Sunteți pe pagina 1din 2
Polícia Federal Prof. Anderson Contabilidade Plano de Contas
Polícia Federal
Prof. Anderson
Contabilidade
Plano de Contas

9.1.3

– Plano de Contas (Elenco de contas)

1.2.3.01

– Terrenos

Sabemos que as contas permitem com que as escriturações dos fatos contábeis possam ocorrer. Para isto, a Lei nº 6.404/76 convencionou uma estrutura (relação) dos GRUPOS (Arts. 178, 179, 180, 182 e 187) em que as contas deverão estar inclusas. Sendo assim, PLANO DE CONTAS é um elenco de todas as contas previstas pelo setor contábil da empresa como necessárias aos seus registros contábeis, numeradas seqüencialmente para que haja no ATIVO a ordem pelo grau de LIQUIDEZ e no PASSIVO, o grau de EXIGIBILIDADE e, tanto as RECEITAS como as DESPESAS a ordem pelo grau de OPERACIONALIDADE. Divide – se em grupos, assim:

1.2.3.02

– Edificações

1.2.3.03

– Máquinas e Equipamentos

1.2.3.04

– Móveis e Utensílios

1.2.3.05

– Equipamentos Informática

1.2.3.06

– Veículos

1.2.3.07

(-) Depreciação Acumulada (conta credora)

1.3.4

– Intangível (Lei 11.638/07)

1.2.4.01

– Marcas e Patentes

1.2.4.02

– Fundo de Comércio (adquirido)

1.2.4.03

– Benfeitorias em Propriedades de Terceiros

1.2.4.04

– Pesquisa e Desenvolvimento

1.2.4.04

(-) Amortização Acumulada (conta credora)

1.2.4.05

– Jazidas minerais / Recursos Naturais

 

1.2.4.06

(-) Exaustão Acumulada (conta credora)

CONTAS PATRIMONIAIS – BALANÇO PATRIMONIAL

CONTAS CREDORAS

CONTAS DEVEDORAS

2 - PASSIVO

1 – ATIVO

2.1

– CIRCULANTE

1.1

– CIRCULANTE

2.1.1

– Obrigações com Fornecedores

1.1.1

– Disponível (Disponibilidades)

2.1.1.01 - Fornecedores

1.1.1.01 – Caixa

2.1.1.02 – Duplicatas a pagar

1.1.1.02 – Numerários em Trânsito

2.1.2

– Obrigações Trabalhistas

1.1.1.03 – Bancos c/ movimento

2.1.2.01 – Salários a pagar

1.1.1.04 – Aplicações Financeiras de Liquidez Imediata

2.1.2.02 – Encargos Sociais a Recolher

1.1.1.05(-) Juros Ativos a Vencer (conta credora)

2.1.3

– Obrigações Financeiras

1.1.2

– Direitos (Créditos) Realizáveis a Curto Prazo

2.1.3.01

– Empréstimos a pagar

1.1.2.01

– Clientes / Duplicatas a Receber

2.1.3.02

(-) Juros Passivos a Transcorrer (conta

1.1.2.02

(-) PCLD (conta credora)

devedora)

1.1.2.02

(-) Duplicatas Descontadas (conta credora)

2.1.3.03 – Financiamentos a pagar

1.1.2.03

– Estoques (Mercadorias / Materiais / Produtos)

2.1.3.04 – Promissórias a pagar

1.1.2.04

(-) Prov. p/ajuste ao mercado (conta credora)

2.1.4

– Obrigações Tributárias (Fiscais)

1.1.2.05

– Adiantamento a Fornecedores

2.1.4.01 – IPI a Recolher

1.1.2.06

– Adiantamento a empregados

2.1.4.02 – PIS a Recolher

1.1.2.07

– Tributos a Recuperar

2.1.4.03 – COFINS a Recolher

1.1.2.08

– Investimentos Temporários (Títulos e valores

2.1.4.04 – ICMS a Recolher

mobiliários)

2.1.4.05 – ISS a Recolher

1.1.3

– Despesas Exercício Seguinte (Antecipadas ou

2.1.4.06 – IRRF a Recolher

A Vencer)

2.1.4.07 – IR / Contribuição Social a Recolher

1.1.3.01 – Seguros Passivos a Vencer

2.1.5

– Obrigações com Sócios e Acionistas

1.1.3.02 – Alugueis Passivos a Vencer

2.1.5.01 – Dividendos a pagar

1.1.3.03 – Assinaturas Passivas a Vencer

2.1.5.02 – Participações a Pagar

1.1.3.04 – Juros pagos Antecipadamente (a vencer)

2.1.6

– Obrigações Provisionadas

1.1.3.05 – Imposto de Renda Diferido

2.1.6.01 – Provisão p/ Férias

1.2

– ATIVO NÃO CIRCULANTE

2.1.6.02 – Provisão p/ 13º Salário

1.2.1

– Realizável a Longo Prazo

2.1.6.03 – Provisão p/ Imposto de Renda

1.2.1.01

– Duplicatas a receber de Longo Prazo

2.1.6.04 – Provisão p/ Contribuição Social

1.2.1.02

– Notas Promissórias a receber Longo Prazo

2.1.6.05 – Provisão p/ Contingências

1.2.1.03

– Estoques de Longo Prazo

2.1.7

– Outras Obrigações

1.2.1.04

– Despesas Antecipadas de Longo Prazo

2.1.7.01 – Adiantamentos de Clientes

1.2.1.05

(-) Provisão para ajuste a valor presente (conta

2.1.7.02 – Alugueis a pagar

credora) (Lei 11.638/07)

2.1.7.03 – Multas a pagar

1.2.1.01 – Débitos de Coligadas/ Controladas

2.2

– PASSIVO NÃO CIRCULANTE

1.2.1.02 – Empréstimos/ Adiantamentos à Sócios

2.2.1

– Obrigações de Longo Prazo

1.2.1.03 – Empréstimos/ Adiantamentos à Acionistas

2.2.1.01

– Duplicatas a pagar de Longo Prazo

1.2.1.04 – Empréstimos à Coligadas/ Controladas

2.2.1.02

– Empréstimos/ Financiamentos Longo Prazo

1.2.2

– Investimentos

2.2.1.03

– Debêntures a Resgatar

1.2.2.01

– Participações Societárias em Coligadas ou

2.2.1.04

– Receitas Diferidas

Controladas

2.2.1.05

(-) Custos e Despesas Futuras (conta devedora)

1.2.2.02

– Ágio na aquisição de investimentos (Goodwill)

2.3

- PATRIMÔNIO LÍQUIDO

1.2.2.03

(-) Deságio na Aquisição de investimentos (conta

2.3.1

– Capital Social (Subscrito ou Nominal)

credora)

2.3.2 (-) Capital Social a Realizar (Integralizar) (conta devedora)

1.2.2.04

(-) Provisão para perdas prováveis na realização

de Investimentos (conta credora)

2.3.3

– Reserva de Capital

1.2.2.05

– Bens de Renda (Obras de Arte, Imóveis de

2.3.3.01 – Ágio na Emissão de ações

Renda)

2.3.3.02 – Alienação de Bônus de Subscrição

1.2.3

– Imobilizado

2.3.3.03 – Alienação de Partes Beneficiárias

Polícia Federal Prof. Anderson Contabilidade Plano de Contas
Polícia Federal
Prof. Anderson
Contabilidade
Plano de Contas

2.3.3.04 – Correção Monetária do Capital

2.3.4 (+/–) Ajuste de avaliação patrimonial (Lei 11.638/07)

2.3.5 – Reserva de Lucros

2.3.5.01 – Legal

2.3.5.02 – Estatutária

2.3.5.03 – Contingências

2.3.5.04 – Incentivos Fiscais

2.3.5.05 – Retenção de Lucros

2.3.5.06 – Lucros a Realizar

2.3.5.07 – Especial

2.3.6 (-) Prejuízos Acumulados (conta Devedora)

2.3.7 (-) Ações em Tesouraria / Quotas Liberadas (conta

devedora)

CONTAS DE RESULTADO – DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO CONTAS DEVEDORAS

3 – DESPESAS

3.1 – DESPESAS OPERACIONAIS

3.1.1 – DESPESAS COMERCIAIS

3.1.1.01 – Propaganda e Publicidade

3.1.1.02 – Brindes

3.1.1.03 – Amostras Grátis

3.1.1.04 – Fretes sobre as Vendas

3.1.1.05 – Salários

3.1.1.06 – Comissões s/ vendas

3.1.1.07 – Encargos de Vendas

3.1.1.08 – Despesa c/ provisão p/ crédito de liquidação

duvidosa

3.1.2 – DESPESAS FINANCEIRAS

3.1.2.01 – Despesas com Juros e Multas Passivos

3.1.2.02 – Descontos condicionais concedidos

3.1.2.03 – Despesas Bancárias

3.1.2.04 – IOF s/ movimentação financeira

3.1.2.05 – Variações monetárias passivas

3.1.2.06 – Juros sobre o capital próprio

3.1.3 – DESPESAS ADMINISTRATIVAS

3.1.3.01 – Água e esgoto

3.1.3.02 – Energia Elétrica

3.1.3.03 – Telecomunicações/Telefone

3.1.3.04 – Lanches e Refeições

3.1.3.05 – Combustíveis e Lubrificantes

3.1.3.06 – Despesas com Seguros

3.1.3.07 – Salários e Encargos Administrativos

3.1.3.08 – Despesas c/ IRPJ e Contribuição Social

3.1.3.09 – IPTU e IPVA

3.1.3.10 – Depreciação

3.1.3.11 – Amortização

3.1.3.12 – Pró-labore

3.1.3.13 – Honorários contábeis e advocatícios

3.1.4 – OUTRAS DESPESAS OPERACIONIAIS

3.1.4.01

– Perdas na Equivalência Patrimonial

3.1.4.02

– Despesa c/ provisão p/ ajuste a valor de

mercado

3.2 – OUTRAS DESPESAS (não-operacionais até 2007)

3.2.01 – Insubsistências Passivas

3.2.02 – Superveniências Passivas

3.2.03 – Perdas e Furtos

3.2.04 – Despesas na Alienação de Ativo Permanente

3.2.05 – Despesas de Provisão p/ Perdas Prováveis na

Realização de Investimentos

3.2.06 – Doações Concedidas

3.3 – DESPESAS COM IMPOSTOS

3.3.01 – Despesa com Provisão para Imposto de Renda

3.3.02 – Despesa com provisão para Contribuição Social

3.4 – PARTICIPAÇÕES NO LUCRO

3.4.01 – Debenturistas

3.4.02 – Empregados

3.4.03 – Administradores

3.4.04 – Partes Beneficiárias

3.4.05 – Fundos de pensão/Previdência de empregados

CONTAS CREDORAS 4 - RECEITAS

4.1 – RECEITAS OPERACIONAIS

4.1.1 – RECEITAS BRUTAS

4.1.1.01 – Vendas de Produtos

4.1.1.02 – Vendas de Mercadorias

4.1.1.03 – Vendas de Serviços

4.1.2 (-) DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA

(DEVEDORAS)****

4.1.2.01 (-) Devoluções de Vendas

4.1.2.02 (-) Descontos e Abatimentos sobre as Vendas

4.1.2.03 (-) COFINS sobre o Faturamento

4.1.2.04 (-) PIS sobre o Faturamento

4.1.2.05 (-) ICMS sobre as vendas

4.1.2.06 (-) ISS sobre serviços prestados

4.1.2.07 (-) Simples Federal sobre o Faturamento

Obs: São consideradas como despesas, porém,

representadas como Retificadoras da RECEITA.

4.1.3 – CUSTOS DAS ATIVIDADES (DEVEDORAS)****

4.1.3.01 (-) Custo dos Produtos Vendidos (CPV)

4.1.3.02 (-) Custo das Mercadorias Vendidas (CMV)

4.1.3.03 (-) Custo dos Serviços Prestados (CSP)

Obs: São consideradas como despesas, porém,

representadas logo após a RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA, com o objetivo de se identificar qual foi o LUCRO OPERACIONAL BRUTO da empresa.

4.1.4 – RECEITAS FINANCEIRAS

4.1.4.01 – Juros Ativos

4.1.4.02 Descontos Condicionais Obtidos/ Recebidos

4.1.4.03 – Rendimentos s/ aplicações Financeiras

4.1.4.04 – Variações Monetárias Ativas

4.1.5 – OUTRAS RECEITAS OPERACIONAIS

4.1.5.01 – Alugueis Ativos (Receitas de Alugueis)

4.1.5.02 – Ganhos na Equivalência Patrimonial

4.1.5.03 – Receitas de dividendos

4.2 – OUTRAS RECEITAS (não-operacionais até 2007)

4.2.01 – Insubsistências/ Superveniências Ativas

4.2.02 – Reversão de PCLD

4.2.03 - Receita na Alienação de Ativo Permanente

4.2.04 - Reversão de Provisão para Perdas Prováveis

Realização de Investimentos