Sunteți pe pagina 1din 52
MANUAL DO ALUNO DA GRADUAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS 2012

MANUAL DO ALUNO DA GRADUAÇÃO

INFORMAÇÕES GERAIS

2012

Manual do Aluno da Graduação

SUMÁRIO

MENSAGEM DA REITORIA

3

MENSAGEM DA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

5

CONSELHO DE CURADORES

7

SUPERINTENDÊNCIA EXECUTIVA

7

CORPO ADMINISTRATIVO

7

CENTRO UNIVERSITÁRIO FECAP

8

REITORIA

8

PRÓ-REITORIAS

8

COORDENAÇÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO

8

UNIDADES MANTIDAS PELA FECAP

9

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

10

1)

IDENTIFICAÇÃO ESTUDANTIL

10

2) FREQUÊNCIA MÍNIMA OBRIGATÓRIA

10

3)

HORÁRIO DE

AULA

10

4) ABONO DE FALTAS / COMPENSAÇÃO DE FALTAS

11

5) ATIVIDADES COMPLEMENTARES

11

6) ESTÁGIO SUPERVISIONADO

11

7)

CENTRO

DE OPORTUNIDADES E TALENTOS (COT)

12

8) REGIME ACADÊMICO E CRITÉRIOS DE APROVAÇÃO

12

9) TRANCAMENTO DA MATRÍCULA

12

10) TRANCAMENTO DO CURSO PARA CURSAR APENAS DEPENDÊNCIAS E/OU ADAPTAÇÕES

13

11) CANCELAMENTO DA MATRÍCULA

13

12) ABANDONO DOS ESTUDOS

13

13) TRANCAMENTO DE DEPENDÊNCIAS E ANTECIPAÇÃO DE DISCIPLINAS

13

14) APROVEITAMENTO DE ESTUDOS EQUIVALENTES (DISPENSA DE DISCIPLINAS)

14

15) REMANEJAMENTO DE DISCIPLINA / SOLICITAÇÃO DE TROCA DE SALA

15

16) SEMESTRE LETIVO

 

15

17) MENSALIDADES

15

18) BOLSAS DE ESTUDO

15

19) FINANCIAMENTOS

18

20) CONSIDERAÇÕES FINAIS

23

AVALIAÇÃO DO APROVEITAMENTO ESCOLAR – REGIME SEMESTRAL

24

1) PROVAS OFICIAIS (PO)

24

2) AVALIAÇÕES INTERMEDIÁRIAS (NI)

24

3) PROVAS SUBSTITUTIVAS

25

4)

PROVA DE REAVALIAÇÃO (REAVAL)

26

GUIA DE SERVIÇOS PARA A INTERNET

28

GUIA RÁPIDO – SECRETARIA ON-LINE

31

REGULAMENTO PARA USO DOS LABORATÓRIOS DE

37

INFORMÁTICA E DA SALA DE PESQUISA

37

BIBLIOTECA PAULO ERNESTO TOLLE

42

DICAS DE SEGURANÇA

45

CÓDIGO DE ÉTICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO FECAP

47

CALENDÁRIO 2012 - GRADUAÇÃO

50

Manual do Aluno da Graduação

MMEENNSSAAGGEEMM DDAA RREEIITTOORRIIAA

Prezados Estudantes,

Focarei minha mensagem nos benefícios financeiros gerados pelo estudo. Acredito que a Educação é capaz de transformar as pessoas, tendo consequências positivas mais amplas que as de natureza financeira. Mas, talvez pela minha formação e atuação profissional 1 , penso também que as evidências empíricas dos impactos financeiros da Educação costumam ajudar a nos convencermos da importância do estudo.

Gustavo Ioschpe 2 apresenta uma série de estudos realizados por eminentes Economistas, alguns ganhadores do Prêmio Nobel, que indicam que o processo educacional fornece competências que aumentam a produtividade e, como conseqüência, os salários.

O gráfico abaixo mostra os diferenciais de salários (mensais) no Brasil associados à Educação, confirmando a ideia de que mais anos de estudo levam a um aumento de renda.

R$ 4.500 R$ 4.000 R$ 3.500 R$ 3.000 R$ 2.500 R$ 2.000 R$ 1.500 R$
R$ 4.500
R$ 4.000
R$ 3.500
R$ 3.000
R$ 2.500
R$ 2.000
R$ 1.500
R$ 1.000
R$ 500
R$ 0
0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18

Anosde Estudo

Particularmente interessante é o substancial aumento de renda associado ao ensino superior.

Vejam o aumento de renda após o término da graduação (15 anos de estudo) e com a pós-graduação (mais que 15 anos de estudo).

Fonte: Apresentação do Prof. Dr. Naércio Aquino Menezes Filho sobre as “Tendências que Afetarão o Negócio Escola” (VI Congresso Brasileiro de Gestão Educacional, São Paulo, Março/08).

Os dados apresentados no gráfico acima se referem à média da população. É natural esperarmos variações em torno da média. A dissertação de Andréa Zaitune Curi 3 , orientada pelo Prof. Dr. Naércio Aquino Menezes Filho, indica que aqueles que apresentam desempenho escolar superior tendem a ter salários superiores. De acordo com o estudo, a qualidade da educação é mais importante na explicação dos diferenciais de renda do que a quantidade de educação (medida pelo número de anos de estudo).

1 Formado em Administração pela FECAP, Mestre e Doutorando em Finanças pela USP. Leciona Finanças aqui na FECAP. 2 IOSCHPE, Gustavo. A ignorância custa um mundo. São Paulo: Francis, 2004.

3 CURI, Andréa Zaitune. A relação entre o desempenho escolar e os salários no Brasil. Dissertação (Mestrado em Economia). Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12138/tde-10122006-184214/>.

Manual do Aluno da Graduação

Na FECAP, vocês têm acesso a vários programas e recursos que lhes ajudarão a construir a sua formação: professores com excelente formação e relevante experiência profissional, nivelamento em Matemática e Português, monitoria, programas de reforço da aprendizagem, consultoria para gestão de carreira e para empreendedorismo, apoio psicopedagógico, cursos de extensão, atividades culturais, biblioteca atualizada, bases de dados, laboratórios, convênio com o Instituto Educacional BM&FBovespa, convênios com a Cultura Inglesa, com o Cervantes e com a Aliança Francesa para o ensino de Inglês, Espanhol e Francês, respectivamente, em condições diferenciadas e convênio com a Impacta Tecnologia para treinamentos na área de tecnologia da informação com descontos relevantes etc. Esperamos que aproveitem.

Prof. Edison Simoni, Reitor.

Manual do Aluno da Graduação

MMEENNSSAAGGEEMM DDAA PPRRÓÓ--RREEIITTOORRIIAA DDEE GGRRAADDUUAAÇÇÃÃOO

Prezados(as) Alunos(as),

Escrevo em complementação à mensagem de nosso Reitor, Professor Edison Simoni. O Professor Edison falou sobre os benefícios financeiros gerados pelo estudo e sobre a transformação que a Educação é capaz de provocar nas pessoas e em suas vidas.

Complementando o que foi dito por ele, gostaria de chamar a atenção para a importância de se estudar em um Centro Universitário de primeira linha, que preza pela qualidade de ensino que oferece e valoriza a inserção de seus alunos no concorrido mercado de trabalho.

Em novembro de 2010, o Ministério da Educação divulgou os resultados do Exame Nacional de Cursos (ENADE) realizado por nossos alunos no final de 2009. O ENADE, para aqueles que ainda não sabem, é uma avaliação oficial do Ministério, que monitora a qualidade do ensino oferecido pelas Universidades, Centros Universitários e Faculdades de todo o país.

É com grande satisfação que informo, abaixo, os excelentes resultados obtidos por nossos estudantes nessa avaliação. Os resultados da FECAP, no ENADE 2009, são apresentados a seguir:

RESULTADOS ENADE 2009 - FECAP

ENADE

IDD

CPC

Contínuo

Conceito

Contínuo

Conceito

Contínuo

Conceito

Administração

4,61

5

5,00

5

4,02

5

Contábeis

4,03

5

4,33

5

3,77

4

Economia

3,56

4

3,78

4

3,16

4

Com. PP

2,96

4

2,59

3

3,03

4

Com. RP

3,77

4

SC

SC

3,32

4

RI

2,18

3

2,60

3

2,45

3

SET

3,26

4

3,97

5

3,66

4

Para melhor entendimento, o conceito ENADE, em uma escala de 1 a 5, representa a nota efetiva obtida na prova por nossos alunos concluintes. O IDD (Indicador de Diferença entre os

Manual do Aluno da Graduação

Desempenhos Observados e Esperados) é a diferença entre o desempenho médio do concluinte de um curso e o desempenho médio estimado para os ingressantes desse mesmo curso e representa, portanto, quanto cada curso agrega de conhecimento. Já o CPC (Conceito Preliminar de Curso) é composto por diferentes variáveis, que traduzem resultados da avaliação de desempenho de estudantes, infraestrutura e instalações, recursos didático- pedagógicos e corpo docente.

Como todos podem observar nos resultados acima, os conceitos obtidos pela FECAP foram excelentes, com crescimento verificado em todos os seus cursos, quando comparados com os mesmos resultados obtidos na última avaliação, realizada no ENADE/2006.

Como destaque, chamo a atenção para os cursos de Administração e de Ciências Contábeis que obtiveram o chamado “duplo cinco”, ou seja, avaliação máxima no conceito ENADE (cinco) e no IDD (cinco).

Ressalto, também, os excelentes desempenhos dos demais cursos da Instituição, todos com resultados que demonstram a qualidade e a competência do ensino que oferecemos aos nossos alunos.

Além de comunicar os excelentes resultados obtidos em mais essa avaliação oficial, gostaria de ressaltar o trabalho de nossos professores e o empenho de todos os alunos que realizaram a prova do ENADE e colocaram a FECAP em tão alto patamar.

Resultados como esses trazem aos nossos alunos uma série de benefícios: reconhecimento da comunidade empresarial, valorização profissional, melhores oportunidades de inserção no mercado de trabalho, excelentes condições de competitividade em processos de seleção acadêmica e profissional e vários outros.

Portanto, convido todos, através de seu empenho no estudo, a colaborarem para que a FECAP mantenha, sempre, seu patamar de qualidade no ensino e os resultados ora obtidos. Todos nós – alunos, docentes, dirigentes e funcionários – só teremos a ganhar com isso.

Saudações acadêmicas,

Prof. Dr. Ary José Rocco Jr., Pró-Reitor de Graduação.

Manual do Aluno da Graduação

CCOONNSSEELLHHOO DDEE CCUURRAADDOORREESS

Presidente Honorário Silvio Álvares Penteado Neto

Presidente Horácio Berlinck Neto

Vice-Presidente Mario Amato

Membros Abram Abe Szajman Flávio Fava de Moraes João Batista Rodarte Miguel Reale Júnior Regina Célia Esteves de Siqueira Shigeaki Ueki

SSUUPPEERRIINNTTEENNDDÊÊNNCCIIAA EEXXEECCUUTTIIVVAA

Superintendente Geral Marcelo Freitas Camargo

Superintendente Institucional Luiz Guilherme Brom

CCOORRPPOO AADDMMIINNIISSTTRRAATTIIVVOO

Secretária da Superintendência Teresinha Perpetuo da Silva

DRF – Departamento de Recursos Financeiros Ronaldo Ramos

Biblioteca Vânia Maria Picanço Choi

DRM – Departamento de Recursos Materiais Edison Oliveira

DRH – Departamento de Recursos Humanos Carlos Alberto Carrara

CAF – Central do Aluno FECAP Giseli de Moraes Dias

CRI – Coordenação de Relacionamento Institucional CCI – Coordenação de Comunicação Institucional COT – Centro de Oportunidades e Talentos Luiz Guilherme Brom

Manual do Aluno da Graduação

CCEENNTTRROO UUNNIIVVEERRSSIITTÁÁRRIIOO FFEECCAAPP

RREEIITTOORRIIAA

Reitor

Edison Simoni

Vice-Reitor Taiguara de Freitas Langrafe

Secretária-Geral Giseli de Moraes Dias

Chefe de Gabinete da Reitoria Wanderley Carneiro

PPRRÓÓ--RREEIITTOORRIIAASS

Pró-Reitor de Graduação Ary José Rocco

Pró-Reitor de Pós-Graduação Edison Simoni

Pró-Reitor de Extensão e Desenvolvimento Wanderley Carneiro

CCOOOORRDDEENNAAÇÇÃÃOO DDOOSS CCUURRSSOOSS DDEE GGRRAADDUUAAÇÇÃÃOO

Coordenador do Curso de Administração Taiguara de Freitas Langrafe

Coordenador do Curso de Ciências Contábeis Ronaldo Fróes de Carvalho

Coordenador do Curso de Ciências Econômicas e Relações Internacionais Allexandro Emmanuel Mori Coelho

Coordenador do Curso de Comunicação Social Ary José Rocco Flavia Renata Moreira da Silva (Coordenadora Adjunta)

Coordenadora do Curso de Secretariado Executivo Trilíngue Taiguara de Freitas Langrafe Sandra Helena Terciotti (Coordenadora Adjunta)

Manual do Aluno da Graduação

UUNNIIDDAADDEESS MMAANNTTIIDDAASS PPEELLAA FFEECCAAPP

CENTRO UNIVERSITÁRIO FECAP Avenida da Liberdade, 532 – Liberdade Cep 01502-001 – São Paulo/SP Fone: 3272-2222 – Fax: 3272-2208

PÓS-GRADUAÇÃO FECAP Largo São Francisco, 19 – Centro Cep 01005-010 – São Paulo/SP

Rua Artur de Azevedo, 1.633 – Pinheiros Cep 05404-014 – São Paulo/SP

Fone: 3272-4300

COLÉGIO FECAP Avenida da Liberdade, 532 – Liberdade Cep 01502-001 – São Paulo/SP Fone: 3272-2209 – Fax: 3272-2208

Manual do Aluno da Graduação

IINNFFOORRMMAAÇÇÕÕEESS IIMMPPOORRTTAANNTTEESS

11)) IIDDEENNTTIIFFIICCAAÇÇÃÃOO EESSTTUUDDAANNTTIILL

No ato da matrícula, o aluno recebe um cartão de identificação pessoal. Nele consta o nome do aluno, curso, matrícula (registro acadêmico) e foto.

O cartão de identificação estudantil é uma garantia de segurança e de organização. É de porte

obrigatório para todos os alunos, pessoal e intransferível. Deve ser apresentado no ambiente universitário, em todas as situações em que for necessária a identificação do aluno, incluindo

seu acesso às dependências e à Biblioteca da FECAP.

O cartão possui um selo que indica sua validade, renovada anualmente. Esse cartão de

identificação perderá sua validade quando o aluno perder seu vínculo com a FECAP. Em caso de esquecimento do cartão de identificação, o aluno deverá identificar-se (apresentando documento pessoal com foto) na Portaria da FECAP para a emissão de um cartão provisório, com validade para o dia.

1.1. 2ª via do Cartão de Identificação por Perda, Roubo ou Mau Uso

Para solicitar a 2 a via do cartão de identificação estudantil, o aluno deve fazer a solicitação por meio da Secretaria On-line (Intranet) ou pessoalmente na CAF (Central do Aluno FECAP). Após a solicitação, o aluno deve recolher a taxa de R$ 10,00 (dez reais) por meio de boleto bancário

a ser pago em qualquer Instituição Bancária até a data do vencimento. O prazo para emissão

do cartão é de 02 (dois) dias úteis, após a confirmação do pagamento.

1.2. Abono da Taxa na Solicitação de 2ª via do Cartão de Identificação

O

Identificação Estudantil, só será autorizado em caso de roubo e mediante a apresentação do Boletim de Ocorrência Oficial comprovando o ocorrido.

abono da taxa administrativa de R$ 10,00 (dez reais), na solicitação de 2 a via do Cartão de

Não será abonado o pagamento na solicitação de 2 a via do cartão por uso indevido, causado por: quebras, trinca, riscos profundos, superaquecimento ou qualquer outro tipo de exposição que possa danificá-lo.

22)) FFRREEQQUUÊÊNNCCIIAA MMÍÍNNIIMMAA OOBBRRIIGGAATTÓÓRRIIAA

A frequência mínima obrigatória para aprovação é de 75% às aulas ministradas e/ou

atividades realizadas em cada disciplina. O aluno estará automaticamente reprovado, independentemente das notas, se não tiver a frequência mínima obrigatória.

33)) HHOORRÁÁRRIIOO DDEE AAUULLAA

Período Matutino – das 7h30 às 11h10.

Período Noturno – das 19h00 às 22h40.

Sábados – conforme horários do Nivelamento, do Programa de Educação Dinâmica Progressiva (PEDP), das turmas de DP etc.

Em caso de Turmas de Tutoria, as aulas poderão ocorrer em horários pós-aula (para o período matutino) e pré-aula (para o período noturno) ou aos sábados.

Manual do Aluno da Graduação

44)) AABBOONNOO DDEE FFAALLTTAASS // CCOOMMPPEENNSSAAÇÇÃÃOO DDEE FFAALLTTAASS

Não há abono de faltas. Nos casos previstos em lei o aluno pode solicitar exercícios especiais visando à compensação das faltas. Os casos excepcionais previstos são apontados a seguir:

Decreto Lei 1.044/69: relativo a doenças infecto-contagiosas ou outra que exija afastamento superior a 15 (quinze) dias ininterruptos. São casos em que as condições de saúde do aluno não permitem sua frequência à escola, na proporção mínima exigida pela lei, embora se encontre em condições de aprendizagem. Lei 6.202/75: amparo a gestante. Decreto Lei 715/69: relativo à prestação de serviço militar obrigatório (Exército, Marinha e Aeronáutica). Convocação para integrar o Conselho de Sentença em Tribunal de Júri, para o Serviço Eleitoral e para participar de conclaves oficiais.

Nos casos de licenças até 07 (sete) dias, o prazo para o aluno requerer a compensação, com a devida comprovação, é de até 03 (três) dias úteis a contar do término do afastamento. Nos casos de licenças acima de 07 (sete) dias o aluno deve requerer e entregar o atestado, até o 7 o dia da licença. A solicitação deve ser feita na CAF (Central do Aluno FECAP), mediante apresentação de atestado com o número do CID. Caso seja entregue a cópia, o solicitante deverá apresentar o atestado original para conferência. Os professores disponibilizarão trabalhos referentes ao período da ausência, com prazo para entrega, e as faltas serão abonadas em caso de aprovação dos docentes.

Nos casos de doenças, a comprovação deverá ser feita por meio de laudo médico que especifique a doença e o tempo de repouso necessário. Os atestados médicos somente terão validade quando emitidos por órgão oficial, nos casos previstos em lei.

O aluno que apresentar atestado (em caso de abono de faltas) e/ou certificado (em caso de

atividades complementares) falso estará cometendo crime de falsidade ideológica e responderá

à Comissão de Ética da FECAP.

55)) AATTIIVVIIDDAADDEESS CCOOMMPPLLEEMMEENNTTAARREESS

O aluno deve ler atentamente o REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES de seu

curso, disponível na Intranet (Portal do Aluno / Informativos).

Ao concluir uma atividade, o aluno deverá cadastrar essa atividade na intranet e, em seguida, entregar o documento correspondente original e cópia na CAF (Central do Aluno FECAP) para que as horas sejam computadas. Para algumas atividades complementares realizadas na própria FECAP o registro é feito automaticamente.

Conforme o Código da Ética da FECAP, o aluno que falsificar comprovantes de atividades complementares terá suas atividades zeradas e responderá à Comissão de Ética da FECAP.

As atividades complementares serão aceitas até no máximo o último dia do mês subsequente ao término das aulas (janeiro ou julho).

O aluno que não entregar as atividades complementares ao final do curso deverá se submeter

à adaptação da grade curricular.

66)) EESSTTÁÁGGIIOO SSUUPPEERRVVIISSIIOONNAADDOO

O aluno deve ler atentamente o REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO de seu curso,

disponível na Intranet (Portal do Aluno / Informativos).

Manual do Aluno da Graduação

A não entrega dos documentos até a data-limite estabelecida pelo Professor Orientador do

Estágio Supervisionado implicará a reprovação do aluno na disciplina Estágio Supervisionado

O aluno que não entregar ou o aluno cujo estágio supervisionado não for aprovado ao final do

curso, deverá submeter-se à adaptação da grade curricular.

77)) CCEENNTTRROO DDEE OOPPOORRTTUUNNIIDDAADDEESS EE TTAALLEENNTTOOSS ((CCOOTT))

O Centro de Oportunidades e Talentos (COT) é uma área especialmente criada pela FECAP

para oferecer total apoio à inserção do aluno no mercado de trabalho e ao seu desenvolvimento profissional. Para isso, coloca à disposição do aluno uma ampla variedade de

serviços de apoio à gestão de carreiras e ao desenvolvimento do empreendedorismo e do associativismo. A FECAP também mantém um amplo banco de dados com oportunidades de emprego e estágios para os seus alunos.

Para

http://www.fecap.br/empregos/

saber

mais

sobre

o

COT

e

todos

os

serviços

oferecidos,

acesse:

88)) RREEGGIIMMEE AACCAADDÊÊMMIICCOO EE CCRRIITTÉÉRRIIOOSS DDEE AAPPRROOVVAAÇÇÃÃOO

A FECAP trabalha com o regime seriado.

Caso o aluno termine o período letivo reprovado em mais do que 02 (duas) disciplinas, deverá refazer a série, dispensado das disciplinas em que houve aprovação. Disciplinas trancadas contam como reprovação.

Seguindo o princípio de melhoria contínua, a Instituição realiza revisões e alterações nos currículos dos cursos periodicamente.

O aluno reprovado terá de adaptar-se ao currículo da nova turma em que fizer a sua matrícula.

99)) TTRRAANNCCAAMMEENNTTOO DDAA MMAATTRRÍÍCCUULLAA

O trancamento de matrícula possui validade para o semestre letivo em que ocorrer a requisição e para o semestre subsequente ao da requisição. Ele será permitido por motivo de força maior, devidamente comprovado e observadas as disposições legais, desde que o requerente tenha efetuado o pagamento das prestações da semestralidade até o mês corrente em que se verificar o trancamento.

O segundo trancamento de matrícula feito consecutivamente, na mesma série, será deferido,

observadas as disposições legais, somente se o requerente, além do comprovante de encontrar-se em dia com o pagamento das prestações da semestralidade, provar a ocorrência de incapacidade temporária ou de motivo considerado relevante, a critério da Reitoria.

Para realizar o trancamento da matrícula, o aluno também precisa estar adimplente com a Biblioteca, ou seja, não pode haver empréstimos ou pendências de livros.

O trancamento de matrícula deverá ser solicitado por meio da Secretaria On-Line em campo

específico ou pessoalmente na CAF (Central do Aluno FECAP). Ao retornar ao curso, o aluno deverá se adaptar ao currículo da nova turma.

O prazo para solicitação do trancamento é até o último dia útil antes do início das provas

oficiais:

1 o semestre de 2012 – 01 de junho de 2012; - 2 o semestre de 2012 – 26 de novembro de 2012.

-

Manual do Aluno da Graduação

1100))

TTRRAANNCCAAMMEENNTTOO

DDOO

CCUURRSSOO

PPAARRAA

CCUURRSSAARR

AAPPEENNAASS

DDEEPPEENNDDÊÊNNCCIIAASS

EE//OOUU

AADDAAPPTTAAÇÇÕÕEESS

O aluno poderá fazer o trancamento do curso para cursar apenas dependências e/ou

adaptações. O aluno interessado deverá realizar o processo de rematrícula pela intranet e não emitir o boleto. Em seguida, deverá fazer solicitação por meio da Secretaria On-Line em campo específico ou pessoalmente na CAF (Central do Aluno FECAP). Se a solicitação for realizada antes do pagamento da rematrícula, o aluno pagará no semestre 6 parcelas no valor de R$120,00 (cento e vinte reais) por disciplina (dependência ou adaptação).

Caso a solicitação seja realizada no decorrer do semestre, ou seja, após o pagamento da rematrícula, o trancamento para cursar apenas dependências e/ou adaptações será autorizado

somente se o aluno estiver adimplente, na data de solicitação, com as mensalidades do curso

e as parcelas de dependência/adaptação.

Para realizar o trancamento do curso para cursar apenas dependências e/ou adaptações, o aluno também precisa estar adimplente com a Biblioteca, ou seja, não pode haver empréstimos ou pendências de livros.

Ao

trancar o curso para cursar dependências e/ou adaptações o aluno estará sujeito a adaptar-

se

ao novo currículo.

O

prazo para solicitação do trancamento para cursar apenas dependências e/ou adaptações é

até o último dia útil antes do início das provas oficiais:

- 1 o semestre de 2012 – 01 de junho de 2012;

- 2 o semestre de 2012 – 26 de novembro de 2012.

1111)) CCAANNCCEELLAAMMEENNTTOO DDAA MMAATTRRÍÍCCUULLAA

O cancelamento da matrícula implicará a saída do aluno do Centro Universitário FECAP e seu

reingresso somente poderá ocorrer por meio de novo Processo Seletivo.

1122)) AABBAANNDDOONNOO DDOOSS EESSTTUUDDOOSS

O abandono dos estudos após o término de um período letivo, sem o devido trancamento,

implicará o automático desvinculamento do aluno, que perderá o direito à sua vaga. O abandono da frequência às aulas ao longo do período letivo não implica trancamento da matrícula, continuando a serem devidas todas as obrigações contratuais acordadas entre a FECAP e o aluno.

Na eventualidade de retorno, em qualquer semestre letivo, o aluno deverá fazer solicitação pessoalmente na CAF (Central do Aluno FECAP) que apreciará os requerimentos, dando parecer conclusivo.

1133)) TTRRAANNCCAAMMEENNTTOO DDEE DDEEPPEENNDDÊÊNNCCIIAASS EE AANNTTEECCIIPPAAÇÇÃÃOO DDEE DDIISSCCIIPPLLIINNAASS

a) Ao aluno adimplente e regularmente matriculado poderá ser permitido o trancamento de

disciplinas em dependência e/ou adaptação, a critério da Coordenação do Curso.

b) Ao aluno, na condição de REPROVADO, adimplente e regularmente matriculado em

disciplinas de dependência e/ou adaptação, poderá ser permitida a antecipação de disciplina(s)

da(s) série(s) seguinte(s), a critério da Coordenação do Curso.

c) Ao aluno transferido de outra Instituição de Ensino Superior (IES), adimplente e

regularmente matriculado, que, devido ao resultado do processo de equivalência curricular,

apresente disponibilidade em sua grade horária, referente à série e turma em que estiver

Manual do Aluno da Graduação

matriculado, poderá ser permitida a antecipação de disciplina(s) da(s) série(s) seguinte(s) no limite da mencionada disponibilidade, a critério da Coordenação do Curso.

Nos critérios de implementação e regulamentação das diretrizes dos itens “a”, “b” e “c”, devem, necessariamente, ser considerados os seguintes parâmetros: existência de pré- requisitos, compatibilidade de horários, disponibilidade de vagas na turma e série pretendidas, etc.

As solicitações de trancamento de dependência e/ou antecipação de disciplinas, representando

meras liberalidades institucionais, deverão ser feitas na CAF (Central do Aluno FECAP), na forma e nos prazos por esta divulgados.

Caberá ao Coordenador do Curso apreciar os requerimentos, dando parecer conclusivo.

O trancamento de disciplinas em dependência e/ou adaptação possui validade para o semestre

letivo em que ocorrer a requisição. Após a rematrícula para o semestre seguinte, a disciplina voltará para o status “cursando”.

O prazo para solicitação do de trancamento de dependência é até o último dia útil antes do

início das provas oficiais:

-

1 o semestre de 2012 – 01 de junho de 2012;

-

2 o semestre de 2012 – 26 de novembro de 2012.

O

prazo para solicitação de antecipação de disciplinas é de 20 dias corridos, a contar do

primeiro dia letivo.

- 1 o semestre de 2012 – 25 de fevereiro de 2012;

- 2 o semestre de 2012 – 25 de agosto de 2012.

1144)) AAPPRROOVVEEIITTAAMMEENNTTOO DDEE EESSTTUUDDOOSS EEQQUUIIVVAALLEENNTTEESS ((DDIISSPPEENNSSAA DDEE DDIISSCCIIPPLLIINNAASS))

O aluno devidamente matriculado poderá solicitar aproveitamento de disciplinas concluídas em

outros Cursos Superiores, quando houver equivalência das disciplinas quanto a objetivos, a

conteúdos programáticos e à carga horária, a critério da Coordenação.

O aproveitamento de estudos equivalentes não exonera o requerente das adaptações que se

fizeram necessárias.

Entende-se por adaptação o conjunto de atividades escolares, estudos, elaboração de trabalhos científicos, provas, exames, estágios e demais requisitos, com o objetivo de situar ou classificar, com relação aos currículos plenos e padrões de estudo do Centro Universitário, os alunos que solicitarem aproveitamento de estudos.

O pedido de aproveitamento de estudos, se deferido, importará a dispensa de frequência às

aulas da disciplina, havida como equivalente, e demais exigências regimentais.

O requerente, de início, cursará somente as disciplinas de adaptação, quando estas e as da

série em que se matricular não puderem ser frequentadas concomitantemente, em virtude da disponibilidade da grade horária, do número delas ou de pré-requisito.

O aluno deverá entregar o Histórico Escolar e o Conteúdo Programático originais na CAF

(Central do Aluno FECAP) em até 20 dias corridos, a contar do primeiro dia letivo. Será liminarmente indeferido e arquivado o pedido com documentação incompleta ou irregular.

- 1 o semestre de 2012 – 25 de fevereiro de 2012;

- 2 o semestre de 2012 – 25 de agosto de 2012.

Manual do Aluno da Graduação

1155)) RREEMMAANNEEJJAAMMEENNTTOO DDEE DDIISSCCIIPPLLIINNAA // SSOOLLIICCIITTAAÇÇÃÃOO DDEE TTRROOCCAA DDEE SSAALLAA

O

prazo para solicitação de remanejamento de disciplina e/ou troca de sala é de:

-

1 o semestre de 2012 – 25 de fevereiro de 2012;

-

2 o semestre de 2012 – 25 de agosto de 2012.

O

remanejamento de disciplina e/ou troca de sala estará sujeito à disponibilidade de vagas na

turma e série pretendidas.

1166)) SSEEMMEESSTTRREE LLEETTIIVVOO

1 o Semestre de 2012: As aulas terão início em 06 de fevereiro de 2012 e término previsto para 30 de junho de 2012.

2 o Semestre de 2012: As aulas terão início em 06 de agosto de 2012 e término previsto para 20 de dezembro de 2012.

As

atividades letivas obedecerão às especificações contidas no calendário escolar, disponível

na

Intranet (Portal do Aluno / Quadro de Avisos).

1177)) MMEENNSSAALLIIDDAADDEESS

O valor da mensalidade será apurado pela divisão do valor da semestralidade do curso em seis

parcelas.

Os valores das mensalidades encontram-se disponíveis na Intranet (Portal do Aluno / Informativos). Esses valores estão sujeitos aos reajustes legais.

A data de vencimento de cada mensalidade é no dia 07 (sete) de cada mês. Essa data é fixa e

não negociável. Até a data do vencimento, o pagamento poderá ser efetuado em qualquer agência bancária. Após o vencimento, a mensalidade só poderá ser paga no banco emitente do boleto, e o valor será acrescido de juros, multa e atualização monetária.

O critério de pagamento das mensalidades é seriado, ou seja, o aluno paga pela série que

estiver cursando e não pelo número de matérias. O fato de o aluno estar dispensado de

alguma disciplina não o isenta do pagamento de outra disciplina em Dependência ou

Adaptação. Por prerrogativa da Instituição, será cobrado 60% do valor da semestralidade para

o período letivo do aluno que cursar até 70% da grade horária, por motivo de dispensa das

outras disciplinas.

O boleto da mensalidade será enviado pelo correio ao endereço fornecido pelo aluno e estará

disponível também na Intranet (Portal do Aluno / Financeiro).

1188)) BBOOLLSSAASS DDEE EESSTTUUDDOO

A concessão de bolsas de estudo na FECAP tem como objetivos:

a) possibilitar a alunos com dificuldades financeiras a realização dos estudos na FECAP;

b) premiar alunos com notável desempenho acadêmico; e

c) colaborar com a política de educação continuada dos ex-alunos da FECAP.

A atribuição de bolsas é de julgamento exclusivo da FECAP, salvo nas condições de

obrigatoriedade legal.

São modalidades de bolsas:

Manual do Aluno da Graduação

Bolsas por Desempenho Acadêmico

As bolsas por desempenho acadêmico têm como objetivo premiar alunos com notável desempenho acadêmico nos cursos de Graduação.

A duração da bolsa é de um período letivo, concedida no período subsequente à classificação.

Mais informações, como os critérios de desempate, podem ser obtidas no REGULAMENTO DE BOLSAS DE ESTUDOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO FECAP, disponível na Intranet (Portal do Aluno / Informativos).

Bolsas de Iniciação Científica (Pró-Ciência)

 

A

concessão

de

bolsas

de

iniciação

científica

atende

aos

alunos

que

participam

do

desenvolvimento de pesquisas científicas conforme as linhas de pesquisa da FECAP.

Os critérios estão estabelecidos no REGULAMENTO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO FECAP, sob responsabilidade da Pró-Reitoria de Extensão e Desenvolvimento.

Bolsas de Monitoria

Denomina-se MONITOR o aluno escolhido pelo Coordenador de Monitoria do Centro Universitário para dar suporte à docência e plantões de dúvidas aos alunos das disciplinas indicadas pelo CONSEPE – Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão.

Estão habilitados a concorrer os alunos que já tenham sido aprovados em um período letivo do curso em que está matriculado.

Os

alunos aprovados para a atividade de Monitoria, quando não contemplados por outro tipo

de

bolsa da Instituição, têm direito a uma Bolsa Auxílio Mensal no valor correspondente a 50%

(cinquenta por cento) da mensalidade da FECAP.

O candidato selecionado exercerá as atividades referentes à monitoria por um semestre,

renovável automaticamente por mais um, consecutivamente, desde que tenha seu desempenho avaliado como satisfatório ao final do primeiro semestre.

A concessão de bolsas a monitores é normatizada pelo REGULAMENTO DE MONITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO FECAP, disponível na Intranet (Portal do Aluno / Informativos).

PROUNI – Programa Universidade para Todos

Programa de bolsas de estudo do governo federal que visa possibilitar o acesso de jovens de baixa renda ao ensino superior.

Este programa oferece bolsas parciais e integrais. A FECAP dispõe de vagas somente para bolsas integrais.

Mais informações podem ser obtidas junto à CAF (Central do Aluno FECAP) ou no site:

http://prouniportal.mec.gov.br/

Programa Escola da Família

Reunindo profissionais da Educação, voluntários e universitários, o Programa oferece às comunidades paulistas atividades que possam contribuir para a inclusão social tendo como foco o respeito à pluralidade e a uma política de prevenção que concorra para uma qualidade

de vida, cada vez melhor.

Manual do Aluno da Graduação

O objetivo do Programa é a abertura, nos finais de semana, de escolas da Rede Estadual de Ensino, transformando-as em centro de convivência, com atividades voltadas às áreas esportiva, cultural, de saúde e de trabalho.

Milhares de universitários, de todo o Estado de São Paulo, dedicam seus finais de semana ao Programa Escola da Família e, em contrapartida, têm seus estudos.

Para mais informações sobre o Programa Escola da Família, entre em contato com a Central de Atendimento da Secretaria de Estado da Educação, através do telefone 0800-77-000-12, escreva um e-mail para escoladafamilia@fde.sp.gov.br ou acesse o site

http://escoladafamilia.fde.sp.gov.br/v2/default.html.

Fundação Estudar

Oferece bolsas de estudo para alunos de graduação, além de apoio ao desenvolvimento de carreiras. Mais informações no site: http://www.estudar.org.br/ .

Descontos para ex-alunos da FECAP

Como estímulo à educação continuada dos ex-alunos da FECAP, alunos formados no Colégio, Graduação, Sequenciais, Pós-Graduação Lato Sensu e Stricto Sensu da FECAP têm direito a 25% de bolsa nos cursos de Graduação e Pós-Graduação Lato Sensu ofertados pela FECAP.

Bolsas a familiares de alunos

Como estímulo à participação das famílias nas atividades educacionais da FECAP, irmãos, filhos e pais de alunos da FECAP têm direito a bolsa de 10% nos cursos do Colégio, Graduação, Sequenciais e Pós-Graduação Lato Sensu.

Mais informações sobre as modalidades de bolsas de estudos oferecidas pela FECAP podem ser obtidas no REGULAMENTO DE BOLSAS DE ESTUDOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO FECAP, disponível na Intranet (Portal do Aluno / Informativos).

Manual do Aluno da Graduação

1199)) FFIINNAANNCCIIAAMMEENNTTOOSS

Financiamento 4 FECAP

A FECAP oferece aos alunos 5 a possibilidade de financiamento de seus cursos de graduação por até 7 (sete) anos. Este financiamento é realizado com recursos próprios da Fundação.

No primeiro ano da faculdade você poderá ter 50% de financiamento, no segundo 40% e no terceiro 30% (não há financiamento para o quarto ano).

Funciona assim, por exemplo, para o aluno que está entrando na FECAP no primeiro semestre de 2012:

 

Mensalidade em 2012 com 50% de financiamento

Tempo de

Conclusão do Curso em tempo regular

Valor da mensalidade 6 de restituição do financiamento. Esse valor não sofrerá reajuste.

Curso de Graduação

Duração

de Curso

Administração

R$ 565,00

4

anos

2015

R$ 827,00

Ciências Contábeis

R$ 531,00

4

anos

2015

R$ 777,00

Ciências Econômicas

R$ 549,00

4

anos

2015

R$ 803,00

Relações Internacionais

R$ 549,00

4

anos

2015

R$ 803,00

Publicidade

R$ 473,00

4

anos

2015

R$ 692,00

Relações Públicas

R$ 473,00

4

anos

2015

R$ 692,00

Secretariado

R$ 305,50

3

anos

2014

R$ 447,00

Para conhecer as condições e regras do financiamento, entre em contato com o Departamento Financeiro da FECAP: (11) 3272-2205 ou tesouraria@fecap.br

4 Sujeito a aprovação da FECAP após análise de crédito.

5 Somente aos alunos ingressantes.

6 Após a conclusão do curso. Nessa simulação em 2016 para todos os cursos, com exceção de Secretariado, que será em 2015.

Manual do Aluno da Graduação

FIES - Financiamento Estudantil

 

O

FIES, criado pelo MEC, é um programa destinado a financiar a

O que é o FIES?

graduação no Ensino Superior de estudantes que não têm condições de arcar com os custos de sua formação e estejam regularmente matriculados em instituições privadas, cadastradas no Programa e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC.

 

Com o FIES, os estudantes de instituições de ensino superior privadas têm a oportunidade de financiar o curso em até 100% (cem por cento). O percentual mínimo de financiamento pelo FIES é de 50% (cinquenta por cento).

Oportunidade de financiar o curso em até 100%

 

Até 100% (cem por cento): quando o percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita com os encargos educacionais for igual ou superior a 60%;

até 75% (setenta e cinco por cento): quando o percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita com os encargos educacionais for igual ou superior a 40% e inferior a 60%;

 

de 50% (cinquenta por cento): quando o percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita com os encargos educacionais for igual ou superior a 20% e inferior a 40%.

 

Na

fiança convencional é necessário que o fiador comprove renda duas

Oferece dois tipos de garantia: fiança convencional e fiança solidária

vezes maior que a mensalidade. Se forem dois fiadores (máximo permitido), a renda de ambos somada deve ser o dobro do valor da

mensalidade do curso a ser financiado.

 

Na

fiança solidária, três a cinco candidatos ao financiamento da mesma

instituição de ensino podem ser fiadores entre si, sem a necessidade de comprovar a renda.

 

O QUE MUDOU NO FIES EM 2010?

   

ANTES

FIES 2010

Redução da taxa de juros

Quando o FIES foi criado, o juro do financiamento era de 9,0% ao ano. Em 2001, os contratos do FIES passaram a ter juros de 6,5% ao ano (com exceção dos cursos

A partir deste ano todos os cursos passaram a ter juros de 3,4% ao ano, ou seja, o estudante paga menos de 0,28% ao mês. Essa nova taxa de juros é inferior à inflação prevista para os próximos anos 7 .

de

licenciatura, pedagogia, normal

 

superior e superiores de tecnologia, que tinham juros de 3,5% ao ano).

7 Segundo expectativas de mercado divulgadas pelo Banco Central do Brasil (Bacen), o IPC Fipe projetado para o ano de 2011 é de 4,50% e de 4,35% para os anos de 2012 a 2014 (consulta com base em 14/05/2010 -

https://www3.bcb.gov.br/expectativas/publico/consulta/serieestatisticas)

Manual do Aluno da Graduação

   

ANTES

 

FIES 2010

   

prazo de amortização do saldo

devedor agora é de três vezes o tempo do curso, acrescido de 12 meses, e o prazo de carência aumentou para 18 meses. Assim, um estudante que tenha financiado um curso com duração de quatro anos, por exemplo, terá até 13 anos para pagar o financiamento e só começará a pagar 1 ano e meio depois de concluir a graduação.

O

Mais flexibilidade ao pagamento e maior prazo de financiamento

O

prazo de amortização do saldo

devedor era de duas vezes o tempo do curso e o prazo de carência de 06 meses.

 

O

estudante só podia solicitar

O estudante poderá solicitar financiamento pelo FIES em qualquer período do ano.

Pode ser

financiamento pelo FIES em períodos específicos, chamados de

requerido a

O

agente operador passa a ser o

qualquer

processos seletivos, que aconteciam no início de cada semestre.

FNDE (Fundo Nacional de desenvolvimento da Educação) e o atual agente financeiro é a Caixa

Econômica Federal.

momento

 

1º Passo: Inscrição no SisFIES (Sistema Informatizado do FIES)

Para efetuar a inscrição é necessário preencher a ficha de inscrição on- line, disponível no endereço http://sisfiesaluno.mec.gov.br/seguranca/principal.

2º Passo: Validação das informações

 

O

aluno deve validar dentro de 10 (dez) dias as suas informações na

Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), na instituição na qual vai estudar. O prazo é contado após conclusão do

Veja como é fácil solicitar

preenchimento da ficha de inscrição on-line.

3º Passo: Contratação do financiamento

 

Após a validação das informações, o estudante deverá comparecer em até 20 (vinte) dias, contados a partir do dia imediatamente posterior ao da conclusão da inscrição, na Caixa Econômica Federal para formalizar a contratação do financiamento.

Dúvidas e Informações sobre o FIES:

 

http://sisfiesportal.mec.gov.br/ Central de Atendimento: 0800 616161

Mudanças para

Para os estudantes ingressantes no ensino superior a partir do primeiro semestre do ano letivo de 2011 será exigida a participação no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para solicitar financiamento ao FIES.

2011

Dúvidas sobre o FIES

Caso tenha dúvidas, entre em contato com o Departamento Financeiro da FECAP: (11) 3272-2205.

Manual do Aluno da Graduação

FASES DO FINANCIAMENTO

1. UTILIZAÇÃO: período compreendido entre o ingresso do estudante no FIES e o mês imediatamente anterior ao início da fase de carência. Ao longo deste período, o estudante financiado fica obrigado a pagar trimestralmente os juros incidentes sobre o financiamento, limitados a R$ 50,00 (cinqüenta reais).

2. CARÊNCIA: período compreendido entre o mês subseqüente ao término da fase de utilização e o mês imediatamente anterior ao início do período de amortização. Durante este período, o estudante financiado fica obrigado a pagar os mesmos juros previstos na fase de utilização.

3. AMORTIZAÇÃO: período iniciado no 19 o (décimo nono) mês imediatamente subsequente à fase de utilização. Nesta fase, o saldo devedor do financiamento é amortizado com base no valor apurado mediante a aplicação da Tabela Price, em parcelas mensais, iguais e sucessivas, pelo prazo de até 3 vezes o prazo de permanência do estudante na condição de financiado, acrescido de 12 (doze) meses.

SIMULAÇÕES 8

Financiamento de 100% do Curso de Graduação

Mensalidade Hipotética R$ 950,00 9

Período de

Quantidade

Valor Médio a ser pago por mês

Financiamento

de Meses

Data Inicial

Data Final

Fase 1 Durante o curso

48

Janeiro/2012

Dezembro/2015

R$ 14,58

Fase 2 Carência

18

Janeiro/2016

Junho/2017

R$ 16,67

Fase 3 Pagamento Final

156

Julho/2017

Junho/2030

R$ 396,51

8 As simulações possuem caráter meramente ilustrativo e tem por objetivo disponibilizar informações aproximadas sobre o montante de recursos a serem despendidos mensalmente para quitar o seu financiamento.

9 Não foi considerado nenhum reajuste de mensalidade pela Instituição de Ensino no decorrer dos quatro anos de curso.

Manual do Aluno da Graduação

Financiamento de 75% do Curso de Graduação

Mensalidade Hipotética R$ 950,00

Financiamento

Fase 1 Durante o curso

Fase 2 Carência

Fase 3 Pagamento Final

de Meses

48

18

156

Data Inicial

Janeiro/2012

Janeiro/2016

Julho/2017

Data Final

Dezembro/2015

Junho/2017

Junho/2030

Inicial Janeiro/2012 Janeiro/2016 Julho/2017 Data Final Dezembro/2015 Junho/2017 Junho/2030 R$ 14,42 R$ 16,67 R$ 295,31

R$ 14,42

R$ 16,67

R$ 295,31

Período de

Quantidade

Período de Quantidade V a l o r M é d i o a s e

Valor Médio a ser pago por mês

Financiamento de 75% do Curso de Graduação

(incluindo o desembolso de 25% da

mensalidade)

 

Mensalidade Hipotética R$ 950,00

 
 

Período de Financiamento

Quantidade

Data Inicial

 

Data Final

Valor Médio a ser pago por mês

 

de Meses

Fase 1 Durante o curso

48

Janeiro/2012

Dezembro/2015

R$ 251,92

Fase 2 Carência

18

Janeiro/2016

Junho/2017

R$ 16,67

Fase 3 Pagamento Final

156

Julho/2017

Junho/2030

R$ 295,31

 

Financiamento de 50% do Curso de Graduação

 

Mensalidade Hipotética R$ 950,00

 
 

Período de

Quantidade

Data Inicial

Data Final

Valor Médio a ser pago por mês

 

Financiamento

de Meses

Fase 1 Durante o curso

48

Janeiro/2012

Dezembro/2015

R$ 13,91

Fase 2 Carência

18

Janeiro/2016

Junho/2017

R$ 16,67

Fase 3 Pagamento Final

156

Julho/2017

Junho/2030

R$ 194,26

 

Financiamento de 50% do Curso de Graduação

mensalidade)

Mensalidade Hipotética R$ 950,00

(incluindo o desembolso de 50% da

Período de

Quantidade

Valor Médio a ser pago por mês

Financiamento

de Meses

Data Inicial

Data Final

Fase 1 Durante o curso

48

Janeiro/2012

Dezembro/2015

R$ 488,91

Fase 2 Carência

18

Janeiro/2016

Junho/2017

R$ 16,67

Fase 3 Pagamento Final

156

Julho/2017

Junho/2030

R$ 194,26

Manual do Aluno da Graduação

2200)) CCOONNSSIIDDEERRAAÇÇÕÕEESS FFIINNAAIISS

a. O aluno deverá observar sempre os murais de avisos, os monitores de plasma localizados no exterior da CAF (Central do Aluno FECAP) e o Portal da FECAP (www.fecap.br) para manter-se informado sobre tudo o que acontece na FECAP. As principais informações da FECAP são enviadas por meio eletrônico. Dessa forma, o aluno deve manter seu e-mail sempre atualizado. Caso o aluno tenha algum problema em seu e-mail, a FECAP disponibiliza um link chamado “e-mails enviados aos alunos” e está disponível na Intranet (Portal do aluno/Secretaria). O link mostra todos os e-mails enviados pela FECAP aos alunos.

b. O Centro Universitário poderá abrir turmas especiais para aulas de Dependências e/ou Adaptações, desde que haja número suficiente de alunos para criação dessas turmas. As aulas das turmas especiais são ministradas aos sábados. O aluno que estiver obrigado a cursar disciplina de Dependência/Adaptação deverá pagar (mesmo não cursando as turmas especiais), além da mensalidade normal, taxa de R$ 600,00 (seiscentos e cinqüenta reais), dividido em 5 parcelas de R$ 120,00 (cento e vinte reais) com vencimento no dia 7 de cada mês, por disciplina.

c. O aluno é considerado reprovado na série se reprovar em 03 (três) ou mais disciplinas. Sendo assim, não poderá cursá-las em turmas especiais, formadas aos sábados (reservadas para aqueles que têm até duas dependências), e deverá frequentar as aulas na série em que estiver matriculado, durante a semana.

d. O aluno estará sujeito às sanções previstas no Regimento do Centro Universitário pelo descumprimento de quaisquer das normas neles estabelecidas.

e. Os casos omissos ou controversos dependerão de decisão do Conselho Universitário da FECAP.

Manual do Aluno da Graduação

AAVVAALLIIAAÇÇÃÃOO DDOO AAPPRROOVVEEIITTAAMMEENNTTOO EESSCCOOLLAARR RREEGGIIMMEE SSEEMMEESSTTRRAAL