Sunteți pe pagina 1din 2

O Controle de Constitucionalidade no Brasil

MENDES, Gilmar. Breve história do Controle de Constitucionalidade.

 I. Introdução (pg. 1-2):


◦ O controle de constitucionalidade é ferramenta essencial para garantir a supremacia da
constituição.
◦ Separação entre modelo difuso (americano), austríaco/europeu (concentrado) e misto.
◦ Modelo brasileiro é misto por excelência.
▪ Americano em seu surgimento, mas se desenvolveu a partir dos modelos europeus.
◦ Modelo brasileiro:
▪ “originalidade e diversidade de instrumentos processuais destinados à fiscalização da
constitucionalidade dos atos do poder público e à proteção dos direitos fundamentais.”
- modelo difuso
▪ Variedade de instrumentos concentrados – ADI, ADC, ADO, ADPF
 II. Controle de Constitucionalidade na Constituição de 1988 (pg. 2-3)
◦ A CF/88 enquanto manteve ons instrumentos tradicionais do controle difuso, previu
também diversos instrumentos concentrados.
◦ II.1 Controle Difuso de Constitucionalidade (pgs. 3-5)
▪ Qualquer juiz pode declarar inconstitucionalidade de lei em aplicação de caso
concreto, não havendo restrição ao tipo de processo.
▪ Diversas ações constitucionais para proteção de Direitos Fundamentais, inclusive
havendo instrumentos para proteção dos interesses difusos ou coletivos
 O texto explica cada uma das ações
◦ II.2 Controle Abstrato de Constitucionalidade (pgs. 5-10)
▪ Concentrado no STF.
▪ Foi enfatizado pela CF/88 – ampla legitimação, celeridade processual, possibilidade
de suspensão imediata da eficácia o ato normativo e de medida cautelar
▪ Elenca as ações do controle concentrado e as explica.
▪ ADI – Declarar inconstitucionalidade de leis. Efeitos ex tunc, erga omnes e
vinculante. Possibilidade de modulação de efeitos.
▪ ADC – Pré-requisito: situação que afete a presunção de constitucionalidade da lei
(controvérsia ou dúvida). Possibilidade de suspensão de processos que envolvam o
objeto da ADC. Efeitos ex tunc, erga omnes e vinculantes. Possibilidade de
modulação de efeitos.
▪ ADO – Legislativo se omitiu em legislar sobre algo que afete a efetividade da CF.
Omissão completa, parcial ou cumprimento incompleto ou defeituoso do dever
constitucional de legislar. Evolução do entendimento no sentido de que o tribunal
pode não só solicitar regramento do legislativo, mas em omissão prolongada, ele
mesmo regule a situação.
▪ ADPF – Cabe contra ato normativo, ou situações concretas. Pré-requisito: situação
que afete a presunção de constitucionalidade da lei ou da situação concreta de
aplicação (controvérsia ou dúvida). Ação subsidiária. Efeitos ex tunc, erga omnes e
vinculantes. Possibilidade de modulação de efeitos.
◦ II.3 Singularidade de um Modelo Misto de Controle de Constitucionalidade (pgs.
11-)
▪ O início do controle de constitucionalidade brasileiro se deu com o RE, baseado no
writ of error norte-americano, sendo esse o principal instrumento do controle durante
muito tempo.
▪ EC 45/2004
 Juízo de repercussão geral na corte originária. Ideia de diminuir o volume de
processos que sobem para o STF.
 Possibilidade do STF editar súmula vinculante.
 III. Conclusões
◦ O modelo brasileiro mostra a hetereogenidade e constatne evolução dos sistemas de
controle de constitucionalidade.