Sunteți pe pagina 1din 6

Análise Técnica do Mercado

Financeiro
Gráfico de Candestick (Candelabro)
Candlestick é a forma de representação gráfica da variação dos
preços dos ativos negociados em bolsas de valores mais popular entre os
traders do mercado financeiro.
Os gráficos de candlestick, por si só, representam uma técnica única
de operação e formam padrões que podem significar possível reversão ou
continuação de movimentos de preços. Estes padrões podem ser formados
por um ou mais candles. Os padrões de reversão são compostos por candles
que podem significar inversão da força (compradora ou vendedora)
predominante no mercado ou indecisão do mercado quanto ao rumo dos
preços (equilíbrio entre força vendedora e compradora). Os padrões de
continuação são composições de candles que indicam força da tendência ou
movimento estabelecido.
O termo em língua inglesa candlestick (candelabro) se deve ao fato
dos elementos gráficos utilizados na representação dos preços praticados
pelo mercado lembrarem o formato de velas, distribuídas sobre a área do
gráfico.
Gráfico de Candlestick (Candelabro)
Os gráficos de candlesticks foram criados na cidade de Sakata
no Japão, em meados do século XVII, como uma ferramenta de análise
de preços dos contratos futuros de arroz.
Atribui-se a Munehisa Homma a maior parcela da fama pelo
desenvolvimento desta técnica de análise e negociação de
mercadorias. Dizem que ele foi capaz de executar, consecutivamente,
cem operações vencedoras utilizando essa técnica. Em pouco tempo,
os gráficos de Sakata (Sakata Charts) tornaram-se popular entre os
traders das bolsas de arroz de Osaka. Esta forma de representação
gráfica do movimento dos preços dos ativos foi trazida ao ocidente por
Steven Nison, operador do mercado de ações de Nova Iorque, no início
da década de 1980. Atualmente, grande parte dos traders que atuam
nas diversas bolsas de valores e de mercadorias do mundo inteiro
utilizam, preferencialmente, a forma de representação gráfica de
candlesticks em suas análises técnicas e para execução de seus trades.
Como interpretar o Gráfico:
Suporte e Resistência
Se temos um grande número de pessoas gerando uma grande demanda pela
compra de ações de lado da corda e um pequeno número de investidores, com uma
pequena quantidade de ações à venda do outro lado, o preço dessa ação tenderá a
subir.
Isso significa que as ações seguem a lei da oferta e da demanda, como
ocorre com qualquer produto. Você já deve ter percebido que quando a oferta de uma
determinada fruta ou legume cai, o seu preço tende a subir.
Já quando temos muitas pessoas querendo vender uma determinada ação
e, consequentemente, uma oferta maior de ações disponíveis, o preço dessa ação
tenderá a cair. A Lei da Oferta e da Procura (Demanda) diz que essa variação do preço
ocorre pela busca do preço de equilíbrio, ou seja, o preço que fará a demanda pelas
ações ser igual a oferta de ações. Para isso, nos períodos em que a oferta excede a
procura, seu preço tende a cair até o ponto em que esse preço baixo estimule a
demanda e desestimule a oferta. Já em períodos nos quais a demanda passa a
superar a oferta, a tendência é o aumento do preço até que essa alta estimule a oferta
e desestimule a demanda.
O gráfico que mostra a variação do preço de uma ação nada mais é do que o
registro visual dessa dança dos preços na busca de um preço de equilíbrio ou um
preço “justo”