Sunteți pe pagina 1din 20

11/02/2011

11/02/2011 A Filtragem no processo de Pelotização GAEPP – Daniel Dutra Gomes A Filtragem no processo

A Filtragem no processo de Pelotização

GAEPP Daniel Dutra Gomes

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

no processo de Pelotização GAEPP – Daniel Dutra Gomes A Filtragem no processo de Pelotização –

11/02/2011

Introdução

A Filtragem no processo de Pelotização

11/02/2011 Introdução A Filtragem no processo de Pelotização
11/02/2011 Introdução A Filtragem no processo de Pelotização

Introdução

O processo de Pelotização

A pelotização é um processo de aglomeração que, através de um tratamento térmico, converte minúsculas partículas de minério em esferas de tamanhos na faixa de 8 a 18 mm, com características apropriadas para alimentação dos reatores de redução.

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

apropriadas para alimentação dos reatores de redução. A Filtragem no processo de Pelotização – 11/02/2011

Introdução

O processo de Pelotização

Fluxograma Hidrociclone Pátio de minério Espessador Silos de matérias-primas Moinho de bolas Tanque de
Fluxograma
Hidrociclone
Pátio de minério
Espessador
Silos de matérias-primas
Moinho de bolas
Tanque de homogeneizaçõo
Forno de grelha móvel
Filtro de disco á vácuo
Pátio de pelota
peneira
Disco de pelotização

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

á vácuo Pátio de pelota peneira Disco de pelotização A Filtragem no processo de Pelotização –

Introdução

O processo de Pelotização

Nesse contexto, irá ser destacada a etapa de filtragem, processo que tem como objetivo garantir que a polpa de minério entre no pelotamento com um teor de água em torno de 8 a 9%.

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

entre no pelotamento com um teor de água em torno de 8 a 9%. A Filtragem

11/02/2011

Homogeneização

A Filtragem no processo de Pelotização

11/02/2011 Homogeneização A Filtragem no processo de Pelotização
11/02/2011 Homogeneização A Filtragem no processo de Pelotização

Homogeneização

A etapa de homogeneização tem como objetivo garantir que a polpa de minério, proveniente da etapa de espessamento, apresente-se homogênea, minimizando as variações das características físicas e químicas do material.

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

das características físicas e químicas do material. A Filtragem no processo de Pelotização – 11/02/2011

Homogeneização

O processo

1. Após o espessamento, a polpa de minério é bombeada para os tanques

homogeneizadores. Os tanques homogeneizadores proporcionam a manutenção de um estoque intermediário de minérios.

2. Adição de polpa de carvão moído à polpa de minério, no tanque homogeneizador.

carvão moído à polpa de minério, no tanque homogeneizador. A Filtragem no processo de Pelotização –
carvão moído à polpa de minério, no tanque homogeneizador. A Filtragem no processo de Pelotização –

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

carvão moído à polpa de minério, no tanque homogeneizador. A Filtragem no processo de Pelotização –

Homogeneização

O processo | Adição de carvão

Adição de polpa de carvão moído na polpa de minério estocada nos tanques homogeneizadores, com sistema automático de dosagem. A dosagem de carvão se dá de forma automática, em função da quantidade de minério recalcada pelas bombas de retirada de polpa

sob os espessadores.

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

recalcada pelas bombas de retirada de polpa sob os espessadores. A Filtragem no processo de Pelotização
recalcada pelas bombas de retirada de polpa sob os espessadores. A Filtragem no processo de Pelotização

Homogeneização

O processo | Adição de carvão

A utilização do carvão, hoje, não se dá apenas pelo seu custo energético comparado ao óleo combustível, e sim, pelo efeito benéfico no processo de queima.

e sim, pelo efeito benéfico no processo de queima. A Filtragem no processo de Pelotização –
e sim, pelo efeito benéfico no processo de queima. A Filtragem no processo de Pelotização –

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

e sim, pelo efeito benéfico no processo de queima. A Filtragem no processo de Pelotização –

Homogeneização

O processo

3. Do tanque homogeneizador a polpa é bombeada para a seção de filtragem, através de uma bomba de velocidade variável, que varia de rotação em função da quantidade de polpa necessária aos filtros rotativos.

da quantidade de polpa necessária aos filtros rotativos. A Filtragem no processo de Pelotização – 11/02/2011

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

da quantidade de polpa necessária aos filtros rotativos. A Filtragem no processo de Pelotização – 11/02/2011

11/02/2011

Filtragem

A Filtragem no processo de Pelotização

11/02/2011 Filtragem A Filtragem no processo de Pelotização
11/02/2011 Filtragem A Filtragem no processo de Pelotização

Filtragem

A etapa de filtragem tem como objetivo garantir que a polpa de minério tenha seu teor de água reduzido de aproximadamente 30% para algo em torno de 8 a 9%, que é a faixa de umidade considerada adequada para a etapa posterior: pelotamento.

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

considerada adequada para a etapa posterior: pelotamento. A Filtragem no processo de Pelotização – 11/02/2011

Filtro rotativo a vácuo de disco

Setores revestidos

Equipamentos

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

Setor

s t i d o s Equipamentos A Filtragem no processo de Pelotização – 11/02/2011 Setor

Setores com minério retido

Cabeçote

Agitador de polpa

Equipamentos

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

Bacia de polpa

l p a Equipamentos A Filtragem no processo de Pelotização – 11/02/2011 Bacia de polpa Canais

Canais da árvore do filtro

Bomba de vácuo

Sopradores

Equipamentos

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

Tanque de filtrado

Bomba de vácuo Sopradores Equipamentos A Filtragem no processo de Pelotização – 11/02/2011 Tanque de filtrado

Filtragem

O processo

Balão

Separador (II)

Balão

Separador (I)

Tanque de filtrado

Coluna

barométrica

Filtrado

Polpa de

minério

de filtrado Coluna barométrica Filtrado Polpa de minério Tanque Homogeneizador ESPESSAMENTO Polpa de Carvão moído A

Tanque Homogeneizador

ESPESSAMENTO

Polpa de Carvão moído

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

Tanque

Distribuidor

Polpa

retida

Filtro de discos

Soprador

PELOTAMENTO

Anel

tubular

Bomba de vácuo

– 11/02/2011 Tanque Distribuidor Polpa retida Filtro de discos Soprador PELOTAMENTO Anel tubular Bomba de vácuo

Filtragem

Observações e problemas operacionais

[1]

[2]

A composição mineralógica de alguns tipos de minério impede a filtragem eficiente das polpas, exigindo uma secagem adicional em secadores de tambor.

Filtros com velocidades lentas provocam a formação de tortas maiores nos setores. Bacia com nível baixo de polpa (caixa baixa) podem provocar tortas não uniformes.

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

de polpa (caixa baixa) podem provocar tortas não uniformes. A Filtragem no processo de Pelotização –

Filtragem

Observações e problemas operacionais

[3]

Filtros com velocidades rápidas provocam a formação de tortas menores, no entanto, resulta em uma polpa retida com teor de umidade elevado.

[4]

Setores e sacos danificados ou obstruídos provocam um aumento do fluxo de ar e polpa pelo furo reduzindo a pressão de vácuo, além de provocar uma secagem ruim.

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

a pressão de vácuo, além de provocar uma secagem ruim. A Filtragem no processo de Pelotização

Obrigado!

Daniel Dutra

GAEPP Gerência de Engenharia de Processo

daniel.dutra.gomes@vale.com (27) 9846 0636

A Filtragem no processo de Pelotização 11/02/2011

de Processo daniel.dutra.gomes@vale.com (27) 9846 0636 A Filtragem no processo de Pelotização – 11/02/2011