Sunteți pe pagina 1din 5

1

1 Gz.: RK 10 – 512 (Porto Alegre) Em: 28.08.2007 A Embaixada e os Consulados Gerais

Gz.: RK 10 – 512 (Porto Alegre) Em: 28.08.2007

A Embaixada e os Consulados Gerais da República Federal da Alemanha no Brasil

informam:

Nacionalidade Alemã

I. CONDIÇÕES PARA OBTENÇÃO

1.

Nascimento

1.1

ser descendente de pai alemão,

● que estava casado com a mãe da criança quando do nascimento ou

● que não estava casado com a mãe da criança, nascida depois de 30/06/1993, e, nos ter- mos das leis alemãs, possui um reconhecimento de paternidade válido.

1.2

ser descendente de mãe alemã,

● que estava casado com o pai da criança quando do nascimento (nascimento após

01/01/1975)

● que estava casado com o pai da criança quando do nascimento, (o nascimento se deu no período de 01/04/1953 e 31/12/1974) e a mãe apresentou, no período de 01/01/1975 a 31/12/1977, declaração correspondente a um órgão alemão ou representação diplomática (comprovante). Essa declaração não pode ser mais recuperada.

● que não estava casado com o pai da criança quando do nascimento.

IMPORTANTE!

IMPORTANTE!

IMPORTANTE!

Nova regulamentação a partir de 01/01/2000:

IMPORTANTE!

I. O nascimento no exterior não mais permite a aquisição da nacionalidade alemã pelo nasci- mento quando

a)

a(o) mãe/pai alemã(o) nasceu no exterior depois de 31/12/1999

e

b)

onde tem sua residência permanente.

Exceção: o nascimento da criança é comunicado no prazo de um ano à representação di-

plomática alemã competente PELA(O) MÃE/PAI ALEMÃ(O) (declaração de nascimen- to).

II. Quando o nascimento ocorre na Alemanha, a criança de pais estrangeiros adquire a nacio- nalidade alemã quando um dos pais preenche determinados requisitos legais. Obrigatoriedade de opção entre os 18 e 23 anos de idade.

2

Em caso de nascimento da criança anterior a 01/07/1993, cujo pai alemão não estava casa-

do com a mãe estrangeira quando do nascimento da criança (vide Tz. I 1.1, alternativa 2) e a mãe da criança casou após o nascimento da criança.

Requisitos:

a) um reconhecimento de paternidade legal b) casamento dos pais da criança até 30/06/1998

e

3.

DECLARAÇÃO de pretensão de aquisição da nacionalidade alemã Requisitos:

- uma criança nascida antes de 01/07/1993, cujo pai alemão não casou até agora com a mãe estrangeira da criança ou o casamento se deu após 30/06/1998 e

- um reconhecimento de paternidade conforme a legislação alemã

e

- permanência legal de três anos da criança na Alemanha

e

- entrega da declaração supramencionada, antes da criança completar 23 anos de idade.

4.

Casamento Com o casamento com um cidadão alemão, a esposa estrangeira adquiriu a nacionalidade alemã antes de 31/03/1953.

5.

Adoção Desde 01/01/1977: uma adoção legal pelas leis alemãs de um menor por uma(um) alemã(o) (a nacionalidade entra em vigor a partir da efetivação da adoção). Desde 01/09/1986: a criança a ser adotada não pode ter completado 18 anos de idade quan- do do requerimento de adoção.

6.

Naturalização Para uma naturalização exige-se basicamente um domicílio na Alemanha. Uma naturaliza- ção do exterior está restrita a ex-cidadãos alemães e seus filhos menores.

7.

Usucapião Quem tiver sido tratado, no mínimo nos últimos 12 (doze) anos, pelas autoridades alemães como um cidadão alemão (em particular através da emissão de um passaporte alemão, car- teira de identidade ou certidão de nacionalidade) tem direito à nacionalidade alemã.

II. MOTIVOS DE PERDA

1.

No período de 01/01/1871 a 31/12/1913:

Permanência de 10 anos no exterior sem registro de matrícula de um consulado alemão Também a esposa e os filhos menores (na época abaixo de 21 anos de idade) de cidadão alemão, residentes no exterior, perdem automaticamente a nacionalidade alemã se não fize- rem o devido registro.

2.

Não cumprimento do serviço militar Um cidadão alemão com obrigações militares, nascido entre 1871 e 1885, com domicílio permanente no exterior, perdia sua nacionalidade em 01/01/1916, se no período de 01/01/1914 a 01/01/1916 não tivesse apresentado sua decisão definitiva de prestação do serviço militar.

3.

Naturalização / Aquisição por solicitação de uma nacionalidade estrangeira / Perda / Renúncia:

Aquisição de uma nacionalidade estrangeira:

3

Um cidadão alemão perde sua nacionalidade com a aquisição de uma nacionalidade estran- geira, se a aquisição se der por seu requerimento. A perda não ocorre se ele tiver recebido uma autorização para manutenção antes de adquirir a nacionalidade estrangeira e a aquisi- ção ocorre dentro do período de dois anos da data de emissão da certidão que autoriza a manutenção (até 31/12/1999 apenas se não tiver havido uma permanência habitual no exte- rior). Novo!!! No caso de aquisição de nacionalidade de um Estado-Membro da União Européia ou da Suíça não há perda da nacionalidade alemã. Nesse caso também não há necessidade de autorização para manutenção.

Perda:

Um cidadão alemão perde a nacionalidade alemã a pedido quando requerer a aquisição de uma nacionalidade estrangeira e cuja concessão já lhe foi assegurada.

Renúncia:

Um cidadão alemão pode abdicar de sua nacionalidade se possuir várias nacionalidades.

4. Adoção Uma adoção legal de um menor alemão por um estrangeiro a partir de 01/01/1977.

5. Legitimação Uma legitimação legal de um cidadão alemão menor por um estrangeiro antes de 31/12/1974 tem como conseqüência a perda da nacionalidade alemã. (vide BverwG 5 C 5.05 e 5 C 9.05, de 29/11/2006).

6. Casamento

a)

Uma cidadã alemã que casou com um estrangeiro antes de 23/05/1949 (automaticamen-

te)

b)

Em casamentos ocorridos entre 23/05/1949 e 31/03/1953 somente então quando a mu-

lher perdeu sua nacionalidade.

III. PROCESSO DE VERIFICAÇÃO DE NACIONALIDADE

1. Em quais casos recomenda-se o procedimento para verificação de nacionalidade? Se V.Sa. acredita que é cidadão alemão, mas não pode comprová-lo, recomenda-se, após consultar a representação diplomática competente, dar entrada em um processo de verifica- ção de nacionalidade, onde se verifica a descendência dos avós e bisavós. As representações diplomáticas alemãs precisam exigir um processo de verificação antes de

emitir passaporte para pessoas com nacionalidade indefinida como requisito para a emissão

de passaporte.

2. Órgãos competentes e duração do processo

O órgão competente para requerentes residentes no exterior é o Bundesverwaltungsamt (Se-

cretaria Federal de Administração) em Colônia. O requerimento é entregue na representação diplomática competente (definida pelo domicílio do requerente). O processo leva geralmente cerca de dois anos; caso parentes já tenham obtido a carteira de nacionalidade, esse período pode ser reduzido consideravelmente.

3. Certidões necessárias para o requerimento

(= original com duas cópias e tradução com duas cópias, caso se trate de certidões em língua estrangeira)

4

- Certidão de nascimento do requerente, do pai e do avô por parte de pai ou Certidão de nascimento da mãe, bem como do avô por parte de mãe, caso a nacionalidade seja proveniente da mãe (desde que o requerente tenha nascido de união não oficial ou depois de 01/01/1975);

- Certidão de casamento dos pais e avós por parte de pai ou certidão de casamento dos avós por parte da mãe;

- dado o caso, certidões de óbito dos ascendentes;

- carteiras de identidade brasileiras de todas as pessoas relacionadas no requerimento;

- Carteira de identidade brasileira para estrangeiros do pai, avô, etc.;

dos ascendentes que vie-

- antigos passaportes alemães ou outros documentos de viagem

ram para o Brasil

- Comprovante de entrada no país (listagem de navios, cópia do trecho do registro de imi- grantes, etc.);

- outros documentos que comprovem a nacionalidade alemã de antepassados originários da Alemanha;

- dado o caso, registro de matrícula (disponível na representação diplomática);

- Comprovante de não-naturalização dos antepassados que vieram para o Brasil, disponível no

Ministério da Justiça Divisão de Nacionalidade e Naturalização SNDC/DNN Esplanada dos Ministérios, Anexo II, 3° andar, Sala 313 70064-901 Brasília - DF Tel.: 0**61/3429-3402, 0**61/3429-3497, 0**61/3429-9172 Homepage: www.mj.gov.br/estrangeiros/ e-mail: dnn@mj.gov.br

4.

Taxas

A

taxa cobradas pela Secretaria Federal de Administração para emissão de uma identidade

de

nacionalidade é atualmente de € 25,00. A taxa deve ser paga através de ordem bancária à

Secretaria Federal de Administração ou em reais por ocasião da entrega da certidão na repre-

sentação diplomática. Caso o requerimento para emissão de uma identidade de nacionalidade tenha sido negado é cobrada uma taxa no valor de € 18,00.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE:

Todos os documentos (inclusive o formulário de requerimento) devem ser entregues em 2 ( duas) vias:

Uma cópia dos documentos deve ser entregue como fotocópias autenticadas, acompanhadas de versão para o alemão feita por tradutor juramentado (Listagem de tradutores disponível nas representações diplomáticas). Uma segunda cópia, como fotocópias simples de todos os documentos entregues (inclusive requerimento e traduções).

**************************************

Isenção de responsabilidade:

5

Todos os dados do presente comunicado baseiam-se em informações obtidas e experiências registradas pelas representações diplomáticas alemãs no Brasil. Não nos responsabilizamos pela exatidão dessas informações. Não passível de recurso jurídico.