Sunteți pe pagina 1din 4

Ano 1, nº 9, 1 de abril de 2011

Cuidar do Futuro é assim. Havia tantas pedras em nosso FLOR DE MÃE


caminho que construímos duas casas de acolhimento
Também é uma MDI para garantir o aleitamento mater-
com elas; havia fome na comunidade, plantamos hortas
no exclusivo. Registra o envolvimento afetivo da mãe e
em mandala e fechadura; havia descaso, fizemos peda- o interesse ativo com o aleitamento materno exclusivo.
gogia do abraço; havia imperícia e negligência, denunci-
amos, mobilizamos a sociedade e constituímos pactos
pela vida; havia falta de conhecimento, fizemos capaci-
tações; havia falta de divulgação, criamos um informati-
vo, fomos às rádios, tevês e jornais; havia falta de orga-
nização da Estratégia Saúde da Família, fizemos parceri-
as e demos assessoria; havia falta de solidariedade,
fizemos rodas de acolhimento e desenvolvemos Manei-
ras Diferentes e Inovadoras (MDIs); havia ignorância do
número de gestantes e puérperas, fizemos algibeiras;
havia bebês morrendo de fome, fizemos Flor de Mãe;
havia bebês morrendo de frio, fizemos ninhos e Cangu-
ru; havia uma lista de bebês marcados para morrer e
fomos a todos os lugares, domicílios, Unidades Básicas
de Saúde (UBSs), Igrejas, Centros de Atenção Psicossoci-
al (CAPs), Núcleos de Atenção à Saúde da Família
(NASFs), penitenciárias, cemitérios, cartórios, funerárias, BACABAL – MA
associações, sindicatos, hospitais, indústrias, comércios,
PLACA DA GESTANTE
praças, povoados, aldeias, Câmaras de Vereadores,
Palácio do Governo, Gabinetes de Prefeitos e Secretá- MDI criado para dar visibilidade às gestantes, melhorar
rios, Ministério da Saúde, fomos ao céu e ao inferno e sua autoestima e convocar toda a cidade para o cuidado
conseguimos salvar 366 crianças em 365 dias. Quantas com a gestante.
conseguiríamos salvar em 2011 se conseguíssemos ir ao
coração das pessoas que tem o poder?
(Janete Nakatani)

ALGIBEIRA

A Algibeira é uma das MDIs criadas no Projeto que dá


visibilidade imediata sobre a responsabilidade de cada
UBS com suas gestantes e puérperas.

COROATÁ – MA

ESTÚDIO G

Festejo semestral para aumentar a autoestima das Ges-


tantes: através da generosidade da comunidade, elas
COELHO NETO – MA
são maquiadas penteadas e fotografadas por profissio-

1
Ano 1, nº 9, 1 de abril de 2011

nais do município, e levam uma lembrança da beleza PLACA DA PUÉPERA


deste momento de estar gerando uma vida.
MDI criada para dar visibilidade à puérpera, fase crítica
para os nossos Recém Nascidos. Convoca toda a cidade
para o cuidado da dupla mãe-bebê.

CODÓ – MA

PARADA DA GESTANTE

Concentração de gestantes em passeata pela cidade,


para dar visibilidade ao grupo, aumentar a autoestima e
convocar toda a cidade para o cuidado desta fase de
vida da mulher.

ITAPECURU-MIRIM - MA

SANTA LUZIA – MA

SERENATA DA GESTANTE

MDI criada para atrair gestantes com dependência quí-


mica e que resistem a realizar as consultas do pré-natal.
BURITI-MA
É realizada durante um café da manha surpresa, na casa
da gestante, com a presença de um violeiro.

BURITI-MA
PRESIDENTE DUTRA – MA

2
Ano 1, nº 9, 1 de abril de 2011

A ‘PET’ QUE SALVA balança de banheiro, uma fita métrica e ensina a contar
"número de barriga dura" por minuto. Há um impresso
MDI criada para salvar um que aponta as situações de necessidade imediata de
bebê filho de pais surdos- encaminhar ao hospital, que sempre é próximo.
mudos, que só conseguiam
amamentar o bebê quando
"o viam” chorar. O bebê
começou a perder muito
peso. Discutindo com a
comunidade, chegou-se à
conclusão de que a solução
seria pendurar com bar-
bante uma garrafa PET,
com líquido, por cima de uma parede de meia água, e ITAPECURU-MIRIM - MA
sempre que o recém nascido chorava de noite o tio, de
seu quarto, baixava o barbante e a PET batia na cabeça FOLDER DO ACOMPANHANTE
da jovem mãe. Mãe e filho estão bem, e saudáveis.
MDI criada para argumentar contra a resistência dos
profissionais do hospital em aceitar a Lei 11.106/05, que
garante a presença de acompanhante de escolha da
gestante para o período pré-parto, parto e puerpério no
SUS. O argumento, em geral,"é de que o acompanhante
"atrapalha porque não sabe fazer nada". Estamos trei-
nando os acompanhantes através desse folder.

AÇAILÂNDIA – MA

CASA DO MEIO DO CAMINHO

SANTA LUZIA - MA

MDI criada nos Municípios de Itapecuru-Mirim e Santa


Luzia, para dar suporte às gestantes que moram distante
do hospital e necessitam de abrigo e proteção nas suas
idas e vindas ao hospital. Pode ser usada para um des-
canso pós-consulta, uma estada para aguardar a hora do
parto com mais segurança. A Prefeitura cede uma cesta
básica de alimentação quando há gestantes ou puérpe-
ras na Casa. Não há nenhum profissional contratado. O
Projeto Cuidando do Futuro fornece um aparelho de
Pressão Arterial - PA e um termômetro digitais, uma

3
Ano 1, nº 9, 1 de abril de 2011

RELATÓRIO DE TRANSFERÊNCIA DO RECÉM-NASCIDO

Elaborado para transferência de recém-nascidos de alto


risco para o Hospital Juvêncio Matos, garantindo infor-
mações sobre as condições do pré-natal, do parto e das
primeiras horas de vida do recém-nascido, fundamen-
tais para a intervenção especializada da UTI neonatal.
Este documento foi aprovado na Comissão Intergestora
Bipartite - CIB/SES como protocolo oficial, e está em uso
em todo o Estado do Maranhão.

__________________________________________

Este é um Projeto do

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO

Parceiros:
Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social
Secretaria Estadual de Saúde
Secretaria Adjunta de Atenção Básica
Fundação Sousândrade de Apoio a UFMA
Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento
Secretarias Municipais de Saúde

Rua Jorge Damus, nº 257, Caratatiua – São Luís, MA


(98) 3253 6750 / 3253 6662
cuidandofuturo@saude.ma.gov.br
cuidandofuturo@gmail.com

Este informativo contou com a contribuição de Cristina Loyola,


Fernanda Carneiro, Nestor Fonseca, Janete Nakatani e Juraci Nascimento.