Sunteți pe pagina 1din 33

Apostila

Projeto Nivelamento Matemática Básica

MóduloI

1. ? Conjuntos Numéricos.
2. ? Razões.
3. ? Proporções.
4. ? Regra de três.
5. ? Expressões Algébricas.
6. ? Áreas das principais figuras planas.

Módulo II

1. ? Produtos notáveis.
2. ? Fatoração.
3. ? Equações e Inequações
Ô 
1? js 
é cs
u  


u  
  
Ñ  se
è  e
 V  s;     e;  c  
D Veece 
[ eece 
sc

esecç


u 
u

Esta figura representa a classe dos números.

     

 ss
essvscsvee

 12345

  
es  se vs

 â 


 ss
essvsee vscsvee

  3 2 1123

 cjseses c
ssseess!cjs:

"  3 2 1123

#1234$ese vs)

  1 2 3 4$essvs)

"#1234$essvs)

"  1 2 3 4$ese vs)


͞Não há números inteiros em fração ou decimal͟

ƒ??  

͞ão todas as decimais exatas ou periódicas diferente de zero͟

]
Q  ..., , , ...
 O
á??á  

͞ão todas as decimais não exatas, não periódicas e não negativas͟

OO
I  ..., O , ÿ, , ...
V
?? 

͞É a união de todos os conjuntos numéricos, m todo número, seja N, , Q ou I é um


número R (real ͟

?
͞ó não são reais as raízes em que o radicando seja negativo e o índice par͟

u    ?

6ados os conjuntos A e B, diz se que A está contido em B, denotado por A B, se todos os


elementos de A também estão em B. Algumas vezes diremos que um conjunto A está
propriamente contido em B, quando o conjunto B, além de conter os elementos de A, contém
também outros elementos. O conjunto A é denominado Êubonjuno de B e o conjunto B é
o Êup onjun o que contém A.

c
?   ?   ?

Conjunto vazio É um conjunto que não possui elementos. É representado por   ou por Ø. O
conjunto vazio está contido em todos os conjuntos.

Conjunto universo É um conjunto que contém todos os elementos do contexto no qual


estamos trabalhando e também contém todos os conjuntos desse contexto. O conjunto
universo é representado por uma letra U. Na sequência não mais usaremos o conjunto
universo.

 ? ?   ?

A reunião dos conjuntos A e B é o conjunto de todos os elementos que pertencem ao conjunto


A ou ao conjunto B.

A B   x x A ou x B

Exemplo e Aa,e,i,o e B3,4 então A Ba,e,i,o,3,4.


   
  
ceseçscjsceBécjessee
es eeece
 
cjce cjB

c B :  ce  B

 e
:ec eeB1234ec B%


&  eseçescjsceBécjv e
s eesescjs
ssjs

   


  
1? Fec
e:& s e esej
scjsceB eeceBe  
c Be eseçeceBe  c B  scjsves

2? 'e e v :&  e esej cjce
se e:

c ccec cc

3? cs:& s e esej


scjsceBe
se e:

c c BB c Bc B cc B B

4? cse c  :& s e esej


scjsceBe
se e:

c Be v e c BB


c Be v e c Bc

5? cssc v :& s e esej


scjscBe(e
se e:

c $B ()$c B) (


c $B ()$c B) (

6? (
 v :& s e esej
scjsceBe
se e:

c BB c
c BB c

)? e
ee   e:*cjv %éee
ee   
eecjs  e  cjcsee
:

c %c

+? e
e,,   eseç:ceseçcjv %c
   e
cjc-ece cjv 

c %%
? e
ee   eseç:*cjveséee
ee   
eseçecjs  e  cjcsee
:

c c

1? .s!v :& s e esej


scjscBe(e
se e:

c $B ()$c B) $c ()


c $B ()$c B) $c ()

6    
  
c-eeç eescjsceBécjessee
es eeece
 
cjcenãoeece
 cjB

c B :  ce  B

.evs /-c -eeç esevs c


:

    
  
*c
e
ecjBccjce (cBé -eeç ee
scjsceBsej écjessee
es eeece
 cj
ce nãoeece
 cjB

(cBc B :  ce  B

0 -c
eec
e
ecjBcjcé :


& v s!evese
 ees
s !  s
es
ee

s e cs c
e eecj  c c
e
eese
cjÔ sveess
s   v c
e
e / ec
e
e

 e
s:%
e
%

2? ' 


(ce 
ee  
e  
ese1é/   cee
e ee
seese  sse/es-
s:



cs 2es c
e
se sc
:
º? razão de para 
º? está para 
º? para 
Em qualquer razão, ao termo chamamos de    e ao termo  chamamos
de    .

 ?   ? ?    ?
Vejamos as seguintes razões 
e
Elas são tidas como razões inversas ou recíprocas.
Note que o antecedente de uma é o conseqüente da outra e vice versa.
Uma propriedade das razões inversas é que o produto delas é sempre igual a 1, isto se deve ao
fato de uma ser o inverso multiplicativo da outra.
Agora vejamos as seguintes razões 
e
A primeira razão possui os números 1 e 2 como seu respectivo antecedente e consequente, já
a segunda razão possui o número 2 como o seu antecedente e o número 1, omitido, como o
seu consequente. Em função disto, pelo antecedente de uma ser o consequente da outra e
vice versa, estas duas razões também são inversas uma em relação a outra.
Apesar de uma razão ser apresentada na forma de uma fração ou de uma divisão, você pode
calcular o seu valor final a fim de se obter o seu valor na forma decimal. Por exemplo 
A razão de  para  é , pois ???? na forma decimal, ou seja,  é o  de .
Neste outro caso, a razão de  para  é , pois ???? na forma decimal.

 ?     ?
Como visto acima, a razão de  para  é , pois ???? na forma decimal, ou
seja,  equivale a  de.  nada mais é que uma razão de antecedente igual  e
consequente igual a . É por isto é chamada de ?    .

!?
"? # ??$ ?%??&?'(??? ? ? # ??&?((?ƒ ? ? ??
? # ? ? )?
Temos  u # ??$ ??u # ??.
Então 

A razão acima pode ser lida como a razão de 2 para 1, ou 2 está para 1. Esta
razão é igual a 2, o que equivale a dizer que o salário de Paulo é o dobro do salário de João, ou
seja, através da razão estamos fazendo uma comparação de grandezas, que neste caso são os
salários de Paulo e João.
$ ? ? ?? ? # ? ? ?%?  ? ?'(?

3.? Proporção
A igualdade entre razões denomina se   .
Os números , , e , todos diferentes de zero, formam nesta ordem, uma proporção se, e
somente se, a razão ?? for igual à razão ??.
Indicamos esta proporção por 

Chamamos aos termos e  de !  e aos termos  e chamamos de  .


Veja que a razão de  para  é igual a ' (????' .
A razão de  para  também é igual a ' (????' .
Podemos então afirma que estas razões são iguais e que a igualdade abaixo representa uma
proporção 

Lê se a proporção acima da seguinte forma 


*? #? ??  ? ?? #? ?*.

V  ? 
  ? ?   ?
Qualquer que seja a proporção, o produto dos extremos é igual ao produto dos meios. Assim
sendo, dados os números , , e , todos diferentes de zero e formando nesta ordem uma
proporção, então o produto de por será igual ao produto de  por 

u ?  ? ?   ?


Qualquer que seja a proporção, a soma ou a diferença dos dois primeiros termos está para o
primeiro, ou para o segundo termo, assim como a soma ou a diferença dos dois últimos
termos está para o terceiro, ou para o quarto termo. Então temos 

ou
Ou

ou
  ?  ? ?   ?
Qualquer que seja a proporção, a soma ou a diferença dos antecedentes está para a soma ou a
diferença dos conseqüentes, assim como cada antecedente está para o seu respectivo
consequente. Temos então 

ou
Ou
ou

   ?  
 ?    ??

ão aquelas grandezas onde a variação de uma provoca a variação da outra numa mesma razão. e uma
dobra a outra dobra, se uma triplica a outra triplica, se uma é divida em duas partes iguais a outra
também é divida à metade.


 ???
e três cadernos custam R$ +,, o preço de seis cadernos custará R$ 16,. Observe que se dobramos o
número de cadernos também dobramos o valor dos cadernos. Confira pela tabela 

?
   ?  
 ?    ??

Uma grandeza é inversamente proporcional quando operações inversas são utilizadas nas grandezas.
Por exemplo, se dobramos uma das grandezas temos que dividir a outra por dois, se triplicamos uma
delas devemos dividir a outra por três e assim sucessivamente. A velocidade e o tempo são
considerados grandezas inversas, pois aumentarmos a velocidade, o tempo é reduzido, e se diminuímos
a velocidade, o tempo aumenta.


 ?

Para encher um tanque são necessárias 3 vasilhas de 6 litros cada uma. e forem usadas vasilhas de 3
litros cada, quantas serão necessárias?

Utilizaremos 6 vasilhas, pois se a capacidade da vasilha diminui, o número de vasilhas aumenta no


intuito de encher o tanque.

As duas grandezas são muito utilizadas em situações de comparação, isto é comum no cotidiano. A
utilização da regra de três nos casos envolvendo proporcionalidade direta e inversa é de extrema
importância para a obtenção dos resultados.

4.? Regra de Três


 ?? ? 
Regra de três simples é um processo prático para resolver problemas que envolvam quatro valores dos quais
conhecemos três deles. 6evemos, portanto, determinar um valor a partir dos três já conhecidos.
$ ?   ?  ?  ?? ? 
+, Construir uma tabela, agrupando as grandezas da mesma espécie em colunas e ma ntendo na mesma linha
as grandezas de espécies diferentes em correspondência.
'+, Identificar se as grandezas são diretamente ou inversamente proporcionais.
+, Montar a proporção e resolver a equação.
Exemplos
1 Com uma área de absorção de raios solares de 1,2m , uma lancha com motor movido a energia solar
2
2
consegue produzir 4 watts por hora de energia. Aumentando se essa área para 1,5m , qual será a energia
produzida?
uoução: montando a tabela
'
h  ?- ,   ?-./,
1,2 4
1,5 x
  
ádn !ação do po d "#ação:
$
Inicialmente colocamos uma seta para baixo na coluna que contém o x (2ª coluna .
Observe que% c   a área de absorção, a energia solar  .
$
Como as palavras correspondem (aumentando aumenta , podemos afirmar que as grandezas são   ?
$ &
   . Assim sendo, colocamos uma outra seta no mesmo sentido (para baixo na 1ª coluna. Ôon ando a
' ' ' ) &
p opo ção ( (Êo v(ndo a (quação (*oÊ

Logo, a energia produzida será de ?0 ? ?/ .

+ ?  ?? ? ?á uc é uma forma de relacionar grandezas inversamente proporcionais
para obter uma proporção.

Na resolução de problemas, consideremos duas grandezas inversamente proporcionais A e B e outras


duas grandezas também inversamente proporcionais C e 6 de forma que tenham a mesma constante de
proporcionalidade K.

A · B  K e C · 6  K segue que A · B  C · 6

logo

Exemplo Ao participar de um treino de Fórmula 1, um corredor imprimindo a velocidade média de 1+


Km/h fez certo percurso em 2s. e a sua velocidade média fosse de 2 Km/h, qual seria o tempo gasto
no mesmo percurso? (Km/hquilômetro por hora, ssegundo ,. Representaremos o tempo procurado
pela letra T. 6e acordo com os dados do problema, temos

  ?-1/,? 2?-,?

3? '?

'? 2?

Relacionamos grandezas inversamente proporcionais velocidade e tempo em um mesmo espaço


percorrido. Conhecidos três valores, podemos obter um quarto valor T.

Os números 1+ e 2 aparecem na mesma ordem que apareceram na tabela, enquanto
que os números 2 e T aparecem na ordem inversa da ordem que apareceram na tabela
acima.

Assim 1+.22.X, donde segue que 2X36 e assim X36/21+. e a velocidade do corredor
for de 2 Km/h ele gastará 1+s para realizar o mesmo percurso.

?
 ?? ?  ?
A regra de três composta é utilizada em problemas com mais de duas grandezas, direta ou inversamente
proporcionais.
Exemplos
1- Em + horas, 2 caminhões descarregam 16m de areia. Em 5 horas, quantos caminhões serão necessários
3
3
para descarregar 125m ?
uo.ução: montando a tabela, colocando em cada coluna as grandezas de mesma espécie e, em cada linha, as
grandezas de espécies diferentes que se correspondem
Ü    /4  
+ 2 16
5 x 125
012 1
ád/n 3ação doÊ poÊ d/ ação:
4
Inicialmente colocamos uma seta para baixo na coluna que contém o x (2ª coluna .

A seguir, devemos comparar cada grandeza com aquela onde está o x.


Observe que
??? c   o número de horas de trabalho, podemos   o número de caminhões. Portanto a relação
é nvÊa5n popoona ( ? ?  ? ?5?  l.
??? c   o volume de areia, devemos  o número de caminhões. Portanto a relação é
da6 n popoona ( ? ? !? ?5?  l. 6evemos igualar a razão que contém o termo x com o
produto das outras razões de acordo com o sentido das setas.
Ôonando a popoção  Êovndo a quação oÊ

Logo, serão necessários '?  /4.

5.? Expressões Algébricas

! 4? % 
ão expressões matemáticas que apresentam letras e podem conter números. ão
também denominadas expressões literais.
Exemplos
A  2a # )b
B  (3c # 4l 5
C  23c # 4
As letras nas expressões são chamadas variáveis o que significa que o valor de cada
letra pode ser substituída por um valor numérico.
?
$   ? ? 4?  ?! ? %
Nas operações em uma expressão algébrica, devemos obedecer a seguinte ordem
(1l Potenciação ou Radiciação
(2l Multiplicação ou 6ivisão
(3l Adição ou ubtração
Observações quanto a prioridade
(1l Antes de cada uma das três operações citadas anteriormente, deve se realizar a
operação que estiver dentro dos parênteses , colchetes ou chaves.
(2l A multiplicação pode ser indicada por x ou por um ponto . ou às vezes sem sinal,
desde que fique clara a intenção da expressão.
(3l Muitas vezes devemos utilizar parênteses quando substituímos variáveis por
valores negativos.

 #  são as letras das expressões algébricas que representam um número real e que de princípio
não possuem um valor definido.

  ? %  de uma expressão algébrica é o número que obtemos substituindo as variáveis por


números e efetuamos suas operações.

Ex endo x 1 e y  2, calcule o valor numérico (VNl da expressão


x² # y » 1² # 2 3 Portando o valor numérico da expressão é 3.

6   os números e letras estão ligados apenas por produtos.


Ex  4x

$   é a soma ou subtração de monômios.


Ex 4x#2y

2 ?/  são aqueles que possuem partes literais iguais (variáveisl
Ex 2 x³ y² z e 3 x³ y² z » são termos semelhantes pois possuem a mesma parte literal.

c ??u  ??! 4? % 

Para determinarmos a soma ou subtração de expressões algébricas, basta somar ou subtrair os termos
semelhantes.

Assim 2 x³ y² z # 3x³ y² z  5x³ y² z


ou
2 x³ y² z 3x³ y² z  x³ y² z

Convém lembrar dos jogos de sinais.

Na expressão

( x³ # 2 y² # 1 l ʹ ( y ² 2 l  x³ #2 y² # 1 ʹ y² # 2  x³ # y² #3

6   ???7  ??! 4? % 

Na multiplicação e divisão de expressões algébricas, devemos usar a propriedade distributiva.

Exemplos

1l a ( x#y l  ax # ay

2l (a#bl(x#yl  ax # ay # bx # by
3l x ( x ² # y l  x³ # xy

» Para multiplicarmos potências de mesma base, conservamos a base e somamos os expoentes.

» Na divisão de potências devemos conservar a base e subtrair os expoentes


Exemplos

1l 4x²  2 x  2 x

2l ( 6 x³ + x l  2 x  3 x² 4

3l 

[Resolução]
6.? Áreas das principais figuras planas.

Ô ??
 
 ? ? ? Ô ?? ?

h  ??  

e tratando do quadrado, dizemos que ele é um caso particular do retângulo, sendo que a área
 de um quadrado de lado ы é   ы . ы.

h  ??  8  

Considerando uma área  de um retângulo


como sendo o produto das medidas a e b dos
seus lados consecutivos, temos

h  ?? % 

Considerando um trapézio PQR,


onde suas bases medem B e b e sua
altura mede h, podemos dizer que
ele equivale ao trapézio P͛Q͛R.

A junção destes dois trapézios


resulta no paralelogramo PQP͛Q,
com uma base que mede B # b e
uma altura que mede h, onde a área
 do trapézio PQR é considerada a
metade da área do paralelogramo.
h  ??  
Considerando dois triângulos, um com lados RT e outro
com lados QPU, sendo eles congruentes através do critério
LAA, e equivalentes.

Considerando um paralelogramo PQR e um retângulo


UQRT onde ambos possuem altura h e base b possuindo,
portanto a mesma área .

h  ?? 
Considerando uma área , como sendo a área de um círculo de raio R, teremos

"  

O comprimento da circunferência de raio R é

h  ?? 8  ??
?
? ? ? ?? ?  ?
Considerando um triângulo PQR, onde a
base mede b e a altura mede h, podemos
dizer que esse triângulo equivale ao
triângulo RQ͛P͛.
Portanto podemos concluir que a área  do
triângulo PQR é considerada a metade da
área do paralelogramo PQRQ͛, onde sua
base mede b e sua altura h.

?
?
2 8  ? #  ?
Vejamos um triângulo eqüilátero
ABC, onde o lado mede ы, a área 
e a altura h.

Ü  
?
? ??
?? ??
? ?
 ?? ??
??
?
?
?
Módulo II
1.? Produtos notáveis.
?c  
       
    
   ?

?

?



   

 ?

 
     
 
   
 
    !   

 

 
c"

# 
  
  

 #
 
    ?

V 
       " $ 
     
 
 % 

&
!
"'
  (

 


#?

R  
 

     
 
      !   ?

)?

ƒ       


 
 #  
   
!  
     !   ?

?

*ƒ  

     
 
  #  
 
 !  
     !   ?

)?

+&

    "'
?

,,**,

),,**,?

 

 ?
 " $ 
  ?

 ?
 ?

 ?

2.? Fatoração.
0  (  "
  %-!( 
     

& -
" ?

+&&.&.?

+&
   " % 
?

R 0   

  ?

ƒ    
  
" 
 ?

/    0
 
&.1c
  
  
 " 
2 ?

c
&.&.
3
" ?

+&3 ?

&.#&.#?

 ?

 ?
&.&.?

 ?
O 0   
 ?


   #   " 


!   0
 
 ?


 &
 
 &.&.
/  
 
  



 "   4


 



 " 
   

2 ?

 &.&.?
+    0
    
&.


c
     

2 ?

 &.?

/ 5&.&.&.?

+&3 ?

 
&(" (" &*(" 

3





 " ?

  ("  (


" (" 

3





 " ?

??

 0   


  ?


  "
 & -
   
 "  %


 &    #     ?

c
 ?
+&3 ?

 ?

 ?

 
  ( 6"  &   # ?

 0    



 ?

/  0
   (
   
 0
     

  0
      "  ?

7 &
    0
       
 "             
 
 ?

    ?
c

 
88

  
88
&*.
899999999998
8
&*.R&.1  (!  !  
  ?
7    
  0
      " 
  1"
" 
89999999999999998 
  ?

: !   1"


" 
89999999999999998 
 ?

+& ?

 ?

 ?
;
(

 
  " 

&  !( 

"  
 
+& ?

 ?

 ?
‰ 
  ?

R ?

 ?

* 

?

3.? Equações e Inequações


Equação é toda sentença matemática aberta que exprime uma relação de igualdade. A palavra equação tem o
prefixo  , que em latim quer dizer "igual". Exemplos
2x # +  
5x 4  6x # +
3a b c  
Não são equações
4 # +  ) # 5 -?%?  ?   ?  ,
x 5 < 3 -?%?   ,
- ?%?   ?  ? ?   ,
A equação geral do primeiro grau
???
onde a e b são números conhecidos e a > , se resolve de maneira simples subtraindo b dos dois lados, obtemos
ax  b
dividindo agora por a (dos dois ladosl, temos

Considera a equação '!?9?3??!?9


A letra é a  da equação. A palavra  significa " desconhecida".
Na equação acima a incógnita é x7 tudo que antecede o sinal da igualdade denomina se 1º  ?e o que sucede,
2º  .

Qualquer parcela, do 1º ou do 2º membro, é um termo da equação.

6enomina se equação do u :;7"?:c;, toda a equação do tipo !<=!= , com coeficientes
numéricos . e? com .
Exemplos

  

1
x²#2x#1 1 2

1
5x 2x² 1 2 5

?
   
9?á   e um dos coeficientes ( ?ou l for nulo, temos uma equação do 2º grau incompleta.
+?  b
Considere a equação do 2º grau incompleta

x²  » x² » x » x
'+?  c
Considere a equação do 2º grau incompleta
x² x » Basta fatorar o fator comum x
x(x l » x,
+?  bc
2x² » x
 ?? 4??'+? 
A resolução de equações do 2º grau incompletas já foi explicada acima, vamos agora resolver equações do 2º grau
completas, ou seja, do tipo ax²#bx#c com ,? e? diferentes de zero.
Uma equação do 2º grau pode ter até 2 raízes reais, que podem ser determinadas pela fórmula de Bháskara.

   ??>/#@ ?
?
$   ?
?

6uas raízes reais e diferentes


6uas raízes reais e iguais
Nenhuma raiz real

 4? ?   ?? ?

á  4??  ? ?
?
6enominamos   toda sentença matemática aberta por uma desigualdade.
As inequações do 1º grau com uma variável podem ser escritas numa das seguintes formas
    como a e b reais .
Exemplos

?
 ?  ?  ??A? ?
Uma maneira simples de resolver uma equação do 1° grau é isolarmos a incógnita x
em um dos membros da igualdade. Observe dois exemplos
Exemplo1 Resolva a inequação 2x # ) > .
olução
2x > )
Multiplicando por ( 1l
2x < )
x < )/2

Pode se resolver qualquer inequação do 1° grau por meio do estudo do sinal de uma
função do 1° grau, com o seguinte procedimento
1. Iguala se a expressão ax # b a zero 8
2. Localiza se a raiz no eixo x 8
3. Estuda se o sinal conforme o caso.
Exemplo 1
2x # ) > 
2x # )  
x  )/2
c? ?? ?? ? ???? ?
? ?Ä  
  


?
?

?
?
??  ????? ???? ? ?!?? ?

"? ?#
??? ?
? ? ? ? ???
?
?

$?? ?? ? ?"??? ? ????


? ?"?%??
?
&
???
? ???"?
? ?
? ?? ? %?!?
 
?? ?? ?? ? ?
?? ? ?????"?
%?
?
! ??"?
?

?
?
 ?? ?? ?
?
?

?
?
'?? ??? ?(
?
? ??? ???  ? %??? ?

 ?? ?"? %?
Exercícios
Módulo I
1.? Conjuntos dl(r # 1lm é um número racional
el m2 é um número racional
Numéricos
5l Numa pesquisa realizada com 2
pessoas, + informaram que gostam de
música sertaneja,  música romântica, 55
1l 6etermine x para que 1, 1, 2, 3  1, x,
3. de música clássica, 32 de músicas sertaneja
e romântica, 23 de músicas sertaneja e
2l Obtenha o conjunto de todos os valores clássica, 16 de músicas romântica e
inteiros de k, de modo que k # 1) seja um clássica, + gostam dos três tipos de música
múltiplo de k ʹ4. e os demais de nenhuma das três. Obter o
número de pessoas que não gostam de
3l Obtenha todos os valores inteiros de k, nenhuma das três.
de modo que 2k #  seja múltiplo de k # 2.
6l Numa Universidade são lidos apenas
4l e r é um número racional e m um dois jornais X e Y, +3 dos alunos lêem o
número irracional, podemos afirmar que jornal X e 63 o jornal Y. abendo se que
alr.m é um número racional todo aluno é leitor de pelo menos um dos
blr.m é um número irracional dois jornais, calcule o valor que
clr # m é um número irracional corresponde ao percentual de alunos que
lêem ambos.

)l Classifique em V ou F

+l9?Usando L ou , complete

] ÿ MMM j] ???????????????? O MMMM j ?????????????????????  ]  MMMM j ????????????  ]  MMM j ???

* *
  ?? ? ??)%? ?+?,?-?.????))%? ?/?*?-?.??????)))%?.0?-?.1?
!?? ?? ?"?? ?
?
?


?))??2
?%??
?)))?"?2
? %??
?)??))??2
?%??
?)??)))??2
??%??
?))??)))??2
?%??
? ,?Quantas pessoas assistem somente ao
R  3? ?  ? ? ? 4? /?
 ? canal .??

R ?,5? 
??
?? ?
?
,?Quantas pessoas  assistem ao canal

?? 6?

 ?10?? 
??
??
6? B?

 ??4?
?7? 
??
? ?%?
12l?Observe os números abaixo e
Quantos elementos possui cada um desses
responda as questões
conjuntos?
O
,??Foram consultadas  pessoas sobre 2) 9 ï-  - 1,353535....-

as emissoras de TV a que habitualmente


O 1,41423562...- ÿ- +
assistem. Obteve se o seguinte resultado
AlQual desses números pertence ao
 pessoas assistem ao canal B, ' conjunto dos números naturais?

assistem ao canal?.?e?3 assistem a outros Bl Qual desses números pertence ao


conjunto dos números inteiros?
canais distintos de B e .. Cl Quais números são racionais?
6l Quais números são irracionais?
alQuantas pessoas assistem aos dois
El Quais números são reais?
canais??

13l?Considere o diagrama a seguir e complete

al? B ¿ C  el? A Ö B 
bl? A ¿ B  fl? A Ö C 
cl? A ¿ C  gl? B Ö C 
dl? A ¿ B ¿ C 
14l?Nas sentenças abaixo, assinalam se dl? 12+
com V as sentenças verdadeiras e com
el? 1
F, as falsas
Il? 2 L - 1- 2
1+l? Num universo de + pessoas, é
IIl? í  5- 6- ) sabido que 2 delas gostam de
IIIl? í L  í- 4 samba, 3 de rock e 13 de samba e
rock. Quantas não gostam nem de
IVl? 5 L 3- 5- 1- 4
samba nem de rock?
Vl? 5- 6  5- 6- )
al? +
Nesta ordem, a alternativa correta é
bl? )3
al? F, V, V, F, F
cl? 6)
bl? V, F, F, V, F
dl? 56
cl? F, V, V, F, V
el? 43
dl? V, F, F, V, V
1l? abe se que os conjuntos A e B têm,
15l? endo A  1- 2- 1-2 pode se respectivamente, 64 e 16
afirmar que subconjuntos.
e A ¿ B tem ) elementos, então A
al? 1 z A Ö B tem
bl? 1  A
al? nenhum elemento
cl? 1 Ö 2 A bl? três elementos
dl? 2 L A cl? dois elementos
el? 1 ¿ 2 L A dl? um elemento
el? quatro elementos
16l? e M  1- 2- 3- 4- 5 e N são conjuntos
tais que M ¿ N  1- 2- 3- 4- 5 e M Ö
N  1- 2- 3, então o conjunto N é 2l? ão dados os conjuntos
A  x L IN / x é par- B  x L  / 1 
al? Vazio
x < 6- C  x L IN / x  4
bl? Impossível de determinar
O conjunto X, tal que X  B e B ʹ X 
cl? 4- 5 A : C
dl? 1- 2- 3
al? - 3- 5
el? 1- 2- 3- 4- 5 bl? 1- 3- 5
cl? - 1- 3- 5
dl?  1- 1- 3- 5
1)l?(FGV ʹ Pl eja A um conjunto com + el?  1- 1- 3- 5- 6
elementos. O número total de
subconjuntos de A é
al? +
bl? 256
cl? 6
2.? Razão, Proporção e Regra de Três
1. Ao encontrar um amigo, Paulo ). Um fazendeiro repartiu 24 reses
perguntou lhe se seu nº de cel ainda entre 3herdeiros na seguinte forma O
era +34 521+. Muito brincalhão, o 1º recebeu 2/3 do 2º e o terceiro tanto
quanto o 1º e o 2º juntos. A parte do
amigo respondeu lhe não ͞Não. O
1º é?
novo nº é tal que f(xlx, x+ e f(xl2x 1
se x < ), onde x representa um +. Uma turma de 2 pessoas foi
algarismo do antigo número͟. O novo acampar, levando alimentos
número do telefone do amigo de Paulo suficientes para 21 dias, com 3
é refeições diárias. Chegando ao local,
encontraram mais 15 pessoas. Por
al+) 53+ bl+12 543+ cl+6+ 42+ quantos dias terão alimento se fizerem
dl+5) 31+ el34 521 apenas 2 refeições diárias?

2. Num pátio existem automóveis e . Num concurso compareceram 2


bicicletas. O número total de rodas é candidatos dos quais 1) foram
aprovados. A porcentagem de
13 e o de bicicletas é o triplo do
reprovados é?
número de automóveis. O número de
vepiculos que se encontram no pátio 1.?- uá2( 9CC39, Em 3 dias,
é )2  bombons são embalados,
usando se 2 máquinas embaladoras
al5 bl51 cl52 dl53 el54 funcionando + horas por dia. e a
fábrica usar 3 máquinas iguais às
3. Um pai tinha 3 anos quando seu primeiras, funcionando 6 horas por
filho nasceu. e multiplicarmos as dia, em quantos dias serão embalados
idades que possuem hoje, obtém se 1+  bombons?
um produto que é igual a 3 vezes o al 3 cl 4
quadrado da idade do filho. Quais são bl 3,5 dl 4,5 el 5
suas idades?
11. -:;c7c?áá?6 2(9u$9'9
4. Gastei 2/3 do meu salário, em ,?
Um guarda em serviço percorre 22 km
seguida ¾ do restante e fiquei ainda
em 2 dias, andando 3 horas por dia. e
com R$4+,. O meu salário é ele passar a andar 4 horas por dia,
mantendo o mesmo ritmo anterior,
al4+ bl46 cl5)6 dl32 el5
em quantos dias ele percorrerá 36
km?
5. Num terreno a área construída
(Al 23 (Cl 25
corresponde a 3/5 da área do terreno
(Bl 24 (6l 26 (El
e a área livre é de 12m². Então, a área 2)
do terreno é
12. -2D(;7á(92 9c 9'9,?
6. Para abrir uma valeta de 5m de Uma impressora trabalhando
comprimento e 2m de profundidade, continuamente emite todos os boletos
1 operários levam 6 dias. Quantos de pagamento de uma empresa em 3
dias serão necessários para abrir +m h. Havendo um aumento de 53 no
de valeta com 3m de profundidade, total de boletos a serem emitidos, três
com 16 operários? impressoras, iguais à primeira,
trabalhando juntas poderão realizar o 16.Uma roda dá + voltas em 2 minutos.
trabalho em 1 hora e Quantas voltas dará em 2+ minutos?
(Al 3 minutos. (Cl 4
minutos. 1). Com + eletricistas podemos fazer a
(Bl 35 minutos. (6l 45 instalação de uma casa em 3 dias. Quantos
minutos. (El 5 minutos. dias levarão 6 eletricistas para fazer o
mesmo trabalho?
13.Com 6 pedreiros podemos construir tijolos produzirá em 1 dias, trabalhando +
uma parede em + dias. Quantos dias horas por dia?
gastarão 3 pedreiros para fazer a mesma
parede? 1+. Oitenta pedreiros constroem 32 m de
14. Uma fábrica engarrafa 3 muro em 16 dias. Quantos pedreiros serão
refrigerantes em 6 horas. Quantas horas necessários para construir 16 m de muro
levará para engarrafar 4 refrigerantes? em 64 dias?

15. Uma olaria produz 14) tijolos em ) ___________________________________


dias, trabalhando 3 horas por dia. Quantos

3.? Expressões Algébricas a menos teria o triplo do nº de C6s de Luis.


É possível afirmar que quantidade de C6s
?
que Luis possui é?
1l Efetue as operações al 46 bl4 cl32 dl23

al  O ð    ] ð ] O  V ð ]  ` 5l Em um restaurante há 12 mesas, todas


ocupadas. Algumas por 4 pessoas, outras
bl  O ð  ]  ð ]  ` por apenas 2 pessoas num total de 3+
cl  O ð ] ðO ] ð ï ` fregueses. O número de mesas ocupadas
O por apenas duas mesas é?
dl  O ð º ` al4 bl5 cl6 dl)

2l Efetue as divisões ?
al ð  Õ por ð  O 6l Ache o valor de x
ð
bl º ] º O O º ] por º ] O ð Oð ð ` Vï

3l Efetue as operações )l Existem três números inteiros
O
consecutivos com soma igual a 33. Que
al  O ð ] ð O ð ]  ð O ï números são esses?
O O
bl  O ð ]  ð ] ï ]  ð ] ð ] ï +l 6etermine um número real " " para
O que as expressões (3a # 6l/ + e (2a # 1l/6
cl  O ð ]  ð ] ð ï
sejam iguais.
O
dl  ð ] º  ð ] 𺠺O
O l Resolver as seguintes equações (na
el  ð ]  ð  O ]  ð ] O incógnita xl
O al 3ax ʹ ax  +a 6a
fl O ð ] O ] ð ] O ] ð ] O
bl 3bx # 6bc  )bx # 3bc

4l Luis e Maria resolveram comparar suas 1l e você multiplicar um número


coleções de Cd͛s. 6escobriram que têm ao real ! por ele mesmo e do resultado
todo 14 C6s e que se Maria tivesse 12 C6s
subtrair 14, você vai obter o quíntuplo do 1l Existe o valor numérico da expressão
número !. Qual é esse número? ïð
ð ] º para ð ` O e º ` O ? Por quê?
11l O quadrado de um número menos o
seu triplo é igual a 4. Qual é esse
número? V
12l Calcule um número inteiro tal que três 2l eja a expressão  ] O , qual é o valor
vezes o quadrado desse número menos o que não pode ter??
dobro desse número seja igual a 4.
21l?Qual o valor numérico da expressão
13l Calcule um número inteiro e positivo
ðO ]  ðO ] ð O
tal que seu quadrado menos o dobro desse
número seja igual a 4+. ð O ð] , para ð `  y?

14l O triplo de um número menos o


quadrado desse número é igual a 2. Qual é
esse número?
4.? Áreas Principais Figuras
15l Calcule o valor numérico das
expressões algébricas 1l (VUNEPl A área de um triângulo
retângulo é 12dm². e um dos catetos
ï ]a é 2/3 do outro, calcule a medida da
al
O
] a O para ` ea` hipotenusa desse triângulo.
al 2 13dm
  bl 13 2dm
cl + 3dm
bl ï para `] , ` ] e
dl 1 2dm
 ` ]Õ el 13 5dm

O 2l Qual a área de um triângulo de


] ` ]Õ e ` ] lados +cm, 12cm e 16cm?
cl para
3l A área de um retângulo é 1+cm² e
ð º
um de seus lados mede ,2dm. Qual o
16l Calcule o valor numérico de ðº seu perímetro em metros?

ð` º` 4l Qual a área de um trapézio de lados


para O e .
paralelos iguais a 1cm e 1+cm e
altura 6cm?
ðO ] º
ï] ð 5l A diagonal de um quadrado mede )
1)l Calcule o valor numérico de
2cm . Qual a área deste quadrado?
para ð ` ]O e º `  .

ïa 6l Um terreno tem área 45m². e o


seu formato é um trapézio, onde a
1+l Calcule o valor numérico de  a
͞frente͟ e o seu ͞fundo͟ são paralelos
para ` ]O e a ` Oï . e iguais a 4m e 5m, qual a distância
entre esses lados?
))
e4/e
e5
ee 11)$V( V)ce    
3
e s
e seses ss s
!e é:

escsecvs& é e 
esee4/6

+)ce  -/  !  é$e
c
7)




12)
e /e/ essc

cc-eêc e 1+c

 ess scç2esee
e:
)16 ) 
e  essee /;
!)1+ !)se
e5
ee /;
c)2 c) 
e   e
e /;
)22 ) e essee /
e)24 
 13)$  V)ce c5c -/ é:
)( ce e 4/
es c s !e ecB(.é

e4/cj ! see  
ee

esecv
ee12c
e+c
e e
(.esve
  se/
es
c/eesc-
e -/ :

14)$( Bc) -/  !  e
ss
c5csccêcsc
 s
5c
e3c
ce  e/s
!e  
e
c
7é:


1)$FccV V)
 ç essc 
e

e e / cjs s

ee
3
e5
c-
e 
-/  !  ( c  e  
 ç !e
s: 


15)$Ôc(8 V)ce 4/cB( 

-/  !  é:









16)?
 cc e
e e)6+6 Ô 
c
2& é e e  
ec  
      s  6 
 1? Vs ves
1))
 e
24c
e4
ee

e
3c

e
see  F  ç  ç2ese
 
eé  sce e  ç2es

6
 
1+).   -/  se/es !e se e 1)F e:
ss   ssse
 s/ s 
;  ð  ] R ð
4c
se*cee
ees
< O ð O ] O ð O
 v e e   eeec 6

=  > w º l ? > w º l
 @ B w A w ¢B w ¢A
C ð  ] ð ð ]R
D p ] R
E p  ] R
/F ð O ] O ð w O
G ð w ð w R
   O w O w O O

)1!)2c)5)1   ð  H  ð w 
º
e)14  I  w I º w

1)ce ce
4/ese
c c  e - 
 : 2) u     4 

ð 
 
ð  O
e !cssc

ess s
 º ] l 
eése
 e5
e 
 º ] l
( ce e 4/cjs s 2 ð 2 ( ð w 7)



ee
211)e1ce5
es 6 ð ( ð w 7) 3
2
2) -/ se/ees ð ] 2ð

eese s
   e 4 2ð ] 

es s / se
 w 

se
cc-eêc e 2 e  
 e/ c  é:
ð 
  
)$9:2)#2c)9#3e)29#1
ð w ðw
!)9#2)9#4
ð 

ð  w ð 
ð ð w ð 
 /
ð w
 

ðOÕ ð O ]  ð ð ] O Oð ] 
? ,?? ?? @,? ] ??
Oð ] ð O  ð ð ]  ð ð ]
ð ]Õ ï O
?,?? O ???? ,?? ???
ð ]  ð ]  ð ] O
11l?8 ?? ? ?

R ¼   ¼   ? 13l (U6EC 2+l O conjunto solução da


 ¼  ¼   inequação x² ʹ 2x ʹ 3 ч  é
 ¼   ¼   
Al x R / 1 < x < 3
      ¼  
¼  Bl x R / 1 < x ч 3
      ¼   Cl x R / x < 1 ou x > 3
6l x R / x ч 1 ou x ш 3
 ¼        
El x R / 1 ч x ч 3
     ¼    
  ¼        
  ¼       
R     ¼       
RR    ¼    ¼   
R  ¼   
R  ¼   ¼   
R    ¼    


R  


 

R  



R   

  
R  
 
 
R
     
   
   
 
 
R  ¼
 

  

 
  




  
 
 
 
 


12l (PUC RIO 2l Quantas


soluções inteiras a inequação x² # x
ʹ 2 ч  admite?

Al 2
Bl 3
Cl )
6l 1
El 13