frase é ambígua devido
ao uso do possessivo “sua” e ela pode significar: “foto dele (a)”,
“foto de você” ou ainda: “foto que tem a imagem dele”; “foto que
tem a imagem de ti”; “foto que pertence a ele”; “foto que
pertence a ti”; 34. a) pode ser – qualquer ser, os seres em geral. b)
rosto todo = rosto inteiro, completamente.