Sunteți pe pagina 1din 2

AMBIENTE E CIDADANIA

Este é um espaço que, tanto quanto possível de forma simples e acessível a qualquer pessoa, pretende ser de reflexão, de divulgação de algumas informações úteis e de transmissão de algumas ideias e sugestões concretas sobre questões ambientais e o papel que cada um de nós pode desempenhar nesta matéria. Começando pelos resíduos irão ser abordados os mais diversos assuntos como a água, a energia, a camada do ozono, vida selvagem, agricultura, etc Pretende-se desta forma, dar um modesto contributo para a construção de uma consciência cívica, no domínio da ecologia, que seja capaz de motivar uma mudança de comportamentos e de atitudes, em relação ao ambiente que nos está mais próximo e não só!

A Política dos 3 Rs

Reduzir, Reutilizar, Reciclar

Com a alteração do nosso estilo de vida (maioria das pessoas a passou a viver na cidade) e dos hábitos de consumo (uso crescente das embalagens) surgiu o problema da produção de LIXO. Perante a sua dimensão gigantesca e crescente, o lixo tem que ser olhado como uma matéria-prima que interessa aproveitar, até porque o seu aproveitamento permite poupar recursos naturais, energia, diminuir a poluição, aumentar a vida útil dos aterros, etc. Assim, por exemplo:

Ao reciclar uma lata de alumínio poupa-se a energia necessária para uma lâmpada de 100W funcionar durante 100 horas.

Na produção de papel a partir de papel usado há uma redução:

- para metade no consumo de energia;

- de 70% no consumo de água; e

- de 95% da poluição atmosférica.

Uma tonelada de papel reciclado equivale a cerca de 15 a 20 árvores poupadas.

Se o mundo reciclasse metade do papel que consome, 40 mil quilómetros de terras seriam

libertados do cultivo de árvores de crescimento rápido (eucaliptos) que abastecem a indústria

do papel, contribuindo deste modo para a diminuição da erosão do solo e o aumento da fauna

e flora autóctones.

Apesar dos plásticos constituírem cerca de 10% do peso total do lixo doméstico, o volume de espaço que ocupam é de 30 a 40%.

Mais importante que tratar o nosso lixo, sendo a Reciclagem um bom exemplo, é evitar

a sua produção, ou seja, prevenir! Por isso, não é por acaso que na chamada política dos 3 Rs

- Reduzir, Reutilizar e Reciclar, os primeiros Rs sejam precisamente Reduzir e Reutilizar. Exemplos :

1- Sempre que se for às compras levar sacos, nomeadamente o tradicional saco de pano para o pão! É um hábito que se foi perdendo e que urge readquirir. Pessoalmente, reutilizo sacos inclusive para pôr o peixe ou a carne, e em casa, lavo-os juntamente com a roupa, na máquina. Só vão para o lixo quando estão rotos! 2. Sempre que possível comprar produtos a vulto (carne, legumes, etc.), ou seja, sem estarem embalados. 3. Preferir as bebidas em embalagens reutilizáveis, isto é, em garrafas com depósito.

4. Usar fraldas de pano. No fabrico das fraldas descartáveis consomem-se muitos

recursos, nomeadamente pasta de papel e plásticos. As fraldas descartáveis podem demorar

500 anos a se decomporem, ocupam espaço nos aterros sanitários, são potencialmente portadoras de micróbios e para além de tudo isto, são caras! Se tiver de usar fraldas descartáveis, deve pelo menos passá-las por água, por exemplo na sanita puxando o autoclismo, antes de as deitar fora. Em recém-nascidos e nos bebés de pele mais sensível, basta repetir o programa de enxaguamento da máquina ou eventualmente usar uma sabonária em vez do detergente habitual, na lavagem das fraldas de pano. Não é necessário lavá-las à mão!

5. Poupar papel: fotocopie usando frente e verso da folha, use para rascunho espaços

em branco das folhas que já não precisar, reutilize envelopes, etc.

Para viabilizar a reciclagem temos de separar o nosso lixo e colocar os diversos materiais nos ecopontos. Podemos ainda pressionar as autoridades competentes para que disponibilize outras formas de recolha, como a recolha selectiva porta-a-porta de modo a estimular uma maior e melhor colaboração dos cidadãos. Erro a evitar: Pensar que, como podemos fazer muito pouco, mais vale não fazer nada! Devemos sim pensar que pequenas atitudes multiplicadas por milhares ou mesmo milhões de pessoas farão certamente a diferença. Exemplo: se 10% da população portuguesa reduzir 100g no lixo que produz diariamente (actualmente produzimos cerca de 1,3Kg de lixo por dia), serão produzidas menos 100 toneladas de lixo por dia, ou seja, 36,5 mil toneladas por ano! *

Mª Alexandra Azevedo

Médica Veterinária, Vice-presidente da Direcção do MPI – Movimento Pró-Informação para a Cidadania e Ambiente

Bibliografia:

1- “50 coisas simples que você pode fazer para salvar a Terra”, The Earth Works Group, Círculo de Leitores, 1993.