Sunteți pe pagina 1din 10

INSTRUÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

O Relatório de Estágio é um documento que deve descrever, obrigatoriamente, as atividades


desenvolvidas pelo aluno durante o estágio supervisionado. Não constitui um “relatório de estágio” a
descrição de equipamentos, ou a descrição de procedimentos ou a transcrição de manuais. O Relatório
de Estágio descreve a realização pelo aluno de atividades como: manutenção de equipamentos,
desenvolvimento e acompanhamento de projetos, desenvolvimento de produtos, supervisão de serviços
e elaboração de documentação técnica.

Deverá ser entregue ao NESP o:


- “Formulário de Avaliação de Estágio” (o mesmo se encontra no próprio site do NESP no link
“Pasta do estagiário - Avaliações”);
- “Relatório de Estágio” que deverá conter, obrigatoriamente, as seguintes partes de forma
separada em cada página, conforme apresentado abaixo:

a) Folha de Rosto (Modelo 1)


É a primeira folha do Relatório.

b) Índice (Modelo 2)
O Índice do Relatório relaciona os assuntos ou tópicos numerados do texto, indicando a página em que
cada um se encontra.

c) Resumo
O Resumo deverá ser curto e objetivo (no máximo 500 palavras), descrevendo de forma clara em
parágrafo único os aspectos de maior interesse. Ressaltar os objetivos gerais os métodos, os resultados
alcançados e a contribuição do trabalho para a Empresa Concedente.

d) Lista de figuras (Modelo 3)


As figuras devem ser relacionadas em lista à parte na mesma ordem que é citada no texto
devendo constar número, legenda e página.

e) Lista de tabelas (Modelo 4 )


As tabelas devem ser relacionadas em lista à parte na mesma ordem que é citada no texto

1
devendo constar número, legenda e página.

f) Lista de abreviaturas e siglas (Modelo 5)


As abreviaturas e siglas devem ser relacionadas em ordem alfabética, acompanhadas dos seus
respectivos significados.

g) Texto (Modelo 6)
Veja as dicas no modelo 6.

h) Anexos (Modelo 7)
Esquemas, normas de operação, descrição de equipamentos, folhetos de divulgação, manuais,
etc. podem ser incluídos no Relatório de Estágio para ilustrá-lo, na forma de Anexos. Cada um desses
elementos constituirá um anexo, enumerado seqüencialmente e intitulado, como por exemplo:
Anexo 1
Normas de Operação do Instrumento A.
Anexo 2
Esquema da ligação elétrica do medidor B, e assim sucessivamente.

i) Referências (Modelo 8)
Conjunto de informações que permitem a identificação, no todo ou em parte, de documentos utilizados
no trabalho.

Importante:
O Relatório de Estágio juntamente com a avaliação da empresa deverá ser entregue ao NESP
do Inatel respeitando a data apresentada no início deste material e no quadro de aviso do NESP,
devidamente assinado pelo Supervisor do Estágio da Empresa e carimbado pela mesma.
O professor designado pelo coordenador do curso para avaliar o Relatório de Estágio poderá
convocar o aluno para esclarecimentos sobre o estágio, podendo solicitar, inclusive, modificações
parciais ou totais no relatório. Neste caso, o prazo para sua correção começará a ser contado a partir da
entrega do relatório revisado pelo professor avaliador.
Recomendamos aos estagiários que se habituem a redigir, diariamente, um memorial das
atividades de estágio realizadas. Isto facilitará muito a orientação do seu estágio e a redação do
Relatório Final, principalmente se o estágio for longo.
O Relatório de Estágio que não for feito de acordo com as instruções aqui descritas não será
aceito pelo NESP do Inatel. No caso de dúvidas para a redação do Relatório, oriente-se com o
coordenador do NESP, Prof. Bruno de Oliveira Monteiro.

2
Instruções de Formatação:

Margem superior........................... 3 cm
Margem inferior............................. 2 cm
Margem direita.............................. 2 cm
Margem esquerda......................... 3,5 cm
Entre linhas (espaçamento).......... 1,5 cm
Tipo de letra.................................. Arial
Tamanho de fonte:........................ 12
Formato de papel:......................... A4 (210 X 297 mm)
Numeração de páginas................. fonte 10 - cabeçalho à direita

Layout (Páginas separadas)

Referências
Anexos
Texto*
Lista de Siglas
Lista de Tabelas
Lista de Figuras
Resumo

Índice

CAPA / PÁGINA DE
ROSTO

3
(Modelo 1)

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES DE SANTA RITA DO SAPUCAÍ


INATEL

CURSO: ________________________________________________________
ALUNO(A): ______________________________________________________
PERÍODO: _______________________ Nº MATRÍCULA: _________________

RELATÓRIO DE ESTÁGIO
realizado na Empresa _______________________________________________,
situada à ________________________________________________________,
na cidade de ______________________________________________________,
no período de ________________________ a ________________________, no
Setor/Departamento ________________________________________________,
totalizando ______________ horas de trabalho efetivo.
Data do Relatório: ____/____/____.

Supervisor do Estágio Estagiário


(assinatura) (assinatura)

(carimbo da Empresa)

4
(Modelo 2)

Índice
Pág.

Resumo .................................................................................................................................. I

Lista de Figuras........ .............................................................................................................. II

Listas de Tabelas ................................................................................................................... III

Listas de Abreviaturas, Siglas e Símbolos.............................................................................. IV

1. Introdução ......................................................................................................................... 1

2. Apresentação da Empresa Concedente ............................................................................2


2.1 Xgfsgfagfsga .........................................................................
3. Descrição das Atividades .................................................................................................. 3

3.1. Manutenção do equipamento A ..........................................................................


3.2. Elaboração técnica do equipamento B ..............
3.2.1 Análise .......................
,,,

4. Conclusão ..................................................................................

5. Anexos (se houver) ....................................................................


6. Referências Bibliográficas .................................

(Modelo 3)
LISTA DE FIGURAS

Figura 01 – Xddfdfdf...................................................................... 09
Figura 02 – Liuioisudoisud ........................................................... 11
Figura 03 – Tiiodasas.................................................................... 21

(Modelo 4)

LISTA DE TABELAS

Tabela 01 – Xyxyxyxy ............................................................................................... 23


Tabela 02 – Yxyxyxyxyx............................................................................................. 26

5
(Modelo 5)

LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS

TDMA - Time Division Multiple Access


CDMA - Code Division Multiple Access
______________________________________________________________________
(Modelo 6)

1. Introdução
Na introdução o aluno faz uma rápida síntese do que vai tratar o relatório, sem entrar em
detalhes. Refere-se rapidamente, à composição do texto, faz observações e apresenta
justificativas que achar necessário. Relaciona o trabalho desenvolvido no Estágio com o Curso,
descrevendo as áreas de conhecimento envolvidas. Apresenta o assunto como um todo, sem os
detalhes que serão descritos no texto principal. É uma explanação sucinta do trabalho realizado
no Estágio. Lembrem-se de que a Introdução deve apresentar ao leitor qual foi o objetivo do
estágio e a forma na qual o relatório está estruturado.

2. Apresentação da Empresa Concedente


Deverá fazer uma pequena apresentação da empresa e/ou do setor da empresa em que realizou
o estágio. A descrição deverá ser impessoal e sucinta da Concedente com um breve histórico,
informações sobre o ramo de atividade, principais produtos e(ou) serviços, número de
funcionários, clientela, instalações, produtividade, projetos e perspectivas de expansão.

3. Descrição das Atividades


Neste tópico o aluno descreve as atividades realizadas por ele durante o estágio. Em linguagem
clara o objetiva, ele deve descrever todas as atividades realizadas, de maneira organizada e
lógica. Para tanto deve-se dividir o tópico em subitens, enumerados adequadamente, e separar
as atividades realizadas por assunto para organizar o texto numa sequência lógica. A descrição
das atividades realizadas é a parte mais extensa do Relatório e uma das mais importantes para
a avaliação do aluno e poderá ser descrita conforme as ações e participações feitas durante as
semanas e meses do estágio. Estar atento para não descrever princípios de funcionamento e/ou
operação de equipamentos, normas ou padrões, etc. salvo se isto for absolutamente necessário
ao esclarecimento da atividade desenvolvida pelo aluno. Ainda assim, apenas a título de
complementação desta parte do relatório, já que sua essência em conteúdo é a própria descrição
daquilo que o estagiário realizou. É muito comum alunos “engordarem” seus relatórios
simplesmente transcrevendo manuais de equipamentos e/ou serviços e se esquecerem de dizer
o que fizeram no estágio. Este procedimento tornará o relatório inválido.

6
Observações importantes:
- O texto deve ser original. Não serão aceitas cópias de outros trabalhos;
- Todas as figuras e tabelas devem ter uma chamada no texto do tipo
“A Figura 1 mostra...” e “ A Tabela 1 apresenta....”;
- Sempre utilize o número da referida tabela ou figura e nunca use termos como "A
Tabela abaixo..." ou "A Figura a seguir". A indicação da Figura e da Tabela deverá estar
apresentada na Lista de Figura e na Lista de Tabela;
- As legendas de figuras devem ser localizadas abaixo das mesmas;
- As legendas das tabelas devem ser colocadas acima das mesmas;
- Todas as palavras escritas em outros idiomas deverão estar em modo itálico. Ex:
payload;
- As Referências utilizadas no desenvolvimento do trabalho deverão estar indicadas no
texto entre colchetes [1] e indicada na Lista de Referências conforme o (Modelo 9).
- Toda vez que a sigla aparece pela primeira vez precisa ser identificada e todas deverão
estar na lista de sigla;
4. Conclusão
Este tópico é reservado para as conclusões e observações finais dos alunos. Ele deverá fazer
uma análise crítica do trabalho executado, e de sua validade como contribuição para sua
formação profissional, apresentar as suas observações pessoais e conclusões a respeito do
estágio realizado, destacando todos os pontos que considerar relevantes para o Relatório.

____________________________________________________________
(Modelo 7)

Anexo 1
(Dados técnicos de alguns equipamentos interessantes para o esclarecimento de alguma informação no
conteúdo da “Descrição das Atividades”)

____________________________________________________________
(Modelo 8)
Referência Bibliográfica
ex:
[1] RABINER, L. R., HUANG, B. H.; An Introduction to Hidden Markov Models, IEEE ASSP Magazine,
january 1986.

7
Perguntas mais freqüente

O que é estágio obrigatório?

É o estágio definido como pré-requisito no projeto pedagógico do curso para aprovação e obtenção do diploma. (§1º do art. 2º da
Lei nº 11.788/2008)

Quem pode ser estagiário?

Estudantes que estiverem freqüentando o ensino regular, em instituições de educação superior, de educação profissional, de
ensino médio, da educação especial e dos anos finais do ensino fundamental, na modalidade profissional da educação de jovens e
adultos. (art. 1º da Lei nº 11.788/2008)

Quais requisitos devem ser observados na concessão do estágio?

O cumprimento dos incisos estabelecidos no art. 3º da Lei nº 11.788/2008:


I. matrícula e freqüência regular do educando público-alvo da lei;
II. celebração de termo de compromisso entre o educando, a parte concedente do estágio e a instituição de ensino; e
III. compatibilidade entre as atividades desenvolvidas no estágio e as previstas no termo de compromisso.

São obrigações da parte concedente do estágio:

I. celebrar Termo de Compromisso com a instituição de ensino e o educando, zelando por seu cumprimento;
II. ofertar instalações que tenham condições de proporcionar ao educando atividades de aprendizagem social, profissional e
cultural, observando o estabelecido na legislação relacionada à saúde e segurança no trabalho; (art. 14 da Lei nº 11.788/2008)
III. indicar funcionário do quadro de pessoal, com formação ou experiência profissional na área de conhecimento desenvolvida no
curso do estagiário, para orientar e supervisionar até dez estagiários simultaneamente;
IV. contratar em favor do estagiário seguro contra acidentes pessoais, cuja apólice seja compatível com valores de mercado,
conforme fique estabelecido no termo de compromisso;
V. por ocasião do desligamento do estagiário, entregar termo de realização do estágio com indicação resumida das atividades
desenvolvidas, dos períodos e da avaliação de desempenho;
VI. manter à disposição da fiscalização documentos que comprovem a relação de estágio;
VII. enviar à instituição de ensino, com periodicidade mínima de seis meses, relatório de atividades, com vista obrigatória ao
estagiário. (art. 9º da Lei nº 11.788/2008)

Quais as providências e documentos necessários à comprovação da regularidade do estágio?

a. o termo de compromisso de estágio, devidamente assinado pela empresa concedente, pela instituição de ensino e pelo aluno;
b. o certificado individual de seguro de acidentes pessoais;
c. comprovação da regularidade da situação escolar do estudante;
d. comprovante de pagamento da bolsa ou equivalente e do auxílio-transporte; e
e. verificação da compatibilidade entre as atividades desenvolvidas no estágio e aquelas previstas no termo de compromisso.

O que é o Termo de Compromisso?

O Termo de Compromisso é um acordo tripartite celebrado entre o educando, a parte concedente do estágio e a instituição de
ensino, prevendo as condições de adequação do estágio à proposta pedagógica do curso, à etapa e modalidade da formação
escolar do estudante e ao horário e calendário escolar.

O que deve constar no Termo de Compromisso?

Devem constar no Termo de Compromisso todas as cláusulas que nortearão o contrato de estágio, tais como:
a. dados de identificação das partes, inclusive cargo e função do supervisor do estágio da parte concedente e do orientador da
instituição de ensino;
b. as responsabilidades de cada uma das partes;
c. objetivo do estágio;
d. definição da área do estágio;
e. plano de atividades com vigência; (parágrafo único do art. 7º da Lei nº 11.788/2008);
f. a jornada de atividades do estagiário;
g. a definição do intervalo na jornada diária;
h. vigência do Termo;
8
i. motivos de rescisão;
j. concessão do recesso dentro do período de vigência do Termo;
k. valor da bolsa, nos termos do art. 12 da Lei nº 11.788/2008;
l. valor do auxílio-transporte, nos termos do art. 12 da Lei nº 11.788/2008;
m. concessão de benefícios, nos termos do § 1º do art. 12 da Lei nº 11.788/2008;
n. o número da apólice e a companhia de seguros.

O Termo de Compromisso de Estágio pode ser rescindido antes do seu término?

Sim. O Termo de Compromisso pode ser rescindido unilateralmente pelas partes e a qualquer momento.

O estagiário tem direito ao seguro contra acidentes pessoais? Qual a cobertura do seguro?

Sim. A cobertura deve abranger acidentes pessoais ocorridos com o estudante durante o período de vigência do estágio, 24
horas/dia, no território nacional. Cobre morte ou invalidez permanente, total ou parcial, provocadas por acidente. O valor da
indenização deve constar do Certificado Individual de Seguro de Acidentes Pessoais e deve ser compatível com os valores de
mercado.

Qual a duração permitida para a jornada diária de estágio?

Segundo a lei vigente, a jornada do estagiário será definida de comum acordo entre a instituição de ensino, a parte concedente (a
empresa) e o aluno ou seu representante legal (em caso de menores de 18 anos) e deverá constar do Termo de Compromisso de
Estágio. Deverá ser compatível com as atividades escolares e respeitar os seguintes limites:

a. quatro horas diárias e vinte horas semanais, no caso de estudantes de educação especial e dos anos finais do ensino
fundamental, na modalidade profissional de educação de jovens e adultos;
b. seis horas diárias e trinta horas semanais, no caso de estudantes do ensino superior, da educação profissional de nível médio e
do ensino médio regular;
c. oito horas diárias e quarenta horas semanais, no caso de cursos que alternam teoria e prática, nos períodos em que não estão
programadas aulas presenciais, desde que esteja previsto no projeto pedagógico do curso e da instituição de ensino. (art. 10 da Lei
nº 11.788/2008)

Como deve ser feita a concessão dos descansos durante a jornada do estágio?

As partes devem regular a questão de comum acordo no Termo de Compromisso de Estágio. Recomenda-se a observância de
período suficiente à preservação da higidez física e mental do estagiário e respeito aos padrões de horário de alimentação -
lanches, almoço e jantar. O período de intervalo não é computado na jornada.

Nos dias de prova poderá haver redução da jornada?

Sim. Se a instituição de ensino adotar verificações de aprendizagem periódicas ou finais, nos períodos de avaliação, a carga
horária do estágio será reduzida à metade, segundo o estipulado no Termo de Compromisso de Estágio. Nesse caso, a instituição
de ensino deverá comunicar à parte concedente do estágio, no início do período letivo, as datas de realização de avaliações
escolares ou acadêmicas. (§2º do art. 10 da Lei nº 11.788/2008)

Qual o prazo de duração do estágio?

Até dois anos, para o mesmo concedente, exceto quando se tratar de estagiário portador de deficiência. (art. 11 da Lei nº 11.788,
de 2008)

De que forma poderá ser concedido o recesso ao estagiário?

Considerando que o estágio poderá ter duração de até 24 meses, e no caso de pessoa com deficiência não há limite legal
estabelecido, entende-se que dentro de cada período de 12 meses o estagiário deverá ter um recesso de 30 dias, que poderá ser
concedido em período contínuo ou fracionado, conforme estabelecido no Termo de Compromisso. O recesso será concedido,
preferencialmente, durante o período de férias escolares e de forma proporcional em contratos com duração inferior a 12 meses.
(art. 13 da Lei nº 11.788/2008)

Qual a conseqüência prevista para a parte concedente no descumprimento da Lei nº 11.788/2008?

A manutenção de estagiários em desconformidade com esta lei caracteriza vínculo empregatício do educando com a parte

9
concedente do estágio para todos os fins da legislação trabalhista e previdenciária. (§ 1º do art. 15 da Lei nº 11.788/2008)

Qual a penalidade prevista para a parte concedente quando reincidir no descumprimento da Lei nº 11.788/2008?

A concedente ficará impedida de receber estagiários por dois anos, contados da data da decisão definitiva do processo
administrativo correspondente, limitando-se a penalidade ao estabelecimento em que foi cometida a irregularidade. (§1º do art. 15
da Lei nº 11.788/2008)

Fonte:
Ministério do Trabalho e Emprego

www.mte.gov.br

10