Sunteți pe pagina 1din 13

No casamento, duas pessoas se tornam

uma. A Bíblia descreve tal fato como sendo


“uma só carne” (Gn 2.24).
O adultério parte ao meio a intimidade e a
confiança especiais entre marido e mulher.
É por isso que as pessoas dizem coisas
como: “Meu coração está partido” ou “Eu
me sinto como se tivesse sido
despedaçado”.
“Provavelmente, você também sinta vergonha.
Você se sente fragilizado, exposto e constrangido
por aquilo que o seu cônjuge fez. Você faria
qualquer coisa para encobrir a traição e se livrar
desses sentimentos horríveis. Talvez, você (ou os
seus amigos) até tenha boas razões para negar
seus sentimentos. Você pode achar que, porque
Deus é o seu refúgio e fortaleza, você está
negando a sua fé ao expressar a sua dor. Ou você
pode achar que os seus sentimentos o afastam
do objetivo cristão do perdão. No entanto, é um
erro encobrir ou negar o que você está sentindo”.
Por que existe
adultério?
Mateus 5.27,28
COMO ACONSELHARQUEM COMETEU
ADULTERIO
I) Pecados Habituais: Prostituição,
adultério, vícios, masturbação.
II) Causas:
– falta de revelação da libertação do poder do
pecado;
– Estimulos Ambientais; (local de trabalho,
televisão, internet, revistas)
– Pressão da sociedade ou grupo de convivência.
– Ignorância da palavra;
Pressão Interna: O ambiente torna mais fácil
o indivíduo ceder a tentação sexual, mas a
verdadeira fonte do problema está na mente
da pessoas
A. Curiosidade: será que estou perdendo alguma coisa.... Será que é
diferente?....
B. Busca por intimidade e proximidade: motivado pela carência
algumas pessoas acabam abrindo brechas.
C. Fulga ou rebeldia: Comportamento sexual, inclusive mastubarção
pode ser uma forma de fugir do tédio, aliviar tensões, e escapar
temporariamente das pressões da vida.
D. Pensamentos Impuros: Alimentam a mente.
E. Influência demoníaca: Ef 4;27 ‘’ nem deis lugar ao diabo’’ A bíblia
afirma que os cristãos estão em constantes batalhas espirituais contra
as forças do mal ‘’ciladas do diabo’’.... A mente é um campo de
batalha.
2) Identificações:
a – Sentimentos: culpa, solidão, tristeza,
distanciamento de Deus, condenação,
acusação;
b – Comportamentos: foge das pessoas, de
Deus, não ora, distanciamento: Célula, igreja,
não ceia.
c – Pensamentos: Deus está zangado, não tem
jeito pra mim, Deus não perdoa, não mereço o
perdão de Deus, não sirvo mais para ser crente.
3) Fundamento Bíblico:

A. O sexo foi criado por Deus e é bom: esse é


o ponto de partida para qualquer discussão
sexual, Não é pecado!!! (Desejo Sexual é
pecado?) (HB 13.4)
B. Sexo fora do casamento é pecado: (1 Co
6:15) o pecado sexual é algo que afeta o
corpo, a morada do Espírito Santo.
c. Sexo fora do casamento pode envolver
masturbação: Ao contrario da fornicação e
adultério, a masturbação nunca é mencionado
na bíblia. No entanto, ainda sim consideramos
pecado, ou pelo menos uma porta aberta para
o pecado.
Bases bíblicas para mudança de
pensamento:
Rm 6:6,11,12,14 (principalmente verso 6 - a pessoa
precisa ter revelação que já foi livre do pecado)
I Jo. 1:9 (perdão de Deus);
Rm 12:2 (Renovar a Mente)
Sl 32 (não esconder Pecados)
Tg 5:16 (precisa de cura)
Obs.: Confrontar a pessoa e orar com ela, para que
haja arrependimento, mudança de vida e
“liberando” o perdão de Deus.
Pedir perdão do cônjuge
Pedir perdão dos Filhos
4) Como ajudar:
• Ouvir de maneira compreensiva e recepitiva.
• Não demonstre uma impressão de julgamento
• Evite ser ‘’curioso’’
• passar tarefas como:
– Confessar a palavra, estudar RM 6, Ef 5 e 6.
– Vida de oração e leitura da palavra;
– Orar para que haja Revelação da palavra, para
que haja Luz! Sl 119: 9.10,11,18, 34, 47;
– Trate o pecado como pecado e não como doença;
– Ler livros sobre o tema
– Tomar medidas práticas para afastar do pecado.
Ex: José e a mulher de Potifar:
• fugir do pecado;
• Romper Relacionamentos errados
• Não ver filmes com sexo explícito;
• Não ver revistas pornográficas;
• Der tempo para seu cônjuge.
Existe uma única reposta para:

COMO VENCER O ADULTÉRIO

LIMPE O CORAÇÃO
Provas do verdadeiro arrependimento

1. Está disposto a chamar o adultério pelo nome?


2. Está disposto a aceitar a responsabilidade de
todas as suas ações?
3. A pessoa entende a natureza terrível do adultério
4. A pessoa percebe que precisa de ajuda
5. A pessoa está disposta a buscar o “perdão de
Deus”
6. Está disposto a ser membro atuante na igreja?