Sunteți pe pagina 1din 4

TRABALHO

DE
HISTÓRIA

Nomes: Raquel Colli Barbieri, N° 28; Fernanda Vitória Zani Travalon, N° 11; Taissa Cristina
Panassi, N° 33; Luiz Gustavo Pereira Rebordões, N° 20

Tema: Transição do feudalismo para o capitalismo


A TRANSIÇÃO DO
FEUDALISMO AO CAPITALISMO

O capitalismo nasce da crise do sistema feudal e cresce com o


desenvolvimento comercial, depois das Primeiras Cruzadas. Foi
formando-se aos poucos durante o período final da idade média,
para finalmente dominar toda a Europa ocidental a partir do séc
XVl.

A chamada transição do feudalismo para o capitalismo


começou no período da Baixa Idade Média, especificamente a
partir do século XIV. Entretanto, a expressão “transição” supõe
um processo de continuidade progressiva, como se não
houvesse, nesse período, processos complexos de avanço e
retrocesso econômico tanto no campo quanto na cidade
medieval.

O sistema feudal entrou em profunda crise no século XIV em


razão de fatores como a ascensão da burguesia nas cidades
medievais, que passaram a ter uma intensa movimentação
comercial nesse período; a crise no campo, as revoltas
camponesas, a Peste Negra, entre outros. Essa crise forçou tanto
os senhores feudais quanto os burgueses que estavam em
ascensão a traçarem estratégias de desenvolvimento de suas
estruturas econômicas.

As forças do capitalismo estavam em latência apenas nos


comerciantes das cidades. Estavam elas também no campo, nos
feudos, haja vista que o desenvolvimento comercial acabou
favorecendo, em alguns casos, os senhores feudais. Não há uma
causalidade direta que implique a passagem do feudalismo para
o capitalismo centrado no renascimento comercial e urbano.

No feudalismo, o servo devia gratidão ao senhor pelo trabalho e


proteção, a essa relação de dependência e gratidão dá-se o
nome de vassalagem. Nesse período não existia trabalho
assalariado, o que resultava numa dependência social entre
senhor e servo.

No capitalismo as relações de produção e trabalho possuem


características opostas ao feudalismo. O sistema capitalista
deixa explícita a função do dono dos meios de produção e do
trabalhador que vende sua força de trabalho, outra característica
fundamental do capitalismo é a incessante busca pelo aumento
da produção, a busca de novos mercados consumidores e a
busca de lucros.

Nessa passagem do Feudalismo para o Capitalismo, ocorreram


todas essas mudanças na economia, na igreja, nas cidades etc, e
principalmente no homem, tornando-o mais crítico e menos
teocentrista.
Fontes:
https://www.mundovestibular.com.br/

https://www.sohistoria.com.br/

https://www.historiadomundo.com.br/

https://www.colegioweb.com.br/