Sunteți pe pagina 1din 136
1710 - Início da Revolução Industrial - o coque substitui o carvão industrial no Alto

1710 - Início da Revolução Industrial - o coque

substitui o carvão industrial no Alto Forno. Início de utilização do Alto Forno na Europa.

1855 - Implantam-se os processos Bessemer,

Thomas e Siemens-Martin. Para elaboração do aço a partir da gusa.

1890 - F.Osmond estuda o comportamento do fero

a altas temperaturas e define os pontos críticos do

Diagrama de Ferro Carbono.

1944 - O alemão Johannes Croning desenvolve e

elabora a patente do processo de fundição Shell- Molding.

Desde 1960 - Desenvolvimento da fabricação por controlo das transformações para obtenção, em especial, de peças fundidas em aço de alta resistência

Cronologia

4000

AC - Processo de Fundição por Cera

Perdida (modelos perdidos) surge na China, Índia, Egipto, Nigéria e América do Sul.

2800

AC - Processos de obtenção de Ferro a partir

dos seus minérios, por redução com carvão vegetal, na Mesopotâmia.

1000 AC - Início da idade do Ferro - obtenção de ferro forjado.

250 a 100 AC - No período Romano a metalurgia do Ferro sofre um grande desenvolvimento a nível de utilizações importantes (machados, feramentas, charruas, canalizações e armamento).

1300 a 1400 - Desenvolvimento de fornos de fusão industrial. Tecnologia de obtenção de Ferro Fundido no forno de Cubilote.

Tecnologias da Produção Fundição - Definição Processo de enformaçãoenformação no estadoestado líquidolíquido,

Tecnologias da Produção

Fundição - Definição

Processo de enformaçãoenformação no estadoestado líquidolíquido, a quente, seguido de solidificaçãosolidificação
Processo de enformaçãoenformação no estadoestado líquidolíquido, a quente, seguido de solidificaçãosolidificação controladacontrolada.
• Ferros Fundidos • Aços • Alumínio • Cobre • Magnésio • Zinco • Super-ligas
• Ferros Fundidos
• Aços
• Alumínio
• Cobre
• Magnésio
• Zinco
• Super-ligas
• Diversas

Ferro Fundido Cinzento, Nodular, Maleável, Ligado resistente ao calor, desgaste e ataque químico

Corrente, Baixa Liga, Alta Liga, Ligado

MateriaisMateriais queque podempodem serser vazadosvazados

Latão, Bronze, Bronze Duro de Canhão,.Bronze Alumínio, Bronze Silicioso

Ligas Níquel, Ligas Cobalto

Ligas de Titânio, Ligas para Rolamentos, Ligas Magnéticas, Ligas Refractárias

• Moldação em areia verde • Moldação em areia seca • Moldação com CO2/Silicato •
• Moldação em areia verde
• Moldação em areia seca
• Moldação com CO2/Silicato
• Shell-Molding
• Caixa Fria
• Selagem por vácuo
Moldação em areia
• Moldação em cerâmica
• Moldação em gesso
Moldação em
agregado refractário

Tecnologias da Produção

Classificação dos Processos de Fundição
Classificação dos Processos de Fundição
da Produção Classificação dos Processos de Fundição Processos Processos de de Moldação Moldação

ProcessosProcessos dede MoldaçãoMoldação DestructívelDestructível ModeloModelo PermanentePermanente

ProcessosProcessos dede MoldaçãoMoldação PermanentePermanente

• Moldação por gravidade

• Moldação sob-pressão

• Moldação sob baixa-pressão

Moldes Metálicos

Vazamento com pressão de centrifugação

Vazamento com pressões

contra-gravíticas

Vazamento por compressão mecânica

Vazamento contínuo

 

Moldes Metálicos

ProcessosProcessos dede MoldaçãoMoldação DestructívelDestructível ModeloModelo DestructívelDestructível

• Moldação com modelo evaporável

Moldação em areia

• Moldação com modelos perdidos

Moldação em agregado refractário

Fundição – Selecção de Processos de Fundição Ferros Fundidos Moldações em areia Aços Moldações

Fundição – Selecção de Processos de Fundição

Ferros Fundidos Moldações em areia

Ferros Fundidos

Moldações em areiaFerros Fundidos

Aços Moldações com modelos perdidos

Aços

Moldações com modelos perdidosAços

 

Alumínio

Moldações cerâmicas  Alumínio

 
 

Cobre

 
 

Moldações permanentes metálicas 

 

Magnésio

 

Moldações perm. metálicas por injecção 

 

Zinco

Tecnologias de fundição especiais

Tecnologias de fundição especiais  Magnésio   Moldações perm. metálicas por injecção   Zinco   Super-ligas   Diversas

 

Super-ligas

 

Diversas

ProcessoProcesso ConvencionalConvencional dede ObtençãoObtenção dede PeçasPeças dede FundiçãoFundição Fixação
ProcessoProcesso ConvencionalConvencional dede ObtençãoObtenção dede PeçasPeças dede FundiçãoFundição
Fixação
Crivo
Meio Modelo
Placa de
Areia de
Superior
Moldação
Moldação
Pinos de
Centragem
Prensos
Régua de
Caixa de
Alisamento
Meio Modelo Inferior
Moldação
Meio Modelo
Inferior
Pinos de
Centragem
Caixa
de
Moldaçã Pinos
Placa de
Moldação
o
de
Placa de
Moldação
Areia de
Compactação manual da Areia
Desmoldação
Processo Processo Convencional Convencional de de Obtenção Obtenção de de Peças Peças de de Fundição

ProcessoProcesso ConvencionalConvencional dede ObtençãoObtenção dede PeçasPeças dede FundiçãoFundição

Pino Centragem Meio Modelo Inferior Furos para Extracção e alinhamento do Modelo Caixa de do
Pino Centragem
Meio Modelo Inferior
Furos
para
Extracção
e alinhamento do Modelo
Caixa de
do Modelo
Meio Modelo Superior Fixação Prensos
Meio Modelo
Superior
Fixação
Prensos
de do Modelo Meio Modelo Superior Fixação Prensos Moldação Pino de Centragem Furos para Extracção e

Moldação

Pino de Centragem

Furos para Extracção

e alinhamento

Caixa de Moldação

Furos para Extracção

e alinhamento do Modelo

de Moldação Furos para Extracção e alinhamento do Modelo Areia de Desmoldação Bacia Canal de Vazamento
de Moldação Furos para Extracção e alinhamento do Modelo Areia de Desmoldação Bacia Canal de Vazamento
Areia de Desmoldação Bacia
Areia de
Desmoldação
Bacia

Canal de Vazamento

Enchimento da Caixa de Moldação

de Vazamento

Processo Processo Convencional Convencional de de Obtenção Obtenção de de Peças Peças de de Fundição

ProcessoProcesso ConvencionalConvencional dede ObtençãoObtenção dede PeçasPeças dede FundiçãoFundição

Meia Moldação Canal de Distribuição Ataques Canal de Distribuição Canal de Vazamento Meio Modelo Sistema
Meia
Moldação
Canal de Distribuição
Ataques
Canal de Distribuição
Canal de Vazamento
Meio
Modelo
Sistema Gitagem
Sistema Gitagem
Modelo
Sistema Gitagem
Bacia Vazamento
Canal Vazamento
Ataques

Cavidade na Moldação

Precisão das peças de fundição Produção de modelos e caixas de machos Produção do molde

Precisão das peças de fundição

Precisão das peças de fundição Produção de modelos e caixas de machos Produção do molde da
Produção de modelos e caixas de machos Produção do molde da moldação Selecção dos materiais

Produção de modelos e caixas de machosProdução do molde da moldação Selecção dos materiais das moldações Localização da linha de apartação

Produção do molde da moldaçãoProdução de modelos e caixas de machos Selecção dos materiais das moldações Localização da linha de

Selecção dos materiais das moldaçõesmodelos e caixas de machos Produção do molde da moldação Localização da linha de apartação Vazamento

Localização da linha de apartaçãomolde da moldação Selecção dos materiais das moldações Vazamento de metal Contracção das peças vazadas

Vazamento de metaldos materiais das moldações Localização da linha de apartação Contracção das peças vazadas Acabamento das peças

Contracção das peças vazadasSelecção dos materiais das moldações Localização da linha de apartação Vazamento de metal Acabamento das peças

Acabamento das peçasdos materiais das moldações Localização da linha de apartação Vazamento de metal Contracção das peças vazadas

Processos de fundição com moldações perdidas com comcom aglomerantes aglomerantesaglomerantes
Processos de fundição com moldações perdidas
com comcom aglomerantes aglomerantesaglomerantes
inorgânicosinorgânicos
sem semsem aglomerantes aglomerantesaglomerantes
orgânicosorgânicos
moldaçõesmoldações emem gessogesso
moldaçõesmoldações emem materialmaterial cerâmicocerâmico
comcom modelosmodelos perdidosperdidos
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas Areia AreiaAreia de dede
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas
Areia AreiaAreia de dede Fundição FundiçãoFundição = == Areia AreiaAreia [+ [+[+ Aglomerante] Aglomerante]Aglomerante] + ++ Aditivos AditivoAditivoss [+ [+[+ Água] Água]Água]
44
11
Sílica (Quartzo)
Olivina
Zircónio
22
33
(*)
Chamote
Argila
Silicatos
Resinas
Óleos
Cimento Portland
Outros
Pó de carvão
Grafite
Pez
Fuel oil
Serradura, outros
11
Material
desagregado,
sem coesão,
constituído por
grãos
refractários
22
33
Envolver e aderir os grãos,
ligando-os entre si, de modo
a conferir-lhes, após
compactação, secagem e/ou
reacção química, as
características necessárias ao
Melhora ou corrige o comportamento
da mistura:
Inibe reacções –
moldação/macho com o
metal fundido
• Amortece a dilatação
• Estabiliza a humidade
44
Adesão
• Melhora o aspecto superficial das peças
• Promove a colapsilidade (mold./macho)
Coesão
processo de moldação e
vazamento
• Melhora a resistência (mold/macho)
Moldabilidade
(*) – Areias naturais/Sintecticas
Definição/Função Definição/Função
a resistência (mold/macho) Moldabilidade (*) – Areias naturais/Sintecticas Definição/Função Definição/Função
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas Propriedades exigidas às
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas
Propriedades exigidas às areias de base
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas Propriedades exigidas às
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas
Propriedades exigidas às areias de bases
Estabilidade térmica e
dimensional a
temperaturas elevadas
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas Propriedades exigidas às
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas
Propriedades exigidas às areias de base
Estabilidade térmica e
dimensional a
temperaturas elevadas
Distribuição de forma e
tamanho de partículas
adequado.
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas Propriedades exigidas às
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas
Propriedades exigidas às areias de base
Estabilidade térmica e
dimensional a
temperaturas elevadas
Distribuição de forma e
tamanho de partículas
adequado.
Não apresentar
reactividade química
com o metal fundido
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas Propriedades exigidas às
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas
Propriedades exigidas às areias de base
Estabilidade térmica e
dimensional a
temperaturas elevadas
Não apresentar uma
molhabilidade fácil
com o metal em
fusão.
Distribuição de forma e
tamanho de partículas
adequado.
Não apresentar
reactividade química
com o metal fundido
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas Propriedades exigidas às
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas
Propriedades exigidas às areias de base
Estabilidade térmica e
dimensional a
temperaturas elevadas
Não apresentar uma
molhabilidade fácil
com o metal em
fusão.
Distribuição de forma e
tamanho de partículas
adequado.
Estar livre de
substâncias de
partículas de baixo
ponto de fusão.
Não apresentar
reactividade química
com o metal fundido
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas Propriedades exigidas às
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas
Propriedades exigidas às areias de base
Estabilidade térmica e
dimensional a
temperaturas elevadas
Não apresentar uma
molhabilidade fácil
com o metal em
fusão.
Distribuição de forma e
tamanho de partículas
adequado.
Estar livre de
substâncias de
partículas de baixo
ponto de fusão.
Não apresentar
reactividade química
com o metal fundido
Estar livre de produtos
que gerem gases às
altas temperaturas
envolvidas
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas Propriedades exigidas às
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas
Propriedades exigidas às areias de base
Estabilidade térmica e
dimensional a
temperaturas elevadas
Não apresentar uma
molhabilidade fácil
com o metal em
fusão.
Estarem disponíveis
a factores de custo
baixo.
Distribuição de forma e
tamanho de partículas
adequado.
Estar livre de
substâncias de
partículas de baixo
ponto de fusão.
Não apresentar
reactividade química
com o metal fundido
Estar livre de produtos
que gerem gases às
altas tempoeraturas
envolvidas
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas Propriedades exigidas às
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas
Propriedades exigidas às areias de base
Estabilidade térmica e
dimensional a
temperaturas elevadas
Não apresentar uma
molhabilidade fácil
com o metal em
fusão.
Estarem disponíveis
a factores de custo
baixo.
Distribuição de forma e
tamanho de partículas
adequado.
Estar livre de
substâncias de
partículas de baixo
ponto de fusão.
Apresentarem
uma
composição
uniforme.
Não apresentar
reactividade química
com o metal fundido
Estar livre de produtos
que gerem gases às
altas tempoeraturas
envolvidas
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas Propriedades exigidas às
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas
Propriedades exigidas às areias de base
Estabilidade térmica e
dimensional a
temperaturas elevadas
Não apresentar uma
molhabilidade fácil
com o metal em
fusão.
Estarem disponíveis
a factores de custo
baixo.
Distribuição de forma e
tamanho de partículas
adequado.
Estar livre de
substâncias de
partículas de baixo
ponto de fusão.
Apresentarem
uma
composição
uniforme.
Não apresentar
reactividade química
com o metal fundido
Estar livre de produtos
que gerem gases às
altas temperaturas
envolvidas
Terem
compatibilidade
com os
aglomerantes.
Processos Processos de de fundição fundição com com moldações moldações perdidas perdidas Propriedades e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas

Propriedades e características das areias de moldação

Refractariedade

Capacidade da areia para suportar a temperatura de vazamento sem fundir, nem amolecer.

Permeabilidade

Capacidade que a areia possui em deixar atravessar, pelos seus poros, os gases.

possui em deixar atravessar, pelos seus poros, os gases. R=f(tipo, grau de pureza, granulometria e forma

R=f(tipo, grau de pureza, granulometria e forma da areia, teor de aglomerante)

pureza, granulometria e forma da areia, teor de aglomerante) P=f(tipo, granulometria e forma da areia, teor

P=f(tipo, granulometria e forma da areia, teor de aglomerante, preparação da mistura)

Influência da granulometria da areia na permeabilidade

Dilatação

Característica que a areia possui de se expandir com o aumento da temperatura.

D=f(tipo, granulometria, forma do grão)

da temperatura. D= f (tipo, granulometria, forma do grão) Representação gráfica da dilatação de areias de
da temperatura. D= f (tipo, granulometria, forma do grão) Representação gráfica da dilatação de areias de

Representação gráfica da dilatação de areias de moldação seleccionadas

Tecnologia Mecânica - Demgi

Processos Processos de de fundição fundição com com moldações moldações perdidas perdidas Propriedades e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom moldaçõesmoldações perdidasperdidas

Propriedades e características das areias de moldação

Moldabilidade

Plasticidade suficiente para adquirir a forma do modelo.

M=f(Teor e Homogeneidade da mistura, Tempo de vida)

Resistência mecânica

Resistência oferecida pelos pontos de contacto ligados pelo aglomerante.

R = f(tamanho, forma e distribuição do grão, tipo e teor aglomerante, densidade)

distribuição do grão, tipo e teor aglomerante, densidade) Influência dos pontos de ligação do aglomerante na

Influência dos pontos de ligação do aglomerante na resistência

Acabamento superficial das peças

A = f(tamanho e distribuição de grão, refractariedade, condições de vazamento)

de grão, refractariedade, condições de vazamento) Influência da granulometria na rugosidade superficial da

Influência da granulometria na rugosidade superficial da peça vazada

FundiçãoAreia

de Fundição

Areia de

Fundição Areia de F u n d i ç ã o Areia d e Processos Processos

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom areiaareia ee comcom aglomerantesaglomerantes inorgânicosinorgânicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação emem “areia“areia verde”verde”

PreparaçãoPreparação dada areiaareia dede moldaçãomoldação

da da areia areia de de moldação moldação ArgilaArgila AditivosAditivos ÁguaÁgua Mistura
ArgilaArgila AditivosAditivos ÁguaÁgua
ArgilaArgila
AditivosAditivos
ÁguaÁgua
Mistura Desintegração
Mistura
Desintegração
AditivosAditivos ÁguaÁgua Mistura Desintegração SílicaSílica Secagem Moagem Crivagem Dosagem Areia
AditivosAditivos ÁguaÁgua Mistura Desintegração SílicaSílica Secagem Moagem Crivagem Dosagem Areia
AditivosAditivos ÁguaÁgua Mistura Desintegração SílicaSílica Secagem Moagem Crivagem Dosagem Areia
SílicaSílica Secagem Moagem Crivagem Dosagem
SílicaSílica
Secagem
Moagem
Crivagem
Dosagem

AreiaAreia

fundiçãofundição

velhavelha

Dosagem Areia Areia fundição fundição velha velha Desmoldação Trituração Separação Crivagem Dosagem
Dosagem Areia Areia fundição fundição velha velha Desmoldação Trituração Separação Crivagem Dosagem
Desmoldação Trituração Separação Crivagem Dosagem
Desmoldação
Trituração
Separação
Crivagem
Dosagem
Processos Processos de de fundição fundição com com areia areia e e com com aglomerantes

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom areiaareia ee comcom aglomerantesaglomerantes inorgânicosinorgânicos

com aglomerantes aglomerantes inorgânicos inorgânicos Processos Processos de de moldação moldação em em

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação emem “areia“areia verde”verde”

11

ColocaçãoColocação dada areiaareia

22

CompactaçãoCompactação

ManualManual Manual

2 2 Compactação Compactação Manual Manual Manual Preparação Preparação das das moldações moldações

PreparaçãoPreparação dasdas moldaçõesmoldações emem areiaareia

das das moldações moldações em em areia areia Mecânica Mecânica Tipos de compactação mecânica da

Mecânica Mecânica

moldações em em areia areia Mecânica Mecânica Tipos de compactação mecânica da areia de moldação

Tipos de compactação mecânica da areia de moldação

Tipos de compactação mecânica da areia de moldação Compactação da areia por impulso de ar sobre

Compactação da areia por impulso de ar sobre pressão (+GF+)

Compactação da areia por impulso de ar sobre pressão (+GF+) Processo de insuflação seguido de compactação

Processo de insuflação seguido de compactação

Processos Processos de de fundição fundição com com areia areia e e com com aglomerantes

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom areiaareia ee comcom aglomerantesaglomerantes inorgânicosinorgânicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação comcom ”cércea””cércea”

ProcessoProcesso utilizadoutilizado nono fabricofabrico dede peçaspeças dede grandesgrandes ddimensõesimensões ee queque apresentamapresentam formasformas dede revoluçãorevolução ouou perfisperfis paraleparalelos.los.

revolução ou ou perfis perfis parale parale los. los. Construção de uma moldação utilizando cércea e

Construção de

uma moldação

utilizando

cércea e

acrescentos à

cércea.

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom areiaareia ee comcom aglomerantesaglomerantes inorgânicosinorgânicos
ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom areiaareia ee comcom aglomerantesaglomerantes inorgânicosinorgânicos
ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação SilicatoSilicato dede SódioSódio /CO/CO 22
11
MisturaMistura
AreiaAreia Areia dede de FundiçãoFundição Fundição == = SílicaSílica Sílica ++ + SilicatoSilicato Silicato dede de SódioSódio Sódio ++ + AdAditivositivos Aditivos
22
CompactaçãoCompactação
Métodos de insuflação de CO 2 nas areias aglomeradas de Silicato de Sódio
33
InsuflaçãoInsuflação dede COCO 22
a)
Sonda tubular
b)
Câmpanula
c)
Tampa superior
d)
Através do modelo
e)
Após vácuo
Processos Processos de de fundição fundição com com areia areia e e com com aglomerantes

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom areiaareia ee comcom aglomerantesaglomerantes inorgânicosinorgânicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação SilicatoSilicato dede SódioSódio // COCO 22

Vantagens

 

Matérias primas vulgares e económicas

Aglomerantes não tóxicos.

O sistema não contamina as ligas vazadas.

Reduzida libertação gasosa.

Minimização dos defeitos de expansão da areia e os seus problemas de fissuração.

Aglomerante compatível com

todas as areias de base, e com areia verde.

Desvantagens

 

Controlo apertado das variáveis do processo

Resistência da areia aglom.

deteriora-se com a humidade.

Fraca colapsibilidade

Redução da refractariedade da areia de fundição reciclada

Processos Processos de de fundição fundição com com areia areia e e com com aglomerantes

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom areiaareia ee comcom aglomerantesaglomerantes inorgânicosinorgânicos

Capacidades • Aplicável a diferentes tipos de ligas incluindo as ligas de Al, Cu e
Capacidades
• Aplicável a diferentes tipos de ligas incluindo as ligas de Al, Cu e
os metais ferrosos.
• Utilizado para peças de grandes secções (25- 50 Kg).
• Utilizado para peças únicas ou para pequenas séries.
• Taxa de produção mais lenta do que as moldações em areia.
• Espessura mínima de 5 mm.
• Detalhes nem sempre bem definidos.
• Possibilidade de obtenção de furos de 6 mm de diâmetro.
• Possibilidade de requerer a operação de maquinagem

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação SilicatoSilicato dede SódioSódio // COCO 22

Processos Processos de de fundição fundição com com areia areia e e com com aglomerantes

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição comcom areiaareia ee comcom aglomerantesaglomerantes inorgânicosinorgânicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação SilicatoSilicato dede SódioSódio // COCO 22

Processos Processos de de moldação moldação Silicato Silicato de de Sódio Sódio / / CO CO
Processos Processos de de moldação moldação Silicato Silicato de de Sódio Sódio / / CO CO
Processos Processos de de moldação moldação Silicato Silicato de de Sódio Sódio / / CO CO
Processos Processos de de moldação moldação Silicato Silicato de de Sódio Sódio / / CO CO
Processos Processos de de moldação moldação Silicato Silicato de de Sódio Sódio / / CO CO
Processos Processos de de moldação moldação Silicato Silicato de de Sódio Sódio / / CO CO
Processos Processos de de moldação moldação Silicato Silicato de de Sódio Sódio / / CO CO
Processos Processos de de moldação moldação Silicato Silicato de de Sódio Sódio / / CO CO
Processos Processos de de moldação moldação Silicato Silicato de de Sódio Sódio / / CO CO
Processos Processos de de moldação moldação Silicato Silicato de de Sódio Sódio / / CO CO
Processos Processos de de moldação moldação Silicato Silicato de de Sódio Sódio / / CO CO
Processos Processos de de moldação moldação Silicato Silicato de de Sódio Sódio / / CO CO
Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação “Shell“Shell MouldingMoulding

Sílica

Zircónia

Olivina

Areia

Acelerador Hexametiltetramina
Acelerador
Hexametiltetramina
Zircónia Olivina Areia Acelerador Hexametiltetramina Areia de Fundição Fundição À base de Petróleo Agente
Zircónia Olivina Areia Acelerador Hexametiltetramina Areia de Fundição Fundição À base de Petróleo Agente
Zircónia Olivina Areia Acelerador Hexametiltetramina Areia de Fundição Fundição À base de Petróleo Agente
Zircónia Olivina Areia Acelerador Hexametiltetramina Areia de Fundição Fundição À base de Petróleo Agente
Zircónia Olivina Areia Acelerador Hexametiltetramina Areia de Fundição Fundição À base de Petróleo Agente

Areia

de

FundiçãoFundição

À base de Petróleo Agente humidificador
À base de Petróleo
Agente
humidificador
Aglomerante Resinas de base Fenólica Resinas de base de Ureia Resinas de base Melamina
Aglomerante
Resinas de base Fenólica
Resinas de base de Ureia
Resinas de base Melamina
Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

e e aglom aglom erantes erantes orgân orgân icos icos Processos Processos de de moldação moldação

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação “Shell“Shell Moulding”Moulding” -- ProcessoProcesso convencionalconvencional

SequênciaSequência dede OperaçõesOperações

1. Elaboração de um modelo

metálico e fixação deste a uma placa

metálica

um modelo metálico e fixação deste a uma placa metálica placa-molde. 3. Fixação a uma caixa

placa-molde.

3. Fixação a uma caixa basculante contendo areia pré-revestida com resina.

5. Nova rotação de 180º. Queda da areia não polimerizada.

7. Repetir para a outra meia moldação.

não polimerizada. 7. Repetir para a outra meia moldação. 2. Revestimento com desmoldante e aquecimento entre
não polimerizada. 7. Repetir para a outra meia moldação. 2. Revestimento com desmoldante e aquecimento entre

2. Revestimento com

desmoldante e aquecimento

entre 150 º C e 300ºC.

4. Rotação de 180º.

Formação da carapaça.

6. Homogeneização da

carapaça. Estufa aquecida

entre 250 ºC a 600 ºC.

8. União das duas meias moldações e vazamento do metal, normalmente sob acção da gravidade.

9. Extracção e acabamento final das peças.

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

e e aglom aglom erantes erantes orgân orgân icos icos Processos Processos de de moldação moldação

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação “Shell“Shell Moulding”Moulding”

Propriedades das Moldações “ ShellShell Moulding”Moulding

das Moldações “ Shell Shell Moulding” Moulding Resistência ao calor Resistência à erosão durante o

Resistência ao calor

Resistência à erosão durante o vazamento

Propriedades térmicas

Capacidade calorífica da carapaçaà erosão durante o vazamento Propriedades térmicas Resistência mecânica Condutibilidade térmica da carapaça

Resistência mecânica

Condutibilidade térmica da carapaçaCapacidade calorífica da carapaça Resistência mecânica Coeficiente de transmissão de calor da carapaça para o

Coeficiente de transmissão de calor da carapaça para o meio envolventePropriedades térmicas Capacidade calorífica da carapaça Resistência mecânica Condutibilidade térmica da carapaça

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação “Shell“Shell Moulding”Moulding” -- ProcessoProcesso sobsob vácuovácuo

A carapaça é imersa num material de reforço granular. Durante o vazamento e fase de
A carapaça é imersa num material de reforço granular.
Durante o vazamento e fase de arrefecimento é feito vácuo
através da base da moldação.
PrincipaisPrincipais vantagensvantagens
Carapaças de Shell Moulding na vertical
para vazamento sob vácuo
Redução
da
possibilidade
de
colapso
da
parede
da
carapaça.
Redução da necessidade de arrefecimento do material da
moldação
Controlo do meio ambiente e redução da formação de
chamas por combustão dos gases libertados pelas resinas
quando aquecidas.
Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação “Shell“Shell Moulding”Moulding” -- ProcessoProcesso CLASCLAS

Moulding” Moulding” - - Processo Processo CLAS CLAS Aplica o conceito de vazamento por vácuo gerando
Moulding” Moulding” - - Processo Processo CLAS CLAS Aplica o conceito de vazamento por vácuo gerando

Aplica o conceito de vazamento por vácuo gerando forças de vazamento contra as da gravidade. Colocação da carapaça de Shell Moulding numa câmara de vácuo com um canal de enchimento imerso no metal em fusão.

PrincipaisPrincipais vantagensvantagens
PrincipaisPrincipais vantagensvantagens

Melhoria da sanidade e qualidade metalúrgica das peças face ao processo convencional.

Controlo do meio ambiente (libertação de fumos) e redução da formação de chamas por combustão dos gases libertados pelas resinas quando aquecidas.

Peças vazadas isentas de bolhas provenientes da retenção de gases.

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação “Shell“Shell MouldingMoulding

 

Vantagens

 

Maior precisão dimensional,

Menor rugosidade superficial das peças vazadas,

Maior rapidez de fabrico e mão de obra menos especializada,

Moldações leves e fáceis de transportar,

Redução do volume das areias de moldação utilizadas e oficinas muito mais limpas,

Exige menos espaço, quer para o fabrico das moldações, quer para o seu armazenamento,

Possib. de armazenamento das “ carapaças”

Processo mais económico, que os em areia verde, para a produção em série de peças complexas.

Desvantagens • Custo mais elevado das areias pré- revestidas com resina, em relação às areias
Desvantagens
• Custo mais elevado das areias pré-
revestidas com resina, em relação às areias
verdes,
• Custo mais elevado das placas-modelo,
exigindo séries maiores embora muito
menores que na moldação em coquilha.
• Limitação a peças de tamanho pequeno a
médio, aconselhável até cerca de 15 Kg,
• Areias não recicláveis económicamente.
Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação “Shell“Shell MouldingMoulding

 

Capacidades

 

Gama de ligas metálicas - todos os tipos de metais e suas ligas,

Gama de dimensões e pesos - peças desde algumas gramas até centenas de quilos, a maioria da produção incide na faixa 0.5 a 15 Kg,

Volume de produção e tempos - Normalmente para o fabrico de peças de carapaças pode ser muito rápida,

em série, produção

Capacidade de obter espessuras mínimas - com ligas de grande fluidez podem ser obtidas espessuras da ordem dos 1.9 a 2.3 mm ( 1 mm processo CLAS),

Réplica de detalhes - superior à obtida nos processos em areia verde mas inferior à obtida nos processos de moldação cerâmica,

Acabamento superficial – permite obter rugosidade superficial da ordem dos 3,2 µm (areia verde a rugosidade é 12,5 µm)

Furos obtidos por vazamento - diâmetros mínimos de 3 mm,

Precisão dimensional - função das dimensões lineares das peças vazadas.

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação “Shell“Shell MouldingMoulding

Exemplos de peças produzidas
Exemplos de peças produzidas
Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação porpor presapresa aa friofrio

Processo de presa a frio

A areia, o aglomerante e o agente de cura são misturados antes de serem calcados sobre os modelos ou nas caixas de machos. O processo de reacção para presa tem início imediato, com o tempo de cura a depender do tipo e da quantidade do agente de cura.

Processo de caixa fria

A areia, o aglomerante são misturados numa primeira fase. Depois são encalcados para formar a moldação ou macho, antes do agente de cura ser introduzido sob a forma de um gás ou vapor.

de cura ser introduzido sob a forma de um gás ou vapor. Processo de caixa quente
de cura ser introduzido sob a forma de um gás ou vapor. Processo de caixa quente
de cura ser introduzido sob a forma de um gás ou vapor. Processo de caixa quente

Processo de caixa quente

A principal diferença em relação aos dois processos anteriores é a necessidade da aplicação de calor para o processo de cura do macho.

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

Aglomerantes

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação porpor presapresa aa friofrio

Furânicos Fenólicos Fenólicos curados por Ester Alkyd Uretano Sistema Fenólico Uretano Sistema Poliol-Uretano
Furânicos
Fenólicos
Fenólicos curados por Ester
Alkyd Uretano
Sistema Fenólico Uretano
Sistema Poliol-Uretano
Furânicos Fenólicos Fenólicos curados por Ester Alkyd Uretano Sistema Fenólico Uretano Sistema Poliol-Uretano
Furânicos Fenólicos Fenólicos curados por Ester Alkyd Uretano Sistema Fenólico Uretano Sistema Poliol-Uretano
Furânicos Fenólicos Fenólicos curados por Ester Alkyd Uretano Sistema Fenólico Uretano Sistema Poliol-Uretano
Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação porpor caixacaixa friafria

Sistema de Caixa fria Fenólico Uretano Processo SO 2 Processo Epoxi-SO 2 Processo de cura por radicais livres Processo de cura por Ester Fenol Processo CO 2 -Poliacrílico Prtpocesso “Redset”

Processo CO 2 -Poliacrílico Prtpocesso “Redset” O Sistema CFFU é recomendado para produção tanto de

O Sistema CFFU é recomendado para produção tanto de blocos e cabeçotes como para a fundição peças automobilísticas em ferro fundido em geral

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação porpor caixacaixa quentequente

EXEMPLOSEXEMPLOS dede peçaspeças

Ferramentas de máquinas Equipamentos mecânicos

Ferramentas de máquinas Equipamentos mecânicos Machos obtidos pelo processo de caixa quente Caixa Caixa

Machos obtidos pelo processo de caixa quente

Caixa Caixa quente quente

Caixa Caixa aquecida aquecida

Base – Álcool furfurílico e/ou Fenol

+Ureia+Formaldeído

Catalizador ácido

T[220,245]ºC

Mistura húmida introduzida por sopragem numa caixa de machos aquecida

Misturas a frio de álcool furfurílico

Resinas utilizadas

Sais de Cobre dissolvidos em ácidos sulfônicos aromáticos

T[150,220]ºC

Alternativa ao processo de caixa quente, melhor com menos aglomerante

Agente de cura Temperatura Processo

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação porpor presapresa aa frio,frio, dede caixacaixa frfriaia ee dede caixacaixa quentequente

Capacidades e Limitações

Gama de ligas metálicas – vasta gama incluindo ligas de Al e Cu, Ferros fundidos e Aços,

Gama de dimensões e pesos das peças – médias e grandes; machos produzidos em grandes séries,

Tempo de produção – semelhantes ou superiores aos do processo de Silicato de Sódio-CO 2 ,

Capacidade de obter espessuras mínimas – uma secção mínima de 5 mm é aceitável,

Réplica de detalhes – sendo um processo em areia, a expectativa não deverá ser elevada,

Acabamento superficial – rugosidade superficial entre 6 a 25 µm,

Furos obtidos por vazamento - mínimo igual ou superior a 6 mm,

Precisão dimensional - processos de maquinagem continuam a ser requeridos.

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação “Cosworth“Cosworth

Processo de moldação em areia de alta precisão, com vazamento sob baixa pressão.

Técnicas de preparação das moldações

Fabrico do modelo ( resina ) e caixa de machos Produção das moldações e machos
Fabrico do modelo ( resina )
e caixa de machos
Produção das moldações e machos recorrendo
a máquinas automáticas de projecção de areia
( Zircónia ), aglomerada por insuflação de
SO 2 , em caixas metálicas.

Montagem dos machos na moldação Inferior

Vazamento do metal em atmosfera protegida, o metal é aspirado por vácuo pela parte de
Vazamento do metal em atmosfera protegida,
o metal é aspirado por vácuo pela parte de
baixo da moldação.
Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação “Cosworth“Cosworth

Características

Sistema de gitagem de vazamento e de alimentação

O metal entra na moldação por baixo através de canais que ligam a cavidade de moldação aos canais de distribuição do forno

• O enchimento da moldação é controlado por bombas de vácuo

• As moldações não necessitam de alimentadores

Preparação das moldações normal com presa a frio mas sem caixa

(aro metálico externo)

Não é necessário revestir a cavidade interna da moldação com uma pintura refractária

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação “Cosworth“Cosworth

 

Capacidades e limitações

 

Gama de ligas metálicas – ligas de Al (inicial) e ligas metálicas ferrosas e não ferrosas,

Gama de dimensões e pesos das peças – de 0,2 a 55 kg para peças em Al,

Tempo de produção – não são superiores aos tempos habituais para processos com resinas,

Capacidade de obter espessuras mínimas – da ordem dos 4 mm (mas podem ser inferiores),

Furos obtidos por vazamento - mínimo da ordem dos 6 mm,

Acabamento superficial – melhores que nos processos convencionais em areia, mas não atingem a qualidade obtida pela cera perdida; a rugosidade varia de 3 a 6 µm,

Precisão dimensional – função das dimensões das peças vazadas.

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação “Cosworth“Cosworth

Aplicações

Indústrias aeroespacial e de defesa

ex: caixas de engrenagens de transmissão acentos de mísseis Indústria automóvel

ex:Motores em ligas de Alumínio

ex: caixas de engrenagens de transmissão acentos de mísseis Indústria automóvel ex:Motores em ligas de Alumínio
Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia e

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia ee aglomaglomeranteserantes orgânorgânicosicos

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação “ColShell“ColShell

Moldações a frio “Shell Moulding” “ColdShell” A forma do molde da peça é obtida por
Moldações a frio
“Shell Moulding”
“ColdShell”
A forma do molde da peça é obtida por uma
mistura de areia que endurece em contacto
com o modelo sem calor.
Faz-se insuflação de um gás de reacção para se
obter presa rápida por reacção química a frio.
As placas molde podem ser de madeira ou
resina.

ProcessosProcessos dede moldaçãomoldação “Zeus“Zeus

“Cosworth” Zircónia Precisão Secção mínima Sílica Economia “Zeus” Secção fina Ligas de Alumínio
“Cosworth”
Zircónia
Precisão
Secção mínima
Sílica
Economia
“Zeus”
Secção fina
Ligas de Alumínio
Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia não

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia nãonão aglaglomeradaomerada

ProcessoProcesso dede fundiçãofundição porpor evaporaçãoevaporação dede modelosmodelos PSPS -- EPCEPC Método de
ProcessoProcesso dede fundiçãofundição porpor evaporaçãoevaporação dede modelosmodelos PSPS -- EPCEPC
Método de fundição sem cavidade, com modelo de espuma de PS envolvido por uma areia não
aglomerada.
O
modelo deixado na moldação em areia é decomposto pelo metal fundido.
O
metal substitui as espuma do modelo reproduzindo exactamente todas as formas deste.
do modelo reproduzindo exactamente todas as formas deste. Factores chave no controlo do processo Qualidade superficial

Factores chave no controlo do processo

Qualidade superficial Fusão Estabilidade dimensional Densidade da espuma Modelo Modelo
Qualidade superficial
Fusão
Estabilidade dimensional
Densidade da espuma
Modelo Modelo
Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia não

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia nãonão aglaglomeradaomerada

ProcessoProcesso dede fundiçãofundição porpor evaporaçãoevaporação dede modelosmodelos PSPS -- EPCEPC

Etapas do processo - EPC

Colagem

dos

modelos Bacia de enchimento 25 –75 mm
modelos
Bacia
de
enchimento
25 –75 mm

1. Confecção dos modelos indiuviduais.

2. Ligação dos modelos ao sistema de enchimento, formando “árvore”.

3. Revestimento com líquido refractário e secagem

4. Introdução de uma camada de areia na caixa de moldação; Colocação da “árvore” na caixa; Introdução e compactação, por vibração, da areia não aglomerada.

5. Vazamento do metal fundido;Vaporização do modelo de espuma substituindo com precisão todos os seus pormenores.

6. Separação da areia solta das peças vazadas; Acabamento final e controlo dimensional

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia não

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia nãonão aglaglomeradaomerada

ProcessoProcesso dede fundiçãofundição porpor evaporaçãoevaporação dede modelosmodelos PSPS -- EPCEPC

Produção do modelo – PS expandido (1)

Enchimento

a)

Introdução

do

PS

pré-expandido

através

de

ar

comprimido num molde metálico.

b) Compactação utilizando um êmbolo pneumático.

Fusão

c) Aquecimentodo sistema, pela passagem de vapor através do material, para formação do modelo de espuma.

Arrefecimento

d) Normalmente efectuado por vaporização de água na parte exterior no molde, para manter a geometria dimensional após ejecção.

Ejecção

e) Abertura da prensa e ejecção pneumática ou mecânica do modelo.

da prensa e ejecção pneumática ou mecânica do modelo. (1) – Para reduzir a densidade do
da prensa e ejecção pneumática ou mecânica do modelo. (1) – Para reduzir a densidade do

(1) – Para reduzir a densidade do PS [640 Kg/m 3 ] é necessário efectuar, antes da produção do modelo propriamente dito, um processo de pré-expansão [16-27 kg/m 3 ]

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia não

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia nãonão aglaglomeradaomerada

ProcessoProcesso dede fundiçãofundição porpor evaporaçãoevaporação dede modelosmodelos PSPS -- EPCEPC

Montagem do modelo

Revestimento do modelo

Objectivos

A montagem é efectuada por colagem dos modelos numa “árvore”.

As colas são especiais para o processo e realizam-se a quente T[120,130]ºC.

Fornece uma barreira entre a superfície lisa do modelo e a superfície rugosa da areia.

Permite uma permeabilidade controlada. Os gases produzidos pela vaporização da espuma escapam-se, através do revestimento, para a areia, afastando-os do metal da peça.

Constituição

Refractário

Sílica – refractário preferido: Baixo preço / Excelente coeficiente de transmissão de calor.

Zircónia e Olivia – Não são os mais comuns.

++

Base (2)

Água – mais utilizada

(2) - A escolha da base do revestimento é limitada à compatibiladde com a espuma.

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia não

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia nãonão aglaglomeradaomerada

ProcessoProcesso dede fundiçãofundição porpor evaporaçãoevaporação dede modelosmodelos PSPS -- EPCEPC

Revestimento do modelo

Modo de Aplicação

Processo Imersão Pulverização Pintura Escoamento Dim. Modelo Grandes dimensões Peq. e média dimensão
Processo
Imersão
Pulverização
Pintura
Escoamento
Dim. Modelo
Grandes dimensões
Peq. e média dimensão

Secagem

Natural – Ar livre (t=24 horas) Forçada - Estufa (T[50,65]ºC;t [2,6]horas)

Areia moldação

Micro-ondas para aplicações de grande produtividade

Sílica (mais utilizada); Forma:grão quase esférico a esférico; Granulometria: diferentes para diferentes aplicações.

(2) - A escolha da base do revestimento é limitada á compatibiladde com a espuma.

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia não

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia nãonão aglaglomeradaomerada

com com areia areia não não agl agl omerada omerada Processo Processo de de fundição fundição

ProcessoProcesso dede fundiçãofundição porpor evaporaçãoevaporação dede modelosmodelos PSPS -- EPCEPC

Principais vantagens

Inexistência de linha de apartação e de machos.

• Processo económico e fácil de realizar e controlar.

• Necessário menos areia e a sua reutilização não necessita de reciclagem.

• Simplificação dos processos de limpeza das peças vazadas.

• Aumento do rendimento da fundição com arranjo tridimensional dos modelos.

• Redução de mão-de-obra, e sua especialização.

• Produção variada de peças de forma contínua.

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia não

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia nãonão aglaglomeradaomerada

ProcessoProcesso dede fundiçãofundição porpor evaporaçãoevaporação dede modelosmodelos PSPS -- EPCEPC

Capacidades

 

Gama de ligas metálicas – Ligas de Al, ferros fundidos, aços ao carbono resistentes ao desgaste e ao calor

Gama de dimensões e pesos das peças – Produção em série – pesos de 0,5 a 25 kg; Produção de peça unica – pesos até às toneladas.

Tempo de produção – Versátil, desde uma peça única a milhões de peças.

Capacidade de obter espessuras mínimas – secções de 3,5 mm podem ser vazadas por este processo.

Furos obtidos por vazamento – Furos de φ3 mm de diâmetro podem ser obtidos.

Acabamento superficial – Função da qualidade superficial do modelo e da camada de revestimento refractário. Rugosidade entre [ 6.3, 25] µ m.

Precisão dimensional – Maior precisão que no processo de areia verde. Maquinagem ainda necessária para dimensões mais críticas.

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia não
Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia não

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia nãonão aglaglomeradaomerada

ProcessoProcesso dede fundiçãofundição porpor evaporaçãoevaporação dede modelosmodelos PSPS -- EPCEPC

Exemplo de peças obtidas

Peças vazadas em Alumínio para a indústria automóvel:

Tubeiras de admissão, permutadores de calor, cabeças de motor e blocos.

Ferro fundido:

Bielas, discos de travagem, tubeiras de escape, caixas de diferencias.

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia não

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia nãonão aglaglomeradaomerada

MoldaçãoMoldação emem vácuovácuo ouou processoprocesso -- VV

A areia não aglomerada é posicionada entre duas folhas de plástico finas e mantida no lugar por aplicação de vácuo.

Exemplo de peças obtidas

Inicialmente: peças chatas. Hoje em dia: Corpos para vávulas, peças para máquinas ferramentas, máquinas textéis
Inicialmente: peças chatas.
Hoje em dia:
Corpos para vávulas, peças para
máquinas ferramentas, máquinas
textéis e máquinas de impressão.
ferramentas, máquinas textéis e máquinas de impressão. Unidade de moldação em Vacúo maior do mundo -

Unidade de moldação em Vacúo maior do mundo - Switch & Manufacturing Co., Carlisle, Pennsylvania.

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia não

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia nãonão aglaglomeradaomerada

Bacia de vazamento

Bacia de vazamento

MoldaçãoMoldação emem vácuovácuo ouou processoprocesso -- VV

Sequência de operações

1. Construção do modelo sobre uma placa molde oca com pequenos furos para ventilação.

2. Colocação, sobre o modelo e sistema de gitagem, de um filme de plástico fino aquecido e esticado.

3. Aplicação de vácuo à placa-molde que, por sucção através dos furos de ventilação, aperta firmente o filme contra o modelo.

4. Colocação de uma caixa de moldação, de paredes ocas, contendo uma ligação ao vácuo, sobre a placa molde.

5. Colocação da areia e sua compactação.

6. Remoção da areia em excesso e moldação da bacia de vazamento.

7. Outro filme de plástico é colocado no topo da areia e é aplicado vácuo à caixa de moldação. Obtenção de uma moldação extremamente densa e dura. Remoção da placa molde por extinção do vácuo exercido sobre esta.

8. Vazamento do metal mantendo o vácuo

9. Remoção da peça por extinção do vácuo.

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia não

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia nãonão aglaglomeradaomerada

MoldaçãoMoldação emem vácuovácuo ouou processoprocesso -- VV

Vantagens

Inexistência de aglomerantes: reduz a produção de fumos e poeiras.

• Desnecessárias máquinas de mistura e moldação de areia.

• Simplificação das máquinas de abatimento e recuperação de areia.

• Modelos iguais aos da moldação em areia verde, com excepção dos furos de ventilação que são colocados rigorosamente à volta do modelo para adesão do filme plástico.

• Desgaste do modelo reduzido pois a areia nunca contacta com a sua superfície.

• Fluidez melhorada muitas vezes devido à vaporização do filme com um gás redutor.

Desvantagens

O processo não é normalmente utilizado em grandes séries.

• Velocidade de solidificação do metal vazado menor, por as moldações conterem uma certa humidade.

Processos Processos de de fundição fundição de de precisão precisão com com areia areia não

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom areiaareia nãonão aglaglomeradaomerada

MoldaçãoMoldação emem vácuovácuo ouou processoprocesso -- VV

 

Capacidades

 

Gama de ligas metálicas – Ligas de Alumínio e Cobre, ferros fundidos e aços.

Gama de dimensões e pesos das peças – Produção em série: pesos [100, 2500]kg; Peças com superfícies grandes e profundidades baixas.

Tempo de produção – Produção normal: 5 a 10 moldações por hora. Produção automática:

50 a 60 moldações por hora.

Capacidade de obter espessuras mínimas – Secções de 3,0 mm podem ser vazadas por este processo.

Réplica de detalhes – Permite obter detalhes de forma geométrica.

Acabamento superficial – Boa qualidade superficial: [ 3.2, 12.5] µ m.

Precisão dimensional – Maior precisão que no processo de areia verde ou com aglomerantes de presa a frio.

Processo Processo de de fundição fundição de de precisão precisão com com moldações moldações em

ProcessoProcesso dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom moldaçõesmoldações emem ggessoesso

com com moldações moldações em em g g esso esso Produção peças vazadas de ligas metálicas

Produção peças vazadas de ligas metálicas não ferrosas, ligas de Alumínio, com superfícies lisas, de detalhes finos.

VariantesVariantesVariantesVariantes dodododo processoprocessoprocessoprocesso Processo Processo convencional
VariantesVariantesVariantesVariantes dodododo processoprocessoprocessoprocesso Processo Processo convencional
VariantesVariantesVariantesVariantes dodododo processoprocessoprocessoprocesso Processo Processo convencional
VariantesVariantesVariantesVariantes dodododo processoprocessoprocessoprocesso

VariantesVariantesVariantesVariantes dodododo processoprocessoprocessoprocesso

dodododo processoprocessoprocessoprocesso Processo Processo convencional convencional Moldação
dodododo processoprocessoprocessoprocesso Processo Processo convencional convencional Moldação
Processo Processo convencional convencional Moldação Moldação com com gesso gesso em em espuma espuma Processo

ProcessoProcesso convencionalconvencional MoldaçãoMoldação comcom gessogesso emem espumaespuma ProcessoProcesso “Antioch”“Antioch”

Ex:Ex:Ex:Ex:Ex:Ex:Ex:Ex: peçaspeçaspeçaspeçaspeçaspeçaspeçaspeças obtidasobtidasobtidasobtidasobtidasobtidasobtidasobtidas

Rotores de pás para bombas

Turbinas para a indústria aeroespacial

Componentes para fuselagens de aviões

Instrumentos

científicos

ProcessoProcesso dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom moldaçõesmoldações emem ggessoesso
ProcessoProcesso dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom moldaçõesmoldações emem ggessoesso
ProcessoProcesso convencionalconvencional
EtapasEtapas dodo processoprocesso
1. Preparação da pasta.
Pasta
Pasta=gesso de Paris + Água.
∆∆∆∆t
Vazamento da pasta sobre o modelo metálico.
1
2
2. Obtenção de presa ao ar
Modelo
permanente
3. Remoção de água livre por permanência em estufa a
temperatura controlada.
T=160ºCT=160ºC
4. Vazamento da liga metálica no interior do molde
Vazamento sob vácuo
4
Água
Vazamento assistido por pressão
3
MoldaçãoMoldação comcom gessogesso emem espumaespuma
1.
Preparação da pasta.
Gesso em espuma= Gesso+ Água + Ar
Vazamento da pasta sobre o modelo de borracha
ProcessoProcesso “Antioch”“Antioch”
2. Obtenção de presa
Moldações em autoclave, sob pressão e temperatura do vapor de água
Diferenças em relação ao
processo convencional
Moldações em autoclave, sob pressão e temperatura do vapor de água Diferenças em relação ao processo
T e c n o l o g i a s d e P r

Tecnologias de Produção

------------------------------------------

ProcessoProcesso dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom moldaçõesmoldações emem ggessoesso

Moldações Material Gesso hidratado em diferentes percentagens. Introdução de água e aquecimento temperatura moderada
Moldações Material Gesso hidratado em diferentes percentagens. Introdução de água e aquecimento temperatura moderada
Moldações Material Gesso hidratado em diferentes percentagens. Introdução de água e aquecimento temperatura moderada

Moldações

Moldações Material Gesso hidratado em diferentes percentagens. Introdução de água e aquecimento temperatura moderada
Moldações Material Gesso hidratado em diferentes percentagens. Introdução de água e aquecimento temperatura moderada
Material Gesso hidratado em diferentes percentagens. Introdução de água e aquecimento temperatura moderada

Material Gesso hidratado em diferentes percentagens. Introdução de água e aquecimento temperatura moderada

Modelos Consistência Rígidos (permanentes) [placas-molde de madeira, plástico, metal] Flexíveis [gesso em espuma -
Modelos Consistência Rígidos (permanentes) [placas-molde de madeira, plástico, metal] Flexíveis [gesso em espuma -
Modelos Consistência Rígidos (permanentes) [placas-molde de madeira, plástico, metal] Flexíveis [gesso em espuma -

Modelos

Modelos Consistência Rígidos (permanentes) [placas-molde de madeira, plástico, metal] Flexíveis [gesso em espuma -
Modelos Consistência Rígidos (permanentes) [placas-molde de madeira, plástico, metal] Flexíveis [gesso em espuma -
Consistência Rígidos (permanentes) [placas-molde de madeira, plástico, metal] Flexíveis [gesso em espuma -

Consistência Rígidos (permanentes) [placas-molde de madeira, plástico, metal] Flexíveis [gesso em espuma - poliuretano flexível]

Desmoldante Óleo ou cera
Desmoldante Óleo ou cera
Desmoldante Óleo ou cera
Desmoldante Óleo ou cera

Desmoldante

Desmoldante Óleo ou cera
Desmoldante Óleo ou cera
Desmoldante Óleo ou cera

Óleo ou cera

------------------------------------------------------

Tecnologias de Fundição Tecnologias de P r o d u ç ã o Eng as

Tecnologias de Fundição

Tecnologias de

Produção

Eng

as

C. Romão / O. Contente

------------------------------------------

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom moldaçõesmoldações emem gessogesso

 

Vantagens

 

• Capacidade complexas

de

produzir

formas

• Possibilidade de vazar secções finas

• Excelente réplica dos detalhes dos modelos.

• Produção de peças vazadas de grande precisão dimensional.

• Peças

com bom acabamento

superficial.

 

• Redução de tensões residuais e de distorções.

   

Desvantagens

 

Baixa

produção

devido

aos

lentos processos de execução.

Baixa permeabilidade do metal de moldação.

Propriedades metalúrgicas

diferentes devido ao processo de

solidificação lento.

 

Materiais

de moldação não

recicláveis.

 

------------------------------------------------------ Tecnologia Mecânica - Demgi

Tecnologias de Fundição Tecnologias de P r o d u ç ã o as C.

Tecnologias de Fundição

Tecnologias de

Produção

as

C. Romão / O. Contente

------------------------------------------

Eng

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom moldaçõesmoldações emem gessogesso

 

Capacidades

 

Gama de ligas metálicas – Ligas de Al predominantemente; Ligas de Mg e Zn;

Gama de dimensões e pesos das peças – pesos, correntemente: de 50 g a 10 kg; peso máximo :

50 kg.

Tempo de produção – Mais curtos que os necessário para o processo de cera perdida ou fundição injectada.Processo indicado para pequenas produções.

Capacidade de obter espessuras mínimas – secções podem ir até aos 0,25 mm mas normalmente são da ordem: 1,5 mm – ligas de Zn, 1,75 mm – ligas de Al e 2,25 mm – ligas de Cu.

Réplica de detalhes – Permite obter detalhes de forma devido à fluidez do material de moldação em contacto com os modelos.

Furos obtidos por vazamento – Não são recomendáveis φ inferiores a

6 mm: fragilidade dos

materiais de moldação. Podem ir até 0,5 a 1,5 mm quando de maior precisão.

Acabamento superficial – Bom para ligas de médio ponto de fusao: [ 0.8, 3.2] µ m.

Precisão dimensional – Função da liga vazada e das dimensões lineares da peça: ±[0.175, 0.625]

mm

------------------------------------------------------ Tecnologia Mecânica - Demgi

Tecnologias de Fundição Tecnologias de P r o d u ç ã o as C.

Tecnologias de Fundição

Tecnologias de

Produção

as

C. Romão / O. Contente

------------------------------------------

Eng

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom moldaçõesmoldações emem materialmaterial cerâcerâmicomico

ProcessoProcesso ShawShaw

MoldaçõesMoldaçõesMoldaçõesMoldações

PrecisasPrecisas

InertesInertes

RígidasRígidas

Precisas Precisas Inertes Inertes Rígidas Rígidas Técnica de construção de moldações que utiliza como
Precisas Precisas Inertes Inertes Rígidas Rígidas Técnica de construção de moldações que utiliza como

Técnica de construção de moldações que utiliza como material de moldação agregadosagregados refractáriosrefractários aglomerados.aglomerados.

------------------------------------------------------ Tecnologia Mecânica - Demgi

Tecnologias de Fundição Tecnologias de P r o d u ç ã o as C.

Tecnologias de Fundição

Tecnologias de

Produção

as

C. Romão / O. Contente

------------------------------------------

Eng

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom moldaçõesmoldações emem materialmaterial cerâcerâmicomico

ProcessoProcesso dede moldaçãomoldação ShawShaw

ConstituiçãoConstituição dada massamassa cerâmicacerâmica refractáriarefractária

Massa cerâmica

cerâmica refractária refractária Massa cerâmica Aço Grãos finos de material refractário • Mulite

Aço

Grãos finos de material refractário • Mulite (Alumino Silicato) • Zircónia I.F.↑
Grãos finos de material refractário
• Mulite (Alumino Silicato)
• Zircónia
I.F.↑
Aglomerante • Sílica %↑ Silicato Etilo (líquido)
Aglomerante
• Sílica
%↑
Silicato Etilo
(líquido)

Agente de gelificação

• Hidráto de Amónia

+

• Hidrato Silicato Etilo

------------------------------------------------------ Tecnologia Mecânica - Demgi

Tecnologias de Fundição Tecnologias de P r o d u ç ã o as C.

Tecnologias de Fundição

Tecnologias de

Produção

as

C. Romão / O. Contente

------------------------------------------

Eng

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom moldaçõesmoldações emem materialmaterial cerâcerâmicomico

ProcessoProcesso dede MoldaçãoMoldação ShawShaw

Constituição de uma pré-forma de moldação (b) a partir do modelo de pré-formação (a).

massa cerâmica

refractária na caixa de moldação entre uma pré-forma e um modelo de precisão (c).

Vazamento

da

Gelificação do material da moldação passado um curto intervalo de tempo.

Separação do modelo de precisão da meia moldação (d).

Sequência de operações

passado um curto intervalo de tempo. Separação do modelo de precisão da meia moldação (d). Sequência

------------------------------------------------------ Tecnologia Mecânica - Demgi

Tecnologias de Fundição Tecnologias de P r o d u ç ã o as C.

Tecnologias de Fundição

Tecnologias de

Produção

as

C. Romão / O. Contente

------------------------------------------

Eng

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom moldaçõesmoldações emem materialmaterial cerâcerâmicomico

ProcessoProcesso ShawShaw Acabamento superficial fino. Sequência de operações Produção de peq. fissuras internas.
ProcessoProcesso ShawShaw
Acabamento superficial fino.
Sequência de operações
Produção de peq. fissuras internas.
Incêndio da massa de moldação para
queima e remoção de matérias
orgânicas e do álcool nela contido.
Introdução da moldação num forno
para retirar últimas matérias
combustíveis da massa e para
produzir uma estrutura sólida, rígida,
inerte e precisa.
Sinterização
T ≥≥≥≥1000ºC
Fundição
Montagem da moldação cerâmica numa caixa com areia.
Vazamento do metal fundido no interior da moldação cerâmica

------------------------------------------------------ Tecnologia Mecânica - Demgi

Tecnologias de Fundição Tecnologias de P r o d u ç ã o as C.

Tecnologias de Fundição

Tecnologias de

Produção

as

C. Romão / O. Contente

------------------------------------------

Eng

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom moldaçõesmoldações emem materialmaterial cerâcerâmicomico

moldações em em material material cerâ cerâ mico mico Processo Processo Shaw Shaw Vantagens • Facilidade
moldações em em material material cerâ cerâ mico mico Processo Processo Shaw Shaw Vantagens • Facilidade

ProcessoProcesso ShawShaw

Vantagens

• Facilidade de extracção dos modelos de precisão após gelificação.

• Estabilidade dimensional durante as diferentes fases de construção da moldação (reprodução de detalhes).

• Resistência mecânica da moldação final (retirada do aro externo de moldação).

• Boa resistência aos choques térmicos (vazamento do metal em moldações frias).

• Boa permeabilidade ao ar (não materiais combustíveis para gerar gases).

• Facilidade de extracção das peças vazadas (colapsilidade da moldação).

Desvantagens

• Não é recomendada a reciclagem da moldação por motivos económicos.

• Devem ser observadas condições de segurança contra explosões e contra inalação de gases.

------------------------------------------------------ Tecnologia Mecânica - Demgi

Tecnologias de Fundição Tecnologias de P r o d u ç ã o as C.

Tecnologias de Fundição

Tecnologias de

Produção

as

C. Romão / O. Contente

------------------------------------------

Eng

/ O. Contente ------------------------------------------ Eng Processos Processos de de fundição fundição de de

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom moldaçõesmoldações emem materialmaterial cerâcerâmicomico

ProcessoProcesso ShawShaw

Capacidades

Gama de ligas metálicas – Metais ferrosos principalmente: aços de baixo carbono, inoxidáveis e de liga para ferramentas; Outros: ligas de Al, Cu e Berílio.

Gama de dimensões e pesos das peças – Superiores às obtidas em cera perdida em moldações cerâmicas. Podem ir até às toneladas (bases de ferramentas).

Tempo de produção – Pequenas séries (tempo de moldação grande). Automátização: 15 peças/hora.

Capacidade de obter espessuras mínimas – Em geral produzem-se espessuras grandes. Com procedimentos especiais as espessuras mínimas vão até aos 1,5 mm.

Acabamento superficial – Afectado por: grau de refractariedade, temperaturas do metal e da

moldação, reacções entre metal e material da moldação e tamanho de grão dos pós. Podem obter-se

rugosidades inferiores a 3.2 µm.

Precisão dimensional – Função da liga vazada e das dimensões lineares da peça. Quanto maiores as peças maior a tolerância apresentada.

Quanto maiores as peças maior a tolerância apresentada. ------------------------------------------------------

------------------------------------------------------ Tecnologia Mecânica - Demgi

Tecnologias de Fundição Tecnologias de P r o d u ç ã o as C.

Tecnologias de Fundição

Tecnologias de

Produção

as

C. Romão / O. Contente

------------------------------------------

Eng

ProcessosProcessos dede fundiçãofundição dede precisãoprecisão comcom moldaçõesmoldações emem materialmaterial cerâcerâmicomico

moldações em em material material cerâ cerâ mico mico Processo Processo Shaw Shaw Peças obtidas Peças

ProcessoProcesso ShawShaw

Peças obtidas

Peças vazadas em : ligas de aço

Ferramentas e matrizes para extrusão, forjamento, fundição injectada, injecção de plástico e produção de vidro; Compressão de compósitos.

Componentes

aeroespacial

de precisão para equipamentos mecânicos: Indústria aeronáutica e

para equipamentos mecânicos: Indústria aeronáutica e Características Acabamento superficial – excelente

Características

Acabamento superficial – excelente