Sunteți pe pagina 1din 18

Comandos Eletroeletrônicos

Esquemas Elétricos de Comando e


Proteção

Prof. Gilmário Lima


Parte 1
Componentes e unidades construtivas
Para ler e compreender a representação gráfica
de um circuito elétrico, é imprescindível conhecer
os componentes de comandos elétricos.

Os mais importantes são representados a seguir e


são resumidamente analisados.
1. O contato auxiliar de selo 2. No caso de um intertravamento entre
sempre é ligado em paralelo com contatos, o contato auxiliar de selo não
o contato de fechamento da deve criar circuito paralelo ao
botoneira. intertravamento.
3. Se, em um intertravamento por
botoneira, o contato de selo da botoneira
seguinte forma uma ligação paralela à
primeira; o intertravamento fica sem 4. Para elevara segurança, dois contatos de
ação. Nesse caso, é necessário efetuar selo podem ser ligados em paralelo.
primeiramente o desligamento.
6. Se o contato de intertravamento é ligado
5. Contatos de intertravamento ficam entre o contator o condutor neutro N e se
localizados antes dos contatores. aparecer um curto-circuito entre o contator
e o contato de intertravamento, a ação de
intertravar fica sem efeito.
7. Dois contatos de intertravamento 8. Um NA do contator K2 antes do contator
elevam a segurança. K1 significa que K1 apenas pode ser
operado quando K2 está fechado.
9. Um contato fim-de-curso pode ser 10. Relés de proteção contra sobrecarga e
tornado inativo por meio de uma chave botoneiras de desligamento sempre estão
ligada a ele em paralelo. em série.
11. Se devemos evitar uma religação
imediata após a ação de um relé de 12. No intertravamento de botoneiras, a
sobrecarga, é necessário escolher um facilidade de representação no esquema
desligamento de sobrecarga com trava funcional recomenda que uma das duas
de religamento ou com travamento botoneiras venha indicada com seus
automático de retorno. contatos ao contrário.
Parte 2
Partida dos motores de indução
Partida Direta

Diagrama de Força Diagrama de Comando


+24V 1 S0 - Desliga
S1 - Liga sentido-horário

S0

S1 K1

K1

0V

Ver Arquivo *.ct


2
Partida Reversora

Diagrama de Força
Partida Reversora

Diagrama de Comando
+24V 1 S0 - Desliga
S1 - Liga sentido-horário
S2 - Liga sentido-antihorário
S0
2 3

S1 K1 K2
S2

S2 S1

K2 K1

K1 K2

0V

Ver Arquivo *.ct


3 2 1 4
5 6
Partida Estrela-Triângulo (automática)

Consiste na alimentação do motor com redução de tensão


nas bobinas durante a partida.

Na partida as bobinas do motor recebem 58% (1/ 3) da


tensão que deveriam receber.

A chave Y- é um dispositivo que liga as 3 fases do motor


em (Y) durante a partida até uma rotação próxima da
nominal (90%), quando comuta a ligação para ( ) . Isto
significa que a tensão por fase na ligação estrela será 30,5
vezes menor que a tensão de alimentação,
conseqüentemente, a corrente de linha na partida será 30,5
vezes menor, assim como o seu conjugado motor.
Partida Estrela-Triângulo (automática)

É fundamental para esta chave de partida que o motor


tenha possibilidade de ligação em dupla tensão,
(220/380V, 380/660 V, 440/760V) e que a menor tensão
coincida com a tensão de linha da rede e os motores
tenham no mínimo 6 terminais.

Vantagens:

- é muito utilizada, devido ao seu custo reduzido;


- não tem limites quanto ao seu número de manobras;
- os componentes ocupam pouco espaço;
-a corrente de partida fica reduzida para aproximadamente
1/3 da nominal.
Partida Estrela-Triângulo (automática)

Desvantagens:

- a chave só pode ser aplicada em motores com no


mínimo seis terminais acessíveis;
- a tensão de linha da rede deve coincidir com a tensão da
ligação triângulo do motor;
- reduzindo a corrente de partida em 1/3 reduz-se também
o momento de partida em 1/3;
- se o motor não atingir 90% da velocidade nominal no
momento da troca de ligação,o pico de corrente na
comutação será quase como se fosse uma partida direta.
Partida Y-

Diagrama de Força
Partida Y-

Diagrama de Comando

Ver Arquivo *.ct